“Tirou um peso”, diz Gabriel Veron sobre assistência para Dudu

Gabriel Veron do Palmeiras em disputa com Jair do Atlético-MG, durante primeira partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Veron destacou também o fato de o passe ter sido para Dudu, seu ídolo

Após passar por um período complicado devido as seguidas lesões musculares, o atacante Gabriel Veron foi decisivo no empate do Palmeiras em 1 a 1 contra o Atlético-MG.

Foi dos pés da Cria da Academia que saiu o passe para Dudu marcar o único gol do Verdão, aos 22 minutos do primeiro. Estar presente na jogada que resultou na classificação a mais uma final de Libertadores, foi como uma volta por cima para o camisa 27.

“Sentimento de alegria e desabafo. Estava precisando de um momento assim. Passei por um momento difícil, uma fase que não estava sendo boa nem para mim, nem para a minha família. Essa assistência tirou um peso de mim. Minha primeira assistência na temporada, fui feliz naquele lance, e, mais uma vez, podemos estar todos juntos em mais uma final”, comentou o atacante à TV Palmeiras/FAM.

“Nunca deixei de trabalhar, nunca deixei de acreditar em Deus. Todos os dias estou trabalhando forte com o grupo. Pude, mais uma vez, ter a oportunidade de vestir a camisa do Palmeiras. É uma camisa gigante. Pude ajudar o grupo a chegar em mais uma final da Libertadores. Vamos em busca do tricampeonato”, acrescentou.

Na temporada passada, as lesões tiraram Veron de jogos importantes, como as finais da Libertadores e da Copa do Brasil, além da disputa do Mundial de Clubes. Já em 2021, o atacante passou por um cronograma especial de treinos a fim de prevenir outros problemas musculares.

Desde que retornou de sua última lesão, atuou em dez partidas, sendo titular duas vezes.

Gabriel Veron comenta parceria com Dudu

Dudu comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Atlético-MG, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Além da alegria de dar uma assistência em uma partida importante, Gabriel Veron celebrou pelo passe ter sido para o seu ídolo, Dudu.

“O Dudu não é um ídolo só pra mim, mas para muitos aqui dentro do grupo, para toda a torcida. Ser ídolo em um clube gigante como esse não é pra qualquer um. O Dudu é uma excelente pessoa e profissional. Ele trabalha todos os dias para ajudar a equipe, assim como eu”, destacou.

Mostrando otimismo em relação ao Campeonato Brasileiro, Veron afirmou que o Palmeiras “buscará até o final o título”, e finalizou: “Tem que passar as 24 horas, boas ou ruins. Acho que já passou. Agora é focar no Brasileiro, em busca do primeiro lugar”.