Titular na finalíssima, Mayke superou as desconfianças e foi decisivo para o título

Mayke do Palmeiras em disputa com Bruno Henrique do Flamengo, durante partida final da Libertadores 2021, no Estádio Centenário, em Montevideo.
Cesar Greco

Responsável por dar a assistência para o primeiro gol do Palmeiras, Mayke revelou que quase não dormiu antes da final

Desde o confronto diante do Atlético-MG na semifinal da Libertadores, quando Marcos Rocha levou o terceiro cartão amarelo e ficou suspenso para a decisão, a vaga na lateral-direita para o confronto diante do Flamengo era a principal dúvida na escalação palmeirense, entre os torcedores.

Com Mayke e Gabriel Menino disponíveis, o técnico Abel Ferreira revelou em entrevista coletiva após o título que fez a escolha por Mayke no lugar de Rocha depois do jogo frente ao Fluminense, que ocorreu no último dia 14.

No Palmeiras desde 2017, o camisa 12 conviveu com altos e baixos no Verdão. Na campanha do decacampeonato Brasileiro, em 2018, foi o titular de Felipão e chegou a ser eleito o melhor lateral-direito daquela competição. Entretanto, nos anos seguintes, caiu de produção e virou reserva.

“Eu acredito muito em mim e os companheiros também, além do treinador e da diretoria. Isso é o que importa. Sempre que eu entrar em campo, vou dar o meu máximo para dar alegrias aos torcedores. Sei do tamanho do Palmeiras e a pressão externa, mas não deixo isso me afetar. É trabalho”, disse o jogador à ESPN Brasil ao término da final da Libertadores.

Apesar da desconfiança da torcida, Mayke teve ótima performance contra os rubro-negros e foi decisivo para a conquista do título ao dar o passe para Raphael Veiga fazer o primeiro gol do Verdão, logo no início da partida. Além disso, o jogador obteve números consistentes: 8 duelos ganhos (tanto pelo alto quanto pelo chão) de 13 disputados; 4 desarmes e 4 interceptações; e 80% de acerto nos lançamentos.

“Falei com o Abel que quando ele precisasse de mim eu estaria sempre à disposição. Sempre faço o meu melhor. Graças a Deus hoje não foi diferente. Trabalhei muito. Fizemos uma excelente partida dentro do que o professor pediu. Agora é comemorar porque merecemos. É muito difícil estar aqui onde a gente está. É muito difícil ganhar uma Libertadores, imagina duas”, falou.

Mayke revela que quase não dormiu antes da final

No final de setembro, o lateral passou por uma artroscopia no joelho direito e só retornou à equipe no último dia 10. O jogo contra o Flamengo foi apenas o seu quarto após se recuperar da lesão.

Mayke do Palmeiras em disputa com Michael do Flamengo, durante partida final da Libertadores 2021, no Estádio Centenário, em Montevideo.
Cesar Greco

“Vim de uma lesão complicada. Eu estava sentindo muitas dores no joelho e os doutores vieram com essa sugestão [de fazer a cirurgia], mas estava perto da final. Eu acreditei neles, temos um staff muito competente. Todos me ajudaram muito e é graças a eles que estive dentro de campo. Confesso que fiquei muito nervoso, quase não dormi direito. Mas o nosso grupo é sensacional”, contou.

“O Abel me deu a oportunidade, poderia até ser o Gabriel Menino, mas eu pude aproveitar. Fui poupado de alguns jogos para não ter uma possível lesão muscular e graças a Deus deu tudo certo”, finalizou.

Abel Ferreira aponta erros incomuns do Palmeiras após derrota para Fluminense

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Fluminense, durante partida válida pela trigésima segunda rodada do Brasileirão 2021, no Maracanã.
Cesar Greco

Questionado sobre a lateral-direita, Abel despistou e afirmou que já fez a escolha do substituto de Marcos Rocha

O Palmeiras visitou o Fluminense na noite deste domingo e perdeu a partida por 2 a 1, de virada. Após sair na frente com um golaço de Dudu, no primeiro tempo, a equipe levou dois gols de Yago Felipe na etapa final e viu a sequência de seis vitórias consecutivas acabar.

Ao final da partida, em entrevista coletiva, o técnico Abel Ferreira fez uma análise do jogo palmeirense e lamentou a queda da equipe no segundo tempo.

“Fomos superiores no primeiro tempo, mostramos caráter, personalidade e poderíamos ter ido para o intervalo ganhando por mais. Faltou um pouco mais de calma no último terço. No segundo tempo houve outro jogo. O adversário foi melhor, mostrou estar melhor fisicamente e apresentamos erros táticos e técnicos que não são normais. Não fomos fortes no meio-campo. Tivemos muitas transições, ainda não analisamos porque pecamos nessas jogadas, se foi falta de calma ou foi a situação do gramado”, discursou.

“Enquanto tivemos pernas e cabeça, mantivemos o foco, fomos organizados. Quando o jogo passou dos 70 minutos, ficou muito notório [a dificuldade física e a queda da parte mental]. O calendário tem sido uma loucura. Os jogadores e nem o treinador são de ferro. Cometemos erros de passe, posicionamento, que não são normais na nossa equipe. O adversário esteve melhor na parte física e eles tiveram um dia a mais para descansar, mas é mérito deles que fizeram um bom segundo tempo”, acrescentou.

O treinador revelou também que havia escolhido um jogador específico para marcar de perto o meio-campista Yago Felipe.

“Houve um jogador que entrou com uma missão específica, que era com bola jogar entre as linhas e atacar a profundidade e sem bola marcar, parar, não deixar o Yago jogar. Estamos aqui para crescer, aprender. Temos jogadores jovens e experientes, e quando temos jovens que pensam muito em jogar com bola, pra frente, há uma coisa que é a disciplina tática. Errei também. Confesso que pensei muito se colocaria o Veron ou o Patrick [de Paula], optei pelo Veron e infelizmente as coisas não aconteceram do jeito que queríamos”, revelou.

Abel despista sobre escolha por Mayke ou Gabriel Menino

Além do jogo, o comandante foi questionado também sobre Mayke e Gabriel Menino, que são opções para a final da Libertadores contra o Flamengo, já que Marcos Rocha está suspenso. Para o duelo contra o Fluminense, Abel começou o duelo com Mayke e colocou Menino no intervalo.

“Estou fazendo minhas experiências, colocando um jogador ou outro, mas na minha cabeça está muito claro o que tem de fazer. Dia 27 todos irão descobrir”, declarou.

O Palmeiras tentará a reabilitação na próxima quarta-feira, quando enfrentará o SPFC, no Allianz Parque, às 20h30.

Mayke volta a atuar depois de 3 meses e abre disputa pela lateral-direita para a final da Libertadores

Mayke durante treino do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Mayke passou por uma artroscopia no joelho no final de setembro e não disputava uma partida desde agosto

O Palmeiras goleou o Atlético Goianiense na noite de ontem, por 4 a 0 (Raphael Veiga, Rony, Gustavo Scarpa e Breno Lopes foram às redes) e manteve a sequência vitoriosa dentro do Campeonato Brasileiro nos últimos jogos – são seis triunfos seguidos.

Com o resultado da partida definido antes da metade do segundo tempo (Scarpa anotou o terceiro aos 18 minutos), o técnico Abel Ferreira pôde fazer algumas mudanças para descansar os titulares, como as saídas de Veiga, Luan e Rony, e também teve a possibilidade de dar rodagem a Mayke, que não atuava há mais de três meses.

A última vez que o camisa 12 havia entrado em campo foi em 7 de agosto, na derrota por 3 a 2 para o Fortaleza, no Allianz Parque. Depois disso, permaneceu como opção e, no final de setembro, passou por uma cirurgia no joelho direito.

Com a volta de Mayke, que jogou por 24 minutos contra o Dragão, Abel Ferreira tem mais uma opção para a lateral-direita, visando o confronto diante do Flamengo, pela decisão da Copa Libertadores, já que Marcos Rocha, dono da posição, está suspenso. O outro atleta que pode atuar nesta função em Montevidéu é Gabriel Menino, que para muitos palmeirenses seria o substituto imediato.

O camisa 25, no entanto, também ficou um período parado devido a uma lesão no tornozelo e, desde que se recuperou, não foi mais utilizado.

Mayke ou Gabriel Menino? Abel tem 16 dias e 4 jogos para definir

Abel Ferreira durante treino do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Com o Campeonato Brasileiro praticamente definido, o foco do Palmeiras se volta todo para a decisão da Libertadores, que acontecerá no próximo dia 27. Diante disso, o técnico Abel Ferreira tem 16 dias e quatro jogos para definir quem será o escalado no lugar de Marcos Rocha.

“Temos duas opções para o lado direito [Mayke e Gabriel Menino] e vamos ver qual será a melhor opção. Espero que o Mayke fique bem para sabermos qual estará disponível. Ou talvez outro. Depende das ideias do treinador”, chegou a dizer Abel Ferreira após o triunfo diante do Santos.

Caso não opte por Mayke ou Menino, Abel pode recorrer a alguns atletas que já atuaram improvisados no setor, como Gustavo Gómez (com Felipão, em 2018), Kuscevic, Luan ou até mesmo alterando o esquema atual e colocando Breno Lopes, que jogou assim no Campeonato Paulista, ou Rony, que fez a função no duelo diante do Bahia.

Palmeiras realiza treino técnico e posicional

Abel Ferreira conversa com o elenco do Palmeiras durante treino, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Após o treino, Mayke conversou com a TV Palmeiras/FAM, elogiou os profissionais do clube e diz estar 100%

O Palmeiras realizou na manhã desta sexta-feira, na Academia de Futebol, o penúltimo treino antes de enfrentar o Santos no domingo, às 16h, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O foco da comissão técnica foi trabalhar o posicionamento dos jogadores. Dispostos em áreas específicas, os atletas aperfeiçoaram transições, inversões, simulações de jogo, entre outros fundamentos de jogo.

Na sequência, com o grupo separado em três times (camisas verdes, coletes vermelhos e coletes laranjas), foi colocado em prática um exercício técnico com as dimensões do campo reduzidas – nesta atividade, os jogadores podiam dar poucos toques na bola.

Ainda em processo de transição física, o lateral-esquerdo Jorge não foi a campo e apenas cumpriu o cronograma na parte interna do Centro de Excelência, sendo supervisionado pelo Núcleo de Saúde e Performance.

Mayke conversou com a TV Palmeiras/FAM após o treino e elogiou os profissionais do clube

Mayke durante treino do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Recuperado de uma cirurgia no joelho direito, que o afastou dos gramados por um mês, Mayke foi personagem da TV Palmeiras/FAM após as atividades e destacou a importância do trabalho feito pelos profissionais do clube.

“Vinha sentindo dores e inchaços no joelho e em alguns momentos ficava sem muita força para apoiar a perna direita, então decidimos fazer a artroscopia e melhorou 100%. A recuperação foi muito boa e estou muito bem para voltar e ajudar a equipe dentro de campo”, afirmou o camisa 12.

Neste sábado, o elenco fará a última sessão de treinamentos antes do confronto frente ao Santos.

Mayke treina e Palmeiras se reapresenta na Academia de Futebol

Mayke durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Com Mayke de volta, único jogador lesionado no Palmeiras é Jorge

Os jogadores do Palmeiras se reapresentaram na tarde desta terça-feira, após terem recebido folga na segunda-feira, e iniciaram a preparação para o confronto diante do Santos, que acontecerá no próximo domingo, na Vila Belmiro, às 16h.

A novidade do dia ficou por conta da presença de Mayke, que trabalhou sem restrições de todas as atividades propostas pela comissão técnica. O lateral se recuperou de uma artroscopia no joelho direito.

No campo, Mayke e os companheiros participaram de um treinamento técnico em campo reduzido, no qual era permitido poucos toques na bola – os goleiros só estiveram junto dos outros atletas na segunda atividade.

Como de costume, os titulares da partida contra o Grêmio foram liberados mais cedo, por conta do desgaste físico. Ao final do treino, Raphael Veiga conversou com a TV Palmeiras/FAM e celebrou o seu momento, além de destacar a importância pelos três pontos conquistados diante da equipe gaúcha.

“O Abel, desde que chegou, me deu muita confiança e me deu uma sequência. Ele me perguntou também onde eu gostava mais de jogar e todo atleta gosta de se sentir valorizado e importante dentro do grupo. Foi assim que me senti quando ele chegou. E a vitória contra o Grêmio foi importante. O Grêmio, embora esteja em uma fase não muito boa atualmente, é muito difícil de jogar contra e temos de valorizar este resultado”, disse o meia.

Com Mayke de volta, Jorge torna-se o único desfalque por lesão do Palmeiras

Jorge durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

O retorno de Mayke aos gramados significa que apenas Jorge se encontra lesionado no momento. Depois de engatar uma breve sequência, o lateral-esquerdo teve uma lesão no músculo da coxa esquerda um dia antes do Verdão enfrentar o Internacional.

Nesta terça-feira, o camisa 6 deu prosseguimento ao cronograma de recuperação ao lado dos profissionais do Núcleo de Saúde e Performance.

Amanhã, o treino está previsto para iniciar às 10h. Com 52 pontos, o Palmeiras é o atual segundo colocado do Brasileirão.