1
X
3

Pré-Jogo

Pré-jogo Grêmio x Palmeiras

Na tarde deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o Grêmio, em Porto Alegre, e pode assumir a vice-liderança do campeonato, ficando a apenas seis pontos do líder, que joga na segunda-feira. A perspectiva de um bom resultado num dos jogos mais difíceis da tabela vem do fato do time gaúcho, em virtude da partida pela Libertadores, escalar seu time reserva no confronto.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados: Guerra e Willlian Bigode
“Reciclagem”: Roger Guedes

Pendurados: Fernando Prass, Bruno Henrique, Felipe Melo, Gabriel Furtado, Roger Guedes e Keno

O Verdão fará sua terceira partida sob o comando de Alberto Valentim, que provavelmente escalaria o mesmo time que elegeu desde o jogo em Goiânia, mas como Willian Bigode se lesionou e deve ficar quatro jogos fora, Borja, que desencantou, deve assumir a vaga. As outras novidades ficam no banco, com as voltas de Jailson e Mina, que se lesionaram no dia 9 de agosto, na partida contra o Barcelona, pela Libertadores.

O time que o Verdão deve mandar a campo é Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Bruno Henrique, Tchê Tchê e Moisés; Keno, Borja e Dudu.

Grêmio

O professor Renight, salvo um blefe profissional, vai mandar a campo o time reserva, com os enxertos de Michel e Luan – o primeiro volta de uma artroscopia e estava fora por três semanas. Já Luan voltou de lesão no jogo em Itaquera, quando fez uma partida apagada, sem ritmo.

Os outros nove jogadores são reservas, e terão a seu favor apenas o entrosamento dos coletivos. O time que deve ir a campo é Paulo Víctor; Léo Moura, Rafael Thyere, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira; Cristian e Michel; Everton, Luan e Arroyo; Jael.

Lei do Ex

Os laterais do expressinho do Grêmio já passaram por aqui: Marcelo TV Palmeiras Oliveira e Léo Moura, que ainda era Leonardo. No Verdão, Fernando Prass e Dudu, além de Zé Roberto, no banco, já vestiram a camisa gremista.

Retrospecto

O Grêmio é um freguês VIP do Verdão, mas o juiz é o Margarida. Todo cuidado é pouco, ele adora estragar jogos.

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Grêmio
Grêmio
Arena do Grêmio
Arena do Grêmio
Ricardo Marques Ribeiro
Ricardo Marques Ribeiro
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Parpite

Na quinta funcionou, então não vamos estragar o que vem dando certo: sem parpite.
Não temos que pensar nas rodadas que virão depois, é jogo a jogo. Vencendo esta partida, a distância cai para seis. O rival sabe olhar a tabela e sabe com quem jogará em breve, a pressão para seu jogo de segnda-feira será gigante. Mas tudo isso só tem chance de acontecer se vencermos em Porto Alegre. Por isso, não adianta nada pensar no depois. Foco neste jogo, um de cada vez. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TV GloboGlobo – para SP, SC e PR

PFCPFC e PFCI

Pós-Jogo

Grêmio 1x3 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras venceu o Grêmio em Porto Alegre e chegou a 53 pontos no Brasileirão, assumindo a vice-liderança do campeonato. De quebra, acabou com um tabuzinho de nunca ter vencido no novo estádio gremista. O time soube suportar a pressão inicial, impôs a maior qualidade técnica sobre o time alternativo escalado por Renato Portaluppi, e só precisou de 20 minutos na segunda etapa para construir a vitória. E ainda podemos dizer que o Palmeiras só não goleou porque preferiu poupar energias e não arriscar desnecessariamente uma lesão.

PRIMEIRO TEMPO

O Verdão entrou em campo com apenas uma mudança em relação ao time das duas partidas anteriores, forçada por lesão – Borja saiu jogando no lugar de Willian Bigode. Os reservas do time da casa começaram a partida dispostos a mostrar serviço para o professor Renight e o Palmeiras tinha dificuldades em passar pelas linhas de marcação do Grêmio, que, por sua vez, apostava na velocidade de Arroyo e Everton para furar nossa linha defensiva (que voltou a mostrar alguns defeitos de posicionamento). Aos 7, Arroyo recebeu um lindo passe de Everton e saiu na cara de Fernando Prass, mas demorou para definir e Mayke deu o bote limpo, saindo com a bola numa linda recuperação.

O Verdão chegou pela primeira vez na insistência de Borja, aos 15 minutos: ele recebeu na direita; mesmo cercado, conseguiu proteger a bola e tocou para Bruno Henrique – daí a bola foi a Moisés, que ajeitou para Keno, que bateu colocado, mas a bola desviou em Michel e saiu a escanteio.

Aos poucos nosso meio-campo foi achando o melhor posicionamento e a partir dos 20 minutos o domínio do jogo já era do Verdão. Aos 24, mais uma bela jogada coletiva, Mayke, Tchê Tchê e Keno triangularam e o camisa 27 deu um tapa na bola achando Borja na área; o colombiano brigou, colocou na frente mas ficou sem ângulo, aí jogou pro meio da pequena área, sem que alguém aproveitasse.

O Grêmio chegou a tentar ameaçar em jogadas com Luan e Everton – esta, em erro grosseiro de Egídio – mas nenhuma chegou a levar real perigo ao gol de Fernando Prass.

No final do primeiro tempo, o Palmeiras chegou duas vezes com perigo: na primeira, Keno recebeu limpo dentro da área, ajeitou o corpo e bateu para o gol, mas o chute não saiu com muita força e facilitou para Paulo Victor. Na segunda, Borja recebeu na meia lua, girou o corpo e bateu colocado, visando o ângulo esquerdo de Paulo Victor, mas a bola fez a curva e saiu por pouco – e com o placar em branco terminou o primeiro tempo, mas essas duas jogadas no final deram a letra para o que estava por vir assim que a bola voltasse a rolar.

SEGUNDO TEMPO

Os dois times voltaram sem alterações e ainda buscavam achar o melhor posicionamento, quando Michel errou uma jogada no meio campo; Moisés aproveitou e puxou o contra-ataque, rolando para Dudu; o camisa 7 conduziu e soltou a bomba – a bola bateu em Marcelo Oliveira e tirou Paulo Victor da jogada, morrendo no canto direito. Abrir o placar logo de cara era tudo o que o Verdão poderia querer.

Aos sete, linda tabela entre Keno e Tchê Tchê pela direita; Keno entrou na área e foi derrubado claramente por Kaio, mas o Margarida preferiu não marcar o pênalti. Mas não deu tempo para o time sentir o prejuízo: um minuto depois, contra-ataque rápido pela esquerda, Borja bateu forte, cruzado, do bico da grande área; Paulo Victor deu rebote e Moisés emendou um canudaço, que bateu no travessão e pingou dentro do gol, rente à linha – Keno teve que se esconder atrás da trave para não atrapalhar o chute.

Os dois gols acabaram com o ânimo do Grêmio, e o Verdão deitou, partindo logo para o nocaute. Aos 18, depois de lateral, saiu mais uma triangulação entre Mayke, Tchê Tchê e Keno; Mayke saiu limpo dentro da área e cruzou por baixo para Dudu escorar para dentro e fazer o terceiro e matando a partida.

Valentim mandou Raphael Veiga e Thiago Santos nos lugares de Moisés e Bruno Henrique. O Grêmio já estava mais preocupado com as vaias da torcida do que em tentar reagir. O Verdão compreendeu a situação e apenas se posicionou em campo. O jogo ficou morno e desinteressante.

Deyverson ganhou mais uma chance de jogo aos 30, substituindo Borja. Mas numa bola parada, logo depois, o Grêmio diminuiu o placar, com Michel, após vacilo de Raphael Veiga. O que poderia virar uma reação gremista foi rapidamente esfriado após uma confusão na substituição de Luan, em polêmica boba causada pelo professor Renight. O Verdão agradeceu e tocou a bola até o apito final, trazendo mais três pontos para casa.

FIM DE JOGO

O Palmeiras segue fazendo sua parte e cortou a vantagem para seis pontos, pelo menos até a segunda-feira. Mesmo que o rival vença o difícil jogo que tem fora de casa contra o Botafogo, o Verdão mostrou que está de volta no jogo. Jogando simples, sem nenhuma grande aposta tática, apenas impondo sua superioridade técnica, vai vencendo os adversários e acumulando pontos, enquanto o rival vai perdendo força.

No final da noite da segunda-feira da próxima semana, já invadindo a semana do Derby, se o Palmeiras tiver vencido o Cruzeiro no Allianz Parque, a diferença pode estar na casa de 3 pontos – ou 9, dependendo do que fizer o rival. A pressão está toda em cima deles. Sigamos jogando simples, leves, e impondo a qualidade do elenco – que tanta gente, até entre nossa torcida, critica. O final do ano ainda pode estar nos reservando uma enorme alegria, mas vamos jogo a jogo. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Grêmio

Paulo Victor
Léo Moura
Rafael Thyere
Bruno Rodrigo
Jailson
Marcelo Oliveira
Michel
Kaio
Arroyo
Beto da Silva
Luan
Dionathã
Everton
Jael
Renato Portaluppi
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Não foi exigido durante todo o jogo.
7
Mayke
O melhor em campo, marcando muito bem e subindo com competência, dando a assistência que matou o jogo.
8.5
Edu Dracena
É o líder do time em campo, coordenando todo o setor defensivo e cobrando desempenho e atenção o tempo todo. Vive uma fase exuberante.
7.5
Juninho
Partida tranquila, recuperando-se da má sequência que vinha atravessando.
7
Egídio
Errou mais que acertou, e quase comprometeu. Queria ver o time dando chilique a cada erro dele como ele fez com o Veiga no gol do Grêmio.
5.5
Bruno Henrique
Bem posicionado, teve a chance de subir bem ao ataque com botes precisos.
6.5
Thiago Santos
Entrou numa fase do jogo em que as duas equipes já tinham se desinteressado.
s/n
Tchê Tchê
Subiu mais um degrau no processo de entrosamento com Bruno Henrique.
7
Moisés
Jogou solto e com inteligência, foi premiado com uma bola pedindo "me chuta" e ENCHEEEU O PÉ, fazendo um golaço.
7.5
Raphael Veiga
Jogou pouco, o vacilo no gol do Grêmio foi mais uma infelicidade que um erro.
s/n
Keno
Não foi uma partida no mesmo nível das duas anteriores, mas mesmo assim jogou em alto nível, arrendondando jogadas e bagunçando a defesa do Grêmio.
7.5
Borja
Se esforçou, marcou, saiu da área, teve uma boa participação no segundo gol, mas ficou abaixo do esperado - e desta vez teve cerca de 80 minutos para mostrar jogo.
6
Deyverson
Mal tocou na bola.
s/n
Dudu
Teve sorte no primeiro gol e oportunismo no terceiro; segue jogando simples e eficiente.
8.5
Alberto Valentim
Alberto Valentim
Vai fazendo o simples, armando a defesa com deslocamentos lógicos e armando penetrações ofensivas por baixo, abusando das triangulações. Simples e efetivo.
8





  • Gostei do Dudú ontem.

    Marcou e tocou rápido.

    Idem Borja, que jogou mais próximo da área.

    Tô muito feliz porque ganhamos 2 jogos seguidos e com direito a golaços. São times do Z4, mas fizemos a nossa parte e estamos em 3º!.

    Pensar em ganhar no sul agora e que seja o que Deus quiser.

  • Depois do que vi no domingo e ontem só tenho uma coisa a dizer: AMARRA AS CALÇAS, TIME ESTATAL DE M#$%*!!!!!!!!!

  • Descontados os 20 primeiros minutos do primeiro tempo, fazia muito tempo que não via o Palmeiras ser tão superior. Toques rápidos, envolvendo o adversário. Os gols saíram com naturalidade, sem ser aquela coisa de lance casual, a qual estávamos acostumados a ver com o esquema do CUCA. Acho o CUCA um excelente técnico, mas esse ano os jogadores não compraram a ideia dele. Era nítido que alguns jogadores não estavam jogando o que sabem e podem jogar. O grande problema foi termos um treinador que não soube lidar com essa situação. E pra piorar, vieram as eliminações. Outra coisa que é clara é que estávamos queimando excelentes jogadores por questões de esquema tático. O Keno não pode ser banco de Deyverson. Isso é uma pérola do futebol. Ainda vejo dois problemas crônicos no Palmeiras: ZE e LE. Egídeo e Juninho parecem saídos de filmes de aventura caricata. Ao menos o Valentim tem dados uns bons puxões de orelha em ambos. E que bela notícia o Tche Tche ter voltado a jogar o que sabe.

  • Notícia Excelente para o Palmeiras: Mano Menezes acabou de renovar com o cruzeiro até 2019, frustrando a expectativa da imprensa que queria ver o gambá no palestra.

  • Será que só eu ainda acredito numa possibilidade de título? Espero mais tropeços dos mulambos para chegarmos no clássico com a faca nos dentes.

      • os gambás já estão jogando para não perder achando que isso será suficiente para conseguirem o título.

        • Fato. Eles notaram que não sabem o que fazer quando precisam propor o jogo, então a proposta agora é entregar a bola pro adversário e jogar por uma bola, como no 1 turno. Na pior das hipóteses, pensam, ao menos sairão de campo com o 0 x 0.

          Mas, sinceramente, não penso em título neste momento, ao menos não admito isto, nem para mim mesmo, ao menos enquanto a diferença de pontos esteja tão grande.

          O importante é, pelo menos, manter-se no bolo de cima, a uma distância não-vergonhosa da liderança. Pensando desta maneira, a vaga no G4 estará garantida e o que vier é lucro. Daqui há algumas rodadas, pode ser que eu mude meu discurso, ou não.

    • Pra mim a possibilidade do título só será real se: até o clássico o curintia perder (pra ponte ou botafogo) e o Palmeiras ganhar de grêmio, cruzeiro e o próprio curintia assim a diferença ficaria em 3 pontos.

  • O time já melhorou como um todo, mas parece que perdeu um pouco de eficiência na marcação .
    Deve ser pela mudança do esquema, o que deve se ajustar com mais tempo.
    O Prass tem aparecido muito bem nos últimos jogos ….. tá crescendo quando o time mais precisa,
    Próximo jogo é chave, apesar do Grêmio vir com time reserva, vai ser muito difícil . Um vitória significa motivação maior e mais tranquilidade pra próxima semana de trabalho até o jogo contra o Cruzeiro, quando
    de fato veremos o “dedo” do Valentim.

    • Exatamente. Eu acredito em 1×0 sem sustos e com tudo sob controle contra o Grêmio em Porto Alegre e um 2×1 com uma atuação monstruosa contra o Cruzeiro em casa, onde ambos os times jogarão tudo que sabem. Aí depois é a hora da verdade. Nesse meio tempo, os tranqueiras deverão perder mais um pelo menos.

        • Se chegar com uma diferença de 6, o OCRIM vai querer colocar até o presidente do clube na frente do gol do Cássio. O ideal é chegar a uma diferença na qual eles saibam que precisam dos 3 pontos e tentem jogar futebol.

    • O jogo contra o Cruzeiro será mesmo o grande teste do Valentim, até porque será um jogo de dois times grandes que estão próximos na tabela, com seus jogadores titulares, contra um técnico que, gostem ou não, sabe o que tá fazendo.

  • O Palmeiras venceu o jogo de ontem, e o anterior, contra o CAG, da forma como um time superior tecnicamente deve sempre ganhar de um time inferior. Com calma, impondo a vitória naturalmente. Claro, às vezes o adversário inferior tem uma boa defesa, encaixada, que dificulta muito, mas o resultado tem sempre que ser o mesmo, vitória do melhor time.

    Não olho para, a ainda possível matematicamente, taça ao final do campeonato, por enquanto. Neste momento, só penso jogo a jogo. É vencer o rival gaúcho no domingo e seguir no campeonato.

    Ontem, Borja fez o que sabe, e gosta, de fazer. Finalmente!

    Bora Verdão!!!

    • É isso que sempre digo: o time grande é o Palmeiras, e tem que ganhar de times pequenos, é a ordem natural das coisas. Perdeu? Faz parte. Mas na estatística geral, a vitória deve ser de 9 pra 10, de 8 pra 10. Já contra time grande, o empenho deve ser dobrado, a camisa de ambos pesa.

  • Vou ter que esperar mais uns 3 a 4 jogos com Borja como titular para saber se a continuidade ajuda mas dá pra notar que ele não é aquele jogador de fino trato com a bola. Me parece que ele é aquele que dá a ultima martelada então não adianta mandar correr de um lado pra outro pois na hora da martelada final está sem a energia necessária. Sei lá …. é esperar pra ver.

  • Parece que o Valentim já havia observado as mudanças que deveria fazer no time desde quando o Cuca era o treinador.

    • O Cuca era querido por uns 50% do elenco, o Valentim tem acho que 90% da rapaziada na mão, se não for mais. Taí a diferença.

  • Uma coisa igual entre Ceifador e Borja: são caneludos. Bem caneludos.

    Uma coisa diferente: a força mental. O primeiro sabe que não vai conseguir matar o lançamento, mas sabe que consegue finalizar ou dar um bom passe, mesmo com a canela. Já o segundo fica cabisbaixo só por saber que não vai matar a bola.

    Borja é novo e aparentemente imaturo até para os padrões de sua própria idade. Precisa de gols e estímulos para não se abater. A cobrança e a pressão existentes no Palmeiras são muito intensas. É um lugar que está longe de propiciar o ambiente tolerante e amistoso necessário para o pleno desenvolvimento do rapaz. Vai precisar de sorte.

    • Perfeita colocação. É bem isso. O problema do Borja é motivacional. Ver o elenco todo incentivando e acolhendo o cara n hora do gol dele deve dar uma confiança a mais pra ele.

    • A torcida também tem incentivado, pedindo sua entrada e apoiando. No fundo todos nós sabemos que daqui a pouco o cara deslancha.

  • Deixa o Clark Kent lá! O time tá bem melhor. Toques rápidos e tal. Com mais alguns dias de treinamento dá pra animar legal.

  • Foi um bom jogo, controlamos relativamente bem o adversário, alguns jogadores que há algum tempo não demonstravam bom futebol melhoraram, MAS ainda estamos tomando muitos sustos na zaga.

    Vejam bem, estamos com 3 volantes em campo e nos últimos dois jogos, contra dois times de baixa qualidade técnica eles tiveram chances claríssimas de gol, pelo menos duas cada um, perdendo as chances por pura incompetência, um time com maior qualidade técnica pode nos criar sérios problemas.

    Destaque para o Keno que novamente jogou muito bem (mesmo fazendo algumas escolhas erradas) e para o Tchetche, achei ele muito melhor nesse jogo!

    Borja fez um gol belíssimo, com direito a chapéu no goleiro, espero que lhe dê mais confiança e que consiga uma sequência maior.

    Claramente o time se encaixou melhor com a marcação por zona, espero que consiga manter as boas apresentações e corrija os erros bobos na zaga, o que pode acontecer com a simples escalação do Mina, jogador diferenciado, se ele conseguisse jogar na ZE seria perfeito, pois o Edu não conseguiu mas vem fazendo boas partidas na ZD.

  • Ok, foram só dois jogos com Valentim.

    Mas, mesmo com os erros defensivos, fica claro que o time está mais solto, procurando envolver o adversário – algo que raramente acontecia no esquema anterior.

    Tudo isso apenas por conta da mudança para marcação por zona?

    Parece que os jogadores estão com mais perna na hora de retomar a bola e partir para cima.

    Também não descarto que estavam tão traumatizados com a marcação individual que querem provar que “é melhor” jogar deste jeito.

    • Acredito na motivação da troca de técnico, isso sempre acontece pq todo mundo acha que tem chance no novo time..

      Outra questão é que o auxiliar técnico consegue ter uma afinidade melhor com os jogadores, porque não é ele quem escala, então a princípio todos querem ele, até começar a dizer alguns “nãos”..

      Fim de temporada, a perna já tá pesada, vai ser menos desgastante a marcação por zona, talvez o jogador se sinta mais a vontade..

      Muitas variáveis. hehehe

      Abçs

      • Também é dito há muito tempo que o Cuca não é uma pessoa das mais fáceis de lidar. Ano passado aconteceram discussões de vestiário, que sabemos, é da convivência, mas pode ter ficado alguma mágoa.

        Como disseram, muitas variáveis.

  • Vencer é sempre bom , não importa o adversário , como disse o Conrado fizemos nossa parte , diminuimos a diferença e vamos jogo a jogo , particularmente ainda achio muito dificil , mas como os gambas estão perdendo o gás , quem sabe …mas pra isso precisamos manter o embalo…que alegria ver o Borja marcando…Vai Verdão !!!

  • Mano tá muito parecido com 2009 só que agora pro nosso lado, vamos ganhar no italixão de 1 x 0 e a galinhada vai derrubar o estádio

  • Se o titulo não vier, ao menos o Palmeiras sob o comando do Valentim poderá salvar os 35 milhões pagos no Borja. Está bem claro que o problema com o colombiano não é de insuficiência técnica, mas de cabeça mesmo.

    O desempenho do Palmeiras, nestes dois últimos jogos, nos mostra que realmente havia um grande problema de desgaste no elenco com o Cuca e sua comissão. E as brigas com o Felipe Melo realmente provocaram um racha no plantel. Se o Cuca continuasse, o nosso prejuízo poderia ser maior, pois queimaríamos o Borja. O Palmeiras não pode permitir que se repita o mesmo que aconteceu recentemente com a saída do Barrios, que em um trimestre fez no Grêmio o que não fez no Palmeiras em todo o tempo que aqui esteve. Cuca fecharia sua passagem no Palmeiras queimando dois centroavantes e nos deixando uma tranqueira de herança (Deyverson). O Rueda tá de olho no Borja, doido para levá-lo ao Flamengo, que pode perder Guerrero em 2018. Ia ser péssimo ver o Borja arrebentando no Flamengo. A verdade é que o Cuca não sabe armar bons esquemas com centroavantes, ponto.

    Então, vamos brigar pelo título e torcer para o Borja deslanchar.

    • Eu tenho uma teoria sobre o Borja, ele é o Obina colombiano!!!! Ruim, caneludo, mas que marca muito gol só que está numa fase péssima onde tudo da errado, juntando isso, pode ver, a bola bate na canela e sobra pro adversário, chute vai no estacionamento, ou seja, se ele não recuperar a confiança e melhorar a sorte, vai continuar mal.

      Quanto ao Barrios, olha quantos gols ele tem no Brasileirão 2017 e depois comenta aqui vê se tu sente falta dele mesmo!!! O ponto é q no Palmeiras tudo é diferente, no Grêmio ele tem tempo, não tem pressão, aqui é diferente, não adianta!

    • Tiago, você vai me desculpar mas discordo do que você comentou em relação ao Borja. Pelo que ele apresentou nos jogos, é nítida a falta de qualidade técnica no trato com a bola e em saber jogar sem a bola.

      Quanto a ele ser um goleador, é outra coisa, pois um goleador não precisa necessariamente tratar bem a bola, basta ter precisão nos arremates. Veja o Oséas por exemplo, um grosso que passou pelo Palmeiras e fez os dois gols mais importantes do clube em 98 e 99.

      Outro detalhe que eu queria comentar é esse apego que temos aos atletas que custaram caro.

      Não é porque ele custou caro que deve jogar ou ser titular, e sim pelo que ele apresenta nos treinos e nos jogos…

    • A questão do Prass é a idade mesmo. Ele oscilou nessa temporada, isso é fato. Dificilmente ele vai conseguir atuar em alto nível por toda uma temporada. A diretoria acertou em renovar por uma temporada e cogitar novas renovações de acordo com o desempenho dele. A tendência é a queda de ritmo e o Weverton é um goleiro promissor, campeão olímpico e fazendo milagre com aquela defesa horrível do Atlético Paranaense. Tá apalavrado com o Palmeiras, dizem os caras da Fox Sports

      • Eu não investiria em um goleiro neste momento. Temos Jaílson, Silvestre e Fuzato que podem muito bem ser preparados a médio prazo.

        • No jogo anterior do furacão este goleiro tomou um gol sem angulo.

          Foi difícil de entender, parece que a bola furou a barriga do camarada.

        • Eu não investiria em goleiro. Prass deve jogar mais uns 2 ou 3 anos e Jailson mais uns 3 ou 4. Quem estiver melhor é titular e o reserva está a altura. Vinicius Silvestre foi bem quando teve oportunidade e o Fuzato é goleiro das seleções de base, foi até convidado pra treinar junto da seleção olímpica mesmo sem fazer parte do grupo.

          A meu ver, só se justifica ir atrás de outro nome se existe alguma dúvida com relação a recuperação de Jailson.

      • Weverton não…pela mor…levou uma sorte danada de conquistar a medalha de ouro pq pegou um penalti contra a Alemanha, eu acho ele muito fraco! Melhor manter o Prass e o Jailson e dar ritmo para o Silvestre e o Fuzato.

  • Achei um jogo razoável do Palmeiras, a defesa preocupa muito…a última linha está muito alta e tivemos algumas bolas que, se os atacantes da Ponte não fossem tão ruins, a coisa poderia ser mais complicada.
    Tomara que seja só um tempo de adaptação.

    • defesa leia-se LADO ESQUERDO … principalmente o juninho… o egidio tambem deixa a desejar.. mas com o valentim que era lateral, parece que ele esta tentando ter mais disciplina tatica… mas o juninho… meu… preocupou ontem… acho o luan mais ligado… atento… juninho parece meio distraido as vezes

        • A boa notícia é que ele está voltando e a ruim é q ele já vai embora, provavelmente na metade de 2018. Pra substituir o colombiano vai ser muito difícil.

      • Na verdade, a defesa está vulnerável pelos dois lados. O Maike também não inspira confiança na marcação, mas acho que ele pode evoluir. O lado esquerdo realmente é pior, o Egídio não tem remédio. Temos que buscar um lateral esquerdo urgente e mais um zagueiro.

  • Algo precisa ser dito aqui… explica muito 2017… esse ano complicou pra nós ao meu ver em um momento específico… aquele maldito jogo do paulistinha em que o assassino estourou o joelho do Moises… toda a decadencia tecnica do time passou por ali… imaginem com Moises em campo, que estava voando e mantendo o ritmo de jogo o quanto nao teria sido mais fácil… some-se a isso a saida e o retorno do cuca que jamais voltou… pra mim sao aqueles fatores que só acontecem com o Palmeiras…

    Entao vamos relativizar esse ano aqui, caso as coisas terminem como estao… pois como disse o Conrado em outro post… seremos o TIME DE TODOS OS ANOS…. vai vir muita coisa boa ainda… mas pra isso precisa o GALLINHOTE sair fora… antes de colapsar a rota de sucesso iniciada por Paulo Nobre…

    Agora, vendo esses 2 ultimos jogos nao posso deixar de pensar nas coisas que so acontecem com o Palmeiras (infelizmente negativas) e imaginar que o “destino” nos deve uma tambem… 2009/2017… tantos outros anos… chegou a nossa hora de dar sorte! de dar certo!!!

    Afinal se um certo gamba corrupto, por pura e simples falta de opção e dinheiro efetivou o interino que a midia galgou a posto de “novo deus tite da terra”… e deu sorte ate aqui… esta na hora da sorte mudar de lado e de cores…

    A ESPERANÇA É VERDE

    Vamos Palmeiras! Avanti Palestra….

  • Quanto ao nosso título, tirei a calculadora do porão e fiz alguns cálculos.

    Acho que a altura do sarrafo para a conquista diminui um pouco neste exato momento. Pelo meus cálculos, o campeão fará entre 73 a 75 pontos.

    Dito isto, acredito que nós possamos ser campeões com 8 vitórias e uma derrota ou 7 vitórias e dois empates.

    Este cálculo funcionará para a situação de nós pelo menos conseguirmos o empate em Itaquera.

    Pela minha simulação, os Gambás conseguirão fazer entre 13 e 14 pontos até o final.

    Façam seus cálculos, divirtam-se…

  • Minhas considerações parecem ser um pouco diferente de todo mundo aqui, mas vamos lá:
    Concordo que mudamos o jeito de jogar do Cuca para o Valentim, antes era ligação direta para um jogo mais com bola no chão, antes era marcação individual agora parece que estamos jogando por zona, mas vamos ser bem sinceros, era a Ponte e o Atlético GO!!!!
    Ainda vejo os mesmo erros que tínhamos com o Cuca, Egídio tomou umas 5 bolas nas costas, Mayke tomou 2, Juninho se precipitou 2 vezes, já imaginaram se esses erros são contra os Gambás, jogo de 6 pontos?
    Então acho legal esse otimismo mas com esse erros que já completaram aniversário e ninguém dá jeito vejo impossível outra coisa que não seja Libertadores.

    • Era a Ponte e o CAG…

      Dois dos times que não importa a fase sempre ADORAM atrapalhar nossa vida, a Ponte tem mais vitórias que nós no confronto direto no Allianz, nas últimas 10 partidas deve ter maioria esmagadora. Passar o trator, sem tomar conhecimento, encima desses timinhos que não jogam nada, mas sempre nos complicam, pra mim é ótimo sinal

      • nas ultimas 10 partidas eram 5 vitorias deles / 3 do Palmeiras / 2 empates… agora (pra 11 jg) ficou: 5 Pon / 4 PAL / 2 empates

        • Valew, eu fiquei com preguiça de pesquisar!!

          Acho engraçado esses coments “A era ‘só’ a Ponte e o CAG” ai esquecem que “era ‘só’ a Chape e o Vasco, e não ganhamos, era ‘só’ o Baea e não ganhamos…

          • eu escutei os numeros na transmissao ontem kkkk … só atualizei agora…

            alias… dificil aguentar aquele willian gamba comentando jogo nosso hein?!… Viu a manobra que ele fez pra falar que o GOL DO PALMEIRAS foi irregular… porque o gandula nao rolou a bola (atraves / fantasma) da placa de publicidade (!)… a dupla que transmitiu SportxSantos seria muito mais bem vinda nos nossos jogos… dificil… so mandam os piores nas nossas transmissoes

      • A questão não é o time, mas sim o momento que o time está!!! Os dois na zona de rebaixamento, com atacantes a mais de 11 jogos sem marcar esse é o ponto!!! Quer ver, se as chances de gol que a Ponte teve fosse na semifinal do Paulistão, o Lucca teria marcado, mas como a confiança está baixa, tudo está dando errado para eles, a derrota era vista. Agora times com mais peso e principalmente com um pouco mais de sorte, teríamos tido um revés novamente, vide o Bahia!!!

        • Como eu falei, “independente da fase, SEMPRE gostam de nos complicar” e leia meu comentário abaixo sobre “times na zona” perdemos pra Chape, empatamos com Vasco, tomamos ‘baile’ dos bambis no 1o turno…

    • Concordo em relação às suas preocupações defensivas. Realmente o time estava mal posicionado no início da partida.

      Quanto ao Egídio, acho um excelente jogador com a bola no pé. Carrega a bola com qualidade, sabe driblar, tem bom passe, tem boa velocidade, enfim, tem boas qualidades técnicas ofensivas.

      Mas defensivamente é uma lástima, não tem noção de espaço dentro do campo, não ganha divididas que deveria ganhar se aplicasse a força necessária para ganhá-las, é facilmente driblado, pois a maioria das vezes dá o bote no momento errado.

      Acho que se ele mudasse de posição, onde não precisasse tanto da parte defensiva, seria um melhor jogador…

      • Excelente é MUITO exagero amigo Will, kkkk

        Até porque apesar da técnica, ele é muito Burro e tem uma tendência quase incorrigível de optar QUASE sempre pela pior opção de jogada. Várias vezes quando é pra passar pra esquerda, ele tenta tocar na direita e perde a bola, quando é pra cruzar, ele tenta o drible e perde a bola, quando é pra se livrar da bola, ele tenta sair jogando e… perde a bola;

        …e QUASE Sempre gera contra-ataques perigosos com a defesa desalinhada graças a essas opções impensadas!!!

        • Concordo que excelente é uma exagero, mas essa desgraça de Egídio tem que ter alguma qualidade, ninguém ganha o título de melhor lateral esquerdo do brasileiro (do ano q o Cruzeiro foi campeão) atoa!!

          • Sim, qualidade ele tem… mas é cabeça de vento. Quando ele não tenta inventar e faz o feijão com arroz, é bastante útil até… mas defensivamente ainda deixa ‘aquela’ avenida…

          • A minha grande indagação com respeito ao Aedes é justamente essa. Como consegue o sujeito ganhar o prêmio de melhor lateral em uma temporada, e hj não estar nem entre os 5 melhores?

        • Ele erra sim, Rafael, ofensivamente, mas como todo jogador.

          Apesar destes erros cometidos, consigo ver qualidades nele com o trato com a bola…

      • Eu tenho essa mesma impressão do Egidio: é bom jogador, mas não pode ser lateral. Talvez se saísse melhor num time que jogue com 3 zagueiros.

  • Fazia tempo que nao via uma discussao aqui tao otimista! Muito dahora ver a galera acreditando! Vai dar certo e vamos levar esse caneco histórico!!!

  • Toques rápidos, entrosamento, dribles, lançamentos, como pode em duas partidas um time mudar completamente seu estilo de jogo? Parabéns Valentim, o elenco parece estar contigo nessa promoção!

    3 vitórias seguidas e volto com esse papo de título, antes disso apenas Libertadores!

  • Estamos jogando, enfim, com a bola no chão. Era inadmissível que com a qualidade de jogadores que nós temos ficassemos naquela toada de rifar a bola. Outra coisa que me parece bom mencionar, o Valentim vai bem nas alterações, ontem foi um jogo bom para colocar Arouca e FM, dar ritmo a caras que no estilo de jogo que ele está propondo, poderão nos ajudar! Vamos acreditar. Avanti!

  • Tchê Tchê jogou muito, ele e o Bruno Henrique estão muito bem juntos. Moisés um pouco abaixo deles.

    Egídio acertou até cruzamento ontem.

  • Ainda tem coisas para consertar, mas ontem foi tranquilo assistir ao jogo. Troca de passes, tabelas, triangulações, menos chutões e bumba meu boi. Do jeito que o Borja entrou ontem, eu estava com a certeza de que ele ia guardar o dele. Com a volta do Mina, a tendência é melhorar ainda mais. Valentim estudou, se preparou, estagiou na Itália. Esqueçam essa história de Mano e efetivem o Valentim. Chega dos mesmos de sempre.

  • Parece que esta claro que os jogadores estão abraçando o A.Valentim, deixa esse tal de Mano pra lá. até o bom futebol do TTche parece que ta voltando. o Egydio parece que tbem melhorou. falta o Moises, mas com o brilho do Keno, tudo vai dando certo.mais duas rodadas e podemos comemorar, estamos sim lutando pelo bi, o jogo no lixao vai ser pra deixar claro que o time deles era uma enganação

  • Enquanto isso, lá pelos 15 do 2º tempo, a transmissão ainda falava do lateral cobrado com rapidez que resultou no gol do Keno.

  • Bom diaaaaaa Galera.
    Pra mim só tem que encaixar a zaga que tomou uns 4 sustos cara a cara de frete e pelas diagonais, e bora lá jogo a jogo, dá para sonhar pois os caras estão com medo…hoje um frentista falou só faltava perder esse titulo, dá para ganhar do Gremio que vai estar focado na libertadores e acredito que eles não ganhem do botafogo no rio, é chegar no confronto na casa deles e jogar como uma final, eles estão entrando em parafuso.

  • Confrades, deem uma olhada na projeção de pontos que foi feita aqui no verdazzo em agosto. Pelas contas do Conrado estaríamos a 11 pontos de distância nesta rodada, estamos a 9. Agora vem a 2ª fase onde a gente corta a diferença! =D

    Vamos Palmeiras!

  • O time está começando a encaixar, resolvendo o lado esquerdo, melhorarando a saída de bola ( volta do Mina) e sendo mais contundente no ataque este time vai voar!!!

  • Os primeiros 20 minutos achei o posiconamento defensivo um tanto equivocado. A Ponte criou algumas oportunidades que poderiam ser convertidas.

    Após o gol, o time se equilibrou e jogou com mais seguramça. Uma boa atuação.

    Bom, agora é ganhar do dente de leite do Grêmio, assumir a segunda colocação e jogar a “final” em nosso salão de featas…

  • Só foi tirar aquela inhaca do Ruimdeyverson que o Verdão voltar a ganhar. Valentim que nem tem muito tempo pra treinar já fez mais que o Cuca qdo teve uns 10 dias pra treinar o time. Agora dá pra ver como que o problema era o técnico com seus queredinho do que o elenco todo.
    Bom, os gambá só precisa de 2 deslize, pq no confronte direto to contando com a vitória do Verdão. Nem tá tão difícil assim, mas vamos jogo a jogo.
    Próximos 3 confrontos valem o título. Grêmio, Cruzeiro e Gambás. Se ganhar esses jogos acho que o time embala até o fim e é campeão.

    • O problema do Cuca é que os jogadores tem que se adaptar ao que ele quer e não ele se adaptar ao elenco que ele tem. Aquela história de fazer uma limonada com um limão não é a praia do Cuca.

  • Espero que efetivem o Valentim, estou gostando do jeito dele como técnico e torcendo muito para que o Mano acerte com o Cruzeiro e elimine qualquer chance de vir pra cá.

  • Muito bom jogo. Estamos no caminho certo. A Confiança e leveza estão começando a voltar…

    Agora aquela ‘linha de impedimento’ do 1o tempo estava me dando gastrite. Ainda bem que no intervalo corrigiram. Que não se repita…

  • Concordo com o Amigo Claudinei, por incrível que pareça a nota do Egídio foi bem injusta. Foi muito bem hoje.

  • Está difícil, mas não vou me empolgar até o confronto direto.
    Provavelmente será o jogo que vai decidir o nosso campeonato.

  • Uma bela partida, com um belo resultado. Sem sonhos, vamos jogo a jogo e quem sabe não possamos conseguir nosso Deca

  • O Palmeiras de Alberto Valentim prioriza uma marcação mais setorizada e a bola no chão ao invés de esticadas de bola para casquinhas. A percepção sobre as características individuais dos jogadores também favorecem. Dentre todas a que mais ficou evidente desde o jogo contra o Atlético GO é o posicionamento do Borja. Ao invés de trazer o 9 para longe da área para recompor linhas, fazer pivo e brigar por bolas perdidas, ele posiciona o colombiano onde ele realmente é perigoso, ou seja, na linha da zaga, se posicionando para receber a bola em projeção e com explosão finalizar em 1 ou 2 toques.
    Bruno Henrique também ganhou confiança e vai recuperando o futebol que mostrou em 2015.

    Maldade dizer que o Borja jogou a bola na Praça Charle Muller. Fica parecendo que o cara isolou a bola 50 metros por sobre o gol. Chapou certinho e a bola passou raspando o travessão.

    • Concordo. A bola veio pingando, e ele bateu com a direção e força necessária pra fazer o gol… Porém, alta demais.

      • Mas os atacantes da Macaca entrando pelo miolo da zaga me preocupou bastante…. Espero que o AV arrume esse questão ,pois times traiçoeiros como os gambás não vão perder chances como as de hoje

    • A unica coisa preocupante foi o posicionamento da ultima linha da nossa defesa. Alta demais, a cada bola esticada era um Deus nos acuda.

  • Jogando sem pressão o time tende a acertar, até o Borja fez gol!

    já liguei o “Agora Vai!/Empolgou” Mode. kkkkkkk

    • Putz a gente gosta de sofrer mesmo.. mas é inevitável não pensar…..Espero que os gambás tremam na base até o final do campeonato

      • Tenho convicção que os Gambás vão entregar, só resta saber se será para nós. Olhando em perspectiva só vejo o Palmeiras em evolução.

        • Eles já estão tremendo. Já já a gente encosta (ia falar ‘algum time’, mas nem o Grêmio e muito menos o NPS< querem chegar) nos caras e aí eles sentem a pressão de vez.

          • O empate do Prantos foi bom para o Palmeiras e para o GAM. Se eles diminuissem a diferença pra 7 pontos, o galinheiro ia ficar em polvorosa… Mas 9 pontos, eles ainda acham que estão folgados na frente. A pressão não é ainda tão grande pra cima deles. Mas imagino essa diferença de 7 pontos chegando na próxima rodada. Palmeiras e Prantos tendem a ganhar seus jogos, e eles empatam com o Botafogo no RJ… aí vai ser pena voando pra todo lado de preocupação no galinheiro.

  • Estou feliz pela vitória e pelos pontos positivos apresentados nestes dois jogos, mas continuo na pegada do jogo-a-jogo.

  • Tchê tchê jogou muita bola hoje, Egídio foi bem, pra mim o melhor em campo foi Dracena, da segurança na defesa apesar da PP ter tido algumas chances. Avanti palestra que o Deca vem.

  • estamos com 50 pts e o gamba com 59, se tivéssemos ganhado da chape e do atlético pr no Allianz estaríamos agora com 56, a 3 pts deles, tendo um confronto direto ainda, vacilamos de mais

    • Agora já foi… Mas eles deixaram as vaciladas deles para o final do campeonato. Enquanto a matemática permitir estamos no páreo. Fora o confronto direto.

    • Eu também sempre me lamento por esses tropeços bobos, coisa que ano passado não acontecia. Pode realmente ter comprometido um bicampeonato. Mas o fato é que corrigimos a rota e deu gosto de assistir esse dois últimos jogos. Enquanto os gambás tão nessa de “futebol de resultado”.

  • Só quero mais um bom jogo do Keno pra ter certeza que ele não dará uma de Egídio, que em 2015 deu três assistências contra os bambis, seguidas de um gol no jogo contra o Avaí.

  • Esse gol do Borja cairia bem tbm se fosse contra a travecaiada do morumbi. Só para manter a tradição!

  • Esse gol do Borja lembrou muito aquele que ele fez contra os gambás, na vitória que nos deu a liderança do campeonato

  • Assisti meio picado o jogo, mas o único time que vi jogar foi o Palmeiras. A ponte não viu a cor da bola. Que bom o Borja desencantando. Espero que, aos poucos, comece a queimar a lingua de todos nós. Vitória sem sofrer, jogando bem. Dudu melhorou muito também. Que a gente faça uma campanha espetacular e o Valentim agarre essa chance! Chega de medalhões egocêntricos e vamos dar chance pra quem queira trabalhar, sem vícios!

  • Me arrepiei com o gol do Borja, como me arrepio ouvindo um bom e velho rock’n’roll que há muito não ouvia.

    • Bah…torço muito pra esse cara desandar a fazer os gols que fez em 2016. Estamos a um bom tempo sem um 9 de respeito, a Diretoria se esforçou tanto pra trazer, a torcida fez tanta festa…
      Para mim é evidente que o Valentim enxergou que o Borja rende jogando encima da linha do último zagueiro e se projetando para receber esta bola na frente e explodir fisicamente para finalizar.
      O Cuca pedia para ele sair muito da área, voltar no meio para fazer pivo, disputar bolas… respeitando as devidas proporções seria o mesmo que pedir ao Romário. Jamais daria certo.

  • Ano passado só passei a crer no título no jogo da chape. Trauma de 2009. Mas esse ano se o time entrar com seriedade, jogando bem e pra cima além de uma bela vitória vou começar acreditar desde já que é possível sim. Vamos PALMEIRAS!!!!!

  • Palmeiras 1 x 0 Ponte. Gol contra do zagueiro numa bola recuada que o Aranha vai falhar. Importante agora são os 3 pontos. Avanti.

  • Sem sonho, vamos jogo a jogo, porém sabendo que é possível. Não podemos dar brechas para ponte, vamos contudo para ganhar, convencer, embalar e dar moral ao Valentim. Também não vou palpitar, até porque qualquer placar que seja a vitória é válido

  • Pés no chão se ganhar os próximos jogos de 1 a 0 tá otimo não quero ver a galinhada campeã com aquele time medíocre

  • Não vou me iludir, de novo, espero uma vitória e só..

    Como um alcoólatra controlarei meu vício Palmeiras um dia de cada vez!

    Vamos ganhar porcoooooo!!

    (PS.: a vontade de cornetar a escalação é imensa, mas vou ficar quieto, vou “deixar o cara trabalhar”!)

  • O problema do Palmeiras este ano foi mais emocional do que outra coisa…perdemos todos os jogos importantes deste ano entre as copas e o Brasileirão (o jogo em casa contra o Santos foi inaceitável).
    Hoje ganharemos fácil…quero ver contra Grêmio e Gambás fora de casa…eu gostaria, mas não consigo confiar neste time.

  • Nao consigo deixar de pensar em uns 3 ou 4 jogos que simplesmente perdemos ou empatamos por simples desleixo. Poderíamos neste jogo estar com a oportunidade de aumentar a lideranca ao invés de correr atrás do SCCP. Porém, como na realidade nao tem SE, pelo menos o cuca foi embora e estamos arrumando a casa.

    • Umi, não adianta ficar lamentando o que passou. É aprender com os erros e olhar pra frente. O SE vale para todos, inclusive pra nossas vitórias. E SE não tivéssemos vencido este ou aquele jogo? Sacou? Já pensei muito nos pontos perdidos neste campeonato, nas eliminações nos demais, mas não adianta em nada.

  • O importante é ganhar hoje, ganhar do Grêmio e dos gambás, e torcer pra mais tropeço deles. Ai sim acho q dá pra calcular as chances. Sem essas 3 vitórias seguidas não crio expectativas nenhuma.

    • Isso, o discurso tem que ser esse. As esperanças tem que ficar escondidinhas e só aflorarem se de fato chegarmos, em determinada rodada, com chances de assumir a liderança.

  • Eu acho que, depois de tantos “vai-não-vai”, é hora de abandonar de vez, ao menos em nossos discursos, inclusive de diretores, comissão técnica e jogadores, as pretensões de título. É focar jogo a jogo e pronto.

    Pra um colega meu que torce pros gambás, eu costumo dizer que nossa briga é apenas pra manter a distância e não deixarmos o campeão, seja ele quem for, terminar o ano com mais do que 10 pontos a nossa frente. Ou seja, ter um final de campeonato decente.

    Neste momento, só olho para o jogo de hoje, e o Verdão precisa e vai vencer a Ponte Preta. Bora Verdão!!!

  • Dando uma olhada no Almanque do Verdazzo, o Palmeiras leva uma vantagem absurda contra esse time lazarento jogando no Pacaembu, porque no Allianz o retrospecto tá feio pro Palmeiras.

  • Mo barato!!! o resultado de ontem foi ruim e bom ao mesmo tempo. Ruim pq os malocas não perderam, mas bom pq so fizeram um ponto e o gremio ficou onde estava, podendo nós agora tomarmos o lugar deles; acho que hoje ganhamos bem e a chance de realmente saber se os jogadores estão com o Valentim, vamos ver como vão encarar o jogo. To apostando em muita vontade e determinação.

    • Eu estou esperando, faz tempo, ver o Palmeiras meter uma sapatada convincente em algum adversário. Quem sabe hoje….

    • Só passamos o Grêmio se fizermos 8 na ponte! hahahah

      Temos o segundo melhor ataque, mas só a sexta melhor defesa, aí nosso saldo não ajuda.

  • Joga toalha, pega toalha, chuta o balde, pega o balde novamente…kkkk….que ano é esse? Simuladores e calculadoras a postos!

  • Estou confiante que hoje é o dia da virada. A partir de hoje todas as rodadas serão nossas até o final e o título é iminente.
    Confiante? Só um pouco.

    P.S.: Tenho mais receio que o Prantos possa terminar na nossa frente do que os gambás. Portanto, torço por um tropeço do NPS< hoje em Hellcife tb.

    • Qualquer um que termine na frente dos gambás tá valendo. Por mim pode até o fluminense entrar com recurso no STJD e passar eles. O que não pode é um time que coloca atacante caneludo pra formar linha de 5 na frente do goleiro, ser campeão brasileiro.

      • É o que eu penso tb…. até o Prantos pode ganhar esse campeonato. Não me importo. Só não quero que seja esse lixo. Esse é o pior anti-futebol praticado por um clube que pensa em ser campeão brasileiro em toda a história do futebol brasileiro.

        Ano passado, os jornaleiros rotularam pejorativamente o estilo de jogo do Palmeiras de Cucabol. Imagino que se adotasse algo próximo desse esquema de jogo dos GAM, os jornaleiros de plantão pediam intervenção militar pra parar o campeonato. Mas como é o GAM, é bonito e eficiente.

    • a conta ta facil, eles precisam de pelo menos 13 pontos dos 27 que ainda vão disputar, ou seja, 50%, com o futebol que estão jogando hj acho dificil. e nós precisamos de 25 dos 30 (80%), seremos campeôes, no nr de vitorias, ganhando hoje a confiança aumenta e quem sabe conseguimos

      • Pelas minhas contas, sem clubismo nenhum (kkkkkkk), não fazem mais que 12 pontos, chegando a 71.

        O Palmeiras, se continuar nessa pegada e pela sequencia que tem, acredito que pode fazer 23, chegando a 73 e dependendo de uma vitória no último jogo em Curitiba.

        Então, ainda dá.

  • O adversário de hoje está jogando mal e vem fragilizado por desfalques.

    Sabem o que isso significa? Nada.

    Mas temos que ganhar essa porra.

  • Ganharemos da Ponte e do dente de leite do Grêmio.

    Depois é só terminar o serviço no nosso salão de festas.

    4 x 1 hoje, Dudu, William, Keno e Edu Dracena. Para 27361 torcedores.

    Vamos Palmeiras…

  • Boa Conrado, os GAM já estão de olho no retrovisor, serão três vitórias seguidas! Vamos chegar na arena Lava Jato voando !

  • Além disso, Botafogo tropeçou ontem, de modo que uma vitória nos dará um conforto razoável para a classificação direta à Libertadores do ano que vem. É a chance de o Valentim mostrar que a mudança de vontade e eficiência do time na partida passada não foi “coisa de um jogo só” e colocar uma pulga atrás da orelha da diretoria, e de o Keno mostrar que não é só um rostinho bonito (hahaha…) nesse ataque. Atropela, Verdão!

  • Sem palpite aqui também. Mas sinto que hoje as porcarias vão dormir já se borrando vendo a gente encostar. Vai dar ruim pra eles. RUMO AO DECA! AVANTI PALESTRA.

  • Hoje temos que não apenas vencer, mas vencer bem. Poxa, estamos jogando contra a Ponte do EB, no Pacaembu, com o time quase completo e sem aquela inhaca do Cuca. É partida pra nos afirmarmos como postulantes a incomodadores do líder, que só tá lá em cima por causa da desgraça de cagada de primeiro turno que fez, senão taria brigando pra entrar na sul-americana!