1
X
0

17/05/2017 - 21:45

Pré-Jogo

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras estreia na Copa do Brasil recebendo o rebaixado Internacional, já na fase de oitavas-de-finais. O Verdão pretende manter o embalo depois daótima vitória do final de semana, na reestreia de Cuca, contra o Vasco. Já o Inter tem todo seu foco na disputa da Série B e vai tentar surpreender.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Thiago Martins, Moisés e Arouca
Não inscritos
: Mayke, Luan e Juninho

Cuca não deve rodar muito o elenco, já que nossos atletas ficaram um longo período apenas em treinamentos e recarregaram as baterias. Em relação ao time que saiu jogando no domingo, apenas Willian Bigode tende a descansar, já que no treinamento desta tarde Raphael Veiga figurou entre os onze considerados titulares.

Se não for despiste, Cuca vai mandar a campo Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo e Tchê Tchê; Raphael Veiga, Guerra e Dudu; Borja. Vai ser interessante ver Guerra, Dudu e Veiga trocando de posição a todo momento.

Internacional

O treinador Zago tem três problemas de lesão para a partida: Carlinhos acusou lesão no tornozelo esquerdo no treino de domingo; Edenílson segue com o tornozelo direito machucado, o que já o havia tirado até da estreia do time na Série B, e Valdivia sente um desconforto muscular na coxa e também não viajou. Pottker, reforço para o ataque, já disputou a competição pela Ponte Preta e não pôde ser inscrito.

Se o treinador quiser manter o time que venceu o Londrina no final de semana, vai mandar a campo Daniel; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho, Felipe Gutierrez e D’Alessandro; Marcelo Cirino e Nico López.

Lei do Ex

Ninguém do nosso lado tem passagens pelo Inter. Do lado deles, só na Comissão Técnica: Antônio Carlos Zago e Galeano. Certamente não farão gols.

Retrospecto

O Inter é um dos poucos que leva vantagem contra o Palmeiras no confronto direto.  Mas o jogo está virando – levamos os últimos três jogos. E no último confronto pela Copa do Brasil, Andrei Girotto eternizou seu nome em nossa História.

E esse juiz hein?

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Internacional
Internacional
Allianz Parque
Allianz Parque
Sandro Meira Ricci
Sandro Meira Ricci
Taça Copa do Brasil
Copa do Brasil

 

Parpite

Temos que aproveitar que o time vem de um longo período inativo e meter ficha; fazer um bom placar em casa, de preferência sem tomar gols, nos permitirá administrar o elenco na partida da volta, quando a maratona começar a ficar puxada.

Sabendo disso, o Verdão vai marcar mais quatro gols, como no domingo – mas vai tomar um de bola parada. Nossos gols serão de Dudu, Edu Dracena, Tchê Tchê e Borja, para 30.012 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TV GloboGlobo – para SP e PR (menos Curitiba)

SporTV 2

PFCPFCI

Pós-Jogo

Palmeiras 1x0 InterCésar Greco / Ag.Palmeiras

Numa partida em que Cuca se deu ao luxo de fazer testes, o Verdão venceu o Inter pela contagem mínima no Allianz Parque e carrega a vantagem para o jogo da volta, no Beira-Rio, onde jogará pelo empate – se marcar algum gol, poderá até perder por um de diferença que avançará às quartas-de-finais do campeonato.

PRIMEIRO TEMPO

Cuca escalou o time com a mesma formação que goleou o Vasco no domingo. E os primeiros minutos foram como se esperava: o Porco Doido sufocou o Inter, não permitindo que o time gaúcho trocasse três passes. Entretanto, ao contrário do jogo anterior, nosso time rondou a área do time gaúcho mas não conseguiu chegar às finalizações.

Com o fim da pressão, o Inter surpreendeu e passou a ocupar o campo do Palmeiras com consciência. Aos nove minutos, depois de escanteio na área, Borja tentou tirar com o joelho e mandou contra nosso travessão; no rebote, Marcelo Cirino tentou e o próprio Borja fez o bloqueio. A bola sobrou fora da área para William que cruzou bem e Cirino testou, livre – Prass defendeu.

O Verdão respondeu: aos 12, Guerra abriu para Zé Roberto que cruzou; a bola ficou viva na área e Victor Cuesta fez pênalti em Borja. O juiz não deu; a bola sobrou para Jean que cruzou novamente para a área; Willian Bigode tentou o voleio mas errou.

O Inter jogava bem e o Verdão não conseguia impor sua teórica superioridade. Mas na bola parada, veio mais uma boa chance: aos 19, depois de falta da direita, Mina se preparava para fazer de cabeça mas Victor Cuesta afastou; Guerra pegou o rebote e disparou, mas a bola bateu em Rodrigo Dourado e o Inter se salvou mais uma vez.

O time gaúcho insistia em equilibrar o jogo e respondeu aos 22, quando teve sua melhor chance: após triangulação na direita entre William, Dourado e D’Alessandro, a bola foi alçada na área e Marcelo Cirino chegou na corrida, livre, para testar com força – Prass apenas torceu e a bola saiu à sua esquerda.

Depois desse lance o Palmeiras finalmente achou a melhor distribuição em campo; Willian passou a participar mais do jogo e o Inter foi dominado. Aos 26, Jean desceu pela direita e suspendeu na área; Willian Bigode raspou de cabeça no primeiro pau, mas não o suficiente para dar direção à bola, que saiu à direita de Daniel. Um minuto depois, Tchê Tchê puxou o contra-ataque e abriu para Borja, que atraiu o zagueiro e rolou para Guerra pelo meio, livre – o venezuelano ajeitou o corpo e bateu de chapa, mas a bola saiu raspando o travessão de Daniel, que já estava batido.

Aos 29, saiu o gol do Verdão: Felipe Melo esticou para Willian na direita; ele tirou Uendel para dançar e cruzou por baixo, na risca da pequena área; Borja se preparava para escorar para o gol mas Léo Ortiz se antecipou, cortando contra o próprio patrimônio e abrindo o placar.

Estranhamente, o gol esfriou um pouco o jogo e o Verdão só voltou a criar outra chance num ótimo contra-ataque puxado por Tchê Tchê, aos 41 minutos: ele abriu rápido para Dudu, que tocou de primeira para Borja, que se projetou por trás de Cuesta, driblou Daniel mas ficou com pouco ângulo e bateu na rede, por fora. Esse foi o último lance relevante do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

O Porco Doido demorou para voltar do intervalo e o Inter não sofreu aquela pressão intensa que se esperava logo que a bola rolou. Nossa primeira chance só veio aos 9: após escanteio, a bola cruzou a área gaúcha por duas vezes e a defesa conseguiu afastar o perigo; na terceira, Willian Bigode tentou escorar para o gol mas estava impedido.

Após esse lance o Porco Doido deu as caras e a pressão ficou realmente intensa; o Palmeiras foi pra cima com tudo e tentou matar o jogo. Aos 13, Dudu abriu pra Jean, que foi ao fundo e cruzou – a bola foi um pouco alta e Borja não alcançou. Aos 14, Dudu articulou e abriu para Bigode, que engatilhou e bateu de fora – Daniel defendeu firme; Jean pela direita teria sido uma opção melhor. Aos 16, Mina foi levando na força desde o campo de defesa, chegou à intermediária e cruzou na área, buscando Borja – mais uma vez a bola foi um pouco alta e o colombiano não alcançou.

A pressão insana continuou: aos 22, Dudu puxou o contra-ataque, ligou com Willian que esticou para Borja; o colombiano dominou na coxa e bateu forte da entrada da área; Léo Ortiz deu o carrinho e desviou a escanteio. Depois da cobrança, a zaga gaúcha afastou e Guerra recolheu, suspendeu em direção à lateral da área, onde estava Edu Dracena, que escorou e a bola ficou à mercê de Mina, que errou a passada e não dominou, perdendo chance clara – mais um escanteio. Dudu cobrou por baixo; Guerra petecou a bola e puxou de bicicleta; a zaga rechaçou em direção à meia-lua, onde estava Willian, que bateu de chapa, na gaveta – Daniel foi buscar, fazendo uma defesaça. Que pressão!

O Inter só chegou aos 25 minutos – Felipe Gutiérrez ganhou fácil de Zé Roberto e cruzou; Marcelo Cirino escorou mal e a bola ficou fácil para Prass. Roger Guedes entrou no lugar de Borja, ocupando o comando do ataque, como já tinha feito com Eduardo Baptista alguns jogos antes. O Verdão sentiu fisicamente o ritmo intenso e recolheu o time, passando a esperar o Inter em seu campo, e quase pagou caro por isso aos 32: D’Alessandro cruzou e Rodrigo Dourado cabeceou forte, para magnífica defesa de Fernando Prass.

Cuca então passou a testar o time: mandou Fabiano a campo, no lugar de Willian; avançando Jean para o meio-campo e deslocando Tchê Tchê para a armação por dentro, com Guerra jogando aberto. Dois minutos depois, mandou Erik a campo, para jogar como centroavante – Guerra saiu e Roger Guedes caiu para o lado. Nem parecia jogo de mata-mata.

Com o Inter aparentemente satisfeito com a derrota “apenas” por um gol, o jogo esfriou e o Palmeiras só chegou perto do gol já aos 46, num contra-ataque mortal puxado por Dudu; Erik se deslocava pelo meio, livre, mas nosso capitão não sentiu confiança para fazer o passe e preferiu definir a jogada sozinho, perdendo uma enorme chance de praticamente definir o confronto. Pouco depois Sandro Meira Ricci encerrou o jogo.

FIM DE JOGO

O Palmeiras ainda não foi o time dominante que esperamos – e nem poderia ser. O time consegue repetir alguns momentos do time do ano passado, mas Cuca ainda está se adaptando às diferenças do elenco e o time tem momentos de apatia que os adversários têm aproveitado para ameaçar nosso gol.

As mudanças refletiram a curiosidade de Cuca. O Palmeiras usou o Inter como sparring e testou novas variações, mesmo que por um tempo curtinho. Esperamos que isso não custe a classificação num mau resultado no Beira-Rio. O time agora volta a pensar no Brasileirão, já que no fim-de-semana enfrenta a Chapecoense, no Sul do país, para depois focará na Libertadores, definir a classificação e não ficar só no cheirinho. Ops! VAMOS PALMEIRAS!

A VOZ DO PADRINHO

O áudio de hoje é do padrinho Anderson Moura, que vem do interior do Estado para assistir à partida e fez uma colaboração muito legal, com um pedacinho antes, um no intervalo, e outro no fim do jogo. Parabéns Anderson!

Ficha Técnica

31.463

R$ 1.858.449,57

Sandro Meira Ricci

Súmula

Borderô

Internacional

Daniel
William
Léo Ortiz
Victor Cuesta
Uendel
Iago
Rodrigo Dourado
Fabinho
Roberson
Felipe Gutierrez
D’Alessandro
Marcelo Cirino
Nico López
Brenner
Antônio Carlos Zago
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Uma boa defesa no primeiro tempo e ummilagre no segundo, evitando que o Palmeiras tomasse gol em casa.
8
Jean
Consistente na lateral e mais uma vez sendo deslocado para o meio-campo. Recuperou o bom futebol.
7.5
Mina
Chegamos num ponto que quando o Mina tira 8 é normal. Que zagueiro!
8
Edu Dracena
Deu piques e se atirou na bola como um garoto. Bela partida.
7.5
Zé Roberto
Se não se destacou como gostaríamos, pelo menos não foi a mina de ouro dos caras. Tá tentando reagir.
6
Felipe Melo
Firme, conseguiu preencheros espaços aproveitando a companhia a seu lado. Uma bela dupla parece estar nascendo.
7
Tchê Tchê
Não brilhou, mas fez o suficiente para que nossa zaga não ficasse desprotegida. Chegou a avançar para a meia, sem comprometer.
7
Willian
Começou muito apagado, mas se soltou após o lance do gol. Ainda precisa achar a melhor posição.
6.5
Fabiano
Jogou pouco e mal pegou na bola.
0
Guerra
Evoluiu demais nesses dois jogos; cada vez mais à vontade. Um pecado o gol perdido no primeiro tempo.
8
Erik
Mesmo jogando pouco, estava na porta do gol, mas não recebeu a bola de Dudu.
0
Dudu
Estava bem posicionado, bem acompanhado, mas não encaixou uma jogada boa. Pouco inspirado.
6
Borja
Errou quase todas, mas estava sempre lá - assim como no gol, que se o zagueirão não mete pra dentro, ele meteria.
7
Roger Guedes
Nada como centroavante, nada como ponta. Mas deu um carrinho importante na defesa no fim do jogo.
6
Cuca
Cuca
Ainda está pegando o jeito do novo modelo da Ferrari. Dois jogos; duas vitórias.
7





  • Excelente estréia do Palmeiras, com uma pequena oscilação dos 10 aos 35 do primeiro tempo.

    Se fosse o Mattos ficaria de olho nesse menino Douglas, excelente volante…

  • o Vasco é praticamente o mesmo time que jogou a serie B do ano passado so entrou o Luiz Fabiano, time muito fraco, bela estreia do Verdão com goleada, mas o Vasco é fraco de mais, foi presa facil pro Palmeiras no Allianz, 4×0 foi pouco com mais capricho dava pra fazer uns 6×0 tranquilo.

    • Se for isso mesmo, e lembrando que os caras não dependeram só de si pra subir, podemos ter certeza de que vão cair de novo esse ano.

  • Que jogo, confrades!

    Além de tudo o que já falaram, achei interessante também o chapéu do Felipe no Nenê, com direito a palmas do Borja, e o nosso matador furando a rede no gol de pênalti. No mais, temos time pra brigar pelos três campeonatos sim!!!

  • Sobre o jogo de ontem, resultado normal contra um time que vai ter muitas dificuldades no BR17, para aqueles que estão dizendo que os clubes da imprensa estão sendo beneficiados na tabela, eu gostei muito mais do Palmeiras enfrentar o vasco na estreia do que enfrentar, galo, cruzeiro, grêmio, chapecoense, fluminense ou flamidia. Destaque para as atuações do Prass, Jean, 2tchê, Dudu, Mina e Borja, imaginem quando o Palmeiras entrosar mais nas mãos do Cuca.

  • Esse time do Vasco é horroroso. 4 ficou barato, principalmente pelo 2º tempo. Mas acredito que há times piores. Vai brigar pra não cair, mas se salva.

  • É bom ser Palmeirense! É bom curtir mais uma vitoria vendo o time jogar bem (2º tempo) e deixando o adversário jogar! Sem pancadaria, sem anti jogo, pudemos ver Nene e Douglas exercendo o seu bom futebol contra nós e nem assim evitaram a derrota por 4×0. Vendo o jogo dos sardinhas é incrível a diferença, os caras catimbam, o pastor sempre encima do juiz reclamando de tudo, cera, cai cai uma vergonha! O curicas é MMA, fagner e gabriel baixando o sarrafo… e isso porque foi a primeira rodada!
    É assim que a gente gosta! Avanti!

  • cara o palmeiras não ganhou de um time ruim não ,o vasco vai ganha de muito time bom nesse campeonato ainda… a imprensa sempre tenta tirar o mérito do gigante…..

  • Já no primeiro jogo vejo alguns “especialista” falando do cucabol de maneira depreciativa, ou seja, estamos no caminho certo kkkkk

  • Gostei do time, mas a lateral esquerda me preocupa muito. Todos os técnicos do continente já perceberam que se colocarem um atacante veloz contra o Zé Roberto garantirão ao menos 2 ou 3 jogadas de gol por jogo!
    Vou torcer para que o Cuca se convença de usar o Michel Bastos ali.

    • cara o michel tem os mesmos problemas do zé… ele nao tem gás para subir e descer o jogo todo. o zé com 43 tem um fisico parecido com o do michel que tem 33… sinceramente precisamos de um reforço ali, pois egidio tem bom fisico e nada mais.

      • Exato! Michel está longe de ser solução. Juninho é bem técnico e pode fazer essa função, mas ainda acho que só falta um lateral esquerdo- que pode ser o Danilo Avelar – para fechar o elenco de vez! Ainda não sei porquê Eduardo Baptista não indicou o Renê (hoje no Flamengo), que, defensivamente, é muito bom.

        • Concordo, eles contrataram dois bons LE, sempre achei o Renê muito eficiente tanto no ataque quanto na defesa.

  • Agora a Ferrari tem piloto, pode andar na frente de novo.

    Incrível como uma “simples” alteração de posicionamento, Jean x Tche Tche, mostrou que um dos maiores problemas do time do EB era ocupação de espaço no meio, pois o Tche Tche não vai bem de meia.

    Ao contrário da mídia, achei até bom o time do Vasco, e muito bom o Douglas. O bom é que o Palmeiras matou quando teve chance.

    Ainda podemos e vamos melhorar

  • ontem vi uma nitida evolução da equipe, principalmente no meio campo. e ontem aconteceu algo que me deixou muito feliz….jean jogando no meio. faz mto tempo que eu gostaria de ver isso acontecer, é um desperdicio deixar ele jogando na lateral sendo que não rende bem ali. como o TT joga por ali tb, essas inversões são mto interessantes, e ontem foi o que ganhou o jogo sim. o 2o gol foi vital, estavamos sofrendo e eu ja via o gol de empate como questão de tempo. matamos o jogo ali. e foi justamente um lançamento do TT para o jean que foi a chave desse gol.
    logico que da uma animada, mas ainda estamos longe do que podemos render. o importante foi pegar um adversario fraco nessa 1a rodada para levantar a moral. pés no chão e bola pra frente, que o deca virá.

  • Há algum tempo vejo jornalistas desmerecendo os resultados positivos do Palmeiras. E ontem não foi diferente. Estou vendo “jornalista” criticar até a comemoração dos palmeirenses pelo resultado!!!

    Sabe o que mais me anima? Eles vão ter que se acostumar com isso. Ano passado falavam do Cucabol, no final do ano tiveram que engolir o Palmeiras levantar a taça e dominar a seleção do campeonato.

    Serão obrigados a noticiar e comentar sobre as vitórias do Palmeiras, os títulos conquistados. Podem até criticar, mas vão ter que engolir a seco!

    Chupem, imprensa maldita!

  • O time já mudou. Impressionante! Achei que levaria mais tempo para se readaptarem…
    Notei que William e Felipe Melo foram os que mais sentiram a mudança, mas jogaram bem. Guerra despontou (se estivesse no ano passado, teríamos sido campeões com 7 rodadas de antecedência) e Borja cumpriu seu papel.
    Quando Moises voltar, acho que Felipe Melo precisará ir pro banco.
    Muito bom ver um técnico que, mesmo com jogo na mão, substitui colocando 2 pontas ao mesmo tempo. Só eu me empolguei quando vi roger guedes e keno na lateral esperando pra entrar?

      • Lembra no ano passado a variação que o Cuca fazia entre jogar com o Thiago Santos ou o Cleiton Xavier, dependendo da dificuldade do jogo? Acho que o Cuca vai buscar esse formato de novo, dessa vez com Guerra e Felipe Melo. Vai ser interessante!

    • Sem chances do Felipe ir para o banco. É o jogador mais técnico e com noção tática do meio! Incrível como a bola acalma em seus pés, além de ter uma excelente saída de bola. O próprio Cuca admitiu que fará mudanças na na forma de jogar, inclusive na marcação. Acho também que a forma como o time jogava ano passado desfavorece o estilo do Felipe Melo, mas com certeza ele já está pensando em uma alternativa. Não seria maluco de deixar um jogador como Felipe no Banco. Sobre o Moisés, Cuca deslocou Guerra na direita ontem, talvez já pensando na volta do profeta. Contudo, falta muito para Moisés voltar e ainda pegar ritmo.

  • No primeiro jogo já foi possível ver o dedo do Cuca nesse time. Há bastante tempo não via o Palmeiras fazer marcação pressão na saída de bola do adversário. Sem contar a mobilidade do Tchê Tchê, Jean e até do Mina como elemento surpresa.

    Ótima partida. Agora vamos, por um momento, esquecer o Brasileiro e focar na Copa do Brasil. Vamos brigar por todos os títulos que vierem pela frente. Vamos, Palmeiras!

  • Muito bom o empate FLA xAtle…para mim os 2 principais adversários do Versão.. abrimos 2 pontos na primeira rodada.Viva Cuca!!

  • Alguém sabe opinar sobre a volta do Moisés? Ele voltando já volta pro time titular ou tem que galgar a vaga? Quem sai? Willian e fazemos um “4-4-2 que seria um 4-3-3 com Guerra mais agudo pela direita” ou tira alguém do meio? Com Jean jogando de volante, fica mais congestionado ainda.

    • Titular absoluto quando estiver em condições físicas semelhantes.
      Para mim, nitidamente o FM não se encaixa no padrão de jogo do Cuca para ser o titular absoluto que todos pensam que ele é.

    • Amigo, muito cedo pra dizer, Moisés volta em Agosto/Setembro, e vai precisar se esforçar pra entrar no ritmo. Até podemos estar sobrecarregados pela agenda de 3 campeonatos. Felipe Melo foi bem hoje, mas ainda não entrou no esquema do Cuca. Vi alguns comentários que ele não serve pra esse esquema, mas a verdade é que ninguém muda do dia pra noite. Ele tem personalidade, e garra. Acho que vai se empenhar para atingir os objetivos do treinador. O Jean foi mais um teste, pelo que me lembro do ano passado, as partidas dele como volante nao foram boas, entrou bem hoje. O mais importante é ter opções e entrosamento.

    • gostaria de ver um “4-2-3-1” com o Profeta com Prass, Jean, Mina, Dracena e Zé – Felipe Mello e Tche Tche – Guerra, Moises e Dudu – Borja… as opções seriam gigantescas!! ou no 4-4-2 com Dudu de segundo atacante, flutuando na frente, FM de volantao, guerra centralizado e Tche Tche e Moises apoiando o meio tanto no ataque quanto na defesa….

      • Gosto dessa opção. Sabe quem eu queria que tivesse mais minutos? O R. Veiga. Acho que o cara tem futebol pra crescer.

  • Willian se esforçou e ajudou na marcação, porém foi nulo no ataque. Zé Roberto foi piada que estava sendo no começo do ano, não dá mais. Esses foram os únicos que foram mal.

    • piada foi sacanagem hein? o problema dele é o fisico apenas, de resto é um dos mais inteligentes do time. piada é o egidio

      • Não marca, não ataca, não faz nada… vem sendo piada. Não é mais que o Egídio por que é impossível hahahaha

  • Jogamos demais! Apesar de algumas falhas , o time dava a impressão que poderia aniquilar o vasco a qualquer momento.

    Tche tche jogou demais!!! O time inteiro foi muito bom. agora temos um técnico de verdade!!! Que diferença!

    O EB falou que é homem pra caralho… e eu digo: o cuca é técnico pra caralho tb !

  • porque sera que eu não tinha duvidas que o placar de hoje não seria menos de 2?
    Palmeiras eh isso, jogadores bons em campo e o 13 jogador no banco de reservas. Cuca sabe o que faz, sabe onde mexer e testa tudo antes de por em jogo. Vamos que vamos em todos os campeonatos desse ano. AVANTI PALMEIRAS

  • Quanta honra Conrado…a frase sobre o Mina foi minha. E acho realmente ele o sucessor do maior de todos os tempos, Luisão Pereira. Pena que não ficará os quase 10 anos que o Chevrolet ficou conosco.
    Mas as arrancadas do Mina para o ataque lembram muito o velho Luisão.
    Avanti Palestra ! Da-lhe Cuca !!

  • Escutei o pessoal falando que agora com a saída do Alecsandro, e do rafael marques… talvez o clube procurasse um outro atacante… porque nao tentar trazer o cristaldo de volta, por empréstimo?! Ele estava no cruz azul do méxico e foi emprestado ao monterrey (!)… o cara joga bola, excelente pra entrar no decorrer da partida.. raçudo… e identificado com o clube…

  • acho que quem deu a nota do felipe melo viajou. 7,5 é pouco e ele não tem NADA A VER com o Moisés. Em nenhum jogo da temporada ele foi o volante que saiu mais. sempre foi o cabeça de área.

  • LuxPoker hackeou a conta do Conrado e deu a nota pro Felipe Melo:

    Mostrou que pode jogar tanto mais recuado, em jogos fora de casa, quanto saindo mais para o jogo em jogos em casa, FAXENDO o papel de Moisés. 7.5

  • só mesmo um ex-BAM (Luis Fabiano) pra ressucitar a “escala Wesley (atual BAM)” criada naquele 7/12/14 em que escapamos do inferno.

    #AvantiPalmeiras

    • Toda camisa que ganha campeonato acaba ficando bonita! Achei feia a do ano passado. Depois do título do BR, ficou tão linda que até comprei uma. rsrsrs

      • Ano passado eu disse isso pra alguns colegas… se o Palmeiras fosse campeão brasileiro, a camisa venderia que nem água

  • cara como faz a diferença o cuca …. agora quarta e CPDB vamos com tudo pra cima do inter e mata o jogo aki…..

  • Cuca deixou claro que na coletiva que o Palmeiras vai contratar um CA pra reserva do Borja, até pra suprir a saída do AlecExPança.

  • Bela vitória do time. Mas ainda me preocupa a lateral esquerda, os nossos adversários, já cientes, tem explorado muito esse lado e no primeiro tempo por pouco não tomamos gol nas costas do Zé. Mas Cuca é gênio e já deve estar pensando em soluções.

  • A mudança de postura já e nítida. O Cucabol voltou.

    Só mudaria uma coisa: O Willian tem que começar no banco, não se aproximou do ataque pela função de marcar, acho que o Roger Guedes seria uma escolha melhor, além de ser melhor marcador, dá mais velocidade ao time, que já não é tão rápido com Guerra + Borja como era com Moisés + Gabriel Jesus.

    • Gabriel, até entendo a sua colocação, mas o Willian ajudou muito nas roubadas de bola, ou seja, cumpriu bem a sua função tática. Foi mal nas jogadas de ataque e, claro, ele mesmo sabe que tem que melhorar senão perde a posição de titular pro RG, Keno ou MB.

  • Pressionar no começo e sair na frente faz toda a diferença. Assim controlamos o jogo todo e não precisamos ficar torcendo pela bola redentora até o último lance. Incrível a importância da liderança. Bela estreia do Cuca! Vamos rumo ao deca!

  • A volta do cuca e o excelente resultado realmente empolgam a torcida, porém acho que algumas questões devem ser levantadas, como a má atuação do bigode e a abaixo da média (minha opinião) apresentação do felipe melo

  • Que partida. Já demos o caminho das pedras pra todo mundo deitar e rolar em cima do Vasco. Lado esquerdo da defesa deles foi uma mãe hoje.

    Cuca monstro, treinando variações até com o Jean como um meia. Tche2 jogando muito, Guerra muito bom, Dudu monstro, Borja tirando a zica. Que jogo!

  • O adversário foi diferente ,contudo, o resultado foi o mesmo : 4 gols fora o baile de chances perdidas ( compreensível com o jogo ganho ). Déjá vu? Espero que sim.

  • O dedo do técnico:
    1- começa na escalação: wilian pelos lados e borja de cetroavante. Obvio demais para EB.
    2- Na saída de bola, a jogada ensaiada já funciona e o Palmeiras consegue um escanteio
    3- Dudu flutuando solto nos dois lados (e jogando com muito mais vontade)
    4- Tche² se aproximando da área e mudando de posicionamento
    5- Aproximação e tabelas nas laterais do campo
    6- Alterações táticas (fabiano no lugar do willian)

    • Isso “somente” para falar no aspecto tático. É preciso levar em conta também o componente motivacional. A confiança que ele passou para o Borja, por exemplo, com certeza tirou um peso enorme das costas do colombiano hoje…

  • A diferença de ter o Cuca no banco. A partir dos 20 min do 1º tempo, o Vasco começou a controlar o meio-campo e a levar perigo em alguns ataques, o Cuca, com uma simples troca (Tchê Tchê na lateral e Jean no meio), resolveu o problema.

  • Era simples. Um grande elenco precisa de um grande técnico. Parece que o time não tinha esquecido como funcionava o esquema vencedor do Bruxo.

    Estreia com 4 x 0 assim como em 2016. Ótimo presságio!

    O Borja se jogar com confiança vai ser fácil o artilheiro do campeonato.

    E o Vasquinho vai cair de novo, pode escrever.

  • 1 a 0. Apostar em goleada nos últimos jogos deu “zica”. Quem sabe apostando num 1×0 não vem um 4×0 por aí?

  • Urubús, Galo, Gambás e Sardinhas já perderam pontos…
    VAMOS VERDÃO!!!!
    3X0 hoje… espero que com gol de Miguel Borja com a camisa 9 pra deslanchar.

  • Caro Verdazzo, vai rolar o famoso planejamento de pontos do BR2017? Estou ansioso. Em 2016, o planejamento de pontos foi a minha Bíblia. Forte abraço!

  • Acho que vai ser um jogo duro. Veremos alguma mudança de comportamento do time. Meu palpite é 2 x 1. Dudu e Mina.

  • Dai você vê o Cuca montando o time e pensa: “como que um cara tão estudioso como o EB não consegue entender coisas tão simples?”

    Mas enfim, é passado. Cuca nunca devia ter saído, aliás, só estava em licença maternidade emendada com férias. Será realmente 3 a 0 com 2 de Borja e 1 de quem? Dele mesmo! Mina! Para 37850 pagantes!

  • Cuca chegou agora e já percebeu que William e Borja devem jogar juntos. Aleluia!

    Vamos pra cima, Palmeiras!

    2 X 0 William e Borja

  • Hoje é dia de resgatar a moral dos que vinham mal com o EB: 3×0 – gols de Borja, Jean, e Zé Roberto. Partida monstruosa de Dudu e Tche Tche.

  • Vai ser 3 x 0 fácil. Em uma semana, o Cuca já vai conseguir arrumar os meses de bagunça do Eduardo Batista. Só de jogar no 4-2-3-1 já é um baita avanço. 4-1-4-1 é para equipes que almejam ficar só na retranca e contra ataque, tipo os loosers dos gambas, que já estrearam perdendo pontos em casa para um dos times mais fraquinhos do campeonato.

  • Aqui no RJ, TODOS meus amigos vascaínos estão esperando perder de pouco. Nunca tinha visto isso, olha o respeito voltando, rs

  • Confiante e feliz com o nosso Palmeiras.
    Vivi 14 anos dos 17 anos de tabu e vi todo o sucesso do Palmeiras nos anos 90, exceto 98-99 pois servi Missão pela Igreja!

    Avanti Palestra

  • Nasci na Zona Oeste de SP, perto do SEP….
    Hoje moro em Chapecó…
    Estou ansioso para ver o VERDÃO aqui !!!

    Avanti Palestra !!!!!!!!!!!!!!!