De Dacunto a Felipe Melo: quem corre são os outros

Felipe Melo
REUTERS/Andres Stapff

A Conmebol julgou ontem os atletas envolvidos no conflito ao final da partida entre Peñarol e Palmeiras, em Montevideo. Felipe Melo foi condenado a seis jogos de suspensão mais ao pagamento de dez mil dólares. Já os uruguaios Mier, Nández e Hernandez receberam cinco partidas cada, além do pagamento da mesma quantia. Os dois clubes ainda serão julgados na próxima quarta-feira e poderão receber penas de perda de mandos de jogos. Cabe recurso.

Felipe Melo, que já havia sido suspenso preventivamente e não pôde jogar contra o Jorge Wilstermann na Bolívia, tem ainda mais cinco jogos por cumprir: contra o Tucumán, na partida derradeira da fase de grupos, e nas partidas pelas oitavas e quartas-de-finais, caso o Palmeiras siga avançando. Em caso de eliminação, a punição valerá para a Sul-Americana.

É quase desnecessário pontuar o quanto a punição é absurda. As imagens são claras, os jogadores do Peñarol, como de hábito, reagiram mal à eliminação e deliberadamente deflagraram o conflito, escolhendo Felipe Melo, por todo seu histórico, como alvo. Nosso atleta, experiente, evitou ao máximo o confronto e se defendeu num momento extremo. A má intenção uruguaia fica escancarada pelo fato dos portões de acesso ao vestiário terem sido trancados, evitando que nossos jogadores deixassem o gramado para encerrar o conflito.

Quando termina a má intenção do Peñarol, aparece a da Conmebol. O patético relatório do oficial de segurança da entidade chama para si a responsabilidade do cerramento dos portões, justificando a atitude pela presença de seguranças do Palmeiras, que entraram no gramado exatamente para isolar nossos jogadores e evitar o conflito. Para a Conmebol, o que Felipe Melo fez foi mais grave que o que fizeram os uruguaios – e apenas três deles mereceram punições.

Cheiro ruim

Nossa torcida reagiu com indignação à divulgação da punição. Há quem defenda o abandono da competição como medida extrema, o que significaria um ato de desagravo ao “amadorismo”, para não sugerir outras intenções, da entidade.

Vamos e venhamos: a punição exagerada não cheira bem. O fato do Palmeiras estar bem calçado financeiramente e de caber recurso – e de ainda haver outro julgamento relacionado a perda de mandos nos faz pensar em outras intenções, relacionadas a acertos nos bastidores. O vasto histórico da entidade permite que essas ilações sejam feitas sem cair na leviandade.

Tudo o que nossos adversários sonham é que o Palmeiras se retire da Libertadores. Bem ou mal, o que está em jogo é o título do continente e o Verdão é um dos principais candidatos ao troféu. Abrir mão da disputa em nome de um levante que, sabemos, não dará em nada, além de ser inócuo abrirá caminho para que times como o Flamengo fiquem mais próximos da conquista.

Cadê a CBF?

Maurício Galiotte já fez o que estava a seu alcance: foi à imprensa e reclamou com veemência, reafirmando a condição do Palmeiras de vítima no episódio. Além dos recursos legais, cabe até um protesto formal – tão eficaz quanto pedir “por favor” para que a pena seja revogada.

Quem elege a diretoria da Conmebol são as confederações nacionais. A responsabilidade de se insurgir contra essas medidas é da CBF. É obrigação da entidade da Barra da Tijuca agir nos corredores da Conmebol em defesa de seus afiliados. Cadê?

O mais irônico é que tudo isso acontece em meio a insinuações de favorecimento ao Palmeiras, seja pelo poderio financeiro da patrocinadora, seja pela origem supostamente palmeirense do presidente da CBF – aquele que não pode deixar o país para não ser preso e que lutou com todas as forças pela viabilização da construção do Itaquerão.

Combustível

Cabe à nossa torcida engolir mais essa e transformar a punição indigesta em combustível para empurrar o time rumo ao bicampeonato. Temos time e temos técnico. Se confirmada, a punição será apenas mais um obstáculo a ser vencido.

Nos inspiremos em nossa História. Em 1942, foi o SPFC quem correu. Em 1944, armaram e tiraram o nosso médio argentino Dacunto da partida decisiva. No final, sempre deu Palmeiras. Com Dacunto ou sem Dacunto; com Felipe Melo ou sem Felipe Melo, nós ganhamos. VAMOS PALMEIRAS!

  • Luan

    Mais um texto excepcional! Palmeiras é sinônimo de luta e superação!

  • greensemstress

    É hora de mostrar a força da EQUIPE! Sempre soubemos que a comenbol sempre foi e sempre será conivente contra os clubes brasileiros que não são unidos. Resta parar de espernear e mostrar que temos BRIO e que o que as imagens mostraram é exatamente o contrario do que viram os “julgadores da comenbol”. Depois de sermos campeões (e temos bala pra isso), ir diretamente a fifa e mostrar como são feitas as coisas aqui na América do Sul, digo diretamente porque a cbf é um antro de corruptos idiotas que só enxergam (protegem) 2 times com respaldo da midia “mae”. Avanti VERDÃO!!!

    • Schia

      Pensei exatamente nisso. Estamos no início da competição, temos equipe e qualquer atitude mais forte nesse momento pode gerar ainda mais retaliações. Depois, bom aí veremos, mas que não deve passar em branco, não deve..

    • Alissa

      Você tem razón. Mas esse discurso todo ano se repete.Todos nós sabemos que a Conmebol és una corja que é capaz de tudo, mas o que os clubes fazem? NADA! Enquanto uma medida drástica e radical não for tomada, essa mafia chamada Conmebol vai continuar prejudicando mais clubes brasileiros.

      • Antonio A. Alves

        Na liga inglesa a CBF deles só cuida da quinta divisão para baixo, o que resultou em melhor faturamento para os clubes. Na Champions quem cuida é a UEFA e não a corrupta FIFA. Aqui quem manda é a Globo e a Conmebol nas Américas. A única forma de competir é com muito dinheiro e bons elencos e com treinador acima da média, porque a arbitragem e os bastidores agem da forma sorrateira para ganhar quem eles quiserem. O sccp ganhou em 2012 com toda a certeza na mão grande; alguém já viu qualquer time argentino até da quinta divisão vir jogar no Brasil com corpo mole? Já no ano seguinte depois do jovem morto em Oruro, como a Conmebol não tinha normas para retirar o sccp da competição, deu um jeito de em pleno Pacaembu de roubá-los, para a nossa alegria claro. E neste ano de 2014 estava mais fácil para o gambá ganhar outra libertadores. Resumindo: tudo nesta América do Sul é manipulável. Nunca me espantei do futebol ser o esporte mais praticado no mundo não ter interesse nos EUA; recentemente tá mudando.

        • Penhaman

          Perfeita análise, Antonio. E o roubo que nos aconteceu em 2000? A Conmebol descaradamente manipulou os dois jogos da final para o Boca, com duas arbitragens das mais sujas da história. O motivo? O momento político e econômico da Argentina. Quem lembra que a população estava até passando fome? Fizeram a alegria de 50% do país para que o povão tivesse um motivo de alegria, e os outros 50% tivesse discussão, etc… esquecendo dos problemas causados pelo governo… e sabemos que o argentino leva as discussões do futebol muito mais a sério que nós brasileiros.

          • Marcelo Faria

            exatamente, em 2000 o Boca ganhou do Palmeiras na mão grande, o Palmeiras só não venceu na bombonera porque o juiz foi um banana apitando aquele jogo.

  • Ruan Santos

    Ganha esse ano e não joga ano que vem. Essa seria a atitude correta.

  • Giuliano Varela

    Não tem um palmeirense que não esteja irado com isso. O silêncio da mídia tb deixa louco. Nenhuma manchete aponta a diferença das penas

  • Wagner Cesar

    Só fiquei sabendo agora cedo.
    É enojante. De uma forma que me faz repensar meu gosto pelo futebol.
    E essa competição me desperta cada vez menos interesse e cobiça.

  • Claudinei José de Oliveira

    Ganha no braço, ganha na bola, contra tudo e contra todos… Sempre foi assim. Excelente texto.

  • Indignação, geral… Sem mais. VAMOS PALMEIRAS! AVANTI PALESTRA!!!

  • 9 – MARQUINHO

    Tudo. Toda esta situação me enoja. A emboscada, o relatório do árbitro e do delegado da partida, a interpretação da Conmebol… Tudo!
    Os clubes brasileiros super valorizam essa competição. Abri-se mão de disputar as demais competições com mais afinco em prol da Libertadores. Entramos com estádios e arenas padrão FIFA e recebemos estádios jogados as traças. Entramos com segurança e cortesia e recebemos hostilidade. Entramos com verdadeiros tapetes de gramados e recebemos potreiros. Entramos com bons times e recebemos um bando trogloditas que querem equilibrar a competição com catimba, provocações, anti-jogo e pancadaria.
    As vezes sinto os clubes brasileiros em relação a CONMEBOL como aquelas “pervas” que gostam de apanhar e depois vão atrás novamente.
    A maior prova de tudo isso é que pelo nível técnico o Brasil deveria ser o maior vencedor da competição, mas não é, pois prevalece os desvalores dos espanhóis contra o solitário português dentro e fora do campo.
    Tudo isso por vezes me faz ter vontade de perder a razão e dar um grito de liberdade. Fico imaginando, por exemplo, esse Penãrol vindo jogar em nossa casa no próximo ano e prepararmos um troco maior ainda. Perder a razão mesmo. Meter a porrada nestes imbecis. Ficar uns 5 anos suspensos da competição, mas implantar um respeito de forma que cada um que vier aqui, venha pisando de fininho.
    OK! Sei que isso seria nos igualar a tudo aquilo ao que critico, mas, depois de tanto apanhar, enche o saco!
    Espero que nossa Diretoria consiga ao menos amenizar esta suspensão do FP e que o clube não venha também a ser punido.Espero que tudo isso nos dê mais força. Que una ainda mais o grupo e que possamos estar disputando o Bi-Campeonato Mundial no final do ano. De preferência contra o mesmo adversário de 1951.
    AVANTI PALESTRA!

    • Marcos

      Melhor que isso é fechar com times profissionais da América uma nova liga e dar uma banana pra CONMEBOL. Incluindo times dos EUA, México, Canadá.. isso geraria muito mais interesse global do que a mafiosa e amadora libertadores da CONMEBOL.

  • Wilfrido Paredes

    Parabéns Conrado, mais um texto excepcional !!!

  • Renan B. Baroni

    Contra tudo e contra todos. Somos Palmeiras!

  • Edinog

    Perfeito Conrado, não será a primeira nem a última vez que somos “premiados” pelos organizadores de qualquer campeonato que disputamos e também não devemos confirmar nossa tradição: Somos maiores do que todos eles !!!!!!!!!!!!!!.

  • Carlos Maccari

    Toda essa armação, só vai tornar mais glorioso, o titulo da libertadores 2017. Torcida, elenco, comissão técnica e diretoria se unirão mais ainda rumo ao titulo

  • Paulo Ponciano

    Concordo plenamente; claro que essa punição é ridícula e o ‘correto’ seria deixar essa competição porcamente organizada pra trás, o que não daria em nada mas com certeza faria certo barulho, pois uma equipe como o Palmeiras se retirar da competição pelo fato desse absurdo julgamento, iria chamar muita atenção.
    Mas como respondi a um comentário aqui mesmo, temos realmente que usar isso como combustível e ir com mais garra pra vencer a Libertadores e mandar um sonoro CHUPA aos que tentaram nos prejudicar. Afinal de contas, contra tudo e contra todos sempre! AVANTI!

  • GustGiannella

    Abandonar a competição é um tiro no pé. Também fiquei puto que essa punição absurda, mas temos muito mais a perder se sairmos da competição. Cada um pensa em si, se houvesse alguma união dos clubes brasileiros talvez desse algum resultado. Mas não será o caso.

    Vamos pra cima, com ou sem o pitbull!

  • Daniel Martino

    Temos que ganhar esta Libertadores e no momento da entrega da taça, como ato de resposta a Comebol, nao devemos seguir os protocolos da comebol e sair do campo para depois comemora com a torcida em outros locais.

  • Ralf Olbertz

    Acho que abandonar a competição seria só se todos os brasileiros abandonassem e a CBF recusasse as vagas destinadas ao Brasil enquanto esse LIXO DE COMNEBOL não trate os times brasileiros de forma justa e honesta.

    Esqueçam, times não são unidos (vide implosão do Clube dos 13) e a CBF é só mais um lixo igual, que está preocupada em angariar mais dinheiro, para satisfazer as mordomias de seus administradores!

  • Allan Bó

    Tenho ânsia de vômito de toda essa situação! Futebol está chato demais, principalmente o brasileiro; Essa situação chega a ser uma piada! Mais um obstáculo para nós! Eu acredito que essa Liberta será Palestrina, AVANTI !!!! Que venha as punições, bando de canalhas!!