Aos 38 anos, Felipe Melo lidera estatísticas defensivas do Palmeiras contra o Atlético-MG

Felipe Melo do Palmeiras em lance com Hulk do Atlético-MG, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Ao falar sobre a estratégia adotada pelo time nos dois confrontos, Felipe Melo elogiou trabalho da comissão técnica e defendeu Abel Ferreira

Quando foi anunciada a escalação inicial do Palmeiras para o primeiro jogo da semifinal da Libertadores, contra o Atlético-MG, muitos torcedores ficaram surpresos pela escolha de Abel Ferreira em colocar Felipe Melo como titular, já que Danilo e Zé Rafael vinham sendo os donos do meio-campo.

O jogador de 38 anos, porém, foi um dos destaques do Verdão e ajudou a equipe a não sofrer nenhum gol. O desempenho na ida fez com que a escalação de Melo para o duelo no Mineirão fosse esperada e, novamente, o camisa 30 correspondeu.

De acordo com o aplicativo de estatística SofaScore, nos dois confrontos contra os mineiros, o camisa 30 ganhou 13 dos 17 duelos que disputou, tanto pelo alto quanto pelo chão; interceptou quatro bolas; realizou nove cortes e mais cinco desarmes, além de não ter sofrido nenhum drible.

Na parte ofensiva, Melo acertou 81% dos passes (57/46) e, nos lançamentos, acertou cinco em sete tentativas.

Volante de origem, o atleta vem mostrando versatilidade com Abel Ferreira. Durante o primeiro turno do Brasileiro, atuou como zagueiro e recebeu elogios do comandante. Já nas partidas mais recentes, voltou a ocupar a faixa central do campo e se tornou o reserva imediato de Zé Rafael e Danilo.

“Isso faz parte do futebol. Eu creio que quando você joga em um grande clube, você tem que estar habituado ao que o treinador pede e o que o clube necessita no momento”, relatou o atleta.

Felipe Melo enaltece comissão técnica

No começo de tarde desta quarta-feira, em entrevista aos canais SporTV, Felipe Melo elogiou todo o trabalho feito pela comissão técnica para o duelo frente ao Galo e saiu em defesa de Abel Ferreira, que foi muito criticado após a derrota no Derby.

Felipe Melo durante jogo do Palmeiras contra o Atlético-MG, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

“Eu vejo que o Abel é um vencedor. A gente entende que precisa traçar estratégias jogo a jogo, mas eu não concordo com o que vocês falam. O que será que é retranca? O que será que é futebol bonito? Vai do ponto de vista de cada um, mas a estratégia é para vencer. Existem jogos que precisamos competir, tem que entrar dentro de campo e fazer de tudo para vencer”, discursou.

“Toda estratégia, de todos os treinadores, passa por anular o adversário. Se você não anular o adversário, dificilmente você sairá vencedor. Nós fomos felizes diante de uma grande equipe. Ele não é retranqueiro, ele sabe traçar estratégias para cada momento”, acrescentou.

O Palmeiras voltará suas atenções para a Libertadores apenas no final de novembro. Até lá, a equipe jogará somente o Campeonato Brasileiro. Segundo colocado na tabela, o Verdão encara no próximo domingo, às 18h15, o Juventude no Allianz Parque.