Palmeiras iguala feito de Boca Juniors com o bicampeonato seguido da Libertadores

Comemorações do Palmeiras pela conquista da Copa Libertadores 2021.
Cesar Greco

Recordista entre os brasileiros em gols, jogos e vitórias na Libertadores, Palmeiras alcançou o único quesito que lhe ainda faltava liderar: o de títulos

Assim como em janeiro deste ano, a América novamente é Verde! No último sábado, pela decisão da Libertadores, o Palmeiras venceu o Flamengo por 2 a 1, na prorrogação, e levantou a taça do maior torneio continental pela segunda vez consecutiva (e a terceira da sua História).

Com isso, o Verdão atingiu um feito que não era alcançado desde o início do século XXI. A última vez que a Libertadores teve o mesmo time campeão por duas temporadas seguidas foi com o Boca Juniors, de Carlos Bianchi, em 2000 e 2001.

Além disso, entre os clubes brasileiros, essa marca não acontecia desde as temporadas 1992 e 1993, com o SPFC de Telê Santa, técnico que é uma das referências para Abel Ferreira.

Tradição: Palmeiras se consolida como o maior brasileiro na Libertadores

Com o tricampeonato, o Palmeiras se junta a Grêmio, Santos e SPFC entre os times brasileiros com mais conquistas de Libertadores e, assim, alcança o único recorde que lhe faltava dentro da competição, entre as equipes do Brasil.

Tendo disputado o maior torneio do continente por 21 vezes (e já garantido na edição de 2022), o Palmeiras, em comparação a outros clubes do país, é o recordista absoluto em praticamente todos os índices:

  • Maior número de jogos na competição: 210;
  • Maior número de participações: 22 (já computando com 2022);
  • Maior número de finais disputadas: 6 (empatado com o SPFC);
  • Mais vitórias conquistadas: 117;
  • Mais gols feitos: 392;
  • Mais gols feitos como mandante: 233;
  • Mais gols como visitante: 156;
  • Mais vitórias como mandante: 71;
  • Mais vitórias como visitante: 44;
  • Recorde de invencibilidade como visitante: 15 jogos.
  • Primeiro clube brasileiro a ter vencido em seis países diferentes em uma mesma edição de Libertadores (em 2018).
  • Que dia Maravilhoso !!! Esse plantel bi-campeão da libertadores, já esta eternizado.
    Nota 10 para todos, mas para mim, o Maike, é 10 ainda maisculo, o que jogou foi impressionante.