Libertadores da América 2005

A Copa Libertadores da América de 2005 reuniu 38 clubes, que depois da fase preliminar foram reduzidos a 32 clubes em oito grupos de quatro, classificando-se os dois melhores de cada para a chave final. O Palmeiras precisou jogar a chave preliminar e passou pelo Tacuary-PAR, após empatar o jogo de ida em 2 a 2 e vencer em casa por 2 a 0.

Na fase de grupos, o Palmeiras enfrentou o Santo André, o Cerro Porteño-PAR e o Deportivo Táchira-VEN. Depois de perder cinco pontos nos confrontos contr o time do ABC, o Palmeiras poderia ter tido problemas. Mas o Santo André também perdeu seus pontos ao ser derrotado nos dois jogos no exterior, o que deu ao Palmeiras a chance de se classificar com um empate em casa contra o Cerro na última rodada.

O adversário nas oitavas foi o SPFC. Na partida de ida, apenas 18 mil palmeirenses apoiaram o time que acabou perdendo por 1 a 0, num chute de fora de Cicinho que ele poderia tentar de novo cem vezes que não acertaria igual.

No jogo da volta, o Palmeiras surpreendeu, endurecendo demais o jogo. Washington Dumbo teve uma chance de ouro dentro da área aos 25 do segundo tempo, frente a frente com Rogério, mas bateu nas mãos do goleiro.

O castigo veio aos 35, com Diego Tardelli chutando a bola na mão de Corrêa, que estava caído, e Sálvio Spínola colocou na cal. O pênalti foi convertido, o Palmeiras se lançou todo à frente e ainda cabou tomando o segundo nos acréscimos.

A vitória permitiu ao SPFC avançar até a final, quando fez uma manobra nos bastidores para que o Atlético-PR não pudesse mandar o jogo da ida em seu estádio, levando para campo neutro (Beira-Rio). Aí ficou fácil para o inimigo levantar o troféu.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores