1
X
1

Libertad 1x1 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

Em um jogo muito difícil, o Palmeiras empatou fora de casa com o Libertad por 1 a 1 e traz um bom resultado para a decisão da vaga no Allianz Parque.

Ao contrário do que vimos nos últimos jogos, faltou intensidade ao Verdão, tanto com a bola, como sem. E ao que parece, a presença e a vibração de Abel Ferreira à beira do campo também fizeram muita falta aos atletas.

Primeiro tempo

4'
Libertad

Zé Rafael recuou errado de cabeça; Bareiro roubou a bola e fez o chute frontal, colocado – Weverton fez a ponte no ângulo esquerdo e espalmou.

8'

Luis Cardozo protege o espaço na área, abre o braço e acaba atingindo Rony no rosto. Na interpretação do árbitro após checar no VAR, lance normal.

13'
Libertad

Espinoza teve liberdade por dentro e chutou forte – a bola passou à esquerda do gol com perigo, mas Weverton estava na bola.

15'
Libertad

Bareiro recebeu lindo passe de Martínez dentro da área; de frente para Weverton ele tocou no canto esquerdo – a bola beijou a trave e a defesa tirou o perigo.

32'
Libertad

Ramírez roubou a bola no ataque, na direita, e cruzou; Óscar Cardozo testou livre, mas sem direção.

35'
Libertad

Mais um contra-ataque do Libertad; Martínez centrou e Cardozo tentou mais uma de cabeça – errou de novo.

39'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! No escanteio da esquerda batido por Gustavo Scarpa, Gustavo Gómez testou no canto esquerdo de Martín Silva. – Lei do Ex!

46'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu falta da esquerda; a bola bateu na trave e Rony furou o rebote, com Martín Silva caído.

48'

O árbitro argentino, manhoso, terminou o primeiro tempo após três minutos de acréscimos.


Segundo tempo

11'

Cáceres, amarelado, deu um tapa na cabeça de Raphael Veiga. O VAR não se pronunciou – poderia ser para vermelho direto. Vitor Castanheira foi expulso por reclamação.

12'
Libertad

No escanteio da esquerda, a bola sobrou no segundo pau para Ramírez na pequena área; Weverton cresceu pra cima do atacante e fez uma enorme defesa – mesmo com Ramírez impedido.

16'
Libertad

Gol do Libertad – No cruzamento da direita, Weverton saiu muito mal e Espinoza só escorou para o gol vazio.

22'

Emerson Santos entrou no lugar de Zé Rafael, como volante, e Lucas Lima no de Veiga. Os dois que saíram estavam amarelados.

23'
Palmeiras

Danilo aproveitou sobra dentro da área, depois de luta de Rony pela bola; o camisa 28 chutou forte, rasteiro, e Martín Silva fez uma grande defesa.

25'

Breno Lopes e Willian foram para o jogo, nos lugares de Gabriel Veron e Rony.

36'
Palmeiras

Depois de boa roubada no campo de ataque, Willian rolou para Danilo, que estava de frente, livre, mas bateu muito mal.

38'
Libertad

Depois de escanteio pela direita, Gustavo Gómez afastou o perigo por cima duas vezes. Na terceira tentativa, Villalba chutou de fora, mas a bola saiu por cima, com algum perigo.

41'
Palmeiras

Depois de contra-ataque frustrado pela falta de velocidade, a bola foi recuada por Willian para Gabriel Menino que acertou um foguete; Martín Silva foi na última  gaveta para ceder escanteio.

45'

Gabriel Silva entrou no lugar de Gustavo Scarpa.

47'
Palmeiras

Lucas Lima bateu falta da meia direita no ângulo; Martín Silva foi buscar de novo.

50'

Lucas Lima recebeu o segundo amarelo e recebeu o vermelho.

52'
Libertad

Falta frontal, a um passo da meia-lua. Espinoza bateu na trave esquerda de Weverton após jogadinha ensaiada.

53'

O árbitro finalmente encerrou o jogo.



Ficha Técnica

0

R$ 0,00

Fernando Rapallini

Libertad

Martín Silva
Ramírez
Luis Cardozo
Adorno
Piris
Campuzano
Cáceres
Hugo Martínez
Bareiro
Espinoza
Óscar Cardozo
Ferreira
Adrián Martínez
Villalba
Gustavo Morínigo
TÉCNICO


Fim de jogo

O Libertad jogou Libertadores; o Palmeiras, não. Diante disso, apenas, o empate já pode ser considerado muito bom – ainda mais com um gol marcado: um 0 a 0 na semana que vem já nos dará a vaga.

A falta de intensidade passa por alguns fatores. Além da já mencionada falta do treinador à beira do campo, nossos jogadores também lidam com um pós-Covid. Ainda não sabemos exatamente como o organismo reage após a doença num atleta profissional de alto rendimento.

E também tem o fato dos jogadores, jogo após jogo, estarem vendo um companheiro saindo de maca com lesão muscular. Não seria nada anormal constatar que alguns estão segurando o esforço com receio de ser o próximo. Será?

Isto posto, é possível encerrar qualquer papagaiada sobre “time sem alma” e similares, que costumam aparecer bastante na boca da torcida quando os jogadores correm menos do que gostaríamos.

Tecnicamente, muitos jogadores ficaram abaixo: além de Weverton, que falhou feio no gol, jogaram mal Viña, Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga. O Libertad sobrou no meio-campo, e armou ataques velozes muito perigosos.

Danilo, sem a bola, ficou vendido; Zé Rafael não estava bem posicionado e o Libertad, com o perdão do trocadilho, tinha mesmo muita liberdade quando roubava a bola.

O índice de erros de passes foi alto: 20%. E ainda assim o time ficou com a posse de bola por 62% do jogo, mas sem conseguir colocar um atacante em boas condições de marcar. Contando os chutes de fora, foram apenas 11 finalizações – e a primeira só foi sair após 39 minutos: o gol de Gustavo Gómez numa jogada de escanteio.

Assim, com tantos problemas, o resultado acabou sendo ótimo. E poderia ter sido melhor, não fosse a caseirice da arbitragem, que não expulsou  Cáceres, que deu um tapa sem bola em Raphael Veiga – o lance era no mínimo de revisão para expulsão direta pelo VAR; e mesmo que optasse por não expulsar, um amarelo seria o segundo. Um pênalti no segundo tempo também não foi marcado: numa disputa com Gustavo Scarpa, Ramírez chutou a bola em sua própria mão, acima dos ombros. Pênalti claro.

De qualquer forma, o resultado anima. O futebol, nem tanto. É a segunda partida sem intensidade e o time dá sinais de regressão.

Mas também é a segunda partida sem Abel à beira do gramado. A relação parece bem provável. Melhora logo professor! VAMOS PALMEIRAS!





  • Pra um ano que estava praticamente perdido, e agora estamos vivo em 3 competições. Não tenho nada q reclamar. Os resultados nos últimos jogos poderiam ter sido melhores, mas não comprometeram nada a temporada toda.
    Acredito que será feito um trabalho bem pensado para recuperação dos atletas. Todos estão focados em ganhar títulos.
    Avanti Palestra.

  • Seja por Covid, excesso de jogos ou lesões, o fato é que a conta chegou . Ontem o time estava visivelmente desgastado, física e mentalmente.
    Ficar criticando má atuação individual ou falhas é um erro .
    O portuga tem que dar seus pulos para o jogo de sábado e arrumar um time totalmente reserva. Acho que tem que ser radical agora, pega a melhor formação atual e manda todo mundo descansar no sábado .
    Voltamos de Assunção com o empate e sem nenhuma outra baixa, ou seja, ficamos no lucro.
    Até o jogo de volta da semi da CB, o time principal só joga no meio de semana e ponto final. Nossa realidade no Brasileirão é o G6 .

    • Concordo com tudo que foi dito.

      Ninguém deve ser criticado e não faltou vontade.

      O esgotamento físico e mental foi a principal causa da perda de força na última partida.

      Time principal deveria jogar apenas as Copas em dezembro…

  • Um empate fora de casa na Libertadores nunca é mal resultado, o que me preocupa foi a partida muito fraca de alguns jogadores, principalmente no meio campo, tbm esbarramos numa péssima arbitragem, que não deu dois pênaltis pro Palmeiras e não expulsou o jogador do Libertad que agrediu o Raphael Veiga, acho que temos totais condições de avançar, da pra ganhar terça feira no Allianz , mas não pode jogar assim, tem que se entregar mais, sábado contra o Bahia tem que poupar todo mundo, vale vaga na semi final , o Libertad jogou o alma e o Palmeiras jogou muito mal , jogos assim em copas costumam ser fatais.

  • O time está esgotado. Mas todos estão. Chegou a hora de esquecer o Brasileiro, torcer contra os bambis e focar nas copas. Faltam 4 jogos na CB e mais 4 na Libertadores. Pra 2 meses não é muito. Temos grandes chances nas 2.

  • Juiz canalha, caseiro, pendurou todos os jogadores do Palmeiras, todas as faltas ele dava cartão , não expulsou o jogador do Libertad que agrediu o jogador do Palmeiras e teve ainda dois pênaltis a favor do Palmeiras que ele não deu, no lance do Rony foi pênalti tbm, o jogador do Libertad obstruiu a passagem do jogador do Palmeiras com o braço, e acertou a cara dele,achar que aquilo é lance normal é só pra quem nunca jogou futebol na vida , aquilo é falta, se não fosse a arbitragem caseira teríamos vencido o jogo

  • Uma coisa muito interessante: estamos com sorte de campeão, tanto nos sorteios quanto em bolas em nossa trave. Quantos esquadrões do Palmeiras eu vi perder libertadores justamente por acertar as traves dos adversários e no fim tomar um gol bobo e ser desclassificado! Só acho que daqui pra frente tem que fechar o elenco na concentração, dentro da academia, tem que barrar juízes argentinos nos jogos e poupar os titulares no Brasileiro para o jogo de terça, que é o mais importante do ano até agora. Um protesto formal na Conmebol também é bom para marcar posição e deixar de ser banaliotte/mosca morta.

  • Time moooonstro. Que falta faz o Português, mas fora 1×1 na liberta é vitória. Pode ser melhor, pode ser muiiiiiito melhor, mas diante das dificuldades que bom que foi assim….

    • Verdade amigo, melhor comentário até agora, baita resultado, time jogando com coração, se não está bom na técnica vamos para raça e esse time está mostrando a todos que tem culhão… Lucas Lima quem diria uma raça impressionante, expulsão injusta totalmente caseira…. Mas no Allianz nós vamos arrebentar com eles, não é possível esse time jogar com tanta vontade e dar tudo certo pra eles em 2 jogos seguidos. Porque foi a melhor partida que esse time fez na vida.

  • Ótimo resultado pelo que foi o jogo.

    Jogadores estão nitidamente esgotados fisicamente.

    É momento de parar neste final de semana…

  • 2 jogos mais fracos seguidos, mas faz parte, time desfalcado, jogadores voltando do COVID e tentando recuperar o ritmo de jogo, falta do técnico no banco, enfim, tudo isso faz diferença, mas estamos aparentemente com aquela sorte de campeão. Com certeza vamos voltar ao prumo logo e os bons jogos retornarão em breve. Agora é apoiar pois o pessoal está com bastante desgaste físico e vontade não está faltando. AVANTI VERDÃO!!!

  • Só o nosso inteligentíssimo presidente para aceitar a escalação de um trio de arbitragem ARGENTINO, num jogo onde o próximo possível adversário é o RIVER PLATE. Onde os TRÊS CLUBES ARGENTINOS se fecharam para ganhar esse campeonato pelo Maradona, será que a CONMEBOL se fechou junto?

    • A CONMEBOSTA sempre puxou a sardinha para o lado de qualquer um que fale castelhano. Temos tudo para jogar mais uma semifinal, mas esse assalto descarado com VAR e tudo já deu na cara o que vai acontecer daqui para frente.

  • É impossível adivinhas as escalações do Abel Ferreira. Isto posto, se ganhar por qquer placar ja fico super feliz.

  • Faltou colocar o Gomez como lei do ex, pois já jogou no Libertad.

    Com base nisso chuto um 3×0 pro Palmeiras – Gomez, William e Veron

    AVANTI

  • Uma das melhores sacadas neste time de Abel é Scarpa e Viña juntos alternando posições na esquerda. Espero que aconteça no decorrer do jogo.

    Toda vez que isso rola é encrenca certa para o adversário.

  • Confiante por esse jogo, hoje se não entrarmos em nervos, tem tudo para dar certo!! Avanti

  • Sonhei que tinha sido 4×0 com o ultimo gol do Willian, correndo pela esquerda, corta pra dentro e bate.

    Avanti Palestra!

  • Os desfalques pesaram no jogo contra o Santos, enquanto tivemos gás fomos superiores, depois os desfalques pesaram muito.
    Nesse jogo, vamos resolver já nesse jogo, mesmo placar da fase passada 1×3 – Rony, Veiga e Scarpa.

  • Esperamos que o time retome o nível do futebol jogado até o jogo contra o Santos. Vamos resolver a classificação no jogo da “ida”. 3×1, Verón, Lucas Lima e William