1
X
1

Após vencer o primeiro jogo da final da Copa do Brasil por 2 a 0, na Arena Barueri, o Palmeiras foi até o Couto Pereira em busca do bicampeonato. Apesar de carregar uma boa vantagem, o time de Luiz Felipe Scolari ainda era visto como azarão por boa parte da imprensa.

Mesmo com toda a pressão da torcida do Coritiba, o Verdão se saiu bem no jogo, criou as melhores oportunidades e conquistou a taça depois do placar apontar 1 a 1 ao final do jogo.

Tentando implementar o seu jogo desde início, os paranaenses paravam na boa defesa alviverde e só conseguiam levar perigo na jogada área.

Aos 12 minutos, após uma bola viva dentro da área, Juninho chutou colocado, mas Vanderlei fez boa defesa. Sete minutos depois, o Verdão teve sua melhor chance no primeiro tempo: Marcos Assunção cobrou falta; a bola passou por todos e encontrou o pé de Betinho, sozinho, mas o camisa 33 não conseguiu marcar. As boas arrancadas do Palmeiras inibiam o Coritiba, que não criava as oportunidades claras. O primeiro tempo acabou em 0 a 0 – resultado que dava o título ao Verdão.

Na volta do intervalo, o Palmeiras continuava perigoso em sua melhor jogada: a bola parada de Marcos Assunção. Mas foi justamente numa bola parada que os paranaenses conseguiram abrir o placar: aos 17 minutos, o lateral-direito Ayrton cobrou falta e venceu Bruno.

A alegria do adversário, no entanto, durou pouco; três minutos depois, Assunção bateu uma falta lateral em direção à área; a bola encontrou novamente o centroavante Betinho, que desta vez escorou de cabeça e acertou o cantinho de Vanderlei. Um urro gutural da torcida do Palmeiras, posicionada atrás do gol de Bruno, ecoou no Couto Pereira.

O 1 a 1 foi o chamado balde de água fria na equipe e na torcida do Coritiba, que passou a precisar de mais três gols para tirar o título do Palmeiras, já que vigia a regra do gol qualificado. O time da casa saiu do prumo e não conseguiu criar mais nada. O Palmeiras, de Felipão, aproveitou a queda anímica do adversário e controlou o restante da partida.

Doze anos depois, a torcida do Palmeiras comemorava novamente um título nacional: o Palmeiras era bicampeão da Copa do Brasil.




Ficha Técnica

31.382

R$ 1.193.108,00

Sandro Meira Ricci

Coritiba

Vanderlei
Jonas
Ayrton
Pereira
Demerson
Lucas Mendes
Willian Farias
Sérgio Manoel
Lincoln
Rafinha
Éverton Ribeiro
Roberto
Anderson Aquino
Éverton Costa
Marcelo Oliveira
TÉCNICO