Campeonato Paulista 1988

Campeonato Paulista 1988

O Campeonato Paulista de 1988 foi disputado por 20 clubes, dividido em dois grupos de 10, para efeito de classificação. A disputa teve problemas na esfera judicial, porque Ponte Preta e Bandeirante, rebaixados no ano anterior, julgaram ter encontrado uma brecha no regulamento que os permitiria jogar a primeira divisão. Os dois times chegaram a jogar alguns jogos, mas a Justiça os removeu do campeonato e esses jogos acabaram sem efeito.

Ao final da fase de classificação, os quatro melhores de cada grupo foram reordenados em dois quadrangulares semifinais, cujos vencedores disputaram as finais.

Com uma campanha típica dos anos 80, cheia de tropeços bobos, o Palmeiras não empolgava. Rubens Minelli caiu após a nona rodada, assumindo em seu lugar Ênio Andrade. O Verdão reagiu e ficou em quarto lugar em seu grupo. A classificação foi até tranquila, com boa margem sobre o quinto colocado.

A classificação final dividiu os clubes de maneira inusitada: um dos quadrangulares contou com os quatro grandes, e o outro tinha quatro times do interior. O Palmeiras foi mal nos clássicos e chegou à última rodada em julho sem chances de se classificar. O SPFC precisava nos vencer no Morumbi para avançar às finais, mas o Verdão venceu com um gol de Gerson Caçapa aos 44 do segundo tempo e eliminou o inimigo, para alegria da torcida do SCCP, que gritou "Palmeiras, Palmeiras" no Pacaembu enquanto seu time derrotava o Santos e passava às finais.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores