Com Marcos Rocha e Mayke fora de jogo, Gabriel Menino tem oportunidade para sequência e vaga na final da Libertadores

Gabriel Menino do Palmeiras em disputa com Vargas do Atlético-MG, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Depois do jogo contra o Juventude, Gabriel Menino concedeu entrevista e afirmou que “esperava por uma sequência”

O Palmeiras vai disputar a final da Libertadores, contra o Flamengo, somente no dia 27 de novembro. Para este confronto, o técnico Abel Ferreira afirmou, em entrevista coletiva após o empate frente ao Juventude no último domingo, que usará os jogos do Brasileirão para avaliar os atletas.

“Temos muito Brasileiro pela frente, há muito o que avaliar. Confiamos em todos os jogadores e eles vão demonstrando em campo o quanto querem continuar no Palmeiras. São com esses jogos, que virão, que iremos nos preparar para a final da Libertadores”, disse ele.

Entretanto, na lateral-direita, a vaga parece ter dono: Gabriel Menino.

Isto porque Marcos Rocha, titular da posição, está machucado no momento e também não poderá jogar a decisão porque está suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Já Mayke, outra opção para o setor, passou por uma cirurgia na quarta-feira passada e ainda não tem data certa para retorno.

Meio-campista na base, Menino atuou como lateral no profissional pela primeira vez nas mãos de Vanderlei Luxemburgo, logo nos primeiros jogos do Campeonato Paulista do ano passado. As boas atuações neste setor com o ex-técnico fizeram o jogador ser convocado para a Seleção Brasileira.

Depois disso, tornou-se uma peça versátil e, em muitos jogos, alternou sua função no campo. Desde que subiu à equipe principal, o camisa 25 disputou 37 jogos como lateral-direito/ala direito – ao todo, Gabriel Menino tem 89 jogos pelo Palmeiras.

Já na atual edição do Brasileirão, dos 13 jogos que entrou em campo (sendo seis como titular e sete como reserva), em 11 deles atuou como lateral-direito/ala direito, o que representa 85% das partidas. De acordo com o SofaScore, Menino tem, no aspecto ofensivo, 1 cruzamento preciso por jogo (32% de acerto nos cruzamentos), média de 1 passe decisivo, 3 grandes chances criadas em quase 47 ações por partida, além de dois gols marcados.

Na parte defensiva, tem 1.5 de interceptações por duelo, 0.5 cortes, uma eficiência de 77% nos duelos aéreos e quase 60% de disputas de bola vencidas.

Gabriel Menino diz que “estava esperando por uma sequência”

Gabriel Menino do Palmeiras em disputa com Capixaba do Juventude, durante partida válida pela vigésima terceira rodada do Brasileirão 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Ao final do jogo entre Palmeiras e Juventude, Gabriel Menino foi entrevistado na saída do gramado do Allianz Parque e falou sobre as oportunidades que terá nos próximos jogos.

“Eu estava esperando por uma sequência e agora vou ter. Foco no trabalho, chegar nos jogos e fazer o que o professor mandar e, se Deus quiser, fazer uma boa sequência até a final da Libertadores”, disse o jogador após o duelo frente ao Juventude.

Os 89 jogos como profissional fazem com que Menino seja, dentre as Crias da Academias que subiram no ano passado, o que mais vezes vestiu a camisa do Verdão. Além disso, foi às redes 6 vezes e distribuiu 12 assistências.