Com trauma no tornozelo esquerdo, Danilo não participa do treinamento

Raphael Veiga durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Sem a presença do camisa 28, Abel Ferreira e seus auxiliares comandaram treinamentos técnicos

Titular do meio de campo nos últimos jogos, Danilo é dúvida para o jogo do Palmeiras contra a Chapecoense, que acontecerá no sábado. Isto porque o camisa 28 sofreu um trauma no tornozelo esquerdo no duelo diante do Flamengo, domingo passado.

No treinamento desta quinta-feira, o atleta não foi a campo e permaneceu apenas na parte interna do Centro de Excelência sob a supervisão do Núcleo de Saúde e Performance – o volante não treinou em nenhum dia da semana.

Caso não viaje para Chapecó, Danilo será o segundo desfalque do Verdão para a partida, já que seu companheiro de meio-campo, Zé Rafael, está suspenso. Como opções para o setor, Abel Ferreira tem Gabriel Menino, Patrick de Paula, Danilo Barbosa, Matheus Fernandes e Felipe Melo.

No campo, a comissão técnica comandou o treinamento com atividades técnicas

Sem a presença de Danilo, a comissão técnica comandou atividades técnicas. O elenco trabalhou triangulações e cruzamentos, além de aprimorar finalizações em diferentes posições do campo.

Em seguida, divididos em dois times de 13 e com as dimensões do campo reduzidas, os jogadores realizaram movimentações que simulavam situações de jogo. Para finalizar, alguns atletas treinaram cobranças de faltas e batidas de pênaltis.

Recuperado, o lateral-esquerdo Jorge participou normalmente de todas as ações, assim como nas demais atividades desta semana.

Amanhã, às 10h, a equipe faz o último treinamento na Academia de Futebol antes de viajar a Chapecó.

Palmeiras adquire mais 20% dos direitos econômicos de Danilo

Danilo e Raphael Veiga durante treino do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Consolidado na equipe titular, Danilo completou um ano no profissional, na última segunda-feira

O Palmeiras aumentou sua participação nos direitos econômicos do meio-campista Danilo. O clube, que havia comprado em definitivo o jogador no final do ano passado, adquiriu mais 20% e agora é detentor de 80% dos direitos do atleta.

O contrato do camisa 28 é válido até 2025 e a multa rescisória para tirá-lo do clube é de 100 milhões de euros (cerca de R$ 610 milhões).

Titular na final da Libertadores contra o Santos e responsável direto pela construção da jogada que resultou no gol de Breno Lopes, Danilo é uma das principais peças do esquema montado por Abel Ferreira. Nos últimos 16 jogos da equipe, foi a campo em 15 e ajudou o time a avançar de fase na atual edição da Libertadores.

Danilo completou um ano no profissional na última segunda-feira

Na última segunda-feira, dia 6, Danilo comemorou um ano da sua partida de estreia no time profissional, quando o Verdão, ainda comandado por Vanderlei Luxemburgo, venceu Red Bull Bragantino por 2 a 1 em Bragança Paulista.

“[Fico] muito feliz por ter feito um ótimo treino, encantado o treinador na época. Fui para meu primeiro jogo contra o Inter, mas não entrei. Contra o Red Bull, pude fazer minha estreia. Muito feliz por cada minuto, cada segundo que eu tive. Depois disso, foi só felicidade, para mim e para minha família. Tive a convocação para a Seleção Sub-20, meus pais ficaram muito felizes, depois a Libertadores, a Copa do Brasil, e tudo que venho vivendo até hoje. Só agradecer a Deus e continuar trabalhando para evoluir”, afirmou.

Neste primeiro ano completo na equipe profissional, o meio-campista disputou 70 partidas, marcou quatro gols e conquistou dois títulos: Libertadores e Copa do Brasil.

Consolidado como titular, Danilo completa um ano no profissional

Danilo e Matheus Fernandes durante treino do Palmeiras no Allianz Parque
Cesar Greco

Aos 20 anos, Danilo formou uma dupla de sucesso com Zé Rafael

Peça importante no Palmeiras de Abel Ferreira, o volante Danilo realizava sua estreia na equipe profissional há um ano, quando o Verdão, ainda comandado por Vanderlei Luxemburgo, venceu Red Bull Bragantino por 2 a 1, em Bragança Paulista.

Último da trinca de meio-campistas que emergiram das categorias de base (Patrick de Paula e Gabriel Menino foram integrados ao profissional em janeiro) para o time principal, o camisa 28 entrou aos 35 minutos do segundo tempo daquela partida substituindo Patrick de Paula. Mesmo com pouco mais de 20 minutos em campo, o desempenho de Danilo impressionou o treinador à época, e dias depois foi integrado em definitivo ao elenco.

“Teve um treino aqui na Academia com jogadores que não vinham sendo muito aproveitados e o Danilo participou. A comissão técnica, na época do Vanderlei, colocou os olhos nele de cara, e no segundo tempo ele treinou entre os profissionais. Depois, já foi relacionado para o jogo, estreou contra o Bragantino e foi muito bem. Não voltou mais para o Sub-20 e foi conquistando espaço e títulos na equipe de cima”, disse Gilmey Aymberê, técnico interino do Sub-20, ao site oficial do clube.

Depois daquela partida em Bragança, o volante disputou outros 69 jogos, foi às redes quatro vezes, conquistou dois títulos (Libertadores e Copa do Brasil) e consolidou-se como um dos nomes de confiança de Abel Ferreira.

Em entrevista coletiva após o duelo contra o SPFC no Morumbi, no jogo de ida das quartas-de-final da Libertadores, o português elogiou o futebol do prata-da-casa e fez um apelo público para que ele não fosse vendido. “O Danilo tem melhorado muito, focado nas tarefas, ouve muito… O que eu quero mesmo é que ele não saia e que fique conosco. Fique aí para a nossa diretoria (risos)”.

Jogando ao lado de Zé RafaelDanilo consolidou seus números

Titular na final da Libertadores e responsável direto pela construção da jogada que resultou no gol de Breno Lopes, Danilo sofreu com algumas lesões musculares no início da temporada 2021. O jogador voltou de sua última lesão, na partida contra o Bahia pela sétima rodada do Brasileirão, e desde então engrenou uma boa sequência de jogos – dos 16 duelos que o Palmeiras disputou, foi a campo 15 vezes (sendo 14 como titular).

Nesse período, atuou ao lado de Zé Rafael e o entrosamento com o camisa 8 funcionou. Foi com essa dupla de volantes que o Palmeiras alcançou a marca de nove vitórias consecutivas e, por algumas rodadas, a liderança do Campeonato Brasileiro.

“Começamos a ter sequência de jogos de novo. Não temos entrosamento só dentro de campo, temos a resenha fora também. Eu conheço as características dele, e ele as minhas. A gente tenta saber a hora de atacar, para não subir os dois e ficar um buraco no meio. Quando ele vai, me grita, quando eu vou, sempre falo com ele. Facilita bastante pela comunicação”, contou Danilo recentemente.

Na atual temporada, Danilo fez 34 jogos, anotou três gols e distribuiu três assistências. Além disso, conta com outros números positivos na parte defensiva e ofensiva: são 43 desarmes, 19 interceptações certas, 18 lançamentos e 19 passes para finalização.

Aos 20 anos, Danilo tem contrato com o Palmeiras até 2025.