0
X
2

Junior 0x2 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras jogou Libertadores como Libertadores, venceu o Junior em Barranquilla  por 2 a 0 e assumiu a liderança do Grupo F da competição.

Mais do que um jogo bastante competitivo, o Verdão mostrou muita maturidade e mostrou para os mais desconfiados que quando o jogo é pra valer, o time sabe responder de forma positiva.

O jogo marcou a escalação do time titular pela primeira vez com Gustavo Scarpa aberto de um lado, e Dudu do outro, o que pode indicar uma nova direção nas ideias de Felipão para a sequência da temporada.

Primeiro tempo

O Palmeiras começou o jogo muito melhor que o time da casa, tomando todas as iniciativas da partida, controlando a bola e não deixando o Junior praticamente passar do meio do campo.

Gustavo Scarpa e Dudu se movimentavam bastante e, contando com as aproximações de Goulart e até de Borja, envolviam facilmente a defesa colombiana.

10'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! A jogada só podia ter saído dos pés dos dois: Scarpa iniciou a jogada por dentro e abriu para Dudu, na esquerda; o camisa 7 conduziu enquanto Scarpa trotava pelo meio. Ao perceber o vazio entre os zagueiros, o camisa 14 disparou e Dudu fez a enfiada de bola no tempo perfeito; Scarpa recebeu livre na área e apenas tocou na saída de Viera, abrindo o placar.

O Junior sentiu o golpe e permaneceu atordoado por mais algum tempo. O Palmeiras seguiu forçando e chegou à área colombiana mais algumas vezes com facilidade, mas não conseguiu o último toque para finalizar.

Aos poucos o Verdão foi diminundo o ritmo, até para administrar a parte física depois de um início forte, e o Junior começou a entrar na partida.

18'
Junior de Barranquilla

Cantillo deu o primeiro tiro para o Junior, de fora, tentando surpreender Weverton, mas pegou mal na bola e mandou longe.

21'
Junior de Barranquilla

Após falta duvidosa do lado esquerdo do ataque do Junior, o goleiro Viera atravessou o canto e bateu de direita, com muita curva – ela foi na última gaveta, mas Weverton fez uma linda ponte e espalmou a escanteio. Defesaça do nosso goleiro.

Weverton
Cesar Greco/Ag.Palmeiras
26'
Junior de Barranquilla

Díaz fez boa jogada no bico da grande área, puxou para dentro e bateu forte – ela saiu à esquerda do gol, com algum perigo.

O Palmeiras deu a bola para o Junior e fez o tempo passar. Com experiência e maturidade, o Verdão esperou por um erro dos colombianos enquanto o setor defensivo se segurava bem, embora tivesse dado muito espaço para o time da casa, que chegou mais perto da área do que gostaríamos.

De qualquer forma, o time chegou ao fim do primeiro tempo sem correr maiores riscos, a não ser na falta bem batida por Viera.


Segundo tempo

Os times voltaram sem alterações para o segundo tempo, mas o Junior veio claramente com uma postura mais agressiva, dando espaço ao Palmeiras. Tudo indicava que Felipe Pires seria acionado no banco mais cedo ou mais tarde, mas Felipão conversava mesmo era com Moisés.

11'
Junior de Barranquilla

Matías Fernández bateu falta, a bola explodiu na barreira e o próprio chileno pegou o rebote de canhota, mandando a bola para fora, mas com perigo.

13'
Palmeiras

Após lançamento longo de Antônio Carlos, Ditta deixou a bola bater em suas costas e ela se ofereceu para Borja, frente a frente com \viera; o camisa 9 tocou por cima do goleiro, que esticou o braço esquerdo e fez uma ótima defesa. Borja vacilou!

14'
Junior de Barranquilla

O Junior respondeu rápido, na jogada mais perigosa da partida: Díaz foi lançado na esquerda, nas costas de Marcos Rocha,  e cruzou por baixo, pouco atrás da marca do pênalti; Fernández estava inteiro na jogada para empatar, mas pegou muito mal na bola, que saiu toda torta e nem chegou a cruzar a linha de fundo.

18'

Percebendo que o Junior mandava na partida, Felipão fortaleceu o meio-campo, colocando Moisés no lugar de Ricardo Goulart.

19'
Palmeiras

Após escanteio da esquerda batido por Dudu, Antônio Carlos subiu bem e testou por cima do gol.

22'
Junior de Barranquilla

Hinestroza, que havia acabado de entrar, ganhou de Felipe Melo e mandou uma bomba da frente da área; Weverton voou no canto esquerdo para defender parcialmente; a defesa afastou o perigo na sequência.

25'

Felipão tirou Dudu para promover a estreia de Hyoran na temporada.

26'
Palmeiras

Gustavo Scarpa recebeu na direita, ajeitou o corpo e surpreendeu, mandando um balaço e obrigando Viera a voar no último andar para evitar o segundo gol do Verdão.

31'

Téo Gutierrez ganhou o prêmio de jogador mais burro do mundo ao dar uma rasteira totalmente desnecessária em Bruno Henrique após lance de escanteio na área do Palmeiras. Como já tinha o amarelo, acabou expulso.

Mesmo com um a mais, o Junior continuou em cima do Palmeiras. O técnico Luis Fernando Suárez mandou Ruiz a campo, tirando Matías Fernandez, e o time ficou com apenas um volante, tentando o empate a todo custo.

Mas o cansaço falou mais alto. Embora jogasse o tempo todo no campo do Palmeiras, o time do Junior claramente falhava no aspecto físico, extenuado. O Verdão apenas administrava as jogadas, correndo poucos riscos – apenas quando alguns buracos na defesa, pouco vistos contra os pequenos times do estadual, começaram a aparecer.

36'

Bruno Henrique, talvez cansado, passou a mancar em campo, caiu e pediu substituição, enquanto o relógio andava. Thiago Santos foi para o jogo.

38'
Junior de Barranquilla

Hinestroza, que entrou bem, tocou para Luis Díaz, que bateu firme, para mais uma boa defesa de Weverton.

46'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Com o Junior totalmente lançado à frente, MArcos Rocha estourou no campo de defesa; Borja disparou da linha divisória e ficou no mano a mano com Ditta; sem fôlego, não conseguiu deixar o zagueiro para trás e então domino, girou e esperou a chegada do próprio Marcos Rocha, que correu em diagonal e recebeu o passe de Borja na esquerda, sozinho diante de Viera, ele deu o tapa e correu para o abraço.

49'

Com quatro minutos de acréscimo, o uruguaio Daniel Fedorczuk encerrou o jogo com ótima vitória do Verdão.



Ficha Técnica

Junior de Barranquilla

Viera
Piedrahita
Ditta
Narváez
Fuentes
Serje
Hernández
Cantillo
Luis Díaz
Matías Fernandez
Ruiz
Sambueza
Hinestroza
Téo Gutierrez
Luis Fernando Suárez
TÉCNICO


Fim de jogo

Não chegou a ser uma vitória empolgante, como parecia até os 20 minutos de jogo, mas foi um jogo bem consistente do Palmeiras, que enfrentou o campeão colombiano, que vivia ótima fase, invicto desde janeiro, e passou por cima com autoridade.

Alguns problemas defensivos não vistos no paulista puderam ser notados nessa partida, sobretudo pelo nosso lado direito. Algo para nossa comissão técnica tratar com bastante atenção em cima dos vídeos da partida.

Weverton esteve muito bem, sempre bem colocado e fazendo defesas seguras. Borja, embora tenha desperdiçado uma chance clara, foi um dos maiores destaques do time, com muita disposição, correndo o campo todo inclusive na recomposição defensiva.

O Verdão venceu o jogo mais difícil da fase, já que o Junior parece bem superior ao Melgar e mesmo ao San Lorenzo. O caminho da classificação parece bem pavimentado – agora é só confirmar o favoritismo, sobretudo nos jogos em casa. Parabéns a todos nós e VAMOS PALMEIRAS!