Com cinco vitórias nos oito primeiros jogos do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras levantava voo na busca pelo eneacampeonato brasileiro. A equipe comandada por Cuca aproveitava o fato de não ter conseguido avançar na Libertadores e focava somente no nacional – a Copa do Brasil começaria dois meses mais tarde.

Na nona rodada, o Verdão encarou o Santa Cruz, sensação do campeonato àquele momento, no Allianz Parque e, com uma atuação muito segura, venceu os pernambucanos por 3 a 1 em mais uma tarde inspirada de Dudu.

Partindo pra cima desde o início do jogo, o Palmeiras acumulava chances atrás de chances e fazia o goleiro Cardoso trabalhar bem. Até que aos 28 minutos, após boas defesas, o arqueiro do Santa falhou e soltou uma bola fácil nos pés de Cleiton Xavier; o camisa 10 só teve o trabalho de tocar para Dudu que, com o gol vazio, chutou forte e alto para anotar o primeiro gol palmeirense.

Mesmo com o placar aberto o enredo da partida continuou o mesmo, com o Palmeiras atacando e o adversário tentando sair no contra-ataque. Depois de alguns bons ataques, o Verdão fez o segundo gol aos 47 minutos: Roger Guedes sofreu falta no meio-campo e, na cobrança ensaiada que envolveu Egídio e Cleiton Xavier, Jean bateu rasteiro por fora da barreira e morreu no canto esquerdo de Cardoso. O Palmeiras foi para os vestiários com a vantagem de dois tentos.

Na volta do intervalo, o Santa Cruz esboçou uma reação com Grafite, que diminuiu o placar aos 5 minutos, de cabeça. Um minuto depois, Keno quase empatou – mas a reação do Santinha parou por aí. Pouco depois, o Palmeiras retomou os dois gols de vantagem com Dudu, após bom passe de Gabriel Jesus.

Com o 3 a 1 no placar, o esperado era que o ritmo da partida caísse – mas curiosamente o jogo ficou mais aberto ainda e as duas equipes tiveram ótimas oportunidades de balançar as redes. Guedes, Jean e Cleiton desperdiçaram a chance de ampliar para o Verdão; já pelo Santa Cruz, João Paulo parou em dois milagres de Fernando Prass.

Apesar das chances criadas, o placar não se alterou até o final e o Palmeiras conquistou mais uma importante vitória no caminho para o eneacampeonato.

Ficha Técnica

34.162

R$ 2.167.071,76

Eduardo de Aquino Valadão

Escalação

Santa Cruz

Tiago Cardoso
Vítor
Mário Sérgio
Neris
Danny Morais
Tiago Costa
Uillian Correia
João Paulo
Wallyson
Lelê
Daniel Costa
Arthur
Keno
Grafite
Mílton Mendes
TÉCNICO