3
X
0

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x SCCP

Na noite deste sábado, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o arquirrival na Arena Barueri, em jogo válido pela terceira rodada do Brasileirão.

Após um início sem vitórias, o Verdão confia no alto desempenho do time em jogos grandes para arrancar rumo a mais uma conquista – e para não deixar Flamengo e Atlético, os principais concorrentes, fugirem na tabela.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionado:
Luan

Pendurados: Marcos Rocha e Zé Rafael

Abel Ferreira tem à disposição os mesmos jogadores com quem contou no Maracanã e pode repetir a formação – ou pode optar por posicionar Navarro entre os zagueiros do adversário, deixando a ponta-esquerda em aberto; Rony, Veron e Scarpa seriam as opções.

O restante do time pode ser o mesmo, a não ser que o processo de gestão de energia, visando a partida da Libertadores contra o Emelec, exija algum sacrifício na escalação de hoje. Assim, o time que deve ir a campo é Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo e Zé Rafael; Dudu, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa (Gabriel Veron ou Rony); Rony (Rafael Navarro).

SCCP

sccpMais descansado, já que poupou os titulares no jogo do meio da semana pela Copa do Brasil, o SCCP pode vir com sua força máxima – mas o adversário tem preocupações maiores que as nossas se for pensar na Libertadores, já que enfrenta na terça-feira o Boca Juniors – por isso, pode optar por seguir poupando alguns jogadores.

Caso venha com gás total, o técnico Vitor Pereira deve escalar Cássio; Fagner, Raul Gustavo, Gil e Lucas Piton; Maycon, Paulinho e Renato Augusto; Willian, Róger Guedes e Júnior Moraes.

Números

  • A vantagem é do Palmeiras, claro: em 382 Derbies, foram 135 vitórias do Verdão, mais 116 empates e 131 derrotas;
  • Como visitante, o rival é time pequeno: em 177 jogos recebendo o adversário, o Palestra/Palmeiras venceu 84 jogos e perdeu apenas 36, com 57 empates;
  • Os dois times jamais se enfrentaram na Arena Barueri; em 15 partidas fora da capital paulista, foram 6 vitórias do Verdão, 8 empates e apenas 1 vitória deles;
  • Em 64 jogos por campeonatos brasileiros, o Palmeiras leva vantagem: 23 vitórias, 23 empates e 18 derrotas;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

O Palmeiras é favorito, segundo o mercado. Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

PalmeirasPalmeiras: R$ 1,86
Empate: R$ 3,43
sccpSCCP: R$ 4,56

No calendário

O Palmeiras já disputou 23 jogos no dia 23 de abril; venceu 8 vezes e perdeu apenas 4 partidas. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Róger Guedes só foi campeão em terras brasileiras quando jogou aqui. João Pedro segue no elenco do rival, mas já caiu em desgraça.

Arbitragem

Anderson DaroncoÁrbitro Principal:
Anderson Daronco

Pablo Ramon Gonçalves PinheiroVAR:
Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro

Previsão do tempo

Temperatura: 22°C
Chuva: Não há previsão de chuva
Vento: NW 17 km/h
Umidade: 46%

Projeção de pontos

De acordo com nossa projeção de pontos, o Palmeiras está dois pontos abaixo do ideal. Para piorar, até a décima rodada, não há margem de recuperação, já que será preciso vencer todos os jogos segundo o exercício. Assim, para não terminar o quartil devendo mais que dois pontos, todo jogo precisa terminar com vitória.

Parpite

Se venceremos todas até a rodada 10, não se sabe, mas hoje dá Verdão. Apoiado por 28.012 pagantes, num alçapão como é a Arena Barueri, o Verdão vai aproveitar o ambiente e manter a tradição contra o inimigo.

Palmeiras ganha: 1 a 0, com gol de Zé Rafael – e assim lembraremos, no futuro, do início da arrancada para o 11° título. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Premiere FCPremiere

Pós-Jogo

Palmeiras 3x0 SCCPCesar Greco

O Palmeiras venceu o SCCP na Arena Barueri em partida válida pela terceira rodada do Brasileirão e conseguiu sua primeira vitória na competição.

Foi um baile, um massacre palmeirense em cima de um adversário que poupou alguns de seus principais jogadores pensando na Libertadores e foi tratado em campo como se fosse um time de divisão inferior. 3 a 0 ficou barato diante da enorme diferença entre as equipes em campo.

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

Zé Rafael tentou a primeira finalização, de longa distância, mas errou o alvo – com algum perigo.

10'
Palmeiras

Na cobrança de escanteio ensaiada, Veiga bateu e recebeu de volta; colocou de canhota na área mas a zaga afastou; Danilo pegou a sobra na entrada da área, amorteceu e disparou – a bola saiu perto do Ângulo esquerdo de Matheus Donelli.

14'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Raphael Veiga cobrou escanteio da direita; Gustavo Gómez sai da marca do pênalti, ataca o bico da pequena área no primeiro pau e desvia cruzado, no canto direito de Matheus Donelli.

17'
Palmeiras

Raphael Veiga bateu falta do bico da área; Matheus Donelli espalmou a escanteio.

18'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Quase um replay – Raphael Veiga cobrou o escanteio da direita; quem atacou a bola no primeiro pau desta vez foi Rony, que testou no mesmo lugar do primeiro gol e ampliou para o Verdão.

23'
Palmeiras

Dudu enfiou linda bola para Rony entre os zagueiros; o camisa 10 colocou na frente, invadiu a área e chutou rasteiro – a bola saiu junto à trave esquerda do adversário.

38'
Palmeiras

Após reposição de Weverton, Gabriel Veron brigou com Rafael Ramos, ganhou, ajeitou e bateu de peito de pé, com força, mas no meio do gol, para o encaixe de Matheus Donelli.

41'
SCCP

Róger Guedes bateu falta da meia esquerda, por cima do gol, e foi muito elogiado pela torcida do Palmeiras.

47'

Sem polêmicas, Daronco encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

O Palmeiras voltou sem alterações para o segundo tempo.

3'
Palmeiras

Gabriel Veron fez boa jogada na esquerda em cima de João Victor e deixou com Zé Rafael, que bateu forte da risca da área – a bola explodiu no travessão, na sobra Dudu chutou por baixo e a bola saiu roçando a rede do lado esquerdo do gol.

4'
Palmeiras

Gabriel Veron fez mais um salseiro pela esquerda e cruzou rasteiro, de 3 dedos;  Rony fechou de carrinho mas chegou um centésimo de segundo atrasado.

6'
Palmeiras

Depois de boa tabela entre Veiga e Dudu, a bola ficou com Piquerez, que arriscou – a bola saiu por cima do travessão.

24'
Palmeiras

Gabriel Veron acionou Dudu na direita; o Baixola fez linda jogada e cruzou para a clássica chegada de Veiga, que bateu cruzado – a bola entraria, mas Rony desviou em impedimento e salvou o adversário – o gol foi anulado sem nem precisar checar no VAR.

26'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Agora valeu: Zé Rafael iniciou a jogada com muita raça e acionou Dudu na direita; depois de fazer nova festa em cima de Piton, o camisa 7 desta vez decidiu resolver sozinho: cortou para dentro e bateu colocado, de curva – a bola beijou o pé da trave direita antes de entrar.

31'
Palmeiras

Linda jogada ensaiada de escanteio: Veiga cobrou curto para Danilo, que enfiou rápido para a infiltração de Dudu, que testou para a risca da pequena área – a zaga afastou na última hora.

32'

Kuscevic entrou no lugar de Murilo.

36'
Palmeiras

No contra-ataque puxado por Gabriel Veron, o camisa 27 conseguiu após alguma luta finalizar, mas a marcação travou; Zé Rafael pegou a sobra, serviu Raphael Veiga que chutou por baixo, mas houve desvio e ela saiu ao lado do gol de Matheus Donelli.

39'

Saíram Rony, Gabriel Veron e Dudu para as entradas de Rafael Navarro, Wesley e Mayke.

42'
Palmeiras

Após bela tabela de Mayke com Zé Rafael, o camisa 8 enfiou para Rafael Navarro – o goleiro impediu a finalização e a bola saiu em escanteio.

43'

Saiu Raphael Veiga; entrou Atuesta.

49'

Anderson Daronco encerrou o passeio.





Fim de jogo

Foi uma grande noite para o Verdão. Cerca de 24 mil palmeirenses assistiram a uma exibição inspiradíssima do time de Abel Ferreira, diante de um adversário frágil, desarrumado e que decidiu jogar o Derby como um jogo qualquer.

Desde o primeiro minuto a superioridade alviverde foi evidente. Marcando forte a saída de bola do adversário, o Palmeiras dominou todos os setores, com um equilíbrio muito bem estabelecido em todas as fases do campo.

O SCCP não conseguia produzir absolutamente nada com a bola e Weverton apenas assistiu ao jogo. O Palmeiras, por sua vez, ameaçava o gol de Matheus Donelli em toda jogada – foram 12 escanteios cedidos pela desorientada defesa do adversário.

Em duas delas, dois gols rápidos e idênticos: Raphael Veiga cobrou o canto pela direita e a testada mortal, cruzada, saiu do primeiro pau: a primeira de Gustavo Gómez e a segunda de Rony. A movimentação dentro da área foi claramente bastante ensaiada.

Com dois gols de vantagem aos 17 minutos, o Palmeiras contou com o apoio da torcida para esmagar mentalmente o adversário. O restante do primeiro tempo seguiu com amplo domínio do Verdão, que só não fez mais porque não forçou – mesmo assim, construiu mais algumas chances de ampliar o placar. Ao adversário, só coube uma chance em batida de falta de média distância.

Sem alterações para o segundo tempo, o Verdão voltou demolidor. Sob a batuta do maestro Veiga e apoiados pelos monstruosos Danilo e Zé Rafael, nossos atacantes transformaram a vida da defesa adversária num inferno. Com seis minutos o Palmeiras já havia criado três chances claras de gol.

O terceiro gol poderia ter saído aos 24 minutos, mas Rony, impedido,  encostou o pé numa bola de Veiga que tinha o endereço, anulando a jogada. Mas dois minutos depois, em jogada de construção parecida, Dudu aproveitou jogada monumental de Zé Rafael para cortar para dentro e dar números finais ao jogo.

As chances do Palmeiras ainda se sucederam nos 20 minutos finais e os 3 a 0 podem ser até comemorados pelo SCCP. O estrago poderia ter sido muito maior.

Abel Ferreira manteve os titulares pelo maior tempo possível em campo, sinal de que o plano de gestão de energia para as próximas jornadas deve mesmo priorizar o Brasileirão. Teremos duas viagens longas nestas duas semanas, mas quem deve jogar é o time alternativo – é possível que alguns titulares sequer façam as viagens ao Equador e à Bolívia.

O Verdão finalmente deu as caras no Brasileirão e a empolgação pela vitória maiúscula num Derby aumentou com os tropeços de Flamengo e Atlético. Apesar de estarmos apenas na terceira rodada, este trielo que já vem dominando o futebol brasileiro nos últimos anos deve se repetir em 2022 e qualquer ponto que estes adversários percam podem ser comemorados.

O domínio do Palmeiras em São Paulo é indiscutível; tamanha predominância de apenas um clube no estado é algo talvez inédito. E conseguir este feito com um elenco tão curto aumenta o brilho destes atletas e da comissão técnica, que só nos enchem de orgulho. Já pensaram se nossa diretoria fizesse a parte dela? VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

SCCP

Matheus Donelli
Rafael Ramos
João Victor
Raul Gustavo
Lucas Piton
Maycon
Renato Augusto
Du Queiroz
Cantillo
Mantuan
Adson
Paulinho
Róger Guedes
Willian
Júnior Moraes
Vítor Pereira
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Assistiu ao jogo de dentro do campo.
6
Marcos Rocha
Sua experiência e atitude em jogos grandes é notável.
7.5
Gustavo Gómez
Fez um belíssimo gol de cabeça e zagueirou como um mestre. Não perdeu nenhuma disputa.
10
Murilo
Só não fez o segundo gol porque Rony chegou na bola uma fração de segundo antes. E complementou o trabalho defensivo do parceiro de zaga de forma brilhante.
8.5
Kuscevic
s/n
Piquerez
Pode não ser brilhante tecnicamente, mas faz todas suas funções com competência, regularidade e inteligência.
8.5
Danilo
Está se especializando em passes longos; quando aprimorar essas tentativas será um jogador extra-classe mundial. Simplesmente destruiu o meio-campo do SCCP.
9
Zé Rafael
Alia força física com bola no pé, e o faz com inteligência. O lance que deu origem ao terceiro gol precisa entrar nas aulas para as categorias de base.
9.5
Dudu
Segue sendo o destaque técnico do time. Fisicamente, está tinindo. E que golaço, senhoras e senhores!
10
Mayke
s/n
Raphael Veiga
Só falta entrar em campo de fraque, cartola e batuta. Que presença.
9
Atuesta
s/n
Gabriel Veron
Mesmo em sua terceira temporada, é a primeira vez que ganha uma sequência de verdade e vai adquirindo entrosamento tático. Aos 19 anos, vai ganhando um espaço que nunca teve. Dá até medo projetar o que Abel tem reservado para ele.
7.5
Wesley
s/n
Rony
Ele erra demais porque tenta demais. Sua dedicação é exemplar. E seus números acabam sendo positivos diante de tamanho esforço.
10
Rafael Navarro
s/n
Abel Ferreira
Abel Ferreira
A satisfação de ter construído um belo castelo - uma verdadeira fortaleza - e agora só ter que se preocupar com os detalhes da decoração e da manutenção.
10




  • Poderia ter sido uns 5×0 tranquilamente, o Chorume tava totalmente nocauteado com 20 minutos, teve até chute no vácuo do Veiga e chapéu do Marcos Rocha, eu achei que ia vim uma goleada daquelas memoráveis