Patrick de Paula e João Martins são absolvidos pelo STJD; Abel tem a denúncia retirada

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Atlético-MG, durante partida válida pela décima sexta rodada do Brasileirão 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Diante da decisão, Patrick, João e Abel estão aptos a irem a Chapecó

Em sessão virtual realizada na manhã desta quarta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou o técnico Abel Ferreira, o assistente João Martins e o meio-campista Patrick de Paula por terem sido expulsos no jogo contra o Atlético-MG, disputado no Mineirão no dia 14 de agosto.

Os três foram indiciados no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e poderiam pegar pena de 1 a 6 jogos de suspensão. Entretanto, por unanimidade, foram absolvidos.

No caso do comandante Abel Ferreira, o Procurador Daniel Guerreiro Bonfim retirou a denúncia por entender que a súmula do juiz Bruno Arleu não apresentou o motivo da expulsão. Apesar de julgado, João foi absolvido através da mesma justificativa.

Já em relação a Patrick de Paula, os auditores entenderam que “o atleta não fez nem falta, já que se trata de um lance ocasional e que ele realmente escorregou. Isso está chancelado no parecer da ouvidoria da Comissão de Arbitragem da CBF que aponta esse equívoco da equipe de arbitragem na expulsão do atleta”.

Absolvidos, Abel, João e Patrick estão aptos a irem a Chapecó

Patrick de Paula em jogo do Palmeiras, contra o Atlético-MG, durante partida válida pela décima sexta rodada do Brasileirão 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Com a decisão, Patrick está liberado para atuar contra a Chapecoense. Sem Zé Rafael, suspenso, o camisa 5 deve ser o titular no meio-campo. Abel Ferreira e João Martins também poderão exercer suas funções à beira do gramado.

O duelo contra a equipe catarinense, válido pela 21ª rodada do Brasileirão, acontecerá no próximo sábado, às 17h, na Arena Condá.