Libertadores da América 2009

A Taça Libertadores da América de 2009 reuniu 38 clubes, que depois da fase preliminar foram reduzidos a 32 clubes em oito grupos de quatro, classificando-se os dois melhores de cada para a chave final.

O Palmeiras precisou jogar a chave preliminar e passou pelo Real Potosí, com vitórias tranquilas por 5 a 1 e 2 a 0. O inusitado neste confronto foi a logística na Bolívia, muito difícil, com os jogadores sendo distribuídos em SUVs para o trajeto entre Sucre e Potosí porque era arriscado seguir de ônibus.

Classificado, o Verdão caiu num grupo com Sport, Colo-Colo e LDU. Depois de perder as duas primeiras partidas para LDU (fora) e Colo-Colo (em casa), a situação do Palmeiras ficou muito complicada, mas começou a se resolver com uma belíssima vitória em Recife, em partidaça de Diego Souza.

Um empate em casa contra o mesmo Sport, no entanto, obrigou o Palmeiras a vencer suas duas últimas partidas, contra a LDU em casa e contra o Colo-Colo, em Santiago.

Cleiton Xavier

A partida com a LDU, logo depois da eliminação no Paulista em jogo polêmico contra o Santos, transcorreu sem maiores problemas e o Palmeiras venceu por 2 a 0. Restava o enorme desfio de vencer no Estádio Nacional de Santiago. E o Palmeiras mereceu: dominou o jogo completamente, massacrou o Colo-Colo, chutou bolas na trave, e foi recompensado com o gol da classificação aos 42 do segundo tempo, num chutaço de Cleiton Xavier que foi no ângulo de Muñoz. Um dos maiores momentos do Palmeiras na década.

Nas oitavas-de-final, o Palmeiras acabou cruzando com o Sport, novamente, e sofreu. No jogo de ida, no Palestra, vitória por 1 a 0, com gol do paraguaio Ortigoza. A volta, na Ilha do Retiro, foi vencida pelo Sport com um gol de Wilson aos 36 do segundo tempo, provocando a decisão nos pênaltis. Mozart errou o primeiro do Palmeiras, mas Marcos defendeu nada menos que três cobranças e o Palmeiras avançou.

Marcos

Nas quartas-de-final, o adversário foi o tradicional Nacional do Uruguai. O Palmeiras vencia o jogo no Palestra e jogava muito melhor até os 35 do segundo tempo, quando acabou sofrendo o empate, o que obrigava o Verdão a vencer o jogo da volta, ou pelo menos empatar com gols. Mais uma vez precisando de um milagre, desta vez o Palmeiras não conseguiu o objetivo. O time foi valente, mas ficou no empate sem gols em Montevideo e acabou eliminado da competição. O Nacional foi para a semifinal e perdeu para o Estudiantes, que venceu o Cruzeiro na final.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores