0
X
1

16/04/2021 - 22:00

MaratonaCesar Greco

O Palmeiras foi superado pelo SPFC por 1 a 0 esta noite no Allianz Parque e conheceu sua primeira derrota no campeonato estadual.

Com um time quase totalmente alternativo, o Verdão quase não ameaçou o gol do adversário e deixou claríssimo que a Libertadores é prioridade absoluta neste início de temporada com calendário insano.

Primeiro tempo

6'
Palmeiras

Victor Luis bateu falta de longa distância sofrida por Gustavo Scarpa, mas pegou muito embaixo da bola.

9'
SPFC

Igor Gomes abriu para Daniel Alves que cruzou para Luciano; livre o atacante buscou o canto esquerdo de Vinicius mas errou o alvo.

34'
SPFC

Rodrigo Nestor bateu de longe no canto esquerdo, mas Vinicius caiu bem para defender firme.

43'
SPFC

Kuscevic saiu jogando errado; Igor Gomes aproveitou a sobra e bateu mascado; Vinicius defendeu no canto esquerdo.

46'

Raphae Claus, que apitou qualquer contatinho, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

As duas equipes voltaram dos vestiários sem alterações.

2'
Palmeiras

Vinicius despachou; Bruno Alves cortou mal e a bola foi no peito de Willian, que puxou de lado e bateu buscando o ângulo esquerdo de Volpi, mas errou o alvo.

10'
Palmeiras

Gustavo Scarpa recebeu pelo miolo, se livrou de Rodrigo Nestor e bateu forte, no ângulo direito; Tiago Volpi foi de mão trocada e espalmou a escanteio.

16'
SPFC

Gol do SPFC – Vinicius saiu jogando com Gustavo Scarpa, que errou o tapa e deu no pé de Daniel Alves, que tocou para a Pablo na área e o atacante só teve o trabalho de escolher o canto para escorar para o gol.

21'
Palmeiras

Danilo Barbosa enfiou para Gustavo Scarpa na área; ele dividiu com Tiago Volpi e a bola quase entrou junto ao poste esquerdo.

23'
SPFC

Léo tabelou com Pablo e invadiu a área e deu o tapa para dentro; Alan Empereur cortou perigosamente, tocando por cima do travessão em escanteio.

26'

Garcia, Patrick de Paula e Fabinho entraram nos lugares de Mayke, Felipe Melo e Gustavo Scarpa, respectivamente.

30'

Wesley e Rafael Elias entraram nos lugares de Luiz Adriano e Willian.

34'
SPFC

Éder foi ao fundo pela direita e cruzou por baixo; Reinaldo chegou na velocidade e bateu forte, por cima do gol.

50'
Palmeiras

Garcia cruzou da direita; Daniel Alves tirou e Kuscevic pegou a sobra na meia-lua e tentou acertar o canto esquerdo, mas a bola saiu por pouco com Volpi batido.

50'

Raphael Claus encerrou o jogo sem compensar a cera do adversário nos acréscimos.



Ficha Técnica

SPFC

Tiago Volpi
Bruno Alves
Arboleda
Léo
Daniel Alves
Luan
Rodrigo Nestor
Liziero
Igor Gomes
Éder
Reinaldo
Pablo
Vítor Bueno
Luciano
Benítez
Hernán Crespo
TÉCNICO


Fim de jogo

Abel espelhou a formação do SPFC ao escalar o time num 3-5-2. Mas os laterais adversários se impuseram sobre os nossos e empurraram nosso time para trás. Acuado, o Palmeiras não conseguia construir jogadas.

A saída de bola era ruim; nas poucas vezes que a bola chegava ao meio do campo não havia compactação. Assim, o visitante ficou bastante confortável para recuperar a bola e iniciar novos ataques.

Defensivamente nos portamos bem e o único perigo era perder uma bola no campo de defesa. O Palmeiras conseguiu proteger a bola na saída no primeiro tempo, mas acabou cometendo um erro fatal no segundo e o adversário definiu o placar.

Abel, tão apático quanto o time, só esboçou uma reação ao mandar Wesley para o jogo no segundo tempo. E o camisa 11 foi um esboço de agressividade mas o resto do time não correspondia. No final, a derrota por 1 a 0 refletiu a superioridade do adversário sobre nossos reservas.

O prazo para inscrição para a primeira fase da Libertadores termina neste sábado e o elenco, que já é curto, está baleado com as primeiras lesões da temporada. Foram quatro baixas nos últimos sete dias, e nada indica que as contusões musculares deixarão de acontecer.

Abel parece escalar o time de acordo com as indicações da fisiologia – e não está errado. Talvez precise fechar um “time do Paulista” sem se preocupar em dar encaixe com o adversário. Pelo menos no Paulista, Abel pode ser um técnico mais “brasileiro”, fechar com uma escalação fixa, dar entrosamento e jogar sempre do mesmo jeito, mesmo que o preço disso seja se tornar previsível.  Ao menos o time em campo teria algum conjunto.

De qualquer forma, pensando friamente, desde o início nossa torcida concordou em abrir mão do estadual em nome de uma boa preparação para o resto da temporada. Uma derrota num clássico, no entanto, tem o poder de embaçar essa visão mais ampla; ilude e nos faz crer que o problema é muito maior do que realmente é.

Temos que absorver uma derrota para o inimigo, e isso é sempre uma chateação muito grande. É nosso dever, no entanto, fazer isso sem atrapalhar, sem criar tumultos desnecessários. Afinal, estamos com o Palmeiras, na boa e na ruim. Não só nas vitórias e nos títulos. Vamos passar por mais esse furacão, todos juntos. VAMOS PALMEIRAS!.





  • Perder com os reservas no paulistinha? Tô nem aí. Precisamos de 3 reforços e vamos voar. Um lateral direito, um meia e um atacante. De resto, dar tempo de fato pra encaixarmos. Sem stress

  • Não vi o jogo, não vi mesmo, estava com muito sono, acordei agora e vi o resumo aqui pelo Verdazzo, acho que o foco mesmo tem que ser na Liberadores, não tem que esquentar a cabeça com esse paulista, nosso grupo na Liberta é bem complicado qualquer deslize pode confirmar um segundo lugar ou um jogo decisivo na ultima rodada. Domingo ja tem jogo de novo, que absurdo.

  • Time reserva cansado, com o psicológico em frangalhos , perder duas finais da maneira que perdeu abala sim, mesmo sendo títulos sem muita expressão , e mesmo assim o bambi com força maxima desesperado por um titulo só ganho de 1×0, o foco nesse primeiro semestre é fazer uma boa Libertadores e se classificar , estamos em um grupo traiçoeiro não podemos dar sopa pro azar, tem que jogar um arroz com feijão nesse Paulista e focar 100% na Libertadores.

  • Vou ficar repetindo isso até morrer, f. se o campeonato da FPF, Recopa, SuperCopa, MegaCopa. Corneta não falta. A temporada brasileira é uma bagunça, sempre foi. O time acabou de voltar de férias, incluindo o técnico. Tem um tal de covid rolando ai. A torcida as vezes é um pé no ovo, um bando de gente que nunca ganhou nada na vida exigindo que o time reserva sem conjunto ganhe de um time inteiro e descansado que não ganha nada faz tempo e tá jogando a vida… eu podia continuar, mas, o ponto é, o preço de entrar nessa é perder uma temporada promissora no começo. Essa é só minha opinião e preciso ser coerente. Distribuição de culpa pra mim sempre começa de cima pra baixo, e o Abel não é o topo da piramide. Além do mais, o SPFC nem rival é mais, pra ser precisa rivalizar em decisões importantes, o que não faz ja tem um tempinho…

  • Ah cala a boca mano! Se está louco pedir a cabeça do Abel? O cara mora no CT, está longe da família, deu todos os títulos que jamais imaginaríamos ganhar ano passado com esse elenco curto e mediano e só o que ele pede são reforços para que o time continue evoluindo e o cabeça de ovo some, vira as costas e não traz ninguém, você quer o que? O time esta arrebentado, olha quantos jogos desde o ano passado, jogadores estão estourados e isso é culpa do Galiotte!

    • O Cabeça tá mais preocupado em agradar a sucessora dele que quer brincar de casinha no Palestra pq tem dinheiro… ai vem uns manés ficar cornetando. Quero ver quando alguém vier fazer proposta pro Abel, como já aconteceu e nós voltarmos aos mesmos de sempre…

  • Achei bem eficiente a marcação adversária, posicionando o time deles em nosso campo.

    Este é um ponto que precisa ser trabalhado por Abel, pois outros times já fizeram este tipo de marcação e nós tivemos grande dificuldade…

  • Deve-se perceber que o River Plate (contra o nosso time titular) e o spfc (minúsculo mesmo, contra nosso time reserva) subiu com os dois laterais o tempo inteiro sem que nosso time esboçasse qualquer reação.

    Muita coisa pode ser feita a partir daí, certeza que Abel trabalhará nisso…… desde que consiga tempo para treinar.

    • Exatamente. Tanto que se não fosse a reposição do Vinícius quase nas costas do Scarpa, o jogo não sairia do zero.

  • Sem surpresas. Time desentrosado tinha poucas chances de vitória.

    Isso não tira meu otimismo quanto aos campeonatos importantes.

    No entanto, algumas impressões vão ficando mais sólidas.

    Vinicius Silvestre é um goleiro nota 4. Inseguro e afobado, seu chute é estranhamente fraco e mal chega ao meio campo.

    Talvez fosse um nota cinco, no máximo, numa época em que a habilidade e força no jogo com os pés não era importante.

    Jailson deve ser o reserva absoluto até que algo mais sólido emerja da base.

  • Esse time do Jardim Leonor é limitadíssimo, esse time do Palmeiras com todo setor defensivo reserva pode dar conta, Luiz Adriano vai desencantar hoje.

  • Vamos dar força….avaliando de maneira calma, o Palmeiras está muito exposto por ser o time que mais faz partidas decisivas no pais…..ai, claramente, como o ser humano não é máquina, surgem falhas. Tudo continua bem. Teve comentarista dizendo que o Palmeiras ganhou a Liberta na sorte…. Ninguém mencionou que o Flamerda ganhou a supercopa por incompetência do Verdão, não por méritos próprios. A SEP tem a sua maneira de fazer as coisas. Continuemos a acreditar e ter fé, não alimentemos os animais. 1×0 hoje gol de Papagaio.

  • Jogo ideal pra espantar a zica. Clássico, adversário favorito… Verdão 1×0, gol de Gabriel Menino, AVANTI PALESTRA!!!