2
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Athletico-PR

Na noite deste sábado, a Sociedade Esportiva Palmeiras volta ao Allianz Parque e recebe o Athletico, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A sequência de 9 vitórias definitivamente ficou para trás e veio uma oscilação monstruosa, que diluiu os efeitos positivos da arrancada. Por ora totalmente focado no Brasileirão, o Palmeiras tem nesta partida a chance de iniciar outra sequência positiva.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionado:
Luan Silva
Transição física: Jorge

Pendurado: Gabriel Menino

Apesar do péssimo resultado contra o Cuiabá, as 32 finalizações servem para que Abel tenha como defender a mesma escalação – que havia dado espetáculo alguns dias antes, na Libertadores.

Caso Abel não resolva fazer nenhuma alteração, sobretudo no setor ofensivo, a escalação do Palmeiras será Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Danilo, Zé Rafael, Raphael Veiga, Dudu e Wesley; Rony.

Athletico-PR

AthleticoO Athletico-PR não poderá contar com seu pilar da defesa, o lei-do-ex Thiago Heleno; Zé Ivaldo deve ser o substituto, mas Lucas Fasson, recém-contratado, corre por fora. Nikão está desgastado e pode ser poupado – Léo Cittadini e Fernando Canesin são as opções para o técnico António Oliveira.

Quem volta é o atacante Guilherme Bissoli, que não enfrentou o Santos na Copa do Brasil por já ter atuado por outra equipe. Assim, o time que deve entrar em campo esta noite é  Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Zé Ivaldo (Lucas Fasson) e Abner; Richard, Christian e David Terans; Nikão (Léo Cittadini ou Fernando Canesin), Guilherme Bissoli e Jader.

Números

  • O domínio do Palmeiras no confronto é grande: em 59 confrontos desde 1938, foram 30 vitórias, 18 empates e 11 derrotas;
  • Como mandante, o Palmeiras venceu 18 vezes e perdeu apenas 3, permitindo ainda 6 empates em 27 partidas;
  • Pelo Campeonato Brasileiro, houve 44 confrontos, com 20 vitórias do Palmeiras, 14 empates e 10 triunfos dos paranaenses;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

A recente sequência irregular não tira o favoritismo do Verdão. Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

PalmeirasPalmeiras: R$ 1,61
Empate: R$ 4,00
AthleticoAthletico-PR: R$ 5,18

No calendário

O Palmeiras já disputou 21 jogos no dia 28 de agosto e venceu 15. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Carlos Eduardo foi um craque incompreendido por aqui.

Arbitragem

Leandro VuadenÁrbitro Principal:
Leandro Vuaden

Daniel Nobre BinsVAR:
Daniel Nobre Bins

Projeção de pontos

De acordo com a projeção de pontos ajustada ao fim do primeiro quartil, o Palmeiras está dois pontos abaixo. Vencer hoje é obrigatório para se manter ao menos próximo da meta, assim como não dar mais chances ao Atlético-MG de disparar.

Parpite

Não há mais sombra de jogos importantes no futuro próximo e já deu tempo da adrenalina de jogos importantes recentes baixar totalmente. O time está completo e, desta forma, não há qualquer fator para complicar a vitória, a não ser o próprio adversário.

O Athletico-PR consegue fazer uma campanha recente no Brasileirão pior que a nossa, já que vem de quatro derrotas seguidas. Vamos fazer-lhes o favor de enfileirar a quinta – dá Verdão: 3 a 0, com gols de Raphael Veiga, Marcos Rocha e Dudu. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TNTTNT

Pós-Jogo

Palmeiras x Athletico-PRCesar Greco

O Palmeiras venceu o Athletico-PR no Allianz Parque e segue na vice-liderança do campeonato. Depois de sair na frente e ceder o empate numa bobeada, o time buscou o gol da vitória rapidamente e correu poucos riscos na parte final do jogo.

Com a vitória, o Verdão voltou a somar três pontos depois de quatro rodadas e segue no comboio do Atlético-MG, que ainda sustenta três pontos de vantagem e pode aumentar a margem, já que ainda vai jogar na rodada.

Primeiro tempo

4'
Athletico-PR

Jader foi ao fundo, fez o breque, Marcos Rocha fechou a marcação e ele rolou para a chegada de David Terans, que bateu chapado de esquerda – Weverton pegou firme pelo alto, com as duas mãos.

6'
Athletico-PR

Terans recebeu na meia direita de costas para o gol, girou e tentou acertar o canto esquerdo de Weverton, que estava atento e pegou sem problemas.

8'
Athletico-PR

Guilherme Bissoli tabelou com Terans e bateu de frente para Weverton, que mais uma vez estava bem colocado e encaixou no centro do gol.

Veiga e Dudu trocam de posição constantemente para tentar confundir a marcação do adversário.

13'
Palmeiras

Danilo foi ao fundo pela direita e cruzou no segundo pau; Dudu testou mas não conseguiu pegar em cheio e o lance não levou perigo.

17'
Palmeiras

Piquerez inverteu no bico da área para Veiga, que puxou para dentro e bateu de canhota; Santos espalmou para escanteio.

18'
Palmeiras

Após a cobrança de escanteio da esquerda, Piquerez testou, a bola bateu na defesa e sobrou para Dudu, que emendou de direita mas pegou muito por baixo da bola.

21'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Raphael Veiga cobrou escanteio da direita sem tomar muita distância, quase de balãozinho; Luan ganhou de dois zagueiros adversários testou no canto direito e colocou nas redes do Athetico

23'
Palmeiras

Veron ligou com Dudu, que girou e tocou para a chegada de Zé Rafael, que chegou batendo – a bola desviou em Richard e saiu lambendo a trave direita de Santos.

25'
Palmeiras

Na cobrança ensaiada da meia esquerda, Willian soltou a bomba, mas a bola saiu pelo alto.

29'
Athletico-PR

Bissoli brigou na meia-lua e a bola sobrou para Jader, que tentou bater colocado – a bola saiu por cima da forquilha esquerda de Weverton.

33'
Palmeiras

Depois de escanteio da esquerda, a bola passou pela disputa no primeiro pau e chegou do outro lado – Danilo disputou com Abner, a bola bateu no adversário e entrou, mas Leandro Vuaden marcou carga faltosa de Danilo no lance e anulou o gol.

39'
Palmeiras

Dudu aproveitou a falha de Zé Ivaldo, puxou o contra-ataque e rolou para Willian do lado esquerdo; o camisa 29 ajeitou já dentro da área e bateu de esquerda na saída de Santos, mas errou feio, mandando por cima.

41'
Palmeiras

Dudu ligou com Veiga por dentro; o camisa 23 girou rápido e bateu de canhota buscando o canto direito de Santos, mas a bola saiu a um palmo do rodapé.

42'
Palmeiras

Danilo interceptou uma bola na intermediária ofensiva, aproveitou o espaço, avançou e bateu de canhota, por cima do gol.

43'
Athletico-PR

Abner lançou na área; Terans dominou com o braço e tocou para Bissoli, que recebeu e bateu cruzado, por baixo, vencendo Weverton – Vuaden então anulou o lance marcando o domínio irregular.

47'

Vuaden, que deixou o jogo nervoso no final com a demora para anular o gol do Athletico, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

O Palmeiras voltou do intervalo sem alterações.

8'
Palmeiras

Veron tocou para Veiga por trás da zaga; sem ângulo, o camisa 23 deu um tapa com força em direção ao gol e Santos esticou o braço para espalmar a escanteio.

16'
Athletico-PR

O Athletico girou a bola no ataque e Terans abriu para Bissoli dentro da área, mas o atacante chutou mal, à esquerda do gol.

18'

Rony, Breno Lopes e Deyverson entraram nos lugares de Raphael Veiga, Gabriel Veron e Willian.

18'
Palmeiras

Na primeira jogada, os três quase entraram com bola e tudo – a bola passeou pela pequena área mas ninguém conseguiu escorar – mas Breno Lopes estava impedido no começo da jogada.

20'
Athletico-PR

Gol do Athletico – Bissoli recebeu de Terans na entrada da área e bateu de primeira, cruzado, no canto direito de Weverton.

25'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Breno Lopes entrou em velocidade pela direita e tocou para Deyverson na área; o camisa 16 girou e tocou para Rony na esquerda;  a finalização saiu por baixo, no canto esquerdo de Santos.

40'

Patrick de Paula entrou no lugar de Zé Rafael; Felipe Melo entrou no lugar de Dudu.

42'
Palmeiras

Felipe Melo lançou para Deyverson, que dominou na área sozinho na frente de Santos, tentou driblar o goleiro mas perdeu o lance.

50'

Leandro Vuaden encerrou a partida.





Fim de jogo

Depois de fazer a leitura do adversário nos primeiros dez minutos, quando chegou a sofrer três finalizações do adversário, o Verdão controlou bem o jogo. Marcos Rocha e Danilo alternaram bons apoios no corredor direito, fazendo uma composição com Raphael Veiga que, por sua vez, passou a jogar aberto. Abner acabou preso e o Athletico parou de ameaçar.

Dudu, por dentro, se converteu no grande líder técnico do time. Aos 29 anos, o Baixola já está num estágio que faz parecer que nunca deixou o clube, tamanha a naturalidade com que está performando em campo.

O gol saiu num escanteio batido de forma diferente por Raphael Veiga; sem tomar distância, ele bateu de balãozinho e a bola “caiu” entre os dois zagueiros do Athletico, bem onde estava Luan, que não teve problemas para escolher o canto.

Com a vantagem no placar, o Verdão continuou sendo mais agudo, dominando completamente o adversário. Num lance isolado, o time paranaense chegou a ir às redes, mas depois de um domínio irregular de David Terans, que usou a mão para aparar a bola dentro da área.

Com Carlos Eduardo aberto na direita, o time visitante voltou para o segundo tempo tentando agredir mais, mas o Verdão seguia controlando o jogo.

Abel fez três mexidas no setor ofensivo para tentar matar a partida, mas acabou  castigado em outro lance isolado: mesmo com nossa defesa postada, Terans rolou para Bissoli, que acertou um  grande chute cruzado, no canto direito de Weverton, inapelável. O Palmeiras, mesmo jogando muito melhor, mais uma vez ia ficando pelo caminho.

A vitalidade e a força física de Breno Lopes, no entanto, fizeram a diferença. O atacante ganhou de Abner na base da disposição e evitou que a bola saísse pela lateral depois de um esforço descomunal; com ela dominada, fez o passe para Deyverson, que fez bem o giro para Rony, que fechava pela esquerda e só precisou dominar e bater firme no canto.

Daí em diante, o Palmeiras amarrou o jogo; Felipe Melo e Patrick de Paula entraram no final para trancar tudo de vez e o Athletico jamais nos ameaçou – mas sempre havia o risco das tais jogadas isoladas.

Deyverson ainda chegou a perder um gol frente a frente com Santos, mas o Verdão conseguiu segurar o resultado e fez as pazes com a vitória.

O resultado nos deixa com bons 35 pontos, ainda com um jogo por disputar no primeiro turno. A lamentar, apenas os vacilos nas últimas rodadas, que nos poderiam ter nos deixado com uma pontuação histórica e bem encaminhados para o título.

E desta vez há tempo para lamentar, já que o Palmeiras, por conta dos jogos da Copa do Brasil e da seleção da CBF, ficará 15 dias sem jogar.

O próximo compromisso é quase uma final: Flamengo, no Allianz Parque. Chega a ser desnecessário fazer qualquer consideração a respeito da importância da partida. Que Abel e os jogadores usem este tempo para dissecar as últimas (e as próximas) partidas do adversário e sejam inteligentes para neutralizá-los – a exemplo do que fizeram contra o SPFC. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Athletico-PR

Santos
Marcinho
Pedro Henrique
Zé Ivaldo
Abner
Richard
Erick
Christian
Carlos Eduardo
Davis Terans
Léo Cittadini
Guilherme Bissoli
Renato Kayzer
Jader
Pedro Rocha
António Oliveira
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Sem culpa no gol, foi bem quando exigido.
6.5
Marcos Rocha
Apoiou menos do que poderia, mas foi bem na parte defensiva.
6
Luan
Estava precisando demais de um gol, ainda mais depois da saída do Lucas Lima.
8
Gustavo Gómez
Partida daquelas que nos farão lembrar por que é um dos maiores da História.
8
Piquerez
Arriscou algumas boas subidas, mas errou muitos passes.
6
Danilo
Acertou quase todos os passes e ainda foi importante no apoio, compondo o corredor direito.
7
Zé Rafael
Foi importantíssimo ao liderar a segunda linha, bem próxima da primeira, compactando o time. Cansou.
6.5
Patrick de Paula
Poderia ter entrado antes.
s/n
Gabriel Veron
Está devendo. Não consegue encaixar um bom jogo.
5.5
Breno Lopes
Brilhou na jogada do segundo gol, com muita velocidade e força física. Um cavalo.
7
Raphael Veiga
Importante na troca de posições com Dudu; atua muito bem por dentro e também por fora.
6.5
Rony
Pode comemorar, Rony. Quem paga seus salários e torce por você é o Palmeiras, não seu ex-time.
7.5
Dudu
Já se converteu no líder técnico e referência do time. É muito craque.
7.5
Felipe Melo
Menos de dez minutos em campo, levou um amarelo e quase um vermelho. Boa Felipe!
s/n
Willian
Tem os fundamentos técnicos e sabe fazer a função, mas errou quase tudo.
5
Deyverson
Fez o certo no lance do segundo gol, fundamental para o resultado; mas teve a chance de matar o jogo na frente do goleiro e perdeu bisonhamente.
7
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Não é possível buscar o gol para matar o jogo com segurança absoluta. E como sempre há riscos, que esses riscos sejam assumidos atacando mais. De qualquer forma, ele fez funcionar.
6.5





  • Tem sido melancólica a jornada do Verón.

    Torço para que haja espaço para que ele continue entrando aqui e ali até que reúna confiança para mostrar o futebol que a gente sabe que tem.

    Mas não dá para esperar para sempre.

  • O ataque do Palmeiras está miserável. Vivendo a duras penas. Outra coisa, tá difícil essa história de fazer um gol e ficar implorando pra levar o empate. LA tem que entrar no ritmo pra ontem.

  • O Melo mandou bem, precisava de entradas fortes no meio-campo igual ao carrinho do amarelo. Mesmo do time que está perdendo faz aquela cena de que vai morrer e aí esfria e ganha um tempo, além de ter dado a assistência longa pro Deyverson derversonear na cara do goleiro. William, grande “exemplo”, mas pro Palmeiras não tem como mais, concordam?

  • Portuga mexeu mal demais de novo, Deyverson e Rony juntos, quem vai dominar a bola ?? Outra coisa, se o Luiz Adriano não serve pra nada, nem leva pro banco. Sem centroavante não vamos ganhar nada infelizmente.

  • interessante que 2 dessas 3 derrotas em casa foram no AP, dois 0x1: 2015 e 2017 (Valter e Thiago Heleno repectivamente).

    Vamos impedir que isso se repita!

    #VamosPalmeiras.