Palmeiras promove 3 profissionais para substituir Cícero Souza

Palmeiras promove 3 profissionais para substituir Cícero Souza. Leonardo Piffer conhece como poucos os processos de logística do Palmeiras.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Ex-gerente do Palmeiras deixou o clube e acertou com a CBF

Cícero Souza deixou o Palmeiras nesta semana e acertou sua ida para a CBF para assumir o cargo de gerente técnico geral das seleções masculinas. Para o ocupar o lugar do ex-gerente, a diretoria palmeirense resolveu dividir as funções e promover três profissionais que já trabalham na Academia de Futebol.

O cargo será dividido entre Luís Gustavo Andrade, Leonardo Piffer e Leonardo Holanda. Em entrevista ao GE, a presidente Leila Pereira falou sobre as mudanças.

“Acho que não foi uma perda. O futebol, a CBF, ganhou muito levando um profissional como o Cícero e com relação a reposição nós não vamos para o mercado. Vamos readequar o departamento e criar três gerências”, disse.

Piffer, que era o supervisor de logística, cuidará de todas as operações do departamento de futebol, incluindo a Academia de Futebol e o Allianz Parque. Luís Gustavo, por sua vez, supervisor administrativo, ficará responsável pelos processos no CT e a comunicação entre os setores do futebol, como o Núcleo de Saúde e Performance, comissão técnica e marketing.

Por último, Leonardo Holanda, que era o gerente jurídico, acumulará tarefas também na área de negócios. Além de manter a participação na parte burocrática de transações, Leonardo estará presente nas questões de pré-contatos feitos com novos atletas e funcionários para o clube.

“Os gerentes são pessoas que já trabalham conosco, conhecem nosso dia a dia”, complementou Leila. Os antigos cargos dos três funcionários serão preenchidos por outros profissionais do clube.

Valorização interna é processo natural no Palmeiras

A promoção de profissionais dentro do Palmeiras é algo comum e acontece em todas áreas, seja na parte da gerência, como aconteceu com Leonardo Piffer, Luís Gustavo e Leonardo Holando; na comunicação; na análise de desempenho ou no Núcleo de Saúde e Performance.

 Além de promover pessoas que já trabalham na Academia de Futebol, o Palmeiras também ‘puxa’ profissionais que cuidam das categorias de base. Um exemplo é o Rogério Abreu, que antes de ser analista do profissional, trabalhava nas categorias de base.

Após 10 temporadas, Cícero Souza deixa o Palmeiras e é anunciado pela CBF

Após 10 temporadas, Cícero Souza deixa o Palmeiras e é anunciado pela CBF.
Lesley Ribeiro/CBF

Cícero Souza foi anunciado na entidade nesta terça-feira

Cícero Souza deixou o Palmeiras e acertou sua ida para a CBF. O anúncio foi feito pela entidade nesta terça-feira. O profissional assumirá o cargo de gerente geral de seleções. A contratação de Cícero foi um pedido de Rodrigo Caetano, novo executivo de futebol das seleções masculinas.

Cícero chegou ao Palmeiras no final de 2014 e começou os trabalhos em janeiro de 2015, na gestão de Paulo Nobre. Ele se despede do clube após 10 temporadas, com diversos títulos conquistados e sendo uma das principais peças da reformulação estrutural do Palmeiras.

O gerente participou das principais mudanças da Academia de Futebol, desde a implementação do Centro de Excelência, a interligação dos setores, a criação do Núcleo de Saúde e Performance até as inovações estruturais dentro do CT.

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, conversou diretamente com Leila Pereira na semana passada. A mandatária palmeirense, de início, não gostaria de perder o profissional, mas acabou aceitando a liberação do funcionário à entidade.

Cícero Souza fala sobre novo projeto de carreira

O ex-gerente de futebol do Palmeiras comentou a ida para a CBF e destacou a “a oportunidade de servir à casa-mãe do futebol brasileiro”.

“Muito feliz. Já me vejo muito envolvido com as áreas de atuação internas, trabalhando muito com a construção de processos, com análise de desempenho, com a área de saúde e a comissão técnica e interligando muito o futebol com os demais departamentos da CBF, como o Jurídico, a Comunicação e o Marketing”, disse Cícero.

“Já temos dois compromissos muito importantes (amistosos contra Inglaterra e Espanha, em março) e logo na sequência vem a Copa América. Todo o trabalho visa a ser muito competitivo a curto prazo e esperamos contribuir nesse processo”, complementou.

A despedida de Cícero pelo Palmeiras foi o Choque-Rei do último domingo. Ele esteve presente no vestiário após a partida, que terminou empatada em 1 a 1.

Supercopa: Bráulio Machado o árbitro e VAR com inovação

Braulio da Silva Machado em jogo do Palmeiras contra o Fluminense, durante partida válida pela trigésima sétima rodada do Brasileirão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Decisões do VAR na Supercopa do Brasil serão anunciadas pelo árbitro

Invicto em 2024, o Palmeiras entra em campo para a primeira decisão da temporada neste domingo, contra o SPFC, pela Supercopa do Brasil. O duelo acontece no Mineirão, às 16h.

Bráulio da Silva Machado foi o árbitro designado pela CBF para comandar a partida. Pertencente ao quadro de Santa Catarina, o juiz de 44 anos já comandou o apito em 29 jogos do Verdão na carreira. Clique aqui e veja o histórico.

Bráulio terá como assistentes Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Guilherme Dias Camilo. O quarto árbitro será Rafael Rodrigo Klein, enquanto Wagner Reway será o responsável por comandar a arbitragem de vídeo.

Supercopa terá novidade no VAR

Supercopa do Brasil: Palmeiras e Flamengo se enfrentarão em Brasília.
Lucas Figueiredo/CBF

O presidente da comissão de arbitragem da CBF, Wilson Seneme, anunciou que, na Supercopa, todas as decisões do árbitro após revisão no VAR (alteradas ou mantidas) serão anunciadas ao público do estádio.

Essa medida chegou a ser testada pela Fifa no ano passado no Mundial de Clubes e também na Copa do Mundo Feminina. A ideia da CBF também é promover essa mudança no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil.

Supercopa: CBF define Mineirão e data da partida

Supercopa: CBF define Mineirão e data da partida.
Breno Pataro / PBH

Duelo entre Palmeiras x SPFC acontece no dia 4, às 16h; Verdão busca o bicampeonato da Supercopa

A 23 dias da Supercopa do Brasil, entre Palmeiras e SPFC, a CBF finalmente definiu o local, a data e o horário que a partida será disputada. Na tarde desta sexta-feira, a entidade publicou em suas redes sociais quando e onde será jogada a final.

O palco será o Mineirão e o duelo acontece no dia 4 de fevereiro, às 16h. Anteriormente, a partida estava prevista para o dia 3, porém a CBF acatou um pedido da TV Globo, detentora dos direitos de transmissão, e alterou a data.

Informações sobre a venda de ingressos ainda não foram divulgadas pela entidade e nem pelo Palmeiras.

Em busca do bicampeonato da Supercopa do Brasil

Jogadores e comissão técnica do Palmeiras comemoram conquista do título contra o Flamengo, após partida válida pela final da Supercopa do Brasil 2023, no Mané Garrincha.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Campeão Brasileiro de 2023 após uma arrancada na reta final, o Palmeiras busca o bicampeonato consecutivo da Supercopa do Brasil. O Verdão foi campeão da edição de 2023 depois de vencer o Flamengo por 4 a 3.

Em 2024, o Palmeiras disputará o troféu pela terceira vez na História. Além de 2023, o Verdão também jogou a de 2021 e acabou sendo superado nos pênaltis pelo Flamengo.

Abel explica saída de Endrick, formação com 4 laterais e dispara contra CBF: “É uma vergonha”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Internacional, durante partida válida pela trigésima quarta rodada do Brasileirão 2023, na Arena Barueri.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Abel reclamou bastante da sequência de jogos em poucos dias; Palmeiras para por 15 dias agora devido à data Fifa

Assuntos não faltaram na coletiva de Abel Ferreira após a vitória do Palmeiras sobre o Internacional por 3 a 0, que levou o time à liderança provisória do Campeonato Brasileiro.

Sobre a partida, o treinador explicou a entrada de Vanderlan, que fez o time jogar com quatro laterais ao mesmo tempo, e a saída de Endrick.

“A pergunta certa é o que eu queria colocando o Vanderlan. Era verticalidade. Queria a bola para frente, não quero um jogador que joga a bola para trás, que é o que faz a maioria dos times brasileiros, jogam para trás e para o lado. Eu quero verticalidade, fazer gols. E quando nós perdemos isso, como foi o último jogo, vemos o que fizemos, corrigimos e seguimos em frente”, disse o treinador. Vanderlan fez uma linda jogada individual para o gol de Rony, o terceiro do Verdão.

“Enquanto ele [Endrick] tem energia, nós o deixamos lá dentro [de campo]. Nós jogamos oito partidas seguidas com dois ou três dias de descanso entre eles. O aparelho que fica nas costas dos jogadores é para medir o quanto eles correm e a velocidade. Quando um carro está perdendo rendimento, é a hora de trocar. Ele foi espetacular, fez o que tinha de fazer, estamos muito contentes com ele. Tem nos ajudado muito, é especial”, complementou.

Ainda sobre as estratégias do time em campo, Abel comentou as formas que o Palmeiras tem de agredir os adversários.

“Quando falo em verticalidade, é no momento em que roubamos a bola. Aí, em três ou quatro passes precisamos estar à frente para fazer os gols. É o comportamento da equipe quando ganha a bola. A primeira coisa que precisamos fazer na transição ofensiva é olhar para frente. Se neste momento, não tivermos a condição de atacar, passamos para outro processo, que é o ataque organizado, circulação de bola para mexer o adversário e ganhar espaços na linha defensiva adversária e fazer gols. Essas são duas formas. A outra são os esquemas táticos e, por último, é a qualidade dos jogadores”, explicou.

“A palavra que define esta equipe é equilíbrio. Equilíbrio quando ganhamos ou perdemos; equilíbrio quando estamos atacando ou defendo. É a palavra que eu definiria essa equipe”, acrescentou.

“Uma vergonha”, diz Abel sobre organização do calendário

Abel Ferreira criticou duramente (novamente) o calendário do futebol brasileiro. O treinador comentou sobre a sequência de jogos do Palmeiras desde a última data Fifa e disparou contra a CBF. Contra o Internacional, o Palmeiras perdeu Luan por lesão muscular.

“Não sei que lesão ele [Luan] teve. O que eu quero dizer é que é uma vergonha a CBF deixar de fazer oito jogos seguidos com dois dias de descanso entre as partidas. Isto é uma vergonha, é insano. Hoje lesionou o Luan, o Inter também teve atletas lesionados. Será que isso não faz as pessoas refletirem. É uma vergonha que fazem com os jogadores brasileiros. Felizmente temos um núcleo de saúde e performance absolutamente extraordinário. Isso tem que nos fazer refletir. Enquanto eu estiver no Brasil, no Palmeiras, vão me ouvir a sempre dizer isso. Tudo que eu falo é com apenas uma única intenção: fazer o futebol no Brasil melhor”, disse.

“Vocês da imprensa têm um papel fundamental nisso [em cobrar]. Quem comanda ainda não ouviu. E, se for preciso trocar quem manda, troquem. Para que as decisões sejam melhores”, concluiu.

Arena Barueri em debate

Assim como fez no pós-jogo da partida contra o Athletico-PR, Abel Ferreira voltou a mostrar descontentamento com o fato de o Palmeiras jogar na Arena Barueri. O treinador foi direto ao falar sobre a importância de atuar no Allianz Parque.

“Uma equipe como a nossa, que luta para ser campeão Brasileiro, merecia o estádio cheio. E nós nem no nosso estádio estamos a jogar. Depois de tudo que sofremos e fomos criticados, estamos aqui. Não sei se vamos ganhar o título, não prometo título, prometo é dar o melhor do que sei para ajudar os jogadores. Agradeço aos torcedores que estiveram aqui hoje, se deslocaram para vir. Esses são os que acreditam. Não estou dando recado a ninguém. Tenho muito orgulho dessa equipe, eles fazem o que pode”, disse.

“O que eu quero é jogar no Allianz Parque. É lá a nossa casa. Agora, o que se tem de fazer [para que o Palmeiras jogue em sua arena] não é problema meu. A mim pede para ganhar jogos e títulos. Que a direção ou a WTorre, não me interessa quem, faça de tudo. Quero jogar no Allianz Parque. Tem que montar o palco [de shows] mais cedo ou mais tarde, não sei… Mas a nossa casa não é aqui, é no Allianz Parque”, finalizou.