Mattos agita o mercado com dois possíveis reforços

Alexandre MattosAlexandre Mattos continua trabalhando forte para deixar o elenco do Palmeiras cada vez mais poderoso. Na segunda-feira, duas notícias chegaram a imprensa: o zagueiro Luan, do Vasco, estaria acertado com o Verdão e restaria apenas o resultado dos exames médicos para concretizar a transferência.  E o jovem meia Valdivia, do Inter, estaria sendo disputado por Palmeiras e SCCP.

A contratação de Luan já vinha sendo discutida há algumas semanas. O setor de defesa do Palmeiras, embora bem servido com os atletas atuais, tende a se renovar. Mina já está acertado com o Barcelona e deve partir após a Copa de 2018. Vitor Hugo, já com dois anos e meio de clube, deve aceitar uma das próximas propostas que chegarem para jogar na Europa. E Edu Dracena, embora viva uma fase exuberante, já tem 35 anos – será fundamental para passar experiência a seus jovens parceiros.

Luan, de 23 anos, tem passagens por todas as seleções de base e conquistou a medalha de ouro na olimpíada no ano passado. Também foi convocado por Tite para o amistoso contra a Colômbia, no início do ano.

O zagueiro sofreu uma fratura no pé na pré-temporada e recupera-se de cirurgia – daí a necessidade de exames mais profundos. Se confirmada, sua chegada representará um avanço no processo de renovação da zaga: junto com Antônio Carlos e Thiago Martins, serão a base do setor pelos próximos anos.

Outro Valdivia

A negociação com Valdivia é um pouco mais complicada. O armador de 22 anos foi um dos destaques da Copa São Paulo de 2013 jogando pelo Rondonópolis e foi logo contratado pelo Inter. Com 18 anos já era titular do time colorado.

Com grandes atuações nos dois anos seguintes, chegou à condição de ídolo, até que uma grave lesão no joelho em novembro de 2015 o tirou de combate por mais de seis meses. Voltou à atividade no meio do ano passado, mas não conseguiu evitar que seu time fosse rebaixado; suas atuações após a lesão, segundo os críticos gaúchos, não estiveram no mesmo nível das que apresentou logo após sua chegada.

O SCCP propôs uma troca por Giovanni Augusto. O Palmeiras fez sua oferta, disponibilizando Rafael Marques. O Inter parece ter gostado mais da proposta palmeirense e agora tenta resolver a situação com o SCCP, com quem tem grande rivalidade, mas já tinha a situação bastante avançada.

Para o Palmeiras, a troca seria positiva. Rafael Marques, que prefere atuar pelos flancos, está no fim de uma fila que tem Dudu, Roger Guedes, Keno, Michel Bastos e Erik. Já Valdivia, que se adapta bem jogando por dentro, brigaria apenas com Guerra, Raphael Veiga e Hyoran – e com a preferência de Eduardo Baptista em escalar Dudu centralizado. O Palmeiras troca um jogador de 33 anos por um 11 anos mais novo.

Chapéu?

Ao entrar na negociação e ameaçar dar mais um chapéu no SCCP, o Palmeiras, no mínimo, faz o rival gastar mais. A introdução de profissionais está fazendo o mercado de jogadores ficar cada vez mais sofisticado e as estratégias dos clubes já não se limitam a fortalecer o próprio elenco: é preciso também atrapalhar o concorrente.

Qualquer que seja o desfecho da negociação, será realmente curioso. Valdivia tem esse apelido por uma suposta semelhança física com Jorge Valdivia, que marcou época no Palmeiras entre 2006 e 2008 com grandes atuações, e entre 2010 e 2014 quando sagrou-se campeão mundial de migués e sangrou até a última gota de nossos cofres. Seu nome é muito associado ao Palmeiras. Seja qual for seu destino, certamente renderá centenas de memes.