0
X
4

Pré-Jogo

Pré-jogo Melgar x Palmeiras

Na noite desta quinta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras volta a campo, depois de 15 dias de intervalo, para enfrentar o Melgar, em Arequipa, em partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores.

Um empate basta para o Verdão garantir passagem para a próxima fase, mas a vitória é importante para acumular pontos e assim chegar ao fim da fase bem colocado na classificação geral, que é o que determina os mandos dos jogos de volta no mata-mata.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionado:
Willian
Não inscritos:
Fabiano e Juninho
Trabalho físico: Ricardo Goulart
Opção técnica: Edu Dracena, Jean e Guerra

Pendurados: Bruno Henrique e Thiago Santos

O Verdão viajou 48 horas antes da partida para tentar se aclimatar à altitude – os 2.335 metros acima do nível do mar de Arequipa não chegam a ser nenhum fantasma, mas são desconfortáveis.

Felipão não contará com Ricardo Goulart para a partida; Zé Rafael surge como favorito para ocupar a vaga. As surpresas podem ficar por conta de Thiago Santos e Arthur Cabral, que ganharam moral nesta mini intertemporada. Um possível time para esta noite é Weverton; Mayke, Luan, Gómez e Victor Luis; Felipe Melo (Thiago Santos) e Bruno Henrique; Gustavo Scarpa, Zé Rafael e Dudu; Deyverson (Arthur Cabral).

Melgar

MelgarO treinador do Melgar, o argentino Jorge Pautasso, não poderá contar com John Narváez, expulso contra o San Lorenzo – em seu lugar deve jogar Fuentes.

Precisando do resultado para garantir ao menos passagem à Sul-Americana, o time deve alinhar de forma mais ofensiva, num 4-1-4-1, com Cáceda; Carmona, Fuentes, Villalba e Mifflin; Romero; Neyra, Arias, Sanchez e Vidales; Cuesta

Árbitro

Carlos Orbe RuízO equatoriano Carlos Orbe Ruíz será o árbitro do jogo – ele jamais teve a responsabilidade de conduzir um jogo do Verdão em sua carreira.

Parpite

O Melgar virá de forma ofensiva e está com ritmo de jogo. O time está embalado pela recuperação recente no campeonato local, quando enfrentou quatro equipes da parte de baixo da tabela e teve bons resultados, mas contra o Palmeiras o buraco é mais embaixo.

Dá Verdão: 2 a 0, os dois gols de Arthur Cabral, e o Verdão voltará do Peru com a vaga assegurada, para poder focar tranquilamente na estreia do Brasileirão. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Hoje é pelo Facebook, pela primeira vez na História. Como é pela Internet, vai ficar fácil para você sincronizar a imagem com o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

FacebookFacebook

Pós-Jogo

Melgar 0x4 Palmeiras

O Palmeiras voltou muito bem do recesso, mostrou bastante desenvoltura e venceu o Melgar por 4 a 0 em Arequipa. Beneficiado ainda pelo tropeço do San Lorenzo, mais cedo, o Verdão voltou à liderança da chave, garantindo a classificação com uma rodada de antecedência.

O resultado foi conquistado com uma grande partida coletiva da equipe, abrilhantada por excelentes atuações individuais principalmente de Gustavo Scarpa e Hyoran. O Verdão embala para o início da disputa do Brasileirão, que começa já no domingo, em jogo contra o Fortaleza no Allianz Parque.

Primeiro tempo

1'
Melgar

Sánchez bateu falta na área; Ramos ganhou pelo alto de Gómez e conseguiu uma boa conclusão, mas Weverton defendeu mostrando reflexo.

4'
Palmeiras

Gustavo Scarpa foi lançado na área por trás da zaga, se preparava para dominar e bater para o gol quando foi empurrado pelas costas por Mifflin – o juiz não marcou o pênalti.

9'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! No escanteio curto pela esquerda, Dudu rolou para Scarpa, que cruzou na risca da pequena área, para a chegada de Gustavo Gómez; sem marcação, o paraguaio apenas cumprimentou para colocar a bola nas redes de Cáceda.

21'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Após mais uma bola aérea, a zaga rebateu e Gustavo Scarpa emendou de primeira coma  canhota e encaçapou no canto esquerdo de Cáceda, fazendo um golaço.

35'
Palmeiras

Após escanteio batido por Dudu na direita, a bola foi rebatida e o próprio Dudu recolocou na área para a chegada de Felipe Melo, que testou firme, mas Cuesta salvou em cima da risca com Cáceda batido.

Após excelente exibição do Verdão, que se manteve firme na defesa, forte no jogo aéreo e mostrou estar muito afinado nas saídas de bolas rápidas, o juizão equatoriano, que deixou o pau comer, encerrou o primeiro tempo aos 47 minutos.


Segundo tempo

10'
Palmeiras

Mais lento, o Verdão só chegou ao ataque com perigo aos nove minutos, em chute cruzado de Zé Rafael – a bola não fez a curva e saiu à esquerda de Cáceda.

14'
Palmeiras

Após cruzamento de Mayke, Dudu apareceu de surpresa no segundo pau e cabeceou – desequilibrado, não conseguiu dar direção à bola.

15'

Zé Rafael deu lugar a Hyoran.

21'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Em ótima jogada coletiva, Hyoran deixou Gustavo Scarpa na cara de Cáceda, e o camisa 14 mandou para o fundo das redes.

25'

Dudu deu lugar a Lucas Lima. Muito leve, o ataque ficou formado com Hyoran, Lucas Lima, Gustavo Scarpa e Deyverson.

29'
Palmeiras

O massacre continuava. Depois de ótima tabela com Hyoran, Scarpa invadiu a área pela esquerda e bateu forte, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

31'
Palmeiras

Na última mexida, Felipão mandou Moisés no lugar de Bruno Henrique.

35'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Scarpa lançou Hyoran na corrida, por trás da zaga; já dentro da área, o camisa 28 tocou para dentro, para a chegada de Moisés, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

43'
Palmeiras

Em mais um contra-ataque, Scarpa cruzou para Moisés, que chegou batendo, visando o cantinho direito que estava aberto, mas errou o alvo por muito pouco.

47'
Palmeiras

Luan arriscou no meio da praça e mandou um míssil no travessão de Cáceda, que não tinha o que fazer.

Aos 49, o juiz Carlos Orbe Ruíz encerrou o passeio do Verdão – 4 a 0 ficou barato para o Melgar, que ainda sonha com uma vaga na Sul-Americana.





Fim de jogo

Foi uma exibição pra ninguém botar defeito. Alguém pode dizer que o Melgar é apenas o Melgar – e é – mas isso não diminui os méritos de uma partida tão bem jogada pelo Palmeiras. Afinal, foram 4 gols, um pênalti não marcado, uma bola na trave e várias outras chances de gol, criadas com autoridade, de forma natural.

A posição do Palmeiras na Libertadores volta a ficar privilegiada; o resultado permite ao time sonhar com a segunda e até com a primeira posição geral. E as perspectivas pelas disputas dos mata-matas passam a ser cada vez melhores, restando apenas saber com Felipão administrará o elenco nos jogos intercalados do Brasileirão.

Para matar as saudades, foi ótimo! VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Melgar

GOL
Cáceda
LAD
Neyra
ZAE
Ramos
ZAG
Fuentes
LAE
Mifflin
VOL
Diez
MEI
Hinestroza
VOL
Arias
MEI
Vidales
ATA
Arakaki
MEI
Sánchez
MEI
Alexi Gómez
MEI
Iberico
ATA
Cuesta
TÉCNICO
Jorge Pautasso

Palmeiras

GOL
Weverton
LAD
Mayke
ZAG
Luan
ZAE
Gustavo Gómez
LAE
Victor Luis
VOL
Felipe Melo
VOL
Bruno Henrique
VOL
Moisés
MEI
Dudu
MEI
Lucas Lima
MEI
Gustavo Scarpa
MEI
Zé Rafael
MEI
Hyoran
ATA
Deyverson
TÉCNICO
Luiz Felipe Scolari

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Uma ótima defesa no reflexo no início do jogo, depois só foi exigido pelo alto, e mostrou excelente tempo de bola e reposições precisas.
8
Mayke
Partida correta, sem dar chances para Alexi Gómez.
6.5
Luan
Foi uma autêntica parede na zaga e ainda quase fez um golão de for no final.
8
Gustavo Gómez
Fez o seu de cabeça, mas perdeu alguns duelos na área defensiva.
7
Victor Luis
Partida discreta, sem maiores problemas.
6.5
Felipe Melo
Parecia meio pesadão no início do jogo, depois engrenou e fez uma bela partida na frente da zaga.
7.5
Bruno Henrique
Com algum atraso, vai se soltando em campo e ocupando de vez os espaços entre as duas áreas.
7
Moisés
Entrou cheio de vontade, cercando, desarmando, chegando à frente, marcando gol de centroavante e até gol do meio do campo tentou.
8
Dudu
Um dos mais apagados em campo - mesmo assim, ajudou a confundir a zaga com bastante movimentação.
6.5
Lucas Lima
Ficou pouco tempo em campo, mas mostrou bastante disposição e participou de bons lances.
6.5
Gustavo Scarpa
Partida monstruosa, sempre bem colocado e com a perna esquerda mais afiada do que nunca.
9.5
Zé Rafael
Bem taticamente, mas teve dificuldades com o jogo físico de seu marcador e com a complacência da arbitragem.
7.5
Hyoran
O jogo já estava desequilbrado, mas com sua entrada a balança desabou de vez: destruiu a defesa peruana com deslocamentos e passes sensacionais.
9
Deyverson
Quando parou de tentar cavar faltas e passou a jogar bola, fez o pivô muito bem, puxou zagueiros e abriu espaços, sendo muito importante na construção do placar.
7.5
Luiz Felipe Scolari
Luiz Felipe Scolari
Respondeu aos críticos com um time muito bem armado e substituições precisas. Scolarismo com classe.
8.5