2
X
2

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Boca Juniors

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras faz mais um jogo do tamanho de sua História, quando recebe o Boca Juniors, valendo vaga na final da Copa Libertadores. Depois de um mau resultado na Bombonera, o Verdão precisa vencer por três gols no Allianz Parque para avançar; vitória por 2 a 0 leva a decisão para a marca do pênalti.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Artur, Marcos Rocha e Jean

Pendurado: Bruno Henrique

Felipão acenou com mudanças para a partida. A imprensa dá como certas as escalações de Lucas Lima e Deyverson nos lugares de Moisés e Borja. Caso o vazamento se confirme, o time irá a campo com Weverton; Mayke, Luan, Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Dudu, Lucas Lima e Willian Bigode; Deyverson.

Boca Juniors

Boca JuniorsGuillermo Schelotto não poderá ficar no banco, como punição da Conmebol pelo atraso para entrar em campo na Bombonera. Mas seu irmão gêmeo e auxiliar Gustavo poderá trabalhar normalmente. E os dois são muito parecidos…

Os Schelotto já definiram o time que vai a campo com apenas uma mudança em relação ao jogo da Bombonera: Villa entra na ponta direita no lugar de Zárate, e Pavón deve jogar em cima de Mayke. O time: Rossi; Jara, Izquierdoz, MAgallán e Olaza; Barrios, Nández e Pablo Pérez; Villa, Ábila e Pavón.

Árbitro

Wilmar RoldanWilmar Roldán, da Colômbia, já apitou três jogos do Verdão na Libertadores e sempre o mandante venceu. A última partida foi contra o Colo-Colo, há quatro semanas.

Parpite

O Palmeiras é o único clube que pode evitar um Superclásico na final da Libertadores. O Palmeiras é o legítimo representante do Brasil. O país inteiro estará de olho na partida, e mais do que nunca temos uma missão esta noite no Allianz Parque.

Precisamos de um jogo perfeito, com a mesma solidez defensiva, para não tomar nenhum gol. Precisamos de trocas de passes rápidas – daí a opção por Lucas Lima. Precisamos de apoio dos laterais e de cobertura dos volantes. Precisamos de muito equilíbrio entre ataque e defesa.

Precisamos de cabeça no lugar e sangue frio, porque ele vão catimbar e nos enervar. Mas precisamos de raça e coração para intimidá-los e empurrá-los para dentro da área. Precisamos de muito equilíbrio mental.

Precisamos do calor da torcida, o tempo todo, e aqui não precisamos de equilíbrio nenhum: quanto mais loucura, melhor. Vamos mostrar para esses argentinos que com o Palmeiras não se mexe. Vamos ostentar para todo o Brasil nossa fibra. Vamos atrás dessa vaga, porque já faz muito tempo que não ganhamos essa taça e estamos todos muito a fim. PRA CIMA DELES! VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Escolha o canal e sincronize a imagem da TV com o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

TV GloboGlobo  – menos Curitiba e Bahia

SportvSporTV

Fox SportsFox Sports

O Palmeiras lutou, fez dois gols, mas ficou no empate com o Boca no Allianz Parque e viu adiado mais uma vez o sonho do bicampeonato da Libertadores. Mesmo com a dura missão de reverter a desvantagem de 0 a 2 construída pelos argentinos em Buenos Aires, o time chegou ao gol de abertura rapidamente, mas o VAR pegou um impedimento discretíssimo de Deyverson e o Boca aproveitou uma falha de Felipe Melo logo na sequência.

O Verdão não desistiu, virou no segundo tempo, ficou a dois gols da classificação com mais de 30 minutos pela frente, mas Benedetto deu números finais ao placar aos 25 minutos e anestesiou um pouco a dor da deslcassificação.

Primeiro tempo

9'
Palmeiras

Gol do Verdão! – mas não valeu… Lucas Lima acionou Deyverson aberto pela direita, ele girou rápido para a passagem de Dudu, que cruzou por baixo, para a chegada de Bruno Henrique, que escorou para dentro. MAs Deyverson estava ligeirmente impedido e o VAR anulou o gol quando a bola já estava posicionada no centro do campo.

12'
Boca Juniors

Villa bateu falta da direita e Ábila conseguiu cabecear no segundo pau, mas Weverton defendeu no rodapé – a bola chegou a entrar um pouco no gol, mas claramente não cruzou a linha totalmente.

17'
Boca Juniors

Gol do Boca – Villa fez a jogada de velocidade na direita e ficou no mano a mano com Gómez, nas costas de Diogo Barbosa; em vez de ir para o drible sobre o paraguaio, Villa preferiu o passe por baixo; Felipe Melo poderia facilmente ter cortado o cruzamento mas deixou a bola passar; Ábila, mesmo com toda sua grossura, bem que tentou errar, mas a bola bateu na trave esquerda de Weverton e entrou no gol.

19'
Palmeiras

Dudu cruzou para a chegada de Bruno Henrique, que cabeceou para fora.

22'
Palmeiras

Lucas Lima acionou Bruno Henrique por dentro; de média distância, ele engatilhou e soltou a perna, mas a bola saiu por cima do gol de Rossi.

25'
Palmeiras

Lucas Lima cobrou escanteio e Gómez cabeceou forte, para ótima defesa de Rossi.

33'
Palmeiras

Willian Bigode fez ótima jogada pela esquerda e jogou na área, do lado oposto, para a chegada de Mayke, que ajeitou com carinho mas bateu mal, torto, por cima.

35'
Palmeiras

Dudu fez excelente jogada pela direita e cruzou no segundo pau; Magallán tentou cortar mas quase fez contra – Rossi salvou o Boca.

37'
Boca Juniors

Pavón tinha muito espaço pelo lado direito, afunilou e bateu para o gol; mas a bola saiu por cima.

O Palmeiras não tinha outra alternativa a não ser ir pra cima do Boca, teve muito mais a bola no pé e mesmo saindo de suas características criou várias chances no primeiro tempo, mas o gol não saiu.

Para criar essa pressão, o Palmeiras assumiu riscos, deixando um espaço perigoso à frente da zaga, mas o fato é que não havia outra alternativa a não ser arriscar. Com 0 a 3 no placar agregado, o Verdão foi para o vestiário precisando de quatro gols.


Segundo tempo

Felipão trocou Bruno Henrique, que correu demais, por Moisés e o time seguiu no 4-1-4-1, mas com o toque inteligente de Moisés ajudando a construção das jogadas, se aproximando de Lucas Lima.

2'
Palmeiras

Dudu fez a jogada pela esquerda e cruzou; Willian não conseguiu escorar mas Lucas Lima aproveitou a sobra da entrada da área e chutou rasteiro; Rossi mandou a escanteio.

2'
Palmeiras

Na batida do escanteio de Lucas Lima, Gómez testou firme e Rossi pegou mais uma.

7'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Após bola alçada na área, a zaga argentina afastou, mas Felipe Melo jogou novamente para o bolo e Luan saiu livre na frente de Rossi e bateu por baixo, entre as pernas do argentino, empatando o jogo. Faltavam três gols.

10'
Boca Juniors

O Boca arriscou um ataque discreto com Pavón, que bateu de fora, para boa defesa de Weverton.

13'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Dudu foi para o lance individual, entrou na área pelo lado direito e usou a experiência para sofrer o choque de Izquierdoz, e obrigar o juiz a apontar para a cal. Gustavo Gómez bateu firme no canto esquerdo de Rossi e o Verdão virava o jogo e precisava de dois gols com mais de meia hora pela frente

16'

Willian sentiu uma fisgada no posterior da coxa direita e deu lugar a Borja.

17'
Palmeiras

Em escanteio foi batido da esquerda, Borja, em seu primeiro lance, testou para fora, com plenas condições de fazer o terceiro. Detalhes que decidem um campeonato.

25'
Boca Juniors

Benedetto, que havia entrado pouco antes, recebeu pelo meio sem marcação nenhuma, ajeitou e mandou um canudo cruzado, no canto esquerdo de Weverton, e empatou novamente o jogo. Felipe Melo dormiu de novo e permitiu que o camisa 18 do Boca executasse a jogada com toda a liberdade.

29'

Sem mais nada a perder, Felipão trocou Felipe Melo por Gustavo Scarpa. Na formação ultraofensiva, um 4-1-3-2, Moisés era o volante; Scarpa e Dudu jogavam abertos; Lucas Lima por dentro e Deyverson e Borja bagunçavam a área do Boca.

31'
Boca Juniors

Zárate cobrou falta da direita e a bola explodiu na forquilha de Weverton.

35'
Palmeiras

O Palmeiras tentou responder na mesma moeda com Gustavo Scarpa, que bateu falta com efeito mas a bola subiu demais. O lance foi decisivo para que a torcida e o time entregassem os pontos. O ritmo da partida caiu muito na sequência e já se viam lugares vazios no Allianz Parque.

39'
Palmeiras

Moisés tentou o arremate de fora, mas errou o alvo.

42'
Palmeiras

Dudu cobrou escanteio da direita e Deyverson cabeceou livre, mas sem direção, por cima do gol.

45'
Palmeiras

Dudu acionou Deyverson na área e o camisa 16 testou na trave, mas o bandeira parou o lance marcando impedimento.

Após três minutos de acréscimo, Wilmar Roldán encerrou a partida e o Boca se classificou à final da Libertadores.





Fim de jogo

Foi por pouco. O Palmeiras fez um confronto especial com o Boca e perdeu nos detalhes – nas falhas individuais e no mérito dos argentinos, que têm um senhor atacante no plantel.

Na Argentina, foram 80 minutos de um duelo bem jogado e dois gols no final, um no erro de Felipe Melo e outro no talento de Benedetto, que forçaram o Palmeiras a sair de sua característica no jogo de volta.

O Verdão cumpria o script no segundo jogo, mas o VAR, que não existia em 2001, freou nossa reação. Mais um erro de Felipe Melo e o estádio acabou murchando no 0 a 1. Mas o Verdão foi gigante e virou o jogo em menos de quinze minutos, voltando à disputa.

Infelizmente, em mais um vacilo de Felipe Melo, Benedetto acabou com o duelo, aos 25 minutos. Pelo menos não doeu tanto, da forma que foi. O time mostrou muita força e dignidade; saiu aplaudido do estádio e segue com o moral intacto para a disputa dos sete jogos finais do Brasileirão, agora sem mais chavinhas para virar.

Parabéns aos mais de 40 mil palmeirenses que foram ao Allianz Parque. A festa foi maravilhosa, o clima foi criado, mas futebol é assim. Não precisamos de caça às bruxas – nem Felipe Melo, que errou em três dos quatro gols do Boca, merece ser execrado. No mata-mata, nem sempre vence o melhor e o Boca é uma camisa enorme, tão pesada quanto a nossa. Foi uma grande semifinal. Mas vamos em frente que sábado já tem jogo de novo; vamos agora em busca do decacampeonato e VALEU PALMEIRAS!


Acompanhe a transmissão ao vivo feita pelo Verdazzo, com a narração de Bruno Zanholo e comentários de Conrado Cacace.

Ficha Técnica

40.299

R$ 3.829.551,24

Wilmar Roldan

Palmeiras

GOL
Weverton
LAD
Mayke
ZAG
Luan
ZAE
Gómez
LAE
Diogo Barbosa
VOL
Felipe Melo
MEI
Gustavo Scarpa
VOL
Bruno Henrique
MEI
Moisés
MEI
Willian Bigode
ATA
Borja
MEI
Lucas Lima
MEI
Dudu
ATA
Deyverson
TÉCNICO
Luiz Felipe Scolari

Boca Juniors

GOL
Rossi
LAD
Jara
ZAG
Izquierdoz
ZAE
Magallán
LAE
Olaza
MEI
Barrios
MEI
Nández
MEI
Pablo Pérez
MEI
Gago
ATA
Villa
ATA
Ábila
ATA
Benedetto
ATA
Pavón
ATA
Zárate
TÉCNICO
Guillermo Schelotto

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Sem culpa nos gols - nem vem cornetar, o gol do Benedetto foi no cantinho, forte.
6
Mayke
Fez uma partida regular. Precisávamos de uma partida pelo menos acima da média.
6
Luan
Guardou seu golzinho mesmo chutando meio sem jeito.
6.5
Gómez
Ótima partida, por cima, por baixo, e batendo pênalti. Até drible de corpo aplicou.
8
Diogo Barbosa
Na mesma pegada do Mayke, fez um jogo ordinário, no sentido exato da palavra.
6
Felipe Melo
Foi bem na Argentina mas entregou a paçoca no lance decisivo. Aqui, foi mal o jogo todo e falhou em dois gols. Uma pena.
3
Gustavo Scarpa
Entrou quando o jogo já estava na fase morna.
s/n
Bruno Henrique
Foi monstruoso no primeiro tempo, desarmando, ajudando na saída de bola, distribuindo jogo e ainda chegando na área para conclusão - fez o gol que o VAR anulou. Acabou exausto e nem voltou para o segundo tempo.
8.5
Moisés
Sua entrada deu uma boa dinâmica ao meio campo, colando no Lucas Lima e dando mais opções de troca de passes.
7
Willian Bigode
Encaixou uma ou duas boas jogadas. Mas quando saiu o 2 a 1, no ponto em que o Boca tinha sentido o golpe e o jogo ficaria bom para ele, sentiu a lesão.
6
Borja
Perdeu o lance que poderia ser o 3 a 1 com pelo menos meia hora de jogo pela frente. Que coisa.
5
Lucas Lima
Participou bastante do jogo, com a energia na dose certa; distribuiu bem o jogo e comandou o ataque com lucidez.
7.5
Dudu
Mais um grande jogo do Baixola, cavando um pênalti na experiência. Pena que se perdeu no emocional na parte final e começou a errar muito.
7.5
Deyverson
Fez o pivô, tirou suas casquinhas, e o que é melhor: conseguiu jogar sem cair na pilha. Até que foi bem.
6.5
Luiz Felipe Scolari
Luiz Felipe Scolari
Conseguiu extrair um bom desempenho do time mesmo sendo obrigado a sair de suas características. Os jogadores entraram pilhados na dose certa. Podia ter feito uma mexida mais ofensiva no intervalo, mas mesmo assim saíram dois gols antes dos 15 minutos, então não dá pra reclamar.
6