2
X
0

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Atlético-PR

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o Atlético-PR, em partida válida pela 23ª rodada do Brasileirão, Os dois times vivem ótimas fases, mas têm objetivos distintos: enquanto o Atlético busca se afirmar na arrancada para fugir da zona do rebaixamento, o Verdão busca confirmar sua candidatura ao decacampeonato brasileiro..

Palmeiras

DESFALQUES
Transição física:
Gustavo Scarpa e Guerra
Suspensos: Diogo Barbosa, Hyoran e Luan

Pendurados: Marcos Rocha, Mayke, Victor Luis, Thiago Santos, Willian Bigode e Deyverson

Depois da desgastante viagem de volta de Chapecó, Felipão abriu o treino na terça-feira para a imprensa e treinou com um time bem próximo do que vem sendo considerado o titular. Weverton voltou a se queixar de dores e foi poupado, permanece como dúvida. Marcos Rocha voltou a treinar e pode ser escalado.

Se jogar com o time que usou no treino aberto, Felipão deve mandar a campo Weverton (Fernando Prass ou Jailson); Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luis; Thiago Santos e Felipe Melo; Willian Bigode, Moisés e Dudu; Borja. Mas para quem já viu o Arce com a perna engessada na véspera da final do Brasileiro de 1996, em que o paraguaio acabou indo a campo, qualquer time é possível.

Atlético-PR

O adversário não perde há nove jogos e vem de quatro vitórias seguidas – mas essa sequência foi distorcida por jogos adiados e recuperados, o que fez com que esses quatro  jogos fossem em sua arena. Fora de casa, o Atlético só venceu uma partida nos últimos seis meses.

O treinador Tiago Nunes não poderá contar com Raphael Veiga, suspenso – Bruno Nazário entra em seu lugar. Thiago Heleno e Marcelo Cirino seguem em recuperação de lesões. O provável time para esta noite é Santos; Jonathan, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington e Lucho González; Nikão, Bruno Nazário e Marcinho; Pablo.

Lei do Ex

Além de Weverton, apenas Willian Bigode já teve passagem pelo clube curitibano.

Retrospecto

Apesar de ser um enorme freguês, o Atlético já nos venceu duas vezes no Allianz Parque. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Atlético-PR
Atlético-PR
Allianz Parque
Allianz Parque
Marcelo de Lima Henrique
Marcelo de Lima Henrique
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

 

Parpite

Seja qual for o time que Felipão mandar a campo, o Palmeiras deve ser competitivo. O Atlético virá pelo empate e enquanto o placar estiver em branco eles vão apenas se defender e buscar jogadas de velocidade ou bola parada. Assim como em Chapecó, a chave será um gol cedo, para forçar o adversário se abrir.

E ele virá: dá Verdão, 2 a 0, com gols de Dudu e Lucas Lima, para 26.567 pagantes em mais uma noite fria na capital paulista. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Acompanhe o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

PFCPFC

O Palmeiras venceu o Atlético na noite desta quarta-feira por 2 a 0 e assumiu a terceira colocação do Brasileirão, a apenas três pontos dos dois líderes e já em condições matemáticas de assumir a liderança do torneio na próxima rodada, quando jogaremos mais um Derby.

É claro que isso exigirá uma combinação pouco provável de resultados, mas mais do que nunca o Verdão se qualificou para brigar pelo título – algo que parecia distante há apenas duas rodadas, quando a diferença estava em oito pontos.

Primeiro tempo

O Atlético, de forma inteligente, conseguiu manter o Palmeiras longe de sua área nos minutos iniciais, evitando o abafa e procurando agredir nossa defesa. Com um meio-campo muito disciplinado taticamente, o time se recompunha de forma impecável e tornava nossa missão muito mais difícil.

O posicionamento de Felipe Melo, mais uma vez como segundo volante, desta vez não funcionou – ele não auxiliava Thiago Santos na marcação nem encostava na linha ofensiva para facilitar as jogadas. Assim, o visitante ganhou o meio-de-campo e neutralizou nossas articulações.

15'
Palmeiras

A primeira chegada do Palmeiras foi de bola parada: Dudu alçou no segundo pau, para Moisés cabecear para a pequena área, mas o camisa 10 não conseguiu escorar como queria e a bola saiu.

18'
Atlético-PR

Na bola alçada em direção à nossa área, Pablo disputou com Antônio Carlos e fez falta em nosso zagueiro; a bola acabou espirrada para a chegada de Marcinho, que emendou a finalização, mas Fernando Prass defendeu sem nenhum problema.

22'
Atlético-PR

Bruno Nazário recebeu na lateral da área, com pouco ângulo, e mesmo marcado por Antônio Carlos conseguiu bater cruzado – a bola passou com muito perigo.

23'
Atlético-PR

Wellington abriu na direita para Marcinho, que cruzou por baixo; Nikão chegou de trás sem marcação e emendou um bom chute, mas saiu à esquerda de Prass, que só torceu.

25'
Palmeiras

O Palmeiras saiu da pressão e respondeu após cobrança de falta de Dudu: ele suspendeu na área e Thiago Santos cabeceou firme, à direita de Santos. Levantou a torcida.

30'
Palmeiras

Mayke abriu para Dudu, que cruzou por baixo, para a chegada de Willian na risca da pequena área; Léo Pereira rachou e a bola sobrou pra Borja, que teve que ajeitar o corpo para bater mas escolheu o canto errado – tentou achar o canto direito e Zé Ivaldo se atirou na bola para salvar.

As duas equipes se recolheram na parte final do primeiro tempo, que teve poucas emoções. Ficou nítida a falta de aproximação de nossas peças no ataque e Felipão precisava tomar uma decisão no vestiário.


Segundo tempo

Ao contrário do que se esperava, Felipe Melo foi mantido em campo, mas recuado, para o lugar de Thiago Santos, que não voltou dos vestiários para a entrada de Bruno Henrique – o camisa 19 reassumiu o papel de preencher o meio e dar mais opções para o setor ofensivo.

1'
Palmeiras

Willian Bigode cruzou da direita, pelo alto; Borja ajeitou o corpo para emendar o voleio – teria sido maravilhoso se o colombiano não furasse a bola.

2'
Palmeiras

Bruno Henrique roubou a bola, Borja lançou rápido para Willian, que adiantou demais a bola e deu chance para Zé Ivaldo impedir a finalização de frente com Santos.

Depois de um começo de segundo tempo muito forte, o Palmeiras voltou a esbarrar na forte marcação do Atlético, que jogava com muita inteligência. Mas parece que algo aconteceu próximo aos 15 minutos: ou acabou o gás, ou o treinador mandou o time recuar, ou os jogadores sentiram a pressão do Allianz Parque – só sabemos que o Atlético deu o espaço que o Palmeiras queria. Virou ataque contra defesa e era nítido que o visitante não resistiria.

Aos 17 minutos, Felipão trocou Borja por Deyverson.

22'
Palmeiras

Deyverson tentou jogada individual pela direita e bateu do bico da grande área – fácil para Santos.

25'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS!!! Deyverson acertou um lindo passe para Willian, que desta vez conduziu bem a bola, protegeu, entrou na área e bateu rasteiro, na saída de Santos, no cantinho direito: 1 a 0.

via GIPHY

28'
Palmeiras

Dudu bateu escanteio da esquerda e Moisés testou por cima do travessão, com muito perigo.

35'
Atlético-PR

Bruno Henrique errou a saída de bola e Pablo aproveitou para bater para o gol, de longa distância – a finalização não levou perigo para Fernando Prass.

37'
Palmeiras

Willian devolveu o presente para Deyverson, que saiu de frente com Santos, mas chutou em cima do goleiro, perdendo chance clara de matar o jogo.

42'

Felipão sacou Dudu para a entrada de Jean.

44'
Palmeiras

Willian tocou para Moisés dentro da área;o camisa 10 poderia ter batido para o gol mas tentou o passe, e acabou errando tudo.

48'
Palmeiras

Bruno Henrique lançou Willian em velocidade; ele invadiu a área e foi derrubado por Santos quando tentavaa driblar o goleiro visitante. PÊNALTI PARA O PALMEIRAS!

50'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS!!! Moisés bateu no meio, alto, e acabou com a zica dos pênaltis marcando o segundo do Verdão. Nem houve saída e Marcelo de Lima Henrique terminou a partida.

via GIPHY





Fim de jogo

O Atlético foi um adversário muito difícil por 60 minutos, aí algo aconteceu e virou Ituano, encolhidinho, só sendo agredido e contando os minutos para ver a bola vazar seu goleiro.Não deu outra, e o Palmeiras, na base da camisa e do possível excesso de respeito do adversário, não vacilou e executou o visitante.

Os resultados da rodada estão ajudando e o time chegou ao terceiro lugar, Às vésperas do Derby. O campeonato é o mesmo, mas para jogar contra eles tem que ter uma chavinha exclusiva. Foco total no inimigo, que acabou de demitir o técnico e estáem péssima fase.

Não se enganem, fase e elenco não entram em campo em Derby. Vai ser preciso entrar com 110% de energia mais uma vez – não só os jogadores, mas também (e principalmente) os torcedores. É DOMINGO! VAMOS PALMEIRAS!!!


Acompanhe a transmissão ao vivo feita pelo Verdazzo, com a narração de Bruno Zanholo e comentários de Conrado Cacace.

Ficha Técnica

Palmeiras

GOL
Fernando Prass
LAD
Mayke
ZAG
Antônio Carlos
ZAE
Edu Dracena
LAE
Victor Luis
VOL
Thiago Santos
VOL
Bruno Henrique
VOL
Felipe Melo
MEI
Willian Bigode
MEI
Moisés
MEI
Dudu
VOL
Jean
ATA
Borja
ATA
Deyverson
TÉCNICO
Luiz Felipe Scolari

Atlético-PR

GOL
Santos
LAD
Jonathan
MEI
Rony
ZAG
Zé Ivaldo
ZAE
Léo Pereira
LAE
Renan Lodi
LAE
Márcio Azevedo
VOL
Wellington
VOL
Lucho González
MEI
Nikão
MEI
Bruno Nazário
MEI
Guilherme
MEI
Marcinho
ATA
Pablo
TÉCNICO
Tiago Nunes

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Exigido apenas nas bolas pelo alto, e foi bem.
6.5
Mayke
Mais uma vez parecia proibido de apoiar o ataque - e fez falta.
5.5
Antônio Carlos
Muito firme e cada vez mais entrosado com Edu Dracena.
7
Edu Dracena
Sem jogar duas vezes por semana, cresce demais. É sua melhor fase desde que chegou ao clube.
8.5
Victor Luis
Segue o problema crônico de indecisão durante as jogadas, Precisa ser mais confiante.
5.5
Thiago Santos
Não brilhou como nos últimos jogos, mas segue fazendo seu papel muito bem.
7
Bruno Henrique
Sua entrada melhorou o time, mas teve momentos de apagão técnico.
7
Felipe Melo
Um dos piores do time no primeiro tempo por não estar exatamente em sua posição preferida, virou um gigante quando voltou a ser o primeiro homem de proteção à zaga. Quando quer jogar, e só jogar, joga muito.
7.5
Willian Bigode
Foi bastante irregular durante todo o decorrer do jogo, mas seus momentos de alta foram decisivos.
8
Moisés
Sofreu com a falta de movimentação ofensiva geral do time, mas mesmo assim teve participação defensiva importante após o primeiro gol e ainda acabou com a zica dos pênaltis.
7
Dudu
Esta partida não terá nenhum lance no DVD do Dudu. Para dizer o mínimo.
5.5
Jean
Jean entra, uma das certezas desta vida.
s/n
Borja
Isolado, chegou a voltar para o campo de defesa para buscar a bola. Errou um voleio que era gol feito, uma pena.
6
Deyverson
O gol saiu pouco depois de sua entrada, com sua participação - mas errou um lance cara a cara imperdoável. Mesmo assim, saiu com saldo positivo.
7
Luiz Felipe Scolari
Luiz Felipe Scolari
Mais uma vez acertou na dosagem entre a administração do físico e a força do time. Leu bem o primeiro tempo e acertou o time. Aí foi só esperar a covardia dos paranaenses para chegar à vitória.
7