Abel vê Palmeiras mais “inteligente” e rasga elogios aos jogadores

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Atlético-MG, durante a segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Abel usou também a entrevista coletiva para desabafar e falar sobre a torcida do Palmeiras

O Palmeiras está na final da Copa Libertadores pela segunda temporada consecutiva. Atuando no Mineirão, o Verdão arrancou o empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG e se classificou para a decisão graças ao gol marcado fora de casa, já que o duelo de ida terminou 0 a 0. Dudu foi o autor do gol palmeirense, aos 22 minutos do segundo tempo.

Depois da partida, em entrevista coletiva, o técnico Abel Ferreira dedicou a classificação aos jogadores e analisou o jogo da equipe.

“Antes de começar, gostaria de parabenizar e dedicar o jogo de hoje a todos os jogadores. São com eles que eu trabalho, sofro e confio. Eu comentei com eles que não sairia do clube até o final do ano. Recusei três propostas para ficar com eles, pois acreditava que ainda tinha muito trabalho a fazer. Podemos até não ganhar o título, mas os jogadores merecem respeito”, iniciou.

“Hoje tivemos uma mentalidade vencedora, nunca desistimos. Foi uma vitória de uma equipe que foi mais inteligente, organizada e que mereceu estar novamente em uma final de Libertadores”, prosseguiu.

O treinador comentou também sobre a mentalidade do time durante o jogo e, principalmente, após o gol sofrido.

“A diferença entre um rato e um homem é acreditar no seu trabalho e na sua disciplina. Sou português com muito orgulho e nossa mentalidade é ser forte psicologicamente, ter muita disciplina no trabalho, sempre querer ganhar e ser melhor. Eu passo isso aos jogadores, pois muitas vezes esse fator falta ao brasileiro”, declarou.

“Manter o controle após sofrer o 1 a 0 foi fundamental. Eu disse aos jogadores que tínhamos de fazer um gol e sabia que iríamos fazer. Nossa trajetória na Libertadores é impecável, limpa, sem VAR ou confusões. Apenas mérito e competência”, acrescentou.

Abel desabafa e fala sobre a torcida do Palmeiras

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Atlético-MG, durante a segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Alvo de muitas críticas nas últimas semanas, Abel falou sobre seu reconhecimento dentro da torcida palmeirense.

“Os torcedores de coração do Palmeiras eu convenci há muito tempo. Não apenas nas vitórias, mas também nas derrotas. Quem é torcedor somente por interesse, esses eu nunca convencerei e nenhum treinador conseguirá. A vitória de hoje também é para aqueles que torcem para o clube em todos os momentos, que amam o Palmeiras. Nossos adversários não podem estar dentro, tem que ser os que estão fora”, dedicou.

Para finalizar, o treinador desabafou e explicou a comemoração ao final do jogo, em que apontou o dedo para a câmera.

“Estudei por dez anos para ser treinador. A cada derrota eu aprendi muito. Algumas pessoas confundem arrogância com competência e inteligência com sorte. Ao final do jogo, quando apontei para câmera, não estava direcionando para nenhum profissional do Atlético e, sim, para o meu vizinho, que é um chato. Eu sei o que se passa dentro do CT e defendo os jogadores. Na vitória e nas derrotas eu estou com eles”, desabafou.

Amanhã, o Palmeiras conhecerá o seu adversário na decisão da Libertadores, que pode ser o Flamengo ou o Barcelona de Guayaquil – a equipe carioca venceu o jogo de ida, no Maracanã, por 2 a 0.

A grande final está marcada para o dia 27 de novembro e acontecerá no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.