Abel Ferreira aponta erros incomuns do Palmeiras após derrota para Fluminense

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Fluminense, durante partida válida pela trigésima segunda rodada do Brasileirão 2021, no Maracanã.
Cesar Greco

Questionado sobre a lateral-direita, Abel despistou e afirmou que já fez a escolha do substituto de Marcos Rocha

O Palmeiras visitou o Fluminense na noite deste domingo e perdeu a partida por 2 a 1, de virada. Após sair na frente com um golaço de Dudu, no primeiro tempo, a equipe levou dois gols de Yago Felipe na etapa final e viu a sequência de seis vitórias consecutivas acabar.

Ao final da partida, em entrevista coletiva, o técnico Abel Ferreira fez uma análise do jogo palmeirense e lamentou a queda da equipe no segundo tempo.

“Fomos superiores no primeiro tempo, mostramos caráter, personalidade e poderíamos ter ido para o intervalo ganhando por mais. Faltou um pouco mais de calma no último terço. No segundo tempo houve outro jogo. O adversário foi melhor, mostrou estar melhor fisicamente e apresentamos erros táticos e técnicos que não são normais. Não fomos fortes no meio-campo. Tivemos muitas transições, ainda não analisamos porque pecamos nessas jogadas, se foi falta de calma ou foi a situação do gramado”, discursou.

“Enquanto tivemos pernas e cabeça, mantivemos o foco, fomos organizados. Quando o jogo passou dos 70 minutos, ficou muito notório [a dificuldade física e a queda da parte mental]. O calendário tem sido uma loucura. Os jogadores e nem o treinador são de ferro. Cometemos erros de passe, posicionamento, que não são normais na nossa equipe. O adversário esteve melhor na parte física e eles tiveram um dia a mais para descansar, mas é mérito deles que fizeram um bom segundo tempo”, acrescentou.

O treinador revelou também que havia escolhido um jogador específico para marcar de perto o meio-campista Yago Felipe.

“Houve um jogador que entrou com uma missão específica, que era com bola jogar entre as linhas e atacar a profundidade e sem bola marcar, parar, não deixar o Yago jogar. Estamos aqui para crescer, aprender. Temos jogadores jovens e experientes, e quando temos jovens que pensam muito em jogar com bola, pra frente, há uma coisa que é a disciplina tática. Errei também. Confesso que pensei muito se colocaria o Veron ou o Patrick [de Paula], optei pelo Veron e infelizmente as coisas não aconteceram do jeito que queríamos”, revelou.

Abel despista sobre escolha por Mayke ou Gabriel Menino

Além do jogo, o comandante foi questionado também sobre Mayke e Gabriel Menino, que são opções para a final da Libertadores contra o Flamengo, já que Marcos Rocha está suspenso. Para o duelo contra o Fluminense, Abel começou o duelo com Mayke e colocou Menino no intervalo.

“Estou fazendo minhas experiências, colocando um jogador ou outro, mas na minha cabeça está muito claro o que tem de fazer. Dia 27 todos irão descobrir”, declarou.

O Palmeiras tentará a reabilitação na próxima quarta-feira, quando enfrentará o SPFC, no Allianz Parque, às 20h30.