Empréstimo de Renan ao Red Bull Bragantino é oficializado

Renan durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Renan atuou apenas em dois jogos em 2022 pelo Palmeiras e será emprestado até o final de dezembro

O Palmeiras acertou o empréstimo do zagueiro Renan ao Red Bull Bragantino. Na tarde desta sexta-feira, o jogador foi anunciado como novo jogador da equipe de Bragança Paulista.

O contrato de empréstimo de Renan com o Bragantino é válido até o final de 2022 e não há opção de compra no encerramento do período. O Palmeiras segue apostando na Cria da Academia e acredita que, com esse estágio, o defensor terá mais minutos em campo – na atual temporada, Renan atuou em apenas duas partidas.

Com sua saída, Abel Ferreira conta com cinco zagueiros no elenco. São eles: Gustavo Gómez, Luan, Kuscevic, e Murilo. Lucas Freitas vem treinando com o time principal mas ainda não foi incorporado formalmente ao elenco.

Renan renovou recentemente seu contrato com o Palmeiras

Renan durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Renan chegou ao Palmeiras em 2015, aos 13 anos de idade. O defensor foi multicampeão na base palmeirense e foi promovido ao profissional no final de 2020, por Vanderlei Luxemburgo.

No ano seguinte, consolidou-se na equipe de Abel Ferreira e entrou em campo 41 vezes.

Aos 19 anos, Renan contabiliza 54 partidas com a camisa do Verdão. No início deste ano, o zagueiro estendeu seu contrato até dezembro de 2025.

Com Luan lesionado, Murilo pode ganhar sequência na equipe titular

Murilo em jogo do Palmeiras contra o Santo André, durante partida válida pela oitava rodada do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Contratado na atual temporada, Murilo tem dois gols em cinco jogos pelo Palmeiras

O Palmeiras não poderá contar com o zagueiro Luan por um período considerável. O jogador sofreu uma lesão na coxa esquerda no treino da última sexta-feira. Como de costume, o clube não divulga o tempo de recuperação, mas sabe-se que a lesão não é simples – nas redes sociais, a esposa do atleta, Clarisse Alves, postou um vídeo em que o defensor chega em casa de muletas.

Com isso, Murilo pode ganhar uma sequência na equipe titular do Verdão ao lado de Gustavo Gómez. Contratado pelo clube em 2022, o defensor já disputou cinco jogos na temporada e vinha sendo o reserva imediato de Luan no lado esquerdo da defesa palmeirense. Seu primeiro grande desafio deve ser a Recopa Sul-Americana, contra o Athletico-PR; a partida de ida acontece nesta quarta-feira, em Curitiba e a volta no próximo dia 2 de março, no Allianz Parque.

“Todos nós sentimos muito pela lesão do Luan, esperamos que ele volte o mais rápido possível para nos ajudar. Agora estou tendo minha oportunidade, não é da forma que eu queria, mas vou aproveitar da melhor maneira e dar minha vida dentro de campo”, disse Murilo, que também comentou a parceria com Gustavo Gómez. “O Gómez é um cara que eu gosto muito, tem um futebol no qual me espelho e fico feliz em fazer dupla com ele”, concluiu.

Apesar da pouca quantidade de jogos, o camisa 26 vem tendo desempenhos que estão agradando os torcedores, tanto defensivamente quanto ofensivamente – marcou dois gols na temporada.

No Campeonato Paulista, de acordo com o aplicativo de estatísticas SofaScore, ele é o líder do elenco em rebatidas (27), tem uma média de 2,2 cortes por jogo e sofre apenas 0,2 dribles por partida. Além disso, o camisa 26 ganha 72% dos duelos aéreos e tem uma média de acertos de 87% nos passes.

Na coletiva de imprensa de Abel Ferreira após o duelo contra a Ferroviária, na quarta-feira passada, Murilo foi elogiado.

“Ele veio acrescentar qualidade e competitividade ao setor. Temos centrais muito bons. É isso que queremos, uma competitividade interna grande para que, quando a equipe precisar, todos darem a resposta”, declarou o treinador.

Além de Murilo, outro que pode voltar a ter espaço é Renan

A lesão de Luan, além de provavelmente projetar Murilo ao time titular, pode também fazer com que outro zagueiro volte a ter mais minutos em campo: Renan. Cria da Academia de apenas 19 anos, o jogador perdeu espaço na atual temporada e vinha sendo a quinta opção para o setor.

Fora do Mundial de Clubes por opção da comissão técnica, o canhoto jogou apenas uma partida no ano, contra o São Bernardo. No total, Renan contabiliza 53 jogos com a camisa do Palmeiras e um gol anotado.

Cortes de Crias da Academia do Mundial devem ser divisores de águas em suas carreiras

O Palmeiras anunciou na manhã deste domingo a lista dos 23 jogadores que serão inscritos na FIFA para a disputa do Mundial de Clubes. Como a aritmética é implacável, seis dos 29 atletas em Abu Dhabi tiveram que ser excluídos da competição – coincidentemente, todos são Crias da Academia.

O primeiro cortado, com antecedência, foi Vinicius Silvestre, cujo teste de contraprova acusou positivo para Covid-19. Mateusão viajou para os Emirados Árabes para preencher a terceira vaga de goleiro.

Com a liberação de Piquerez, que negativou o teste de Covid-19 e viajou junto com Mateus, Vanderlan foi o corte mais óbvio. Nem o próprio jogador deve ter ficado surpreso.

Giovani viajou para cobrir a falta de Gabriel Veron, que também positivou o teste antes mesmo do embarque, mas acabou sendo preterido. O camisa 7 da Copinha também não deve ter alimentado grandes esperanças.

O corte de Renan não chegou a ser exatamente uma surpresa. Nos jogos pelo Paulista, o camisa 3 claramente perdeu terreno para Murilo, recém-contratado.

Outros dois reforços ganharam as vagas neste breve período de pré-temporada: Jailson e Atuesta. O primeiro era uma aposta forte até por poder ser utilizado também como zagueiro. O colombiano agradou à comissão técnica. Assim, para completar o quebra-cabeças, foram excluídos Patrick de Paula e Gabriel Menino.

Ponto de inflexão nas carreiras das Crias da Academia

Crias da Academia Gabriel Menino e Patrick de Paula em voo para Abu Dhabi, onde o Palmeiras disputará o Mundial de Clubes
Fabio Menotti

Não deve ter sido fácil para Renan, Patrick e Menino absorver a notícia. Abel tem como um de seus pontos fortes a gestão do grupo e não existe a chance deles não terem tido uma conversa franca antes da divulgação ao público.

A dura decisão se relaciona com merecimento, seja por desempenho técnico, seja comportamental. Abel mencionou claramente em coletiva após o jogo contra o São Bernardo os critérios que seriam usados para a definição da lista.

“Os jogos antes do Mundial servem para mostrar o que temos de corrigir. Servem também aos mais jovens, que precisam entender que não pode haver brincadeiras e sim mais seriedade. Em todos os jogos estamos fazendo avaliações. O Jailson foi muito bem, teve muita vontade; por muitas vezes perguntam por que joga um e não joga o outro. Isso tem muito a ver com a mentalidade: se pensarem que são reservas, serão reservas. Os que pensam que podem estar entre os 11, jogarão.

O Atuesta foi muito bem. Os jogadores que querem ser titulares têm que falar dentro das quatro linhas e o Atuesta apresentou um bom jogo. Tanto ele quanto o Jailson são atletas que brincam pouco e entregam muito. É isso que tem que fazer. São os jogadores que se escalam, não sou eu. Nós premiamos a meritocracia dentro do elenco e eles sabem os critérios das escolhas”.

Um dos efeitos colaterais desta situação é que canhões serão apontados para as jovens Crias em caso de mau resultado na competição. A pecha de indisciplinados está batendo em suas portas e sabemos como nossa torcida tem a necessidade de direcionar frustrações em alguém.

Não se sabe ao certo nem quem estava de “brincadeiras” na fala de Abel. É possível até que o recado já tenha sido absorvido e que os critérios para os cortes tenham sido puramente técnicos – os três, de fato, não fizeram bons jogos em janeiro e os novos contratados mostraram mais serviço.

Mais uma vez, nós torcedores temos que confiar em Abel para a gestão do elenco e não bancarmos os justiceiros. Seja por motivo técnico ou comportamental, a punição já veio, e foi pesada: ficar de fora do Mundial é uma pancada realmente forte. Não é necessário que nossos jovens valores fiquem marcados como baladeiros e indisciplinados pela torcida, como foi feito com Luiz Adriano, num contexto bem diferente.

Uma vez que já foram punidos, esses jovens estão num enorme ponto de inflexão em suas carreiras. Mais do que nunca, o momento é de orientação. Serem perseguidos por uma ala irracional da torcida é tudo o que eles não precisam – nem eles, nem o Palmeiras.

Renan (19), Patrick (22) e Menino (21) já prestaram serviços inestimáveis ao Palmeiras e merecem nossa confiança para seguirem suas carreiras com esta dura lição aprendida. Cabe a eles honrá-la. Todos estão de olho.


O Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.catarse.me/verdazzo.

Apresentado oficialmente, Murilo mostra confiança para atuar no lado esquerdo da zaga

Murilo é apresentado como mais novo atleta do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Novo camisa 26 do Verdão, Murilo também elogiou a dupla Luan e Gómez

Na tarde desta terça-feira, o zagueiro Murilo, contratado pelo Palmeiras junto ao Lokomotiv Moscou, foi oficialmente apresentado. Apesar de não ser o defensor canhoto desejado por Abel, o novo camisa 26 do Verdão fez questão de ressaltar que por toda sua carreira atuou pelo lado esquerdo da zaga.

“Eu gosto de atuar pelo lado esquerdo, sinto-me confiante por ali. Sempre joguei assim, desde a base no Cruzeiro”, declarou o jogador, que também se colocou à disposição para jogar em outros setores. “Mas, agora, se o Abel optar por colocar três zagueiros, eu também estarei à disposição para jogar centralizado ou na direita. Estou aqui para ajudar a equipe a conquistar vitórias”.

A ideia inicial do clube era contratar um zagueiro canhoto, já que o único que possui essa característica no elenco é Renan. Durante a janela de transferências, o clube quase acertou a vinda de Valber Huerta, mas o chileno não foi aprovado nos exames médicos.

Murilo surgiu no futebol brasileiro em 2017, revelado pelo Cruzeiro. Pela equipe mineira, conquistou duas Copas do Brasil e dois estaduais, antes de ser vendido para o Lokomotiv Moscou, da Rússia, em 2019.

Sobre sua passagem pelo futebol europeu, destacou: “Eu procuro sempre aprender coisas novas. Foi importante a passagem pela Rússia, pude aprender muito, consegui muitos títulos. Estou feliz por estar de volta ao Brasil, de jogar no Palmeiras. Sinto-me preparado para vestir essa camisa”.

Murilo elogia Luan e Gómez

Além de falar sobre seu estilo de jogo e seu tempo fora do Brasil, Murilo aproveitou a coletiva para enaltecer Luan e Gómez, que atuam lado a lado desde 2018, e revelar que já os observa.

“Luan e Gómez são excelentes zagueiros, acompanho eles há algum tempo e os dois fazem uma dupla muito boa, sem comentários. Creio que meu diferencial pode ser atuar pelo lado esquerdo. O Palmeiras queria um jogador por ali e eu estou disponível para atuar”, finalizou.

Para adquirir o jogador, que assinou um contrato de cinco temporadas, o Palmeiras desembolsou cerca de 2,8 milhões de euros (R$16 milhões na cotação atual) por 80% dos seus direitos econômicos.

Em seu 1º ano completo como profissional, Renan se firma e consolida bons números

Renan nas comemorações do Palmeiras pela conquista da Copa Libertadores 2021.
Cesar Greco

Com apenas 19 anos, Renan foi um dos líderes da equipe em desarmes e passes certos

Em 14 de outubro do ano passado, o zagueiro Renan realizava seu primeiro jogo no time principal do Palmeiras. No clube desde 2015 e multicampeão nas categorias de base, o defensor canhoto foi lançado por Vanderlei Luxemburgo no mesmo dia em que o treinador foi despedido do cargo, após derrota frente ao Coritiba, no Allianz Parque.

Alternando entre a equipe principal e a Sub-20, Renan precisou ser aproveitado por Abel Ferreira logo no mês seguinte à sua estreia por conta dos diversos desfalques no setor. Em novembro de 2020, engatou uma sequência de cinco partidas, entre Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, que o fez ser efetivado no elenco profissional.

Entretanto, apesar das boas primeiras impressões, o jogador foi utilizado esporadicamente por Abel Ferreira e sua comissão técnica na temporada passada, mas teve seu momento de confirmação no período atual.

Renan no jogo do  do Palmeiras contra o Cuiabá, durante partida válida pela trigésima sexta rodada do Brasileirão 2021, na Arena Pantanal.
Cesar Greco

Depois da conquista da Copa do Brasil sobre o Grêmio, a diretoria palmeirense decidiu por escalonar as férias dos principais jogadores para não comprometer o início do Campeonato Paulista, já que não houve uma pausa estabelecida pelas federações e a CBF. Apenas as Crias da Academia não tiveram um tempo de recesso e, por conta disso, Renan ganhou oportunidades na equipe titular.

Das 16 partidas que o Verdão fez no estadual, o camisa 3 esteve presente em 10 oportunidades e foi líder do time em desarmes, com 24. A solidez defensiva confirmou a expectativa gerada em cima dele e o fez ser peça importante de Abel Ferreira.

Canhoto, de boa estatura e com boa velocidade, Renan tomou conta da posição de “zagueiro pela esquerda” no esquema de três defensores utilizadas por diversas vezes por Abel Ferreira e que deu muito certo no início no Brasileirão, principalmente após a saída de Viña quando o Palmeiras ainda não tinha as reposições de Piquerez e Jorge à disposição.

Entre o final de junho até a metade de agosto (segundo confronto contra o SPFC pelas quartas-de-final da Libertadores), o camisa 3 esteve em campo em 10 jogos (atuando nesta função) e o Verdão venceu sete partidas, empatou duas vezes e sofreu um revés.

Depois das contratações dos dois laterais-esquerdo (Jorge e Piquerez), Renan começou a ser utilizado com menos frequência, mas, ainda assim, manteve-se como uma das primeiras opções de reposição e chegou a ser titular no jogo decisivo diante do Atlético-MG, pela semifinal da Libertadores, no Mineirão.

Na temporada, em números gerais, o zagueiro obteve 71 desarmes certos, fez 15 interceptações, acertou 51 lançamentos e deu 1.599 passes corretos (terceira maior marca do time, atrás apenas de Luan e Gómez).

Confira outros números de Renan na temporada:

  • Jogos: 41;
  • Gols: 1;
  • Assistências: 1;
  • Dribles: 11;
  • Cruzamentos certos: 2;
  • Finalizações certas: 9;
  • Faltas sofridas: 37;
  • 2ª Cria da Academia com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 3.902, atrás apenas de Danilo, com 3.942;
  • 3º palmeirense mais jovem a fazer gol na história da Libertadores: contra o Universitario, pela fase de grupos da Libertadores de 2021 (primeiro como profissional), aos 18 anos, 11 meses e 2 dias – recorde pertence a Gabriel Veron (18 anos, um mês e 19 dias);
  • 3º colocado em desarmes na temporada: 71;

No total, Renan, que tem contrato com o clube até o final de 2025, contabiliza 52 partidas pelo Palmeiras e três títulos conquistados: Copa Libertadores (2020 e 2021) e Copa do Brasil (2020).