Campeonato Brasileiro 2004

Disputado entre abril e dezembro, o Brasileirão 2004 teve 24 times disputando o troféu em pontos corridos, turno e returno. Depois de passar um ano na Série B, o Palmeiras estava de volta à elite do futebol nacional - direito conquistado no campo, sem virada de mesa - algo corriqueiro no futebol da época.

A disputa da Copa do Brasil corria em paralelo e o Palmeiras foi eliminado após dois empates com o Santo André, o que custou a cabeça do técnico Jair Picerni, decorridas seis rodadas do Brasileiro. O Palmeiras estava numa posição intermediária na tabela, mas com a contratação de Estevam Soares as coisas começaram a funcionar, pelo menos no princípio.

Nenhum time se destacava, e mesmo com uma campanha de 57% após 11 jogos, o Palmeiras estava em terceiro lugar, a apenas dois pontos do Figueirense, que liderava a competição. A partida da 11ª rodada, contra o SPFC, marcou a despedida de Vágner Love, que seguia em fase iluminada, marcando gols de todas as formas, mas que acabou vendido por alguns trocados ao CSKA-RUS pelo presidente Mustafá Contursi. Num Pacaembu lotado, Love fez os dois gols da vitória por 2 a 1. Sérgio pegou um pênalti de Luís Fabiano, que também estava deixando seu clube.

Um certo Kahê surgiu para substituir Love e ele marcou logo três gols em sua estreia, contra o Juventude. Mas foi só ilusão - era só mais um atacante medíocre, típico da filosofia do bom e barato. O time seguia fazendo uma campanha irregular, mas de alguma forma, sempre se mantinha no pelotão principal. Na rodada 25, voltou à liderança após vencer o Inter por 3 a 1.

Derrotas marcantes trataram de restabelecer a verdade. Foram seis jogos sem vencer, incluindo reveses num Derby e na partida que marcou a comemoração dos 90 anos do clube, com um uniforme vintage, para o Cruzeiro, em pleno Palestra.

A 15 rodadas do fim, o Palmeiras estava em sétimo lugar, a 9 pontos do Santos, que assumiu a liderança. O Atlético-PR vinha colado e os dois clubes passaram a brigar pela ponta rodada a rodada. Mas o Palmeiras reviveu, de forma inacreditável.

Foram 8 vitórias em 10 jogos, que recolocaram o Verdão na briga: na rodada 41, a 5 do fim, o Palmeiras estava embalado e a apenas 4 pontos do Atlético, líder. Mas foi só para machucar mesmo. Uma derrota inexplicável para o Guarani, em casa, quebrou toda a reação: a quatro jogos do fim a diferença voltou a sete pontos e o moral do time se esfacelou.

Foram apenas mais cinco pontos conquistados nas rodadas finais. Como consolo, o Palmeiras conquistou uma vaga na Libertadores de 2005 ao terminar a competição em quarto lugar.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores