0
X
2

Pré-Jogo

Pré-jogo Tigre x Palmeiras

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras estreia na Copa Libertadores da América 2020 enfrentando o Tigre, da Argentina, no estádio José Dellagiovanna, em San Fernando, região metropolitana de Buenos Aires.

Após dez jogos no comando da equipe, Vanderlei Luxemburgo vai, pela primeira vez, mandar a campo um time exclusivamente para tentar vencer o jogo, deixando de lado os testes naturais desta fase da temporada.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Mayke e Marcos Rocha

No treino realizado na véspera da partida, Luxa treinou com Ramires, que volta de lesão, e com Rony no time titular. Dudu, a exemplo do segundo tempo do jogo contra o Santos, jogou mais centralizado.

Assim, o time que tende a entrar em campo na estreia da Libertadores é Weverton; Gabriel Menino, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Ramires e Bruno Henrique; Willian, Dudu e Rony; Luiz Adriano.

Tigre

TigreA prioridade do Tigre na temporada é tentar voltar à primeira divisão da Argentina. No entanto, o técnico Néstor Gorosito já avisou que o time vai tentar o milagre de avançar na competição continental – até porque, um inesperado sucesso renderia uma premiação importante para a construção do time para as próximas temporadas.

O time vai jogar sem seu principal jogador, o atacante Marcelo Larrondo. O time que deve entrar em campo nesta quarta-feira é Marinelli; Pérez Acuña, Alcoba, Moiraghi e Lucas Rodríguez; Cavallaro, Prediger, Ortiz e Diego Morales; Dening e Luna.

Números

  • As duas equipes se enfrentaram apenas duas vezes, na Libertadores de 2013, e houve uma vitória para cada lado: 1 a 0 para o Tigre, lá; e 2 a 0 para o Verdão, no Pacaembu.
  • O Palmeiras já jogou 95 vezes contra equipes argentinas: ganhou 44, empatou 27 e perdeu 24 vezes.
  • Aconteceram 31 confrontos contra argentinos na Libertadores e o Palmeiras ganhou 12, empatou 11 e perdeu 8 vezes.
  • Em território argentino, foram 37 partidas. O Palmeiras ganhou 9 vezes, empatou 16 e perdeu 11.

No calendário

O Palmeiras já disputou 17 jogos no dia 4 de março e venceu mais da metade. Veja a lista completa clicando neste link.

Arbitragem

Wilmar RoldanÁrbitro Principal:
Wilmar Roldan

Parpite

É time argentino, mas deve ser o lanterna do grupo e o Palmeiras tende a vencer. Um empate não será nenhuma tragédia, claro, mas nosso time tem plenas condições de se impor e ganhar o jogo até com uma boa margem de gols.

Dá Verdão: 3 a 0, com dois gols de Willian e um de Gabriel Veron. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Fox SportsFox Sports

Pós-Jogo

Tigre 0x2 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

Mesmo com algumas dificuldades no primeiro tempo, o Palmeiras venceu o Tigre por 2 a 0 na estreia da Libertadores da América, jogando no hostil estádio José Dellagiovanna, na Grande Buenos Aires.

Na primeira metade do jogo, o Palmeiras se ressentiu de um maior poder de marcação no meio e acabou sofrendo uma improvável pressão do fraco time da casa, que disputa a Série B do campeonato argentino. Mas no segundo tempo o posicionamento foi corrigido, uma expulsão facilitou as coisas, e o Verdão poderia ter saído da Argentina com uma goleada.

Primeiro tempo

1'
Tigre

Depois da bola viva na  intermediária do Palmeiras, Prediger emendou um bom chute de fora, mas Weverton estava bem colocado e defendeu sem problemas.

10'
Palmeiras

No terceiro lançamento longo do Verdão, Bruno Henrique achou Willian na área; o camisa 29 girou em cima do zagueiro e bateu prensado, ganhando escanteio.

13'
Palmeiras

Rony sofreu falta na lateral da área após lindo drible. Dudu bateu rasteiro pra dentro, para a chegada de Viña, que tentou emendar para o gol, mas pegou mal na bola e perdeu a chance.

14'
Tigre

Cavallaro tocou para Dening, que estava pressionado por nossa zaga e bateu de qualquer jeito, à direita de Weverton.

16'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Marinelli saiu jogando mal, Gabriel Menino se antecipou; a bola ficou com Willian que enfiou para Dudu; na disputa, a bola voltou para Willian que abriu na esquerda para Luiz Adriano, que recebeu, limpou o zagueiro e bateu da meia-lua no canto esquerdo do goleiro.

19'
Tigre

O Palmeiras saiu jogando errado, Cavallaro pegou de frente e bateu com liberdade, mas errou o alvo. Weverton só torceu.

20'
Tigre

Morales dominou no meio do campo e foi avançando; nossa defesa o cercou, mas ninguém dava o bote e ele chegou na meia-lua para bater de frente, mas pegou mal na bola e Weverton defendeu sem problemas.

23'
Tigre

Após escanteio curto na esquerda, Cavallaro invadiu a área e tentou bater cruzado, pelo alto, mas errou o alvo. O Palmeiras permite que o Tigre finalize muito.

26'
Tigre

Pérez Acuña foi ao fundo e cruzou fechado, tão fechado que ela beijou o travessão de Weverton – o bandeira apontou uma saída de bola muito duvidosa.

33'
Tigre

Melivilo recebeu na área, girou em cima de Gabriel Menino e bateu cruzado; a bola passou muito perto da trave esquerda de Weverton.

39'
Palmeiras

Rony recebeu na esquerda, entrou em diagonal e soltou a bomba, mas pegou com a parte de fora do pé na bola e isolou.

40'
Tigre

Cavallaro encarou a marcação e bateu de fora, sem muita força, fácil para Weverton.

47'

Wilmar Roldan, que não foi mal no primeiro tempo, sem apitar faltinhas a qualquer contato, mandou os times para o vestiário aos 47 minutos.


Segundo tempo

Sem alterações, os dois times voltaram  dos vestiários para o segundo tempo.

4'
Tigre

Pérez Acuña cruzou da direita e Morales testou entre Felipe Melo e Bruno Henrique, com muito perigo, por cima do gol.

6'
Palmeiras

Viña forçou o passe na direção de Rony, que escorou de peito; Dudu, avançado, fez mais uma vez o pivô e rolou para Ramires, que soltou a pernada; a bola passou por Marinelli e explodiu no travessão.

12'
Palmeiras

Dudu arrancou em velocidade pela direita, passou pelo marcador, invadiu a área mas não conseguiu achar Rony, que estava preparado para finalizar. A defesa mandou a escanteio. Após a cobrança, novo cruzamento para a área e a defesa cortou em novo escanteio. Na batida, Luiz Adriano testou para fora.

14'

Pérez Acuña, que já vinha se estranhando com Rony desde o início do jogo, chutou o camisa 11 numa disputa dentro de nossa área e foi expulso.

17'
Palmeiras

Weverton lançou longo para Luiz Adriano, que matou, girou e saiu na cara de Marinelli, que dividiu por baixo; Rony pegou a sobra e, sem goleiro, bateu por cima do gol.

19'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Abriu-se um espaço enorme do lado esquerdo de nosso ataque. Rony recebeu passe rápido, aproveitou o espaço, entrou em diagonal e tocou na direita para Willian, ue ajeitou e bateu de canhota, no angulo direito de Marinelli.

20'

Saiu Ramires, entrou Luan; Felipe Melo aumentou o poder de pegada no meio do campo.

22'

Saiu Luiz Adriano e entrou Gabriel Veron. Willian virou centroavante.

26'
Palmeiras

Rony tabelou com WIllian, saiu na cara de Marinelli e tocou por baixo; o goleiro argentino fez uma grande defesa.

27'
Palmeiras

Willian saiu na cara de Marinelli, tirou do goleiro e foi tocado quando se preparava para empurrar para o gol vazio; o árbitro não marcou o pênalti claríssimo.

32'
Palmeiras

Dudu tabelou com Willian e bateu rasteiro, da meia-lua – Marinelli pegou no canto esquerdo.

37'
Palmeiras

Rony ia sair na cara de Marinelli, que saiu por baixo e afastou; a sobra ficou com Willian na lateral da área; Marinelli tentou disputar e foi driblado. Willian, mesmo com pouco ângulo, tentou o terceiro, mas a bola explodiu na trave.

38'

Willian deu lugar a Zé Rafael. Dudu ficou mais avançado.

48'

O jogo terminou sem maiores emoções nos minutos finais.





Fim de jogo

Ainda não foi a atuação que estamos todos esperando. O time chegou a receber uma pressão no primeiro tempo, mas resistiu, diante até da falta de qualidade do adversário. A proposta tática de Luxemburgo esbarrou na falta de pegada no meio, para roubar a bola e sair rápido, e na falta de movimentação sobretudo de Luiz Adriano, que precisava ter saído mais da área quando nosso time recuperava a posse. A vantagem de 1 a 0 no intervalo não foi exatamente um reflexo do que se viu em campo.

Tudo isso foi corrigido no segundo tempo, e as coisas ficaram muito mais fáceis com a expulsão tola de Pérez Acuña. O Palmeiras aproveitou e enfieirou uma série de finalizações; mandou duas na trave e ainda teve um pênalti escandaloso não marcado pelo árbitro colombiano.

A missão foi cumprida, que é o que importa numa Libertadores. A vitória fora de casa abre a perspectiva de uma campanha muito boa nesta fase de grupos, para ficar bem posicionado para o sorteio do mata-mata. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Tigre

Marinelli
Pérez Acuña
Alcoba
Moiraghi
Lucas Rodríguez
Ortiz
Dominguez Huertas
Prediger
Melivilo
Galmarini
Diego Morales
Cavallaro
Luna
Dening
Néstor Gorosito
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Algumas bolas fáceis, de longe, não foram problema para nosso goleiro, sempre bem colocado.
6.5
Gabriel Menino
Sentiu um pouco o clima hostil do jogo. Ótima experiência para o moleque.
6
Felipe Melo
De zagueiro e de volante, muito tranquilo. Foi muito vaiado no início, mas não se abalou e a torcida até desistiu de pegar no seu pé.
7
Gustavo Gómez
Vive uma fase impressionante. Poucos zagueiros hoje estão jogando a enormidade que joga nosso camisa 15.
8
Viña
Pela primeira vez foi bastante exigido no combate, e mostrou uma precisão que não conhecíamos. Muito bom!
8
Ramires
Muito lento no primeiro tempo, talvez se ressentindo da falta de ritmo. Melhorou bem no segundo, se recuperando. E quase meteu um golaço de fora.
6
Luan
Manteve o nível de segurança na zaga, embora tenha entrado com o adversário ja enfraquecido.
6.5
Bruno Henrique
Precisa se encontrar melhor nesta proposta tática do Vanderlei. Longe do jogador onipresente que conhecemos.
6
Dudu
A função não é a que mais gosta, por isso o desempenho ficou um pouco abaixo. Erros incomuns nas tomadas de decisão e na execução.
6.5
Willian
Mais uma vez decisivo, participando dos dois gols e com uma inteligência de dar gosto de ver.
8.5
Zé Rafael
Entrou muito perto do fim.
s/n
Luiz Adriano
Fez um belo gol, de NOVE-NOVE, e essa é sua principal função. Mas ficou devendo taticamente.
7
Gabriel Veron
Em sua melhor jogada, ia parar na cara do goleiro e foi atingido com violência pelo lateral adversário. Vai criando casca.
6.5
Rony
Já deu a primeira assistência e tende a crescer ainda mais. Mas sua entrada criou um problema tático que Luxa ainda está tentando resolver.
7.5
Vanderlei Luxemburgo
Vanderlei Luxemburgo
Não conseguiu montar o melhor esquema ainda para usar Dudu, Willian, Luiz Adriano e Rony ao mesmo tempo. E nem deve conseguir. É difícil escolher, mas como fez em 94, vai ter que sacar um.
6.5





  • Eu também não gosto do Dudú na meia. Em algumas circunstâncias do jogo, ok. De início, jamais.

    O problema no meio não foi o Ramires, mas Ramires junto de Bruno Henrique.

    Faz um meio com Ramires e Zé Rafael (ou Menino ou Patrick de Paula), com o Bruno Henrique. esses três marcam e saem para o jogo. seria mais compacta a linha de defesa com o ataque.

    Dudú de um lado e Rony de outro.

    Willian de centroavante.

    Não vimos isso ainda.

  • Sentimos falta de um volante marcador no primeiro tempo, e o Dudu no meio pra mim, não ganhamos um excelente meia, mas perdemos um excelente atacante

  • O Meia Clássico foi extinto. Põe Patrick de Paula, Zé Rafael (ou Ramires ou Bruno Henrique) e Gabriel Menino no meio de campo quando tivermos um lateral à disposição. Com isso teremos ocupação de espaço e movimentação constante. Os moleques mostraram muita qualidade. A experiência fica por conta do restante do time.

  • Estamos sofrendo muito no meio campo, por opção do profexô, sem um volante que saiba marcar. Ramires, Bruno Henrique e Zé Rafael não podem jogar juntos, eles tem que ter a companhia de FM, P. de Paula ou G. Menino fazendo a primeira volância, quando pegarmos um time realmente bom no meio campo a coisa pode desandar .. e muito .
    Temos jogo no paulistinha final de semana e já outra partida de libertadores na quarta que vem … porque não colocar Luan e VH na zaga pra ganhar ritmo ?????? Com P. de Paula fazendo a proteção na frente da zaga contra a Ferroviária ?????
    Nosso melhor momento nos últimos anos foi quando o Felipão colocou todo mundo pra jogar .
    Com nosso elenco, que continua bem equilibrado, tem jogo pra todo mundo, daqui a pouco podemos perder peças importantes por lesão graças ao paulistinha .

  • Importante é os 3 pontos, mas precisamos melhorar.
    Acredito que o problema não seja nem as peças que estão jogando, mais é a compactação do time.

    Por exemplo quando temos a bola para sair jogando, FM e Gomes pegam a bola, e as únicas opções foram Ramires e BH, que vinham buscar a bola, depois deles, ficava um buraco até o meio campo/ataque. Tanto que nas saídas de jogo nossa, que a imagem fechava no campo de defesa, nem aparecem na tela nosso quarteto ofensivo.

    E na hora de defender mesma coisa. Perdemos a bola e nosso quarteto ofensivo faz uma pressão sobre os zagueiros/laterais e no primeiro volante, se o time adversário consegue sair desse abafa e passar a bola para o segundo volante, ele já fica livre para armar o jogo. E é aí que BH e Ramirez precisam sair pra dar o bote e fica o buraco no nosso meio campo entre os volantes e os zagueiros, onde até time fraco com espaço consegue jogar.

    A ideia do Luxa é boa, time ofensivo, só precisa de mais tempo de treinamento, acertando esse espaçamento entre os setores, nos tornaremos um time letal.

    • Assino embaixo, os problemas que estamos tendo é de assimilação da idéia de jogo por parte dos atletas, o que é normal por ser um trabalho no início ainda, temos tudo pra evoluir, o que realmente importa é estar com o time voando no segundo semestre.

  • Resultado muito bom, futebol nem tanto. Se fosse um time mais competente teríamos problemas.

    O meio com Ramires e BH não dá, muito pesado e sem poder de marcação algum. Um buraco gigantesco à frente da nossa zaga.
    Zaga que aliás está sensacional. Goméz voltando a jogar bem e esse Viña é muito bom lateral.

    Nosso maior problema está no meio pra frente. Tem que colocar um dos meias pra jogar (LL, Veiga ou até Scarpa). Todo técnico que passou pelo Palmeiras vez ou outra inventa de colocar Dudu de meia e sabemos que isso é um enorme desperdício.

    Rony está pecando por ansiedade, tá louco pra fazer um gol. Pelo menos não se esconde do jogo! Assim que fizer vai ficar mais tranquilo e render mais…

    Precisamos de um camisa 10 e um 9-9 trombador.

  • Retirando os óculos cor de rosa do resultadismo, há que se fazer algumas observações preocupantes:
    – Quando o time é pressionado no campo de defesa, só consegue sair (AINDA?) dando chutões (“lançamentos”, segundo o óculos cor de rosa tá me dizendo aqui);
    – Tudo bem, óculos cor de rosa, estamos apenas na 11ª partida do ano, mas a bagunça tática do primeiro tempo deu medo (latifúndio na cabeça de nossa área). Se eles fossem minimamente competentes sairíamos com 2 ou 3 gols na sacola;
    – Dudu armando… curto e grosso: perdemos um excelente atacante e ganhamos um armador medíocre (no sentido de mediano). Com TANTO meia no elenco, precisa?
    Estou um pouco pessimista, mas torcendo loucamente para estar enganado com o Luxa.

    • Quanto a sua pergunta, acredito que foram dadas todas as oportunidades do mundo ao nosso único meia, Lucas Lima, que infelizmente não consegue reagir.

      Quanto à Veiga e Scarpa, não vejo eles como meias clássicos, são pontas de lança e que também não conseguem corresponder quando jogam.

      Eu venderia todos eles e tentaria a contratação de uma grande meia para resolver este sério problema que temos tido nos últimos anos…

  • Dudu no meio é desperdício de talento, não entendo porque o Gustavo Scarpa não vem tendo chances alguma no meio.

  • Individualmente, com exceção do Ramires, os jogadores foram bem.
    Mas, essa formação cheia de improvisos que o Luxa arrumou aí não dá. O lateral direito já estava improvisado, aí colocou o Dudu fora de posição, o Ramires de primeiro volante, Felipe Melo de zagueiro… pqp!! Todo jogo é uma formação diferente, fica inventando moda.

    • O próprio Luxa já disse que FM agora é zagueiro, ou seja, não está improvisado é a posição dele, e os demais atletas ele está testando, fazendo experiências, e vamos ser sinceros, pra passar em primeiro nesse grupo não precisa de muito.

  • Vejo mta complacencia com o dudu que ha tempos joga sem T e erra quase td, por individualusmo ou displiscencia… nao é desculpa jogar fora de posiçao para errar passes fáceis, ta com a cabeça em outro lugar… talvez umas rodadas no banco reacenda a pilha

    • Concordo que o Dudu está devendo, mas aguarde ele no segundo semestre, que é quando as coisas esquentam. Anos passados foram iguais.

  • O buraco em nossa intermediária é algo que nos atormenta desde o ano passado. Ramires e BH são muito lentos para jogarem juntos. Aliás, o Ramires parece estar completamente sem ritmo de jogo. Penso que uma melhor combinação por ali, com o que temos no elenco, seria Patrick de Paula e Zé Rafael. Mas, ainda assim, eu iria atrás de outro camisa 5 que pudesse assumir de vez a posição.
    Outro que não está correspondendo é o L.Adriano. Fez o gol hoje, mas claramente não é a dele jogar por ali. Com o que temos no elenco, deixaria o Willian de falso 9, mantendo o Dudu na posição que ele joga melhor (pelos lados) e iria atrás de um 10 e um 9 de verdade. Quando essas peças chegarem, deslocaria o Willian para a outra ponta.
    Destaque positivo para o Gomez, que ganhou todas, o Viña, que se apresentou e foi pra cima, e para o Rony, que também não se esconde, mas que precisa treinar finalizações 4h por dia.

  • Muito legal a lembrança de 94: quando vi o Rincon num 5×0 sobre a Ponte no Parque, no terceiro jogo daquele ano, deu pra ver q era uma coisa muito anormal.

  • Até os 16 do primeiro tempo, o time jogou muito bem, pressionando o adversário e não permitindo ele jogar.

    Depois do gol, o time se acomodou, não marcou mais pressão, e pior, deixou um buraco enorme entre a defesa e o meio, onde o time adversário se aproveitou.

    Este meio de campo, que é o setor que mais me preocupa, pois Ramires para mim foi muito mal, lento e sem mobilidade sobrecarregou Bruno Henrique, que também não estava nos seus melhores dias.

    Eu não jogaria com estes dois jogadores como volantes, há a necessidade de se colocar um volante mais jovem e com mais dinâmica para que esta forma de jogar funcione a maior parte do jogo…

    • “Eu não jogaria com estes dois jogadores como volantes, há a necessidade de se colocar um volante mais jovem e com mais dinâmica para que esta forma de jogar funcione a maior parte do jogo…” PERFEITO!

    • Também não entendo! Não é possível que ele esteja treinando tão mal.
      Todos sabem que ele joga muito mais que o Veiga.
      Me parece algum tipo de birra do Luxa.

  • A falta de um articulador (Luxa já testou Lucas Lima e Veiga e pelo jeito nenhum agarrou a camisa) atrelada a chegada de Rony, faz com que se pense em soluções mais verticais, como a de hoje, com 4 atacantes (evidentemente exercendo funções diferentes).
    Penso que vale como teste e pra situações específicas, mas não me parece o projeto ideal de time. Mas então qual seria?
    Penso que assim como a França campeã do mundo, com Pogba, Kante, Matuiti podemos organizar nosso meio campo com 3 atletas que saibam marcar e saibam chegar a frente, sem necessariamente serem volantes ou armadores de ofício. Pensar no melhor encaixe entre B. Henrique, Ramires, Patrick de Paula e Zé Rafael me parece a solução mais viável. E aí nos 3 da frente, Dudu, William e mais 1.

  • Poderia ter sido 5, mas falta muita pegada nesse meio. O 10 dos Tigres fez o que quis. Sorte que o time deles é fraco. Só eu que tô achando o Bruno Henrique muito lento na marcação?

  • Também acho que o Vanderlei não achou a melhor forma de jogar com essa formação, um meia de contenção (Patrick de Paula ou até Felipe Melo) para proteger a zaga deve dar ao Bruno Henrique mais mobilidade e a o Dudu a chance de jogar mais perto da área. Boto fé nesse esquema tático em momentos oportunos variando para um 4-3-3 vai dar trabalho. Seguimos crescendo. Avanti!

  • Gostei muito do Gustavo Gomes e do Ramires, o paraguaio muito seguro , só deu bote certo , firme, o Ramires jogou muito tbm, seguro no meio campo e ainda acertou uma na trave, o Bigode tbm jogou demais, além do golaço infernizou a zaga dos caras e sofreu um pênalti que o juiz não quis dar.

    Dudu hoje ficou devendo, jogando na meia não é a dele, nem chutou no gol praticamente e errou muitos passes.

    Forza Palestra ! Rumo ao Bi

  • Jogaremos contra um time de segunda divisão. A depender da forma como o time encarar esse jogo, o empate pode ser, sim, uma tragédia. A conferir.