1
X
1

Num jogo morno, o Palmeiras empatou por 1 a 1 como São Bernardo, no ABC, em jogo válido pela segunda rodada do campeonato estadual.

Jogando com o time reserva, o Verdão tropeçou em seus próprios erros, mas também no bom encaixe do time da casa, que mostrou mais qualidades que o esperado, conseguindo se defender bem e impedir os avanços do Palmeiras.

O time, assim, cumpriu a penúltima etapa de preparação para o Mundial de Clubes. Diante do calendário apertado, a opção cautelosa da comissão técnica por poupar os principais jogadores mostrou-se acertada.

Ficha Técnica

Crônica do jogo

Depois de um bom começo, o Verdão chegou à grande chance de abrir o placar num pênalti sofrido por Wesley que Rafael Navarro desperdiçou. Tocando bem a bola e envolvendo a defesa adversária, principalmente em jogadas pelas pontas, o Palmeiras chegava sem maiores problemas e teve tudo para abrir o placar, mas o jovem centroavante do Palmeiras falhou em seus nervos, ao inventar de duelar com o goleiro adversário na penalidade.

O erro custou caro a todo o time. O São Bernardo tirou do lance uma coragem até então não vista, e souberam tirar proveito atacando nosso lado esquerdo. Jorge e Renan não conseguiram fechar o setor, e depois de desperdiçar duas chances claras de gol, o time da casa abriu o placar na terceira, após Renan não ir com toda a firmeza possível para o lance.

Chutando pouco de fora, o Palmeiras dependia demais do entrosamento de Navarro com os pontas, algo que claramente ainda não foi atingido. Gabriel Menino fez mais uma partida discreta e o time passou a depender das iniciativas de Atuesta, que também ainda não está tão encaixado com o plano tático, até o fim do primeiro tempo. Apenas Veron conseguiu ameaçar o gol de Alex Alves, em jogada individual.

Gabriel Menino foi sacado no intervalo e Abel apostou no colombiano mais avançado para melhorar a dinâmica ofensiva, mandando Patrick de Paula a campo. O camisa 5 mostrou muita falta de ritmo e esteve longe de suas melhores atuações.

Mesmo assim, diante da postura típica do time pequeno que está a frente no placar no segundo tempo, o Palmeiras dominou as ações ofensivas até chegar ao empate, em novo pênalti, desta vez convertido por Wesley – Rafael Navarro, depois de algum tempo abalado, conseguiu se soltar mais e descolou a penalidade com muita luta.

Com Jailson na zaga após a entrada de Deyverson, o Palmeiras jogou numa espécie de 4-2-4. Rafael Navarro mostrou uma das possibilidades de aproveitá-lo, jogando mais recuado, encostando nos meio-campistas. Mas faltou encaixe e nem as entradas de Piquerez e Gustavo Scarpa foram suficientes para que o time chegasse à virada.

No final, o empate não ficou de todo ruim. O Verdão cumpriu o calendário imposto sem sobrecarregar os titulares, que ainda terão mais uma partida, contra o Água Santa, para seguir na evolução tática e física. E ninguém se machucou.

Não há como focar nesta disputa, ao menos neste momento. O campeonato estadual, há anos, mostra-se uma competição menor, e a visão europeia da comissão técnica acaba prevalecendo na cabeça dos jogadores. Toda a atenção, obviamente, está na disputa do Mundial.

E todos estão mais do que certos. Rumo a Abu Dhabi, VAMOS PALMEIRAS!

Escalação

São Bernardo

Alex Alves
Gabriel Inocêncio
Lucas Ferron
Joílson
Matheus Salustiano
Igor Fernandes
Pará
Ítalo
Rodrigo Souza
Léo Gomes
Paulinho Moccelin
João Carlos
Matheus Davó
Silvinho
Vitinho
Márcio Zanardi
TÉCNICO


Primeiro tempo

6'
Palmeiras

Depois de jogada de Atuesta com Jorge pela esquerda, a bola ficou viva na área e a defesa afastou; Gabriel Menino pegou o rebote na entrada da área e disparou, à direita de Alex Alves.

13'
Palmeiras

Wesley recebeu de Atuesta pela esquerda, fez jogada de ponteiro, tirou do marcador mas, em vez de cruzar, preferiu chutar para o gol; com pouco ângulo, mandou na rede pelo lado de fora.

19'
Palmeiras

Wesley roubou a bola de Gabriel Inocêncio na saída de bola, entrou na área e sofreu falta do adversário – o árbitro marcou o pênalti. Rafael Navarro cobrou no canto direito depois de duelar com o goleiro – e perdeu.

28'
São Bernardo

Jorge e Renan foram na mesma bola, que passou; Paulinho Moccelin entrou livre na área e rolou para a esquerda, para a chegada de Igor Fernandes, que engatilhou para fuzilar Lomba, quando Renan, em grande recuperação, fez a trava.

31'
Palmeiras

Mayke esticou para Veron, que fez a jogada individual e rolou para a chegada de Atuesta, que enquadrou o corpo e bateu de chapa, para fora. O desenho da jogada foi idêntico ao do gol de Veiga no Uruguai.

34'
São Bernardo

Gabriel Inocêncio desceu livre e rolou na área; Silvinho fez o pivô e Igor Fernandes chegou para o arremate, mas foi travado por Murilo.

35'
São Bernardo

Gol do São Bernardo – Davó foi lançado em velocidade; Renan tomou a frente mas cochilou – o atacante do time da casa ganhou a jogada, rolou para Silvinho que tocou para o gol. Teve uma mão de Davó nas costas de Renan, discutível.

38'
Palmeiras

Gabriel Veron recebeu passe longo, dominou no bico da área e trouxe para dentro; passou por quatro adversários e bateu de canhota – Alex Alves voou no ângulo e mandou a escanteio.

48'

Douglas Marques das Flores terminou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Entrou Patrick de Paula no lugar de Gabriel Menino.

9'
Palmeiras

Jorge lançou Wesley em profundidade; a bola saiu quase meio metro mas a jogada seguiu; Atuesta quase marcou, e só depois da conclusão da jogada é que o auxiliar marcou a saída de bola.

15'
Palmeiras

Rafael Navarro brigou na área no meio de três adversários, Salustiano afastou parcialmente e Patrick de Paula pegou o rebote e chutou de canhota – a bola saiu a um palmo do rodapé esquerdo de Alex Alves.

16'

Deyverson entrou no lugar de Renan. Jailson foi pra zaga.

19'
Palmeiras

Rafael Navarro brigou na área com dois adversários e sofreu pênalti, confirmado apenas depois de consulta ao VAR. Wesley bateu no canto direito, forte – como se deve – e empatou o jogo.

24'

Gabriel Veron deu lugar a Breno Lopes.

30'
São Bernardo

Pará bateu escanteio pela direita; Lomba tirou da área e Silvinho pegou o rebote da meia-lua e bateu rápido; a bola saiu pertinho da trave esquerda, com muito perigo.

50'

Depois de uma pressão discreta do Palmeiras, o árbitro encerrou o jogo.



Notas


Jogador
Descrição
Nota
Marcelo Lomba
Ficou vendido no gol; no mais, partida sem muito trabalho.
6
Mayke
Atingiu uma maturidade tática notável; muito equilíbrio nas funções ofensivas e defensivas.
7
Murilo
Aparentou mais tranquilidade do que nas primeiras partidas.
6.5
Renan
Afobado, errou vários botes e foi um dos elos fracos da defesa, apesar de ter feito um grande bloqueio corrigindo um erro dele mesmo no primeiro tempo.
4
Deyverson
Estava bem comportado. E só.
6
Jorge
Muito longe do lateral utilíssimo que vimos atuando pelos rivais em temporadas passadas.
4.5
Piquerez
Arredondou o setor, mas não conseguiu fazer o time render ofensivamente pelo flanco.
6
Jailson
Dos novatos, é o que está aproveitando melhor o estadual para mostrar suas armas. Muito forte na defesa e com toque de bola correto.
7
Atuesta
Como joga de cabeça erguida, enxergando o jogo, parece ser questão de tempo para que dê o encaixe definitivo. Parece ter qualidade técnica para isso.
6.5
Gabriel Veron
Contra um adversário retraído, sentiu falta de espaço. Mesmo assim, deu um jeito de criá-los em algumas jogadas, e foi um dos mais perigosos de nosso ataque.
6.5
Breno Lopes
Discretíssimo, não fez o tradicional gol nos acréscimos desta vez.
5.5
Gabriel Menino
Não cometeu erros, mas estava apático, abaixo dos companheiros. Voltou algumas casas aos olhos do professor.
5
Patrick de Paula
Claramente sem ritmo, errando o tempo de bola. Mesmo assim, quase acertou um gol de rebote da meia-lua.
5.5
Wesley
O mais perigoso do ataque, sofreu um pênalti, converteu outro e não deu sossego à defesa do São Bernardo.
7.5
Gustavo Scarpa
Entrou muito aberto pela esquerda e não conseguiu ajudar muito Atuesta por dentro - e o colombiano estava sentindo falta de um apoio.
6
Rafael Navarro
O erro no pênalti o abalou; demorou para entrar de volta no jogo. Em compensação, mostrou polivalência tática, o que conta pontos. Selou a recuperação ao conquistar o segundo pênalti.
5
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Administrou o elenco. Mas podia ter feito melhor com o time escolhido para esta tarde.
6.5