Com reforços, Palmeiras renova a esperança de seu torcedor

Torcedor de verdade não vive de título, vive de esperança. E o Palmeiras, às portas de duas grandes decisões no ano, tem motivos para renovar as esperanças, sobretudo na Libertadores.

O estúpido regulamento da Copa do Brasil limitou as inscrições ao mês de abril, impedindo que os clubes usem jogadores contratados na janela do meio do ano, que como todos sabem, é intensa.

Deyverson
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

Vetar a inscrição de um jogador que já disputou a competição por outro clube faz sentido, mas não é o caso de jogadores que vêm de fora – por exemplo, Everton Ribeiro no Flamengo. No Palmeiras, jogadores como Bruno Henrique e o avante Deyverson, dariam um brilho maior à competição. É muita burrice da CBF.

O atacante recém-contratado que estava no Alavés e foi sensação na Espanha é um dos pilares da renovação da esperança do palmeirense. Deyverson, que se sente bem à vontade saindo da área como quer Cuca, deve assumir o comando do ataque do Verdão, fazendo o papel que no ano passado cabia a Gabriel Jesus.

Isso não necessariamente significa que Borja micou – é perfeitamente possível aproveitar o colombiano da mesma forma que Barrios era aproveitado no ano passado: quando eventualmente Gabriel Jesus era deslocado para o lado esquerdo. Em jogos que exigiam uma presença mais fixa na área, Cuca sacava Cleiton Xavier e deslocava Dudu para jogar por dentro.

Moisés
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

A dinâmica do meio-campo também deve ganhar uma novidade que enche o torcedor de esperanças: liberado pelo DM, Moisés está na fase final de recuperação física e tem chances de jogar contra o Barcelona – embora uma previsão mais realista aponte sua volta para a segunda ou terceira semana de agosto. Com o Profeta em campo, Cuca ganha opções de variações usando-o em praticamente todas as posições do meio-campo e ataque – só não joga de centroavante.

E não podemos nos esquecer que Felipe Melo, fora há um mês por lesão, também voltou a ficar à disposição. Assim, o Palmeiras do segundo semestre que vai brigar pela Libertadores pode ter como formação básica Felipe Melo e Moisés; Willian (Borja), Guerra e Dudu; Deyverson.

Só faltaria mesmo resolver os problemas das laterais. Jean pode estar de volta também em breve – esperamos, livre dos problemas no joelho que o fizeram cair assustadoramente de rendimento. E na esquerda, vamos rezar e ter esperança.

Quem perde espaço?

Quem deve perder espaço com essas mudanças é Roger Guedes – não por seu futebol, já que vem sendo um dos jogadores mais confiáveis desde a volta de Cuca, mas sim pela tendência do jogador ser negociado. As ofertas pelos direitos econômicos do jogador estão surgindo e é bem provável que ele siga sua carreira no exterior já a partir deste segundo semestre.

SormaniA perspectiva das entradas de Deyverson e Moisés no time devolvem à nossa torcida o combustível fundamental para continuar apoiando nosso time de forma maciça: a esperança, sobretudo para a conquista da Libertadores, que é o principal objetivo do ano.

Diante da má fase atual, rivais e imprensa estão doidinhos para sapatear em cima da gente. Parece que eles não sabem com quem estão lidando. VAMOS PALMEIRAS!


O Verdazzo é patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Aqui, o link para se tornar um padrinho do site: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Prass ,Jean ,Mina , Luan e Bastos (Egídio); Melo e Moisés , Guerra e Dudu , Guedes e Deyverson (Borja). Belo time só entrosar. opções Jailson , Tchê , Keno , William , T. Santos Ainda acredito em título. Tem que pontuar amanhã.

  • Rapaz, desistir do Brasileirão? Ainda não, tanto pelas possibilidade, lamentáveis, mas palpáveis, de não avançarmos nas copas, quanto pelas possibilidades, remotas, mas existentes (é fato), de brigarmos pelo título nacional. Uma arrancada histórica, somada a uma queda de rendimento considerável do principal rival, seria suficiente para conquistarmos o 10º título nacional.

    É claro que conseguir passar por Cruzeiro e Barcelona nas copas será excelente, e perfeitamente possível também.

  • Eu voto em dar confiança ao elenco e á diretoria! Merecem a chance de voltar o time aos trilhos.

  • Azar perder tantos jogadores importantes por contusão! Tomara que acertamos esse time pra Libertas! AVANTI !

  • Definindo um time, o Cuca consegue saber quem serão os titulares e os reservas para os próximos jogos. Pensando nisso, colocaria o que considerar reserva amanhã, jogo sem tanta importância de um campeonato já entregue, mas que, ainda sim, possui plenas condições de ganhar do Vitória na nossa casa lotada, novamente. Além dos que serão titulares e que não vinham jogando, para pegarem ritmo de jogo, num plano de jogarem amanhã e quarta-feira, pouparem domingo que vem, e na quarta seguinte irem pra cima com tudo do Cruzeiro e garantirem a classificação.

  • Jailson
    Mayke Juninho Luan Michel
    FM BH
    Guedes Guerra Dudu
    Borja
    Jogaria com este time amanhã e na quarta-feira, contra o Flamidia, colocaria o time que enfrentaria o Cruzeiro.
    Um belo teste fora de casa .

  • Amanhã é uma boa oportunidade para a volta do FM, além de testar o Michel na LE .
    Pode poupar o Mina, que vem jogando todas, e também o Prass que nem relacionado deveria ser, merece um final de semana com a família e não estou sendo irônico.

  • Tenho minhas dúvidas quanto ao Moisés para esse ano. Não é só recuperar fisicamente, mas também pegar ritmo de jogo, e confiança para forçar o joelho sem medo nas jogadas. Espero que não, mas pode ser que ele só volte a ser o mesmo Moisés que a gente conhece em 2018.

    Espero estar errado, óbvio.

    O Deyverson, não sei explicar por quê, não conheço, mas tenho a impressão que jogador que vem assim, da Europa, meio esquecido por estas bandas, tem tendência a desempenhar bem, talvez por não sentir tanto a pressão. Até foi uma pena não ter dado certo com o Diego Souza, mas no atual momento do time, há chances que a vinda dele poderia até atrapalhar mais do que ajudar.

  • Entraria com esse time domingo:
    Jailson; mayke, mina, juninho, michel bastos; f.mello, b.henrique, guerra; dudu, william, r.guedes.
    Cuca tem que explorar mais o diferencial do bruno henrique, o chute de fora da área.

  • FM já deve jogar contra o Vitória, o que já vai trazer uma melhora na marcação do meio e deixar a defesa mais segura.
    Não teremos Moisés no próximo jogo da Libertadores e como sua lesão foi bastante séria, vai demorar uns 4 ou 5 jogos pra ganhar ritmo e confiança quando voltar a campo.
    A volta agora do Jean também será importante .
    Teremos um time de verdade mais para o final da temporada, mas se passarmos pelo Barcelona chegaremos bem mais fortes .

    • O Jaílson estreiou contra o Vitoria ano passado e não perdemos mais … Mas quero o Prass foram .situações diferentes …

  • Não pode mesmo cair na armadilha da imprensa ..Aogra também não existe teoria da conspiração .. menos.
    Agora sobre o Deyverson , é bom jogador ?
    Honestamente tenho pouca referência sobre ele , quem indicou?

  • Sou grande admirador do trabalho do Mattos. Na boa, a torcida esquece muito rapidamente aonde estavamos na era pre-Nobre. Nosso time era horrivel, nao ganhavamos nenhum classico e sempre rondando a zona do rebaixamento, e sem alguma esperanca para acreditar num futuro diferente.

    Mudamos o jogo completamente. Nobre sempre disse, e concordo 100% com ele. Precisamos ser protagonistas. Nao da pra ser campeao de tudo, mas temos que estar sempre no jogo pelo titulo. Este ano, estamos entre os 16 da Libertadores entre os 8 da Copa do Brasil. Nem os gambas (com este ano incrivel que estao tendo) estao na disputa. So estao jogando o Brasileirao. Enfim, o Palmeiras nao so eh um time forte agora, eh um time jovem que nos faz acreditar que podemos novamente no ano que vem entrar forte em todos os campeonatos.

    Estou confiante que o Deyverson se ajusta mais ao estilo do Cuca e que a volta do Moises ajuda demais ao time ter pegada e boa criacao.

    Galera, lembremos onde estavamos poucos anos atras. Nosso time hoje eh sustentavel!!! E somos os atuais campeoes Brasileiros!!!

    • Para quem viu o ouviu a entrevista de mais de uma hora que o Mattos deu, acredito que conseguiu visualizar bem a diferença de hoje para 3 anos atrás.

      E também visualizar o futuro promissor que o Palmeiras terá nas próximas décadas. Isto claro, se o câncer não voltar a comandar nosso clube.

      Claro que Mattos comete erros, como todos cometem e deve ser criticado por isso.

      Mas o retorno dado através do trabalho dele, foi muito maior.

      Para quem não assistiu ou ouviu, vale à pena perder uma horinha e ver a íntegra da entrevista…

  • Agora que teremos o Moises, devemos ter 2 meias , moises e guerra. para municiar Borja, veja os jogos atl nacional , guerra e macnelly torres serviam o borja, que é empurrador de bola. Como é o jo , Henrique dourado, fred , guerrero , barrios. Os cinco atacantes que citei são servidos por 2 meias, e quando saem da área tropeçam na bola. Agora diretor aparecendo pois a casa dele ta caindo, ta dando muito na cara. Desfazendo de bons jogadores nossos para trazer perebas e ganhar comissão. Vitinho serve para Barcelona para o Palmeiras não. Lucas Taylor e Mateus salles colocaram luca lima do bolso em uma final de cb e não servem. Ai traz 2 perebas para lateral direita do cruzeiro e não vingam. some com mateus sales e traz felipe melo e bruno Henrique serieb italiana, e por ai vai…..

    • Vitinho foi para o Barcelona B, por empréstimo. Lucas Taylor era reserva no Criciúma e no Red Bull; Matheus Sales, reserva no Bahia. Melhor elenco do Brasil agora é ruim… Tenha santa paciência…

    • Felipe Melo eh pereba? O Bruno Henrique era considerado um dos melhores volantes do pais quando foi jogar fora! Bom mesmo eh Lucas Taylor … ahahahaha

  • Sinceramente acho que o problema do Palmeiras não é contratação.. é saber usar o elenco que tem.

    Cuca ainda está pensando em 2016, mas o elenco de 2016 não existe mais!

    GJ foi embora, NINGUÉM vai jogar como ele ali na frente, não adianta exigir isso de Borja, Willian e Deyverson, eles não vão conseguir a torcida vai ficar xingando eles!

    Moisés e Jean machucados, TTche sumiu e VHugo foi embora! Olha pro elenco e monta um time com o que tem de melhor, fim de papo.

    Eu não venderia RG.. Pra mim falta definir quem joga na cabeça de área e qual função o jogador vai fazer.. Moisés entra fácil no lugar do TTChe e RG fica na ala direita.

    O time no meio pode ser FM (TS), Moisés, Guerra, Dudu, RGuedes e (Willian ou Borja ou Deyverson)

    Willian não tem jogado tudo isso pra ser titular absoluto, pra mim ele está na mesma que o Borja, o problema é que no Borja pagaram uma fábula, uma grana que ele não vale e agora a torcida fica exigindo que ele seja o CR7.

    Técnico tem que respeitar as qualidades do jogador, tem jogador que consegue desempenhar mais de uma função bem, tem jogador que não, Borja não consegue, ou coloca ele pra jogar onde mostrou (pelo menos ano passado) que sabe, ou vende.

    Eu sei que as laterais não estão bem, seria uma boa vir alguém, mas se não vier tem que se virar com o que tem, nenhum time no Brasil tem jogadores bons em todas as posições.. Vejam que o grêmio tem o “TEVE Palmeiras” na LE e não ficam choramingando, bota o cara pra fazer o que sabe e fim.

    Quer por o Juninho, blza, mas ele não precisa subir, fica só marcando, quer por Egídio, ok, reforça o meio e deixa ele mais solto pra atacar!

    • Ralf, concordo com quase tudo que você disse, mas em relação ao Borja, acredito que a maioria não está esperando um CR7.

      Espera apenas os fundamentos básicos que qualquer jogador profissional deveria saber, como passar uma bola por exemplo.

      E ele, infelizmente, nem isso tem conseguido fazer..

      Muito provavelmente pela pressão absurda que nós estamos fazendo…

      • Wilfrido, permita-me contextualizar algo que já vivenciei muito jogando bola por mais de 20 anos (como centroavante – amador).
        Existem 2 posições no futebol em que a cobrança é diferenciada. Goleiro e Centroavante. Simplesmente porque são posições FATAIS. Se o goleiro falha, toma o gol. Se o centroavante não faz o gol… Existe até um ditado que diz que centroavante que não faz gol, morre de fome.

        Pois bem, posso lhe afirmar que o Borja sabe sim, dar passes e fazer bem mais do que vêm fazendo. O problema do Borja é puramente, falta de confiança.
        Sejamos sinceros. Nos 5 primeiros jogos dele, achamos que teríamos o melhor 9 do país. Artilheiro de todos os campeonatos.
        Lembra da arrancada do campo de defesa e o tapa no canto contra a Ferroviária na estréia? Lembra do giro sobre o zagueiro no jogo seguinte e o tapa por entre as pernas do goleiro? E da canhota fulminante contra o Novorizontino? Gols de pura explosão e potência.

        O Borja passou a ser “fritado” exatamente no jogo contra o Penãrol no Allianz Parque quando perdeu algumas oportunidades e errou aquele pênalty (aliás ele sempre cobrou muito bem em sua carreira, há vídeos no youtube exclusivos sobre isso). Na sequência o EB o sacou do jogo de forma a expor o cara. Nas partidas seguintes o sacou de todos os jogos até a ocorrência do chute no copo de água e a infeliz entrevista em que ele expôs desnecessariamente que ele havia sido contratado a peso de ouro e não estava fazendo os gols. Depois ele foi para o banco, onde está até hoje.

        Nem EB e nem Cuca até hoje deram um voto de confiança ao jogador e oportunizaram uma sequência digna como titular e sem pressão de substituição. O Cuca prometeu isso na chegada. Fez contra o Vasco… 2 gols… e depois… (???)

        Não que eu defenda cadeira cativa. Mas é fato de que não temos nada de maior potencial como 9 no elenco.

        3 exemplos:

        O Pratto chegou no SPFW e o Gilberto estava fazendo 2 gols por jogo. Não importou. Ele custou caro e veio para ser titular pelo potencial que ele tem e assim ganhou a confiança do técnico e é titular até hoje. Perde muitos gols também. Perde pênaltis como contra o Santos… mas tem a confiança do técnico, pois se sabe que daqueles ovos sai um bom omelete.

        O Barrios quando chegou ao Grêmio recebeu o mesmo tratamento do Renato. Você é meu 9. Arrisque. Erre, mas arrisque, pois você tem minha confiança e não será sacado do time. O resultado nós já sabemos. Artilheiro do Grêmio na temporada, mesmo chegando tarde.

        O Guerrero demorou deslanchar no Flamengo e hoje dá ótimo retorno.

        O Borja é um garoto que fez 24 anos agora, tímido, em um país estranho ainda. Tudo o que ele precisava antes de estar com esta auto-estima baixa a ponto de não acertar um mísero passe, era que os técnicos lhe tivessem passado confiança.

        Já passei por fases em que a confiança era tanta que eu tinha convicção de que iria fazer os gols. Tinha tranquilidade para observar o goleiro e tirar do lado, cavocar por cima…
        E já vivi fases em que o gol ficava pequeno, o goleiro crescia, de fechar os olhos e encher o pé de qualquer jeito e por fim, você começa a se esconder do jogo para não receber uma bola em condições de finalização, pois tem medo de errar e ser mais criticado ainda.
        Este é o Borja de hoje.

        Temos um baita problema, pois o cara está totalmente intranquilo.
        Podes ter certeza, que é muito melhor um caneleiro com confiança do
        que um grande jogador sem nenhuma confiança. E na posição de
        centroavante, isso é mais crítico ainda, pois na hora que a bola sobra,
        você tem que ser frio.

        Se o Cuca não usar de psicologia e abraçar o jogador, pode vender.

        Mas venda para outro país, pois se ele encontrar um lugar onde lhe devolvam a confiança, ele vai meter muito gol.

        Abraço!

      • Eu até concordo com vc, mas lembra do Barrios ano passado? Errava cada bola patética, teve até um gol incrível que ele perdeu que a cara dele depois virou até meme.. Teve uma arrancada dele no meio do campo que se enrolou com a bola..

        E hoje? Não virou nenhum primor da noite pro dia, colocaram ele pra jogar onde sabe e o cara deslanchou fzndo gols, sumiu a pressão..

        É o que penso do Borja, TALVEZ dê certo se colocar ele dentro da área, sem essa de sair buscar bola.. vê os jogos dele ano passado e escala ele do mesmo jeito.. A pressão vai diminuir e o cara se acha.. Mas ele fez dois gols contra o Vasco e voltou pro banco.. aí mata a moral dele tbm.

        CR7 foi força de expressão, o que eu quero dizer é que as expectativas ficaram exageradas, principalmente pelo preço pago por ele..

        Abçs..

        • Acho que o ano passado o Barrios teve poucas chances, mas em 2015 foi bem.

          Vejo que o Borja tem tido poucas chances neste ano e realmente isso atrapalha.

          Quem sabe agora em Atibaia o Cuca consiga encaixar o esquema tático e todos os jogadores melhorem, pois o problema do time não é o Borja.

          O problema é tático.

          Abçs…

    • Tenho minhas dúvidas se o Borja tem faro de gol, ou se o time do Atletico Nacional é que jogava muito bem e deixava ele com boas condições. Não pode esquecer também que libertadores não é lá muito parâmetro, uma vez que o nível técnico da competição vem caindo ano a ano: bastou aparecer um time mais organizado (Atl.Nac.) e os outros todos cairam que nem fruta podre (igual os gambas no brasileiro esse ano).

      Eu aposto minhas fichas que era o Atl. Naciobal que era azeitadinho, e fazia um jogador comum como o Borja, render e parecer melhor do que realmente era. 2016 foi pra ele o que 2017 tá sendo pro Ceifador.

      • Pode ser.. Não descarto essa possibilidade.. Mas então vamos fazer pelo Borja o que o FlorminenC tá fzndo pelo Henrique.. Pq não?

        Abçs

  • A solução para o ataque pode ser o Deyverson. O Borja esse ano esquece!
    O Moisés quando voltar vai ajudar muito no meio-campo.
    O Borja, infelizmente, só ano que vem, o time terá tempo pra treinar, o ataque será melhor municiado e ele vai enfrentar times mais fracos no Paulistão pra ir pegando confiança.
    Se passarmos de Cruzeiro e Barcelona, o que não é difícil, creio que ganharemos muita confiança e daí será difícil segurar o Palmeiras.
    Mas temos que “concertar” o estrago rapidamente até esses dois jogos e a torcida abraçar o time nessas decisões, o que certamente fará.

  • Por que não tentar um esquema com 3 zagueiros? Acho que isso solucionaria esse problema que temos com as laterais! Cuca podia testar essa formação no Brasileirão, já que agora estamos como franco atiradores. Poderíamos jogar com:
    Goleiro: Prass
    Zaga: Juninho – Mina – Luan
    Volantes: Felipe Melo (mais fixo) – Bruno Henrique – Tchê Tchê
    Meia: Guerra – Dudu
    Ataque: Deyverson – William Bigode

      • Justamente! Jean (quando voltar da lesão), vira opção no meio, que é a posição de origem dele. Zé Roberto viraria mais uma opção no meio. Egídio, Mayke e Fabiano que teriam que se virar pra ter uma chance de jogar, mas isso é o de menos.

    • Acho que o time com 3 zagueiros tende a jogar muito recuado e isso não é bom. A não ser que os jogadores estejam muito entrosados para sair para o ataque com, teoricamente, um homem a menos, portanto, precisando de menos toques na bola para chegar a área adversária. EB tentou 3 zagueiros na liberta e foi um desastre.

    • Esqueçam. Nosso Técnico gosta de pressão na frente e time atacando. Não esperem time defensivo dele. Não que seja um defeito, mas é seu estilo próprio.

  • Independente da fase do atleta, estando ou não em bom momento e/ou lesionado, entendo que com o elenco atual, os 11 pilares, entre jogadores já consolidados e aqueles com maiores potenciais de desenvolvimento, devem ser: Prass, Jean, Mina, Luan, Michel Bastos, Felipe Melo, Moisés, Roger Guedes, Guerra, Dudu, e Deyverson.

    Os reservas imediatos:
    Jaílson, Mayke, Edu Dracena, Juninho, Egídio, Thiago Santos, Tchê-Tchê, William, Zé Roberto, Keno e Borja.

    • Eu gosto muito da formação que você coloca e concordo com todas. Mas, olhando o que o Cuca tem optado, dificilmente ele coloca o FM e vai preferir o TS. Acho que a grande dificuldade do nosso time é o tempo para treinar. #AvantiPalestra

      • É verdade, amigo. Posição por posição, esses realmente parecem os 11 melhores. Mas tudo isso no papel. Vai depender do encaixe, que só vem com a rodagem. O FM não tem a movimentação que o Tchê-Tchê tinha ano passado, então os jogadores que estão entrando no esquema campeão do Cuca devem se adaptar, como ele também não pode se engessar no que já deu certo no passado, devendo buscar alternativas com os melhores que possui. Afinal, se ano passado “deu encaixe”, porque não é capaz de fazê-lo novamente? Tenho certeza que sim.

    • Os dois times bem treinados seriam bastante competitivos !! Respeitando a característica de cada jogador e sem invenções toscas

  • Show a entrevista do Mattos. Quero saber se a nossa torcida vai acreditar no nosso Diretor de Futebol ou nas fofocas da mídia antipalmeirense?

  • Excelente entrevista do Mattos.

    Foi muito esclarecedora a entrevista, principalmente para os torcedores do Palmeiras que tanto criticam…

  • Quanto ao Borja, o Mattos falou há pouco que ele “é um atacante de finalização e explosão, que precisa da bola na frente e que o Cuca está entendendo como usá-lo”; e aludiu tb às dificuldades de adaptação intrínsecas a um tipo de mudança de ambiente como a que Borja está experimentando.

    Continuo crédulo em que o projeto-Borja tem toda condição de frutificar.

    #ForzaMattos
    #ForzaBorja

    • Eu concordo em termos com adaptação. O número alto de estrangeiros que desempenham bem no campeonato brasileiro contradiz essa teoria. Só não excluo totalmente a possibilidade porque vai saber, o cara eh realmente diferentão no jeito de ser, a ponto de atrapalhar a carreira.

  • Rpz, se fosse o Palmeiras jogando assim, na retranca, estariam falando que o Palmeiras joga feio, Cucabol e afins (vide ano passado). A mídia (parte dela) fede…

    • Pois é, estava pensando estes dias, como seria “lindo” um jogo com dois times com o mesmo esquema tático dos gambás. Dois times jogando com oito ou nove jogadores atrás da linha da bola e com receio de sair pro ataque. Os gambás vieram pra empatar o jogo de quarta-feira, deram sorte pq tiveram aquele pênalti que bagunçou todo o esquema o Palmeiras.

    • Bem lembrado. Essa imprensa é muito nojenta.
      Querem sempre o pior para o Palmeiras, pedem a demissão do Cuca que bem sabem, não tem tempo de treinar o time.
      Estamos vivos em 3 competições e é isso que deveria ser pontuado.
      Fizeram um escândalo porque o Renato disse que o gambá iria ter um declínio na competição. No ano passado, muitos os jornalistas falavam o mesmo o Palmeiras e enalteciam o cheirinho, mesmo o Palmeiras sendo líder da competição.

  • Acho que vender o Roger Guedes é a pior opção no momento. Os três melhores jogadores do Palmeiras no ano são Guerra, Roger Guedes e Dudu, nessa ordem. Com Moisés e Felipe Mello atrás e Deyverson brigando pelo mesmo espaço com Willian na frente formaria um time de qualidade e experiente. Perfeito pra Libertadores.
    Ainda precisamos de laterais. Será que não tem alguém na base em uma fase melhor que Egídio, Mayke, Fabiano e Tchê Tchê?

    • Gabriel, infelizmente parece que o garoto quer mesmo ir embora. Uma pena mesmo ele ir, mas seria pior se ele ficasse sem vontade. E parece que var vir muita grana pro Palestra, então talvez compense a venda,

      • Mas podiam esperar uma proposta melhor, o que ofereceram é pouco pra um moleque de 20 anos (a gente esquece a idade dele as vezes), que tem um bom futuro pela frente.

      • Não entrou em campo no ano é exagero, fez boas partidas, por exemplo destruiu no segundo tempo contra o Cruzeiro na CdoB..

        Mas realmente tem oscilado bastante!

  • Gostei da contratação desse Deyverson!! Claro, não é nenhum grande craque, mas pelo menos tem altura (1,87m !!!!!) e parece que sabe cabecear. Afinal, só tem anão de um metro e meio no ataque e como o Cuca gosta de “chuveirinhos”, acho que vai dar certo!!

  • Confesso que nunca vi o Deyverson jogar. Nem sabia que existia.
    Mas obviamente vou torcer para que ele dê certo, faça muitos gols e ajude o Palmeiras.

    Tudo que eu não quero é que seja mais um Érik, Borja, Keno, Raphael Veiga, Hyoram, Michel Bastos… ou seja, apenas mais um para inchar o elenco, não resolver problemas e colocar mais dúvidas ainda na cabeça do técnico sobre quem deve ser titular.

    Espera que venha para ser titular e RESOLVER PROBLEMAS.

  • Prass
    Jean Mina Luan Egídio/Juninho
    F. Melo Moises
    Guerra
    Dudu Deyverson Willian

    Os questionáveis dessa escalação:
    *Jean (como volta);
    *Egídio (pra jogar em cima do adversário, com Moses sobrecarregado).
    *Juninho (pra jogar atrás, formando em alguns momentos um linha de 3 zagueiros e permitindo maior liberdade para o Moises)
    *Moises (como volta)

  • Ainda tenho muita esperança no Borja, mas ele fez o nome dele no ano passado por fazer gols no Independiente del Valle e no SPFW. Parece pouco.

    • Fernando, o Mattos acaba de detalhar a extensão da análise de desempenho que pautou a contratação e listou bem mais países, clubes e campeonatos do que apenas o fecho da Libertadores-2016.

  • A SITUAÇÃO DO PALMEIRAS HOJE ME LEMBRA MUITO A SITUAÇÃO DE 99. (ESTOU FICANDO VELHO).

    NAS OITAVAS DE FINAL, EMPATAMOS COM O VASCO (QUE ERA ULTIMO CAMPEÃO DA LIBERTADORES E ÓTIMO TIME NA ÉPOCA) EM CASA E PARA TODOS JÁ ESTÁVAMOS FORA. GANHAMOS LÁ.

    DEPOIS NAS QUARTAS, PEGAMOS OS GAMBÁS E TODOS DIZIAM QUE ESTARÍAMOS FORA, ELIMINAMOS. ESSE ANO VAMOS PEGAR O SANTOS NAS QUARTAS, E VAMOS PASSAR

    NA SEMI DE 99, PEGAMOS O RIVER E JÁ ESTARÍAMOS ELIMINADOS ANTES MESMO DO PRIMEIRO JOGO. ESSE ANO VAMOS PEGAR O GRÊMIO E VAMOS PASSAR TAMBÉM.

    NA FINAL, AZAR DE QUEM CRUZAR COM A GENTE

    DEIXA O POVO TORCER CONTRA….

  • Sinceramente, eu acho que o que mais falta é treino. Acima de reforços, acima de qualquer coisa. Mas se é pra falar de reforços, enquanto não vier dois laterais (de preferência jovens e com vigor suficiente para atacar e defender), um pra cada lado, não vejo muitas perspectivas de melhora.

  • Claro que o Borja não micou. A essa altura já deve estar claro que quem está destruindo o futebol dele e de todos os atacantes do elenco é o senhor Alex Stival.

    • Claro. Assim como antes o problema era Eduardo Baptista. E assim que demitirmos o Cuca, o problema será o próximo treinador.
      Aliás, deveriam extinguir as palavras “técnico” e “treinador” e substituir logo por “problema, “burro”, e assim por diante.

      • Não estou falando pra demitir o Cuca, longe disso. Mas esse jeito de jogar que ele está tentando implantar não funciona, e não ajuda em nada o time a atacar bem. E o Borja é um finalizador, tem que ficar la na área e não voltar pra buscar jogo, ele não tem categoria pra isso.