2
X
1

Bragantino 2x1 Palmeiras

Num jogo muito disputado, com dois tempos bastante distintos, o Palmeiras acabou derrotado pelo Bragantino por 2 a 1 e conheceu sua primeira derrota no ano.

O time permanece com 7 pontos na classificação, mas pode ser ultrapassado pelo Novorizontino, que ainda joga na rodada – enfrenta o SPFC nesta segunda-feira.

Ficha Técnica

Red Bull Bragantino

Júlio César
Aderlan
Léo Ortiz
Ligger
Edimar
Barreto
Uilliam Correia
Bruno Tubarão
Morato
Claudinho
Thonny Anderson
Matheus Jesus
Ytalo
Alerrandro
Felipe Conceição
TÉCNICO

Primeiro tempo

4'
Red Bull Bragantino

Aderlan tocou com Bruno Tubarão dentro da área, Tubarão bateu rasteiro cruzado, e Weverton defendeu firme.

6'
Red Bull Bragantino

Claudinho bateu de fora, sem ajeitar muito bem o corpo, e mandou longe do gol de Weverton.

13'
Red Bull Bragantino

Barreto recebeu de frente para o gol e bateu rasteiro, mas sem força, fácil para Weverton.

14'
Red Bull Bragantino

Em lance quase idêntico, Uillian Correia recebeu de frente para a área, mas em vez de bater rápido, cortou a marcação de Gustavo Gómez e Gabriel Menino, ajeitou e bateu com força, exigindo boa defesa de Weverton.

19'
Red Bull Bragantino

Claudinho bateu de frente, com força, e Weverton rebateu; Ytalo pegou o rebote dentro da área e bateu com pouco ângulo, mas foi travado por Victor Luis.

29'
Palmeiras

Após jogada de Dudu, Marcos Rocha cruzou e Wesley testou firme, para boa defesa de Júlio César.

30'

Muito trabalho para Luxemburgo acertar o meio-de-campo na parada para reidratação.

34'
Red Bull Bragantino

Gol do Bragantino – Aderlan bateu lateral; Ytalo escorou para dentro e Uillian Correia ficou de frente para Weverton e bateu firme para abrir o placar.

35'
Red Bull Bragantino

Barreto chutou de fora, mais uma vez de frente, e Weverton defendeu com dificuldades.

40'
Palmeiras

Gabriel Menino apoiou pela direita, recebeu de Marcos Rocha e emendou um chute colocado, para boa defesa de Júlio César.

43'
Red Bull Bragantino

Claudinho bateu escanteio rasteiro para a chegada de Aderlan, que bateu com muita força, buscando o ângulo direito de Weverton – a bola saiu com perigo.

48'

No último lance do primeiro tempo, Claudinho disputou uma bola na lateral com Gustavo Gómez e tentou acertar um soco em nosso zagueiro. O árbitro Thiago Duarte Peixoto fingiu que não viu e encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Para o segundo tempo, Luxa trocou Gabriel Menino e Wesley por Zé Rafael e Willian.

1'
Palmeiras

Marcos Rocha tentou alçar para Dudu; Ligger cortou de cabeça para o meio da área e Luiz Adriano emendou de primeira, exigindo grande defesa de Júlio César.

2'
Red Bull Bragantino

Gol do Bragantino – Edimar entrou na área e houve o choque com Zé Rafael; o árbitro marcou pênalti. Ytalo bateu e aumentou o placar.

9'
Palmeiras

Willian sofreu falta na meia esquerda; Lucas Lima bateu no capricho e Júlio César voou para espalmar a escanteio.

16'
Palmeiras

Ramires roubou no meio, abriu para Victor Luis que tocou de primeira para Dudu, aberto pela esquerda; o camisa 7 rolou para a meia lua, para a chegada de Lucas Lima. Era só enfiar a chanca nela, mas Lucas Lima deu um tapinha inofensivo e recuou para Júlio César.

21'
Palmeiras

Zé Rafael roubou a bola no meio, deu um tapa na frente e bateu com força e efeito, de canhota – a bola saiu muito perto do ângulo direito de Júlio César.

23'
Red Bull Bragantino

Ytalo tentou penetrar na área mas Gustavo Gómez cortou; na sobra, Matheus Jesus emendou uma bomba, mas a bola subiu demais.

24'
Palmeiras

Lucas Lima dentro da área tocou para a passagem de Marcos Rocha, que rolou para dentro; Luiz Adriano deu um tapinha de letra e Dudu chegou sozinho dentro da pequena área, com o gol aberto, mas escorou para fora. Incrível.

25'

Gustavo Scarpa entrou no lugar de Victor Luis.

31'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Gustavo Scarpa fez lindo lançamento para Willian; Edimar cortou mal e Willian ia ficando livre com a bola dentro da área, aí Edimar tentou consertar e cometeu o pênalti. Dudu bateu bem e diminuiu o placar, e ainda tirou o peso do gol perdido no lance anterior.

35'
Palmeiras

Marcos Rocha bateu lateral na área; Luiz Adriano deu a casquinha mas a zaga afastou; Gustavo Scarpa pegou a sobra e bateu de fora, mas a bola subiu demais.

36'
Palmeiras

Scarpa foi ao fundo pela esquerda e cruzou; Willian dominou e rolou para a chegada de Zé Rafael, que buscou o canto esquerdo, com capricho, mas a bola saiu por muito pouco.

50'

Thiago Duarte Peixoto encerrou a partida em Bragança.





Fim de jogo

Foi um belo teste. Apesar da derrota, o Palmeiras buscou uma forma diferente de jogar, deu errado e Luxemburgo corrigiu bem no segundo tempo, onde o Palmeiras foi muito superior e só não virou o jogo por detalhes – a infelicidade do pênalti logo no início, e o gol perdido por Dudu determinaram o resultado.

Luxemburgo deve fazer suas anotações diante do jogo e vai conhecendo cada vez mais o elenco. O treinador já disse que quer muito ganhar o estadual e não estava em seus planos perder essa partida, mas o resultado em si está longe de ser uma grande dor de cabeça. A boa reação do time mostra que temos um caminho bem definido. VAMOS PALMEIRAS!





  • Só acho… Só acho que a saída de bola desse ultimo jogo foi decepcionante, os insistentes chutões do Weverton foram de dar raiva. Isso prejudica o ataque todo no geral.
    Precisamos treinar mais essa saída, até mesmo quando está sendo pressionado.

  • Foi um jogo duro onde, entendo eu, errou o Luxa com o time que entrou em campo.

    Mas isso é normal num início de trabalho.

    Mas há de se considerar também a má atuação (individual) de alguns jogadores e a boa partida do RB.

    O gol que o Dudú perdeu até achei uma bola difícil…mais perdido, pra mim, foi a bola que sobrou para o Luiz Adriano na marca do pênalti, de frente para o goleiro gambá. Um avante como ele não pode jamais perder um gol daquele.

  • Concordo que é apenas o início de um trabalho, mas há coisas que estão nítidas desde o ano passado e outras que já deu pra perceber esse ano mesmo. Na minha opinião: volta o Felipe Melo pra segundo volante (de zagueiro não dá, temos zagueiros de origem bem melhores) disputando posição com o Bruno Henrique, os dois juntos fica muito lento. O difícil é um deles aceitar o banco, principalmente o Felipe Melo.
    Agora, coisa que já sabemos desde 2018, o Marcos Rocha sobe demais pro ataque e sempre fica uma avenida nas costas dele. O pênalti foi 70% do Marcos Rocha e 30% do Zé Rafael. Com Viña (que dizem que é muito ofensivo, eu não o conheço) e Marcos Rocha no mesmo time como ficará o setor defensivo? Felipe Melo é lento pra fazer esse tipo de cobertura.
    De resto não sei se dá pra tirar muitas conclusões, o jogo de ontem foi muito ruim.

  • Parabéns ao avaliador!

    Não queimou nenhum jogador, soube ponderar o jogo ruim com o momento de oscilação.

    Dá desespero ver torcedor cravando o fim do ano. Metem uma pressão absolutamente desnecessária.

    • Verdade, impressionante como uma parcela bastante significativa da torcida ainda cai nessas pilhas manjadas da imprensinha, pra denegrir o trabalho que ainda está no começo – e onde não é fim de mundo ocorrer o resultado, como este de ontem. É ajuste, observação, teste e, se necessário, correções.

      Segue o pojeto!

  • Paulistinha é pra isso, pra testar, pra aprender e pra perder também, vamos ver como o time reage, na saída pro intervalo Dudu se mostrou puto com a postura do time.

    Achei que o ataque no geral não recebeu as bolas que precisava, a nossa saída que deveria ser melhor por contarmos com zagueiros habilidosos e dois meias leves deveria ser melhor.

    Wesley não compunha a linha alta, sempre deixando um buraco por onde o adversário saía jogando de pé em pé. Isso sem contar os passes fáceis que errou no meio de campo.

    O primeiro gol deles foi erro de posicionamento, GGomez saiu da área para marcar o VLuis, os dois tomaram um drible de corpo do atacante, FM foi pra cobrir os dois e também tomou um drible, aí o Weverton ficou vendido cara a cara com o atacante.

    Sobre o pênalti do ZRafael, me pareceu falta de adaptação a nova posição, aconteceu na hora certa. Bom para aprender, pois está indo bem na posição.

    Time ainda está com a perna pesada, eu não destacaria ninguém no time hoje, acho uma partida coletivamente ruim.

  • Acho que foi um resultado bem normal, RB hoje é um time muito competitivo, de série A e um dos postulantes ao título estadual. Jogou em casa, deve estar a pelo menos uns 20 dias de vantagem nos treinos (ficou nítido a diferença física do 1ºtempo, depois também cansaram). Nosso time foi inexistente no 1º tempo, mas no 2º tempo mandou no jogo e merecia no mínimo o empate. O que foi muito positivo pra mim é que a capacidade de mudar o time no intervalo do Luxa, continua afiada, e peças no elenco ele tem. No mais é tirar a experiência desse jogo e corrigir o que precisa ser feito. Ficar criticando o time por esse jogo me parece no mínimo incoerente.

    • Os caras empataram com o Santos na Vila, perderam da Inter de Limeira em Bragança e empataram com o Novorizontino…aí ganharam da gente, é isso ae!

  • Jogo que serviu para Luxemburgo observar melhor seu elenco e identificar suas deficiências.

    Com Matias Vinã e Rony algumas deficiências serão sanadas, mas não todas…

  • Melhor perder agora que no mata-mata…

    Enfim, acho que o jogo de hoje também mostrou a necessidade urgente de contratarmos um centro-avante, nenhum jogador do elenco tem de fato aquela característica de homem de área.

    • Perfeito, enquanto não tivermos um matador vai ser isso! Jogos difíceis nos quais precisamos definir em poucas jogadas vamos tomar, uma pena que não conseguem resolver isso desde 2016.

  • É sempre horrível perder mas vamos com calma. Esse jogo não vale de quase nada e não perdemos pra nenhuma galinha morta, os outros grandes vão ter trabalho ao jogar lá. Só não entendi a entrada do Wesley desde o início, acho que ele vinha funcionando pra dar aquele gás no segundo tempo.

  • Quando um time não tem um MATADOR perde jogos assim. L.Adriano perdeu um gol feito antes do pênalti e o Dudu então nem se fala. É assim, triste realidade…

  • Que sirva pra cair na real e baixar a bolinha do profexô e de parte da torcida. Alguns torcedores já tavam achando q com meia-dúzia de mlks da base íamos bater de frente com o flamerda (esses mlks não ganham do flamerda nem no sub-20) e o profexô, depois de golear duas galinhas mortas (a ferroviária enfiou 5 no oeste) já tava falando em pika pro céu, bundinha de lado, time de 96 etc. Primeira coisa: tem q se livrar do FM! Não tem sentido improvisar o cara na zaga tendo Luan e VH no elenco. Segundo: vamos agilizar os “tiros certos”.

    • Acho que o seu comentário encaixaria perfeitamente em dezenas de páginas Palmeirenses… graças a Deus o Verdazzo tem uma linha diferente e aqui esse tipo de cornetagem maluca é minoria

      • Cara, vc não concorda com a minha opinião? Tudo bem! Mas use argumentos, não venha desqualificar minha opinião com adjetivos vazios. Eu tb poderia chamar parte da torcida de Torcida Poliana, mas o q iso traria de interessante pro bate-papo?

      • Minha preocupação passa pelo ego do Luxa. A gente o conhece bem, é só engatar algumas vitórias q ele vira um pavão e começa a dar coletivas constrangedoras, o q acaba influenciando no grupo. O Luxa entende de futebol, mas sua vaidade fala mais alto, ele quer sempre ser o prof. Pardal, aquele q enxerga o q ninguém vê. Veja o FM, por ex., qual a necessidade dessa improvisação?

  • O Red Bull pode herdar a “maldição de Bragança”: 89, 91, 92, 93, 95, 96, ….” essas são as derrotas q lembro.
    89 sendo a pior, claro.
    Mas, como diria Cleber Machado: “hoje, não”.
    #VamosPalmeiras