Verdão não joga a mais de 3 mil metros de altitude há 11 anos

A partida da noite desta quarta-feira em La Paz contra o Bolívar, pela Libertadores da América, será a primeira, desde 2009, que o Palmeiras disputará a uma altitude superior a 3 mil metros. A capital boliviana fica a 3.640 metros de altitude.

A última vez que o Verdão enfrentou tamanha dificuldade foi em fevereiro de 2009, quando foi a Potosí (4.067 m) enfrentar o Real Potosí, pela fase preliminar da Libertadores e venceu por 2 a 0, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. Duas semanas depois, o time ainda viajou a Quito (2.850 m), onde perdeu por 3 a 2 para a LDU pela mesma competição.

Em outubro de 2010, pela Sul-Americana, o Verdão foi a Sucre (2.810 m) e venceu o Universitário local por 1 a 0. Em outubro de 2012, pela mesma competição, a viagem a Bogotá (2.640 m) não foi das mais felizes: derrota por 3 a 0 para o Millonarios.

De volta à Libertadores, em maio de 2017, o Verdão foi a Cochabamba (2.570 m) e perdeu para o Jorge Wilstermann por 3 a 2, derrota que que causou a demissão do técnico Eduardo Baptista. Em abril do ano passado, em Arequipa (2.335 m), uma vitória tranquila: 4 a 0 sobre o Melgar.

  • Só para constar, a altitude só afeta mesmo quando acima de 3.000 metros. Quem já viajou a Cusco (~3.300m) e desceu até Machu Pichu (~2.700m) já viu esse efeito na pele