0
X
0

20/04/2022 - 19:30

O Palmeiras foi ao Maracanã nesta quarta-feira e empatou com o Flamengo, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois de um ótimo primeiro tempo em que as duas equipes jogaram de forma franca e criaram grandes oportunidades de gol, o jogo caiu na segunda metade, já que o Palmeiras não conseguiu encaixar a transição ofensiva. Como manteve a solidez defensiva, as chances de gols de ambas as partes desapareceram. O empate acabou sendo um bom resultado para o Palmeiras, que tirou pontos de um concorrente direto fora de casa.

Ficha Técnica

Crônica do jogo

Após fazerem um grande primeiro tempo, franco, com ótimas chances de gol dos dois lados, as duas equipes pararam nos esquemas defensivos e o segundo tempo perdeu intensidade.

Na primeira metade, com destaques para Raphael Veiga, Dudu, De Arrascaeta e Lázaro, os dois times apresentaram um belo espetáculo, tanto no ataque posicional, quanto na transição rápida. A excelência tática proposta pelos dois treinadores foi abrilhantada pela ótima técnica e execução dos jogadores em campo.

Foram detalhes que separaram as belas construções ofensivas da marcação de gols. Se o primeiro tempo tivesse terminado 2 a 2, não teria sido injusto. Mas assim como as criações ofensivas brilharam, os goleiros e os defensores também desempenharam papéis de destaque.

No segundo tempo, o Flamengo bloqueou a saída rápida do Palmeiras, que teve muita dificuldade de repetir o desempenho do primeiro tempo. Raphael Veiga foi anulado, em parte pela forte marcação, em parte por desgaste físico. Abel demorou a mexer e o Flamengo passou a dominar as ações.

Brilhou então nosso sistema defensivo. Gustavo Scarpa, com a determinação de fechar a linha como quinto homem pelo lado esquerdo, ajudou a compor um muro branco na frente de Weverton, semelhante à postura diante do Chelsea, no Mundial. O Flamengo girava a bola mas não conseguia penetrar em nossa área. Foi uma enorme demonstração de força defensiva.

No final, as tardias mexidas de Abel sugeriram que poderíamos ter tido melhor sorte se elas tivessem acontecido antes, já que Breno Lopes, Veron e Navarro conseguiram se sobrepor em lances rápidos à cansada defesa do Flamengo, mas não houve tempo.

O empate acabou sendo justo e não foi de todo mau, já que tirar pontos do Flamengo no Maracanã numa competição de pontos corridos não é nada desprezível. Mas diante do mau começo nas rodadas iniciais, o resultado agradou mesmo  foi ao Atlético, que se vencer seu jogo na quarta rodada, terá a chance de abrir mais vantagem ainda na tabela sobre os dois principais concorrentes.

De qualquer forma, o altíssimo nível de competição mostrado no Maracanã dissipou qualquer suspeita sobre queda de rendimento do time diante dos tropeços recentes. Os desafios de Abel nas próximas semanas será manter o nível físico e o foco do grupo. VAMOS PALMEIRAS!

Escalação

Flamengo

Hugo
Isla
Willian Arão
David Luiz
Filipe Luís
João Gomes
Thiago Maia
Everton Ribeiro
De Arrascaeta
Lázaro
Marinho
Gabriel
Paulo Sousa
TÉCNICO


Primeiro tempo

5'
Flamengo

Gabriel foi lançado em velocidade no costado de nossa zaga, avançou até a área e finalizou para as redes, mas estava claramente impedido e a jogada já havia sido paralisada – era o único jogador no campo do Palmeiras no momento do lançamento.

17'
Palmeiras

Em contra-ataque mortal, Weverton repôs com a mão na medida para Raphael Veiga, que deu um toque de lado de primeira para Dudu e correu; o camisa 7 devolveu para Veiga que correu muito para vencer a zaga e chegar na bola antes de Hugo; mesmo assim, precisou se atirar para alcançar a bola e acabou escorando sem direção.

19'
Palmeiras

Veiga ganhou de dois marcadores na direita e tocou para Dudu no bico da área; o Baixola trouxe para dentro para abrir espaço e soltou a bomba – a bola saiu assobiando, a um palmo da forquilha direita de Hugo.

20'
Flamengo

Após tiro de meta de Weverton, Willian Arão interceptou e a bola caiu com Gabriel, que enfiou rápido para De Arrascaeta; o uruguaio tocou de lado para Lázaro, que emendou com força, mas sem direção.

22'
Flamengo

Lázaro arrancou por dentro, deixou Danilo para trás, abriu na esquerda, já dentro da área, para Gabriel, que tocou cruzado para De Arrascaeta, que fechava pela direita; o uruguaio escorou pressionado por Weverton, que fechou o ângulo, e a bola raspou levemente na trave antes de sair.

31'
Palmeiras

Após bola cruzada da direita, Rony tentou emendar a bicicleta mas não encaixou; a bola sobrou na esquerda para Piquerez que bateu cruzado; a bola rebateu em Willian Arão e Gustavo Scarpa tentou aproveitar o rebote, mas a bola foi desviada em escanteio.

36'
Flamengo

Thiago Maia enfiou por dentro para De Arrascaeta, que entrou livre na área; Weverton saiu e cresceu demais na frente do meia, que ficou intimidado e inventou um passe de lado para Gabriel, que foi cortado por Murilo, em grande recuperação, e Weverton ficou com ela.

37'
Flamengo

Lázaro construiu a jogada pela esquerda e acionou De Arrascaeta, que ajeitou e soltou o chute colocado de direita; a bola fez a curva e bateu no lado externo da trave esquerda de Weverton, que estava no lance.

47'
Palmeiras

Gustavo Scarpa acionou Piquerez junto à linha de fundo; o uruguaio cruzou por baixo, Dudu tentou dominar mas acabou dando o passe atrás para a chegada de Danilo, que enquadrou o corpo e bateu de chapa – Hugo foi na gaveta pra espalmar em escanteio.

48'

Wilton Sampaio, que deixou o jogo seguir sem picotar, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Os dois times voltaram sem alterações do intervalo.

18'
Palmeiras

Após batida de escanteio da direita, Gustavo Gómez subiu na risca da pequena área e testou, mas foi atingido na tentativa de Hugo socar a bola. O goleiro do Flamengo só acertou o rosto do paraguaio, mas a arbitragem e o VAR não assinalaram nada.

O Flamengo acertou a marcação no meio-campo e neutralizou a transição rápida do Palmeiras, que, por sua vez, montou uma linha de 5 com Scarpa fazendo a lateral-esquerda e bloqueou todas as investidas do time da casa. Assim, com mais posse de bola do Flamengo, o segundo tempo transcorria disputado, mas sem finalizações.

28'

Gabriel Veron entrou no lugar de Gustavo Scarpa.

38'

Breno Lopes entrou no lugar de Dudu.

40'
Flamengo

Marinho foi ao fundo e cruzou por baixo; a bola passou por Gabriel e saiu da área, mas Willian Arão chegou na corrida e disparou no canto esquerdo de Weverton, que voou para defender nosso gol.

42'

Rafael Navarro e Jailson entraram nos lugares de Rony e Raphael Veiga.

50'

Sem agradar a nenhum dos lados, Wilton Pereira Sampaio encerrou o jogo.



Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
8
Marcos Rocha
7.5
Gustavo Gómez
9
Murilo
8.5
Piquerez
7
Danilo
7
Zé Rafael
7
Dudu
6.5
Breno Lopes
6.5
Raphael Veiga
6.5
Jailson
s/n
Gustavo Scarpa
6.5
Gabriel Veron
6
Rony
6.5
Rafael Navarro
s/n
Abel Ferreira
Abel Ferreira
7




  • Hoje é capaz da torcida deles cantar alto, tudo porquê foram muito aloprados por causa disso. (Detalhe: a torcida dos trikas cantaram mais alto que o maraca inteiro)

    Dizem que eles estão com o Palmeiras entalado na garganta, devido a derrota na final da libertadores. Porém, acha que nós também não estamos? Precisamos dessa vitória, e muito, diante da pipocada contra o Ceará em casa (Isso não existe) e da infeliz tarde que a bola não quis entrar contra o Goiás. (Deveria ter sido 4 a 1, no máximo)

    Espero uma ótima noite de cada jogador do Palmeiras, de modo a fazer frente ante ao sempre badalado e exaltado Flamengo, que, de fato é favorito, ainda mais diante do péssimo início do Palestra nesse BR 22. Espero seja afastada logo essa péssima fase no BR, pois é injustiça demais fazer um campeonato dessa forma.

    E espero que a Diretoria corra atrás do prejuízo que eles mesmos causaram ao não trazer mais reforços para o time.

    Apesar do meu ceticismo, que minha língua se queime. Avanti Palestra!