2
X
0

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Mirassol

Depois de uma sequência duríssima que envolveu dois clássicos e dois jogos de Libertadores, o Verdão volta a ter times do interior pela frente – a missão desta quarta é o Mirassol, a partir das 20h30, no Allianz Parque. O técnico Eduardo Baptista tem muitos desfalques e a formação deve ser bastante modificada em relação à que vinha jogando – o que não significa que teremos um time fraco em campo.

Palmeiras

Desfalques

Lesionados: Thiago Martins, Moisés e Jean
Suspenso: Vitor Hugo
Não inscrito: Hyoran
Convocados: Mina, Dudu, Guerra e Borja

Relacionados

Goleiros: Fernando Prass, Jailson e Vinicius Silvestre
Laterais: Egídio, Fabiano e Zé Roberto
Zagueiros: Antônio Carlos e Edu Dracena
Meio-campistas: Arouca, Felipe Melo, Michel Bastos, Raphael Veiga, Tchê Tchê*, Vitinho e Thiago Santos*
Atacantes: Alecsandro, Erik, Keno*, Rafael Marques, Roger Guedes e Willian Bigode
*pendurado

Cheio de desfalques, o treinador Eduardo Baptista não fez nenhum mistério e definiu no treino de terça-feira o time que vai a campo: Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Antônio Carlos e Egídio; Felipe Melo; Roger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Michel Bastos; Willian Bigode.

Mirassol

O técnico Moisés Egert também tem alguns desfalques para  partida. O zagueiro Wellington recebeu o terceiro amarelo e está suspenso – Wallace tende a ser seu substituto. No gol, Vagner pertence ao Palmeiras e não joga, por acordo entre os clubes – a prática havia sido proibida no ano passado, mas este ano o veto caiu. O substituto está entre Douglas e André Zuba – aquele mesmo que foi goleiro da nossa base e por muito tempo foi uma das esperanças de ser o sucessor de Marcos. Assim, o time que deve ir a campo é Douglas (André Zuba); Tony, Wallace, Edson Silva e Raul; William, Paulinho, Rodolfo e Xuxa; Zé Roberto e Welinton Júnior.

Retrospecto

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Mirassol
Mirassol
Allianz Parque
Allianz Parque
Rafael Gomes Felix da Silva
Rafael Gomes Felix da Silva
Taça Campeonato Paulista
Campeonato Paulista

Parpite

O Mirassol começou como sensação do campeonato mas caiu bastante de rendimento – ganhou apenas um ponto nas últimas quatro rodadas e tem a classificação bastante ameaçada. Não deve impor grandes dificuldades ao Palmeiras, que mais uma vez terá o apoio das arquibancadas – naturalmente, não em tanto peso quanto nos dois últimos jogos em casa. Dá Verdão, 3 a 0, com gols de Raphael Veiga, Willian Bigode e Alecsandro, para 19.456 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Pós-Jogo

Palmeiras 2x0 MirassolCésar Greco / Ag.Palmeiras

Em ritmo de treino, o Verdão venceu mais uma no Paulistão: 2 a 0 no Mirassol, sem sustos, com o time quase todo reserva. Com a vitória, o time manteve a liderança geral, a qual só pode perder por uma combinação de resultados cada vez menos provável, e fica bem próximo de conseguir as desejadas vantagens de mando nas fases decisivas.

PRIMEIRO TEMPO

Pegadinha do Baptista: para surpresa geral, Tchê Tchê, cuja escalação todos davam como certa depois do treino da véspera, foi cortado até do banco, poupado. Em seu lugar, entrou Rafael Marques, aberto pela esquerda – coube a Michel Bastos preencher o meio e dar suporte a Raphael Veiga.

A formação, provavelmente sem o menor entrosamento, não deu liga. Diante de um Mirassol numa retranca boliviana, um 4-5-1 sem nenhum pudor, o time tinha sérias dificuldades de passar pela primeira linha do adversário. O remédio foi recorrer às bolas longas, ora com Felipe Melo, ora com Raphael Veiga.

O posicionamento do pessoal da frente foi interessante. Rafael Marques teoricamente era o ponta esquerda, mas trocou de posição com Bigode algumas vezes. Mas os lançamentos invariavelmente caíam nos pés da defesa amarela. Foram 30 minutos sonolentos diante de uma torcida surpreendentemente compreensiva e paciente.

Aos 30, o primeiro lance: Antônio Carlos alongou para Roger Guedes, que dominou, cortou o marcador e bateu forte, visando o ângulo direito de Douglas, sem sucesso. Um minuto depois, boa jogada de Raphael Veiga pela esquerda; ele driblou dois adversários e suspendeu na primeira trave – Rafael Marques testou por cima. E o camisa 20 vivia seu melhor momento no jogo: aos 35, mais uma boa sequência com um cruzamento perigoso buscando Willian, mas a zaga tirou o pão da boca do atacante.

Aos 42, uma das poucas descidas interessantes de Fabiano – após virada de jogo de Michel Bastos, Roger Guedes foi ao fundo e colocou curto na lateral da área – nosso lateral disputou com Willian (o deles) e tomou o tranco, indo ao chão. Por pouco não ficaria caracterizado o pênalti. Um minuto depois, Willian Bigode aproveitou uma bola viva na área e tentou colocar por cima do goleiro, mas Wallace desviou a escanteio. O péssimo juiz Rafael Gomes Felix da Silva deu tiro de meta – o pária administrou mal o antijogo do Mirassol, conversando demais com os jogadores e quebrando o ritmo da partida.

Talvez isso explique a falta de pegada do time do Palmeiras no primeiro tempo – mas não muito, claro. Alguns jogadores de nosso time pareciam tão preocupados com a obediência tática que esqueciam de rachar todas as bolas. Outros talvez estivessem já acomodados e conformados com a condição de reservas secundários. A falta de ritmo também dá uma quebrada no galho deles. O fato é que o primeiro tempo deu sono.

SEGUNDO TEMPO

Sem mudanças, o Verdão voltou com mais disposição no segundo tempo, bem mais ligado e logo a um minuto Michel Bastos bateu falta na risca da pequena área, Willian (o deles) desviou sem querer e quase marcou contra.

Usando basicamente o lado direito, o Verdão sufocou o Mirassol em sua área, determinado a abrir o placar, e conseguiu aos 8: Michel Bastos cobrou mais uma falta – todos esperavam o cruzamento, mas ele bateu por baixo, direto para o gol; Douglas foi malno lance e soltou; Rafael Marques, sem ângulo, chutou para o bolo e a bola bateu de novo no goleiro antes de morrer no fundo do gol.

Atrás no placar, o Mirassol resolveu jogar. O treinador Moisés Egert colocou mais um atacante em campo e o jogo ficou mais aberto. Foi aí que vimos como o sistema defensivo do Palmeiras tem um conceito bastante sólido: mesmo os reservas deram conta facilmente das investidas do Mirassol. Houve alguns erros de posicionamento pontuais durante o segundo tempo, mas nada que a cobertura não desse conta. Fernando Prass não teve o menor trabalho durante os 90 minutos.

Assim, o Palmeiras aproveitou os espaços e criou mais algumas chances. Aos 15, Michel Bastos suspendeu na área, virou pinball e Willian Bigode finalmente dominou, suspendeu e bateu rápido, sem direção. Pouco depois, Michel Bastos ganhou, perdeu, recuperou, driblou uns 14 adversários e depois de 3 minutos e meio com a bola no pé bateu para o gol – Douglas espalmou para escanteio. Michel Bastos estava com tanta fome que ele mesmo correu pra bater – só faltava ter feito gol olímpico.

Aos 26, Raphael Veiga jogou como um autêntico 10 – enxergou Willian bem colocado e lançou; o camisa 29 cortou para o meio e bateu colocado, mas errou o alvo. Pouco depois, Eduardo Baptista mandou para o campo Erik e Alecsandro nos lugares de Rafael Marques e Bigode. Depois, Vitinho no Raphael Veiga.

O Mirassol quase não conseguia chegar à nossa intermediária, a não ser em poucos lances de falhas no posicionamento da nossa defesa. Nosso time passou a atrair o adversário para seu campo e tentar os contra-ataques. Aos 42, após escanteio da direita, Felipe Melo subiu sem marcação e, com muito estilo, testou no ângulo direito de Douglas – um míssil indefensável. E o terceiro só não saiu porque Roger Guedes errou na hora de puxar um contra-ataque em que havia 4 atacantes contra dois zagueiros de amarelo.

FIM DE JOGO

Mesmo com um time pouco entrosado, foi nítida a compreensão tática dos jogadores em cima da proposta do treinador. A falta de ritmo e eventualmente um ou outro jogador menos motivado são situações compreensíveis.

Eduardo Baptista usou o jogo para administrar o elenco, fez questão de dar minutos em campo para os que vem sendo menos utilizados até agora. O time chegou facilmente ao resultado e vários dos principais jogadores, forçadamente ou não, descansaram. Não tem como não considerar a missão muito bem sucedida.

O Palmeiras chega à nona vitória na temporada em 12 jogos oficiais. Em termos de aproveitamento, lembra bastante o ritmo daquele time dos anos 90. Nessas situações de vitórias fáceis contra times do interior, a torcida deixava o estádio entoando uma paródia de Raul Seixas: Plunct, Plact, Zuuum, e o Palmeiras, fodeu mais um! Obviamente sabemos que o nível do Mirassol não credencia ninguém a nada, mas temos todo o direito de curtir essa onda. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Mirassol

Douglas
GOL
Tony
LAD
Wallace
ZAG
Edson Silva
ZAE
Raul
LAE
Willian
VOL
Paulinho
VOL
Marcos Paulo
VOL
Bruno Sávio
ATA
Rodolfo
MEI
Wellinton Junior
ATA
Xuxa
MEI
Zé Roberto
ATA
Moisés Egert
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Só recolheu bolas levantadas a esmo na área.
6
Fabiano
Sem ritmo, parecia estar com a cintura travada.
5.5
Antônio Carlos
Aproveitou bem a chance, mostrando tranquilidade e seriedade.
6.5
Edu Dracena
Comandou a defesa, que não deu a menor chance aos amarelos.
7.5
Egídio
Normalmente ele é um dos mais fracos em campo; mesmo com quase todo o time reserva, ele manteve a tradição.
5
Felipe Melo
Cada vez mais à vontade no time, marcou enfim seu primeiro gol e comemorou como um pitbull. É muito figura.
8
Roger Guedes
Da mesma forma que limpa e arredonda algumas jogadas usando dribles criativos e inesperados, arruina jogadas por ser muito fominha. Na média, tem valido a pena.
6.5
Raphael Veiga
Teve brilhos isolados durante o jogo. Quando a lampadinha acendeu, o time teve momentos muito bons.
6.5
Vitinho
Dez minutos em campo como meia do Palmeiras a mais em seu CV.
0
Michel Bastos
Jogando por dentro, longe de sua preferência, se destacou muito mais nas bolas paradas do que na dinâmica do jogo.
7
Rafael Marques
Vinha sendo disparado o pior em campo, mas fez o gol com raça e amenizou a má impressão.
6
Erik
Mal pegou na bola, mas tinha tudo para deixar o seu no lance do contra-ataque nos descontos que Roger Guedes perdeu.
0
Willian
Muito participativo, vem se consolidando como um dos jogadores mais úteis do elenco.
7.5
Alecsandro
Também não teve muitas chances depegar na bola.
0
Eduardo Baptista
Eduardo Baptista
Vai imprimindo cada vez mais seu estilo ao time, que vai correspondendo. Os resultados até agora são incontestáveis. Mesmo sendo filho do Nelsinho.
7





  • Esse jogo mostra que elenco ganha partida, alguns jogadores estavam abaixo do esperado, técnico mexeu mal, mas mesmo assim, como o elenco é qualificado, conseguiu corrigir a merda que fez e saímos vitoriosos.

    Do meu ponto de vista Keno estava muito mal no primeiro tempo, muito passe errado, Guerra jogava mais, Egídio sempre é uma péssima opção, não sei o que aconteceu com ele, mas é irritante vê-lo em campo.

    Se o EB queria povoar o meio, era só tirar o keno e por o Veiga, segurando um pouco mais o TTche, que não fez uma boa partida.

    Mas as outras duas trocas corrigiram seus erros (exceto nossa fragilidade na lateral esquerda).

    Um bom jogo, ganho na raça, estilo libertadores.. saímos dos 4 jogos difíceis com 3 vitórias e um empate, excelente!

  • O time mantém a bola circulando até o último minuto de jogo, não existe desespero, acredito que parte desse mérito seja a espinha dorsal experiente; parte seja o comando do Eduardo Baptista.

  • Gente! ganhamos o jogo! um baita jogo por sinal, ganhamos os 3 pontos de virada é tem torcedor que reclama!
    Somos o melhor elenco do Brasil, time líder do campeonato Paulista, líder do nosso grupo da Libertadores, melhor media de publico, maior numero de sócios torcedores , TV Palmeiras entre o top 10 mundial…..SOMOS PROTAGONISTAS! vamos parar de criticar, vamos curtir e torcer!???
    Esse time ainda vai evoluir, o técnico vai evoluir, e nós, espero meu Deus! que possamos evoluir também!
    Tem pessoa que nasceu pra ficar na merda, porque adora reclamar….pqp!
    Não esqueçam do passado não muito distante, de time medíocre e futebol sofrível que tínhamos, lembrem do passado não com temor, mas como referencia para o comparativo.
    Que saibamos elogiar o que está dando certo.
    Somos nojentos, mas fazemos a diferença e quando estamos juntos com o time somos imbatíveis!

    AVANTI Palestrinos! que a vitória é nossa, reclamem menos e incentivem mais!

    • Cara a ecencia do Palmeirense e essa (pelo menos a maioria ) ganhamos … Ótimo comemorei gritei igual todo mundo mas não tira a minha visão de que o Baptista e medroso. É chama os adversários pra cima , tá melhorando , mas ainda tá devendo e muito , pq se fizer isso na libertadores tamo lascado

  • é serio que ganhamos um “clássico” na vila , onde não ganhávamos fazia alguns anos e os caras so fazem comentários criticando ? só criticas , tem uma hora que enche o saco ! Reclamam do neto , da ESPN , da globomba e fazem a mesma coisa , criticam criticam , desvalorizam o ativo do clube que ama , nao faz sentido !

  • E acho que Borja e Guerra são situações excepcionais. O Guerra já está começando a jogar e o Borja já abre espaços. É uma questão de adaptação, lembrando que o futebol brasileiro é mais rápido do que o colombiano. São ótimos jogadores e vão dar certo.

  • Precisamos falar sobre o Borja.

    Ele fica numa linha muito tênue entre a frieza típica dos matadores e a completa apatia, o cara perde gol e não faz um gesto de lamento, não leva as mãos ao rosto. As vezes dá a impressão de que ele está pouco se lixando pro jogo. Sem falar que não marca, não mostra nenhuma disposição de, pelo menos, fechar a linha de passe dos zagueiros. Tudo bem, poderia, e ainda pode, ser uma questão de falta de preparo físico adequado, mas ai ele começa a errar passes bobos quando sai da área. ERRAR PASSES RIDÍCULOS.

    Torcendo pra que seja só uma fase de adaptação. Mas algo me diz que o Alecssandro estava certo.
    obs: o time com William fica melhor, maior mobilidade, maior combatividade, e os supostos gols a rodo que compramos por 30 milhões não estão aparecendo.

    • Ele aparenta estar fora do jogo, não corre, não briga… jogo da Liberta, os bolivia fazendo uma cera desgraçada, ele pede pro time chutar a bola pra lateral e fazer fair play… Não marca ninguém, não passa a bola e não demonstra vontade.

      Se não acordar pra vida vai virar uma versão verde do Damião ou do Alexandre Pato…

    • Discordo. Por mais que não esteja aparecendo para o jogo, os goleiros estão fazendo milagres nos arremates dele. Ele preocupa demais os zagueiros adversários, tem uma presença no ataque incrível e isso abre espaço para os jogadores mais rapidos. O William Bigode só apareceu livre no segundo gol porque tinham dois lambaris marcando o Borja.

      • É isso aí Márcio, estou contigo. Ainda no primeiro tempo o Borja recebeu uma bola quase na pequena área, ajeitou e bateu firme, e o tal Vladimir fez uma defesa milagrosa, coisa que a grande maioria dos goleiros da séria A não teria feito. Dá uma segurada na corneta aí pessoal.

    • fala serio, ontem o goleiro do santos fez um milagre num chute dele, que ele pego de esquerda sem falar da falta que ele bateu muito bem o goleiro defendeu, e o fato dele perder gols e não fazer nenhum gesto de lamento ou coisa do tipo isso é o jeitão dele mesmo

      • Espero mesmo estar errado! Torcendo pra ele calar minha boca. Agora repara no segundo gol nosso, o gol da virada, o cara nem comemora, todo mundo sai correndo enlouquecido e ele nada. Claro que isso não é um problema em si, e que se ele tiver metendo gol isso pouco importa. Mas pode sim tá rolando alguma coisa, algum desconforto típico de adaptação à um novo pais, um novo clube, com elenco estrelado e muitas expectativas.
        Vamos aguardar!

  • Cornetagem rolando solta!

    Quebramos um tabu de 6 anos na Vila, onde havíamos perdido 9 dos últimos 11 jogos.

    E ganhamos 3 dos 4 jogos da sequência da morte. Mais importantemente, mostrando uma resiliência e espírito batalhador acima do normal.

    Parabéns a todo o time, comissão e tô gostando de ver o Eduardo Baptista. Tá fazendo o trabalho direito. Borá fechar este mês, porque Abril será muito interessante! Palmeiras x Penarol será um clássico latino!!! Não vejo a hora!

  • Já que o Milton Neves gosta tanto de merchan, pode falar que o Palmeiras construiu uma “vitória miojo”, pois com 3 minutos ela ficou pronta….

  • Borja tá começando a dar medo, cara se posiciona bem, domina a área, mas quando sai dela, não acerta passe de um metro. Ademais, parece lento, dificilmente marca alguém, não entra no espírito do jogo (contra o Jorge W… os bolivia fazendo cera e ele pedindo pra jogar a bola pra fazer fair play)… Se não acordar, não marcar gols, a torcida vai começar a pegar no pé.

    Um problema que é certeza no time é a lateral esquerda… Zé não dá. Legal, tem 85 anos e corre como se tivesse 20… mas não marca nem consulta. E o Egídio é pior ainda, esse cara tem déficit mental, é limitadissimo, não tem ideia do que tá fazendo em campo.

    De resto, não tem time nas Américas que bata de frente com o Palmeiras, temos o melhor elenco, EB tá mostrando ser um bom técnico, ótima administração, dinheiro, Allianz… enfim, resolvendo problemas pontuais, podemos ganhar TUDO.

    • Borja lento ???? Não vejo isso , eu vejo como ele se posiciona na área sempre leva vantagem sobre os zagueiros , tem que olhar que a marcação sobre ele e implacável , as vezes seria bom escalar o time com Fabiano na direita com o Egídio na esquerda pq no apoio ele vai bem e em contra partida o Fabiano só vai na boa, e colocar o bigode pela esquerda com o Guedes pela direita assim teria mais um bom finalizador na área e acho que o bigode recompõe bem também , acho q é válida essa tentativa

  • Acho que a substituição que manda o Zé Roberto para o meio não funciona. A transição fica muito lenta.
    E falando em lentidão, o Jean tá me irritando!!! Uma moleza que dá medo…o gol dele foi uma tentativa de cruzamento, ele não chutou para o gol. Acho que já merecia um banquinho para entrar mais motivado, o problema é quem escalar em seu lugar…talvez seja esse mesmo o problema, ele não tem uma sombra como o resto do elenco.

  • As laterais do nosso time me preocupam. Temos deficiências no sistema defensivo por termos laterias que tem sérias dificuldades na marcação. No futuro seria interessante o departamento de futebol priorizar reforços para estas posições.

  • Jogo muito bom, melhor pq ganhamos é claro…hehe, acho um fator fundamental do time do Palmeiras hj é não se apavorar quando leva gol, isso é caraterística de time cascudo e que tende a levantar taças, EB foi bem no geral, 1º tempo muito parelho, c/ o Prantos atacando um pouco mais (até pq pra eles o jogo era bem mais importante), agora a única falha foi colocar o Egidio, que acabou recuando o time, aí paramos de agredir e levamos um pressão desnecessária até o gol, depois foi o contrário (e o EB mexeu bem no time e está c/ estrela tb), de virada é sempre melhor, agora continuar c/ pé no chão que vamos longe esse ano, isso que alguns dos nosso principais jogadores ainda nem estão voando. Ressalva: gostaria de ver o Raphael Veiga mais nos jogos, acho que ele é o tipo de jogador diferente e que pode mudar o jogo em algumas situações; Edu Dracena pra mim já é o titular ao lado Mina; Jean e Egidio estão osso (são os 2 destoantes do time nesse momento, apesar que o Jean tende a melhorar c/ o decorrer dos jogos, já o Egidio é complicado); Borja ainda té meio acanhado e já passou da hora de testar o William pela pontas em alguns jogos (tem muita raça). AVANTI VERDÃO!!!!

  • A parte do queixo de vidro é sensacional. Mais uma vez o time se mostrou aguerrido e mais do que isso, bem postado diante as dificuldades encontradas. Eu, particularmente, não teria tirado o Guerra, teria feito a mesma substituição, tirando o Zé e recuando o Tche Tche para a cobertura do Egídio(que marca mal demais). Gostei mais uma vez da entrada do Guedes, que tá pedindo passagem. Agora, o Esquema do final do jogo que ao contrário do que muitos falaram aqui, na minha opinião deve ter sido treinado pq estava muito bem postado com Dudu na criação, Bigode pela esquerda, Guedes na direita e Borja no comando. Obviamente, é ofensivo, mas não é uma tática desesperada – vide rodrigão e pastor juntos. Avanti!

  • caraca nossa torcida ta mal acostumada mesmo… para os criticos do EB e idolatram o Cuca, peguem o VT do jogo Santos x Palmeiras na vila belmiro do ano passado pelo brasileirao… jogo MUITO parecido com esse, com a diferença que depois daquele gol cagado do copete nos baixamos a cabeça e não buscamos nem o empate…ou seja, o deus Cuca de vcs perdeu lá… jogar lá não é tao facil como pensam amigos, e jogar pelo empate la é uma coisa que qualquer treinador faria se nao estivesse precisando dos 3 pontos desesperadamente…

    • Olha amigo a realidade é um pouco diferente, falando por mim , primeiro que o time desse ano e muito melhor que o do ano passado , segundo que eu gosto do cuca mas não quer dizer que o cuca não errava , e eu vejo o Baptista com muito medo contra os gambás com um a mais ele troca Felipe Melo por Tiago santos , contra o tucuman ele entra com os dois com a panpers cheia de medo de perder ae chamou o time argentino pra cima e acabam conseguindo a expulsão do Vitor Hugo, e ontem ele estava atrás do empate quando trocou guerra por Egídio , e só mudou pq a vaca já tinha ido para o brejo

      • por isso q eu falei: peguem o VT…pelo jeito vc nao pegou. jogar defensivamente nao é medo, faz parte do futebol em jogos dificeis…e as vezes funciona, como ontem. querer um time que massacre o santos na vila me parece um desejo de alguem que nao tem mta noçao de futebol…

      • “Olha amigo a realidade é um pouco diferente, falando por mim , primeiro que o time desse ano e muito melhor que o do ano passado” , sim , por isso viramos e ganhamos o jogo !

  • A entrada do Tchê Tchê melhorou muito o time, ele se adapta muito bem ao esquema tático proposto pelo EB, mas ainda assim. Palmeiras está ganhando com esse esquema porque o time é bom, tem um elenco fortíssimo. Taticamente, não está convencendo… no jogo contra o Jorge W. o EB colocou 5 atacantes, agora contra o Santos 4….tinha Dudu, William, Borja, Roger Guedes.
    Sei não hein, posso estar falando um monte de besteira, mas enquanto tiver ganhando, tudo bem, só acho que poderia estar mostrando mais segurança, ganhando mais fácil, sem deixar o torcedor morrendo do coração até os 40 do segundo tempo.

  • Jogo muito legal de assistir. Confesso que mesmo com a derrota eu estava com prazer de assistir o jogo. Claro que isso tem a ver com o fato de termos vencido os jogos anteriores que eram mais importantes.

    Sobre o esquema de jogo e críticas ao time, eu voltaria com o Guerra. Num jogo aberto como estava o Guerra tinha mais velocidade pra recompor em contra ataques.
    Mas, eu entendi a idéia do EB. Ele queria diminuir essa loucura do jogo e segurar a bola no ataque.

    Enfim, tive a impressão de que quando acordamos para o jogo, ganhamos.

    Belo jogo do Keno tbm.

  • Foi um jogo muito bom. Os santistas se acham imbatíveis na Vila Belmiro e é sempre muito bom relembra-los que é a nossa casa de praia e eles só cuidam dela para nós.
    Em relação ao EB, minha única queixa é de ter colocado o time pra frente só depois de tomarmos um gol. Mas antes tarde do que nunca.
    Temos um elenco avassalador.

  • Apesar do gol vale um destaque negativo pro Jean, que perdeu todas pelo seu lado, falhou no gol do Santos quando poderia ter ido no atacante ou tirado a bola da área, mas preferiu tentar matar na coxa, há tempos não vem jogando nada, não esperava dizer isso, mas #VoltaLogoFabiano

    • Eu venho dizendo isso já tem algum tempo, Jean esse ano não é nem sombra do jogador regularzissimo do ano passado.

      Que depois do gol, onde ele não só finalizou, mas construiu a jogada, ele acorde pra temporada e volte a ser essencial pela direita.

    • concordo, acho que seria uma boa repatriar ele ao meio campo para brigar com posição com TT (que dureza!) e trazer um lateral cascudo… até mesmo o fabiano já é mais seguro que ele

    • Não seria o caso de desgaste? Os 4 últimos jogos foram um tanto intensos. Nesse final de fase de grupos, seria uma boa dar-lhe um descanso e deixar o Fabiano fazer o serviço – por sinal, muito bem.

  • “O Verdão veio com uma formação mais cautelosa, com Tchê Tchê mais recuado auxiliando Felipe Melo da marcação – o 4-2-3-1”

    Provavelmente eu assisti outro jogo, o palmeiras entrou no 4-1-4-1 com Tchê Tchê no meio. Nessa posição ele marca pouco e arma pouco, prefiro ele como volante.

    Não entendi a saída do Guerra, ele joga muito e era o cara mais lucido no meio campo do Palmeiras

    No final do primeiro tempo o palmeiras já tomava conta do jogo, não precisava trocar o time.

    Segundo jogo que Dudu e Tchê Tchê jogam um pouco a baixo do esperado.

    Felipe Melo mito.

    Fernando Prass joga muito.

  • É visível a evolução do Palmeiras, mesmo não rendendo tudo que pode é o 1° na Libertadores e no Paulista. Borja ainda não deslanchou, se posiciona muito bem, cria oportunidades mas a bola teima em não entrar, Guerra parece estar se adaptando.
    Não tenho duvida, até o final da fase de grupo da Libertadores esse time vai estar jogando muita bola,

  • Pro pessoal que está falando de sorte ontem…. faz parte da vida. Por azar perdemos só um mundial contra o Manchester. Se pudesse escolher, preferia ter tido azar ontem e sorte naquele jogo. Ou é só os outros times que podem ter sorte?

  • Com todo respeito as opiniões contrárias, somos o líder da nossa chave, líder geral do campeonato Paulista, líder da nossa chave na Libertadores nos dois únicos campeonatos que estamos disputando neste momento, ou seja, temos mais alguns até o final do ano que mal começou ou seja, 80 dias de 365 que ainda temos e alguns já começam a cornetar ou profetar ????? não se iludam, o remédio para dor de cotovelo lançado no ano passado, vai ter quebra de recorde na venda deste ano, pois os rivais, a “imparcial” imprensa esportiva paulistana e até alguns “palmeirenses” com mania de perfeição vão buscar muito o tal produto !!!!!!!!! Avante Palestra, o ano só está começando e vamos ter muitas alegrias até 31/12/2017 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.

  • para que acha que não fomos para o ataque, foram 18 finalizações certas para cada lado, sendo 11 no gol pelos sardinhas e 9 nossa

  • Não gostei nada da partida e das alterações do treinero, nossa grande virtude é ter um time tão bom capaz de virar um jogo com enorme facilidade sem depender do treinador ou esquema tático!

    Uma hora pode azedar, enquanto isso não acontece seguimos nossa caminhada, abre o olho Nlesinho!

    • “[…] virar o jogo sem depender do treinador ou esquema tático”.

      Até porque o William entrou no jogo de vontade própria. O próprio pediu pro Zé sair, levantou a placa e entrou aberto na esquerda, trazendo Borja um pouco pra fora da área, puxando um zagueiro, e dando oportunidade pro Róger Guedes infiltrar pela direita.

      Sim, não teve absolutamente NENHUM mérito do “treinero Nelsinho”.
      Aliás, nos 11 jogos até agora (8V, 1E, 2D), foi tudo graças somente aos jogadores (exceto no empate e nas derrotas, esses foram culpa só e somente só do “Nelsinho”).

      “abre o olho Nelsinho”.

      Abre o olho mesmo! 76% de aproveitamento é inaceitável! Ganhar todos jogos no Allianz tomando um gol só é inaceitável também! Quebrar tabu de 7 anos na Vila é inaceitável também!

      FOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM!!!

  • Na minha modesta opinião, sem querer cornetar, o EB errou na substituição do intervalo. O primeiro tempo foi equilibrado e o Guerra era um dos principais articuladores dos nossos ataques, com a modificação o sfc dominou o segundo tempo. Talvez EB ainda esteja conhecendo melhor o elenco. A substituição de ontem caberia no jogo contra o JW, qdo Tchê Tchê estava muito mal e nossos laterais não avançavam, mas ontem achei q vacilou. Menos mal q corrigiu depois.

  • o jogo de ontem mostrou que enfrentamos qualquer adversário em qualquer lugar. Continuamos fortes como foi no Brasileiro onde os times olhavam na tabela e viam que o jogo era contra o Verdão e já sabiam que era osso. Outro detalhe: esse time não se abala quando sofre o gol e vai buscar. Acho interessante o EB ir alterando o time titular trocando um ou alguns jogadores, pois como já foi falado aqui, temos pelo menos 16 jogadores no mesmo nível e realizando as trocas, acirra a disputa e deixa os outros times confusos quanto a forma de jogar. Prass ontem sensacional. Edu não pode sair do time e o Guedes pelo segundo jogo entrando para bagunçar o time adversário

  • Para mim o Guerra mereceu sair, mais uma partida sonolenta, hoje ( pra mim) ele não seria mais titular do Palmeiras, colocaria o Dudu centralizado que é aonde ele gosta de jogar.
    Prass; Jean; Mina e Dracena; Zé; F. Melo; Tche Tche, Dudu, W. Bigode (Na ponta), Keno (Na outra ponta) e Borja. O Guedes fica como arma para o segundo tempo.

  • Egidio quase entregou o jogo, tds as jogada era nas costas dele, ate sair o gol dos cara. Eduardo errou em colocar ele, e manteve o erro ate sair o gol. Se o Palmeiras perde hj, estariamos criticando o Treinador novamente por essa mexida, sorte q temos elenco, o jogador q entra tem qualidade para mudar um jogo perdido.

  • Entre erros e acertos , penso que o time está no caminho certíssimo . Só falta a conscientização (se é que ela ainda não aconteceu) que chegar em primeiro lugar geral na fase de classificação do paulista , e , sobretudo , na da LIbertadores , é muito importante , para que todas as decisões sejam no Allianz . Esse vai ser um trunfo fundamental no mata-matas .

    • Na Libertadores o primeiro lugar do grupo só garante vantagem nas oitavas, depois é sorteio independentemente da pontuação na fase de grupos.

  • Poucas coisas são mais escrotas que um time onde quase todos os jogadores tem nome duplo . Dos 14 jogadores que o Santos teve em campo hoje , dez tinham nome duplo . É a nutelização total do futebol . Se o Pelé jogasse hoje , ia ser conhecido como Edson Nascimento .

  • Cornetas ainda soam contra um profissional sério e honesto como o EB? Fico pensando como os cornetinhas devem ser profissionais perfeitos e infalíveis, “campeões em tudo”, como diria o poeta Fernando Pessoa.

  • A nota do Borja ta muito boa tarde carregando muito a bola tem que jogar mais com um time ta muito individualista

  • Só um parenteses sobre a entrada do Egídio, o EB falou depois do jogo o motivo de colocar ele – “O Victor Ferraz estava vindo, dobrando em cima do nosso lateral, e colocamos o Egídio para empurrar o Victor para trás” – a idéia era fazer o Egidio atacar e segurar o lateral deles. Não deu muito certo né, mas faz sentido até.

    • Tem um que de lógica, mas faltou levar em consideração a temeridade de enfraquecer a marcação na lateral contra um time que joga muito bem pelos lados do campo, virou uma avenida, sem contar que Zé, Felipe e Tchê Tchê (em fase pouco inspirada) deixou o meio campo sem força.

  • “A vitória deve fazer a imprensa respeitar o Palmeiras muito mais do que vinha fazendo(…)”, acho que o certo seria “A vitória deve fazer a imprensa PERSEGUIR o Palmeiras muito mais do que vinha fazendo(…)”.

  • Jogaço-aaaaço!!!!!!

    Bom demais ver o Prass de volta à velha forma, ter talismãs que saem do banco pra decidir o jogo e um cara folclórico como o Felipe Melo pra sozinho mandar 10 mil sardinhas calarem a boca porque “caldeirão de verdade é lá no chiqueiro e aqui é Palmeiras!”

    Minha única ressalva foi ver o Raphael Veiga – talvez o melhor chute a longa distância do elenco – começar tão incrivelmente bem o ano e perder a vaga no time para o Guerra, que é bom jogador mas não tem feito por merecer a vaga de titular. Me faz lembrar o começo do Gabriel Jesus, que com 14 anos a menos botou o Barrios no banco por motivo de puro talento. Com campo molhado, era muito jogo pro moleque – vamos ver se com as convocações e rodízio de jogadores ele volta a ganhar espaço.

  • Prass é simplesmente fantástico. Muito injustiçado pela lesão que o tirou a medalha olímpica. Esse merecia, com certeza. Hoje foi uma parede. Só tomou o gol pois foi prejudicado por um companheiro.
    Acho Keno um ótimo jogador, sempre ofensivo. Hoje, não foi esplendoroso, mas sempre incomoda o adversário.
    Em relação ao Borja, foi castigado pela ótima atuação do goleiro santista.
    Guerra, precisa demonstrar o que realmente tem de atributos – de forma alguma estou dizendo que jogou mal, mas, no geral, esperamos muito mais dele.
    Dudu tem crédito de sobra, mesmo não se destacando hoje.
    Roger Guedes, quando está disposto, inferniza as zagas adversárias.
    Egídio…esse não dá (apesar de algumas participações na partida).
    De resto, tudo bem!
    Vamos lá, meu Verdão!!!

    • O Guerra, devido às suas características como camisa 10, passe preciso etc precisa de mais tempo de campo para ganhar entrosamento com os companheiros.

      • Concordo. Vamos esperar. Acho que vai crescer dentro do Palmeiras.
        Esqueci de citar Felipe Melo. Hoje se destacou novamente pela vibração em campo. Sensacional!

  • Turma, fiquei muito feliz assim como todos!
    Que continuemos nessa pegada!
    Apenas discordei das notas do Tche Tche e do Egidio.
    Não vi nada que justificasse nota acima de 5 pro tche tche.
    Em relacao ao Egidio, percebi que quando o jogo está embolado no meio, nao adianta por o Zé Roberto de Lateral, ele fica muito limitado e nao ajuda muito no ataque. Achei que pro bem ou pro mal, com o Egidio na lateral, abriu um pouquinho..
    O bom é que temos um rodizio interessante, quano do Keno nao funciona, tem o Guedes.
    Guerra e Borja muito interessante, mas ainda carecem de mais adaptaçao (penso eu)

    • Michel Bastos deveria ser testado na lateral esquerda nos últimos três jogos da classificação do Paulistinha.

  • O nosso time é mesmo muito difícil de ser vencido. A melhor atuação do Prantos, no campeonato, em casa e.. mesmo assim chumbo! O técnico do Palmeiras vai acertando a mao devagar. Tenho pra mim que um jogador como aquele Lucas Lima não pode ser marcado por zona… É nojento, detestável…mas desequilibra o jogo se jogar livre! Houve um tempo que sofria marcação individual e até o Matheus Sales o embolsou..deixar aquele cara sozinho foi um erro colossal e, por pouco, nos custava uma derrota. Li os comentários e, mais uma vez, nao vi o Guerra jogar absolutamente nada…basta comparar a movimentação do meia adversário. Guerra anda destoando desde que chegou…confio que vá achar o espaço…mas está lento…um pouco azarado..precisa de um bom jogo!!!

    • tb nao vi o guerra fazer essa partida que estao falando, foi mediano (como o dudu)…porém tiraria ele para colocar o veiga

  • O EB ainda não entendeu. A diretoria montou um excelente elenco para jogar agressivamente. Sempre que o EB perde a bunda molice e vai pra cima, os resultados são fantásticos. Sempre que ele volta a ser o treinador da Ponte Preta, passamos sufoco desnecessário. Torço para ele entender logo isso, mais pra frente, pode ser que ele não consiga o gol da vitória aos 50 do segundo tempo, ou os gols da vitória nos 5 minutos finais. Acorda EB! Dirija essa ferrari como uma ferrari, não como um golzinho!

      • Nunca é fácil mesmo. E não fosse por uma sorte descomunal, perderíamos hoje de novo. Dá para ganhar campeonatos inteiros na sorte? Nunca vi. Já jogando muita bola, costuma ser o caminho mais efetivo.

      • falou tudo…para mim é o jogo mais dificil para a gente hoje, ali naquele pinico tem uma coisa diferente…talvez a proximidade dos maloqueiros ali na linha lateral, sempre intimida…pode perceber que nunca jogamos um futebol la, e isso vem de anos… portanto jogar la por um empate não é nenhum sacrilegio, eu faria o mesmo, ainda mais que estamos em situação confortavel na tabela vindo de uma maratona…mas tem alguns que nunca vão entender isso

        • Acho que tem mais a ver com a determinação absoluta de nos derrotar que os sardinhas jogam contra a gente, especialmente lá.

          Antes desses “6 anos” a zoação tava muito grande porque tínhamos varias vitórias a mais do que eles lá dentro, 6×0 em 94, jogo do Armeration mesmo com um time bem inferior, e eles numa fase em que estavam goleando todo mundo, e toda vez que iam jogar conosco se lascavam…
          Resolveram dar umbasta e ‘não perder mais da gente lá dentro’ mesmo que a forceps, deu certo,
          …até ontem.

      • Não casei com ideia alguma, já elogiei o time do EB quando mostrou futebol digno do elenco que tem em mãos. Mas mais vezes do que não, ele erra a mão. Algumas vitórias enganam os mais afoitos, como no caso de hoje. Não perdemos por uma sorte descomunal e um Prass inspirado. Santos jogou mais bola hoje, mesmo o Palmeiras tendo (muito) mais time. Não é sempre que vamos fazer 2 gols em 3 minutos no final do jogo: EB precisa começar a extrair mais futebol desse time, jogadores para isso, nós temos.

    • Nesse caso eu tenho que concordar e eu acho que essa vitória ficou de lição pra ele. Percebi que ele é um excelente técnico, e como bons técnicos, começa a montar um time pela defesa. E é justamente por isso que ele tá fazendo um bom trabalho. Ele não precisa jogar tanto pra frente pra esse time perigoso fazer gols. Se ele não tomar nenhum gol e alguém do Palmeiras conseguir achar um gol pela qualidade técnica, pronto, vencemos. O time ainda tá em desenvolvimento, e ele precisa evoluir a parte ofensiva, e pensar que ainda estamos em março…

    • verdade, jogou pelo empate… ficou atrás e deixou o santos ter o domínio, saiu quando tomou o gol, o santos sentiu emocionalmente o empate

  • PS: que zica do Miguel Borja, hein???
    Contra o Tucuman ele bate cruzado a bola sai rente ao poste.
    Contra o SPFW ele manda um míssel e a bola sai triscando o travessão.
    Contra o J.Wilstermann ele cabeceia para o chão e a bola quica por cima. Domina com direita e gira rápido com a esquerda e o zagueiro salva no desespero.
    E hoje… bate firme em baixo, cruzado, no contra-pé e o goleiro faz aquele milagre…
    É um baita de um centroavante. A hora que começar a entrar, vai ser um atrás do outro.

    • Sem falar o tanto que ele incomoda a zaga e abre espaço pros outros.
      Só precisa melhorar urgente o passe quando ele sai da área, chega a dar arrepios. E a forma física pra marcar saída de bola também, pois por enquanto ele tem marcado com uma preguiça…

    • Cara eu vejo que ele esta muito afoito pra meter caixa. creio que isso nao esta dando aquele ultimo fio de calma pra ele meter os golos dele. Colocava ele no banco no jogo que vem pra ele se acalmar e no outro certeza mete gol.

    • Ele chegou com o nome de contratação do ano na América do Sul, aceitemos que não vai ter um jogo que ele vai jogar livre, do mesmo jeito que não vai ter um jogo no Allianz que o adversário não venha num esquema 10-0-0. Ele consegue criar oportunidades mesmo assim, imagina quando ele se adaptar a esse tipo de marcação mais forte.

  • Apoio o Eduardo Batista. Acho que ele está montando o time muito bem de acordo com os adversários. Deu um banho no Frangério Sêmem, montou certo contra o J. Wilstermann e substituiu certo também. Mas hoje ele cometeu o mesmo erro que cometeu contra o RB Brasil quando colocou o Egidio na esquerda e puxou o Zé Roberto para o meio no intervalo. Na ocasião perdemos o meio-de-campo, fomos dominados, mas felizmente fomos premiados com um erro de saída de bola do zagueiro do RB onde acabou com o gol do Roger Guedes. Hoje novamente esta alteração fez o Palmeiras perder a posse de bola no meio e acabar com os contra-ataques. Felizmente houve tempo para corrigir o erro com a entrada do Willian, mas NÃO ENTENDI A SAÍDA DO GUERRA, visto que terminamos o 1º tempo AMASSANDO a sardinha.
    Que fase iluminada!!!!
    AVANTI VERDÃO!!!!!!!

    • Houve o EB e sua vocação para dirigir equipes pequenas. Quis colocar o Egidio para passar o Zé para terceiro volante. Ele não entendeu ainda q mue com esse elenco, ele pode e deve amassar os adversários com uma formação mais agressiva.

  • 4a feira eu elogiei muito a atuação do Eduardo, hoje ele escalou bem, mas mexeu MUITO mal no intervalo.
    Tanto que o jogo que estava bem equilibrado e disputado mudou completamente. Além de perdermos de vez o meio-campo, parece que até a confiança o time perdeu com a mexida. Corrigiu com a 3a substituição, botando o time pra cima de novo e dando moral pra equipe, mas demorou pra fazer a correção.
    Faz parte, não é sempre que vai acertar todas, o importante é que o Time está ganhando corpo e ficando cada vez mais cascudo, não se desesperando mesmo nas adversidades, tendo personalidade, e isso, além dos jogadores, se deve também ao dedo do técnico.

    Tá faltando ainda a bola parada, espero que se treine mais isso agora nessas semanas ‘de folga’, para que volte a ser a Arma Letal que vai fazer toda a diferença.

    (EDIT:) Roger Guedes, segunda vez seguida que entra bem desligadão e de repente em dois lances muda e resolve o jogo. Se já entrasse assim…

  • – Melhor jogo do campeonato até aqui
    – Prass foi um polvo hoje
    – Jean estava me dando nos nervos, mas se redimiu no final (abre o olho rapah, a sua avenida do lado direito ta dificil..)
    – Colocar Egidio no time foi para desanimar… pior jogo possivel para ele entrar, mas por sorte nao comprometeu (tanto)
    – Felipe Melo demais, q da hora… como é bom ouvir uma pessoa sincera e nao robos que tem discurso decorado. Engraçado tb q parece q ele sabia q ia tomar cartao esse jogo, e ja gastou ele logo de cara no zé ruela do LL
    – Borja me desanimou hj, demonstrou ser um cara de área APENAS, pq fora dela errou todos os passes possiveis e imaginaveis…alem de ter uma preguiça para marcar a saida de bola adversaria…espero estar enganado, mas acho que se nao mudar isso vao começar a pegar no pé dele
    – Guedes iluminado, tinham que dar o bicho para ele hj…o drible da vaca foi iluminado, tinha 2 em cima dele
    – Dudu fez o 2o jogo seguido bem abaixo…e o pior, me parece que é um protegido… nunca ele é sacado, hj o keno estava melhor que ele, mas o EB nao tira…vamos observar
    – EB se saiu bem nessa pequena maratona de 4 jogos dificeis, pelo menos a cornetaiada sossega um pouco
    – NADA PODE SER MENOR kkkkkkkk

  • Jogão!

    Pra análise, Roger Guedes, tá virando um talismã, igual o Euler. Ele tem entrado muito bem no segundo tempo.

    Eu que queria o Jailson de titular, depois de hj, não tem nem mais o que discutir.

    Pra mim tivemos dois momentos cruciais no jogo: o primeiro foi quando o técnico da Ponte Preta colocou o egidio no jogo e mandou o ze pro meio de campo. Com tantas opções , a última coisa que precisamos fazer é inventar! Aí quando o EB viu que tava fudido, então ele coloca o uniforme do Palmeiras e fala: vamos ganhar essa porra!

    Por ser mais ousado, ganhamos na casa dos caras que são fortíssimos por lá!

    Vitoria pra dar moral!

  • Será que depois de 3 vitorias e um empate (na argentina com um a menos) na sequencia mais difícil até agora vão dar paciencia pro Baptista? Ta merecendo, ganhou o jogo nas substituições

      • E a narração do ‘Jota’?!?
        ataque do Palmeiras parece que ele tá narrando o velório da mãe dele.

        Teve jogo que ele narrou que na hora que o Palmeiras fez gol eu até fiquei na duvida se comemorava ou não porque pela falta de entusiasmo parecia que o juiz ia anular o gol.

  • Fernando Prass = 9; Felipe Melo = 8; Zé Roberto = 7.5. Pra mim, esses foram os melhores hoje. Destaques: Keno e Guedes.

  • Nem o Cuca ganhou do Santos na Vila, parabéns EB! Assim ganha a confiança da torcida. Não da para falar que ele é covarde, sempre amontoa o time de atacantes quando está atrás no placar
    O Roger Guedes tem que repetir atuações como essa!

    PS: usando Cuca como parâmetro pq foi o melhor técnico do Palmeiras nos últimos 10 anos pelo menos….

    • Em pensar que tem um cara como Jailson no banco, goleiro não é preocupação para nós esse ano!! Ao contrário das situação de certos rivais

      • Exato! Vamos acreditar porque possuímos dois times completos que faz frente pra qualquer outro! O ano é esse! Amém! Avanti!

        • Eu tenho medo de o Jailson ser levado por outro time grande pq joga demais. Torço muito pro cara continuar se dando bem pq nos ajudou muito e, na reserva, é foda mostrar serviço.

          • Depois do que aconteceu ano passado e pelo Prass ter lá os seus problemas e por ser palmeirense, acho pouco provável o Jailson sair.

  • Pra mim mexeu mal, pq o time perdeu o meio de campo com a saída do Guerra e o Egídio não é jogador para jogo em que estivermos sofrendo pressão.

    Mas que teve ESTRELA, teve!!

    • Acho que errou só na alteração do Egídio. Acertou em cheio nas outras duas. Ponto positivo pro Eduardo.

    • Com as opções que temos é difícil quem entrar não resolver , se ele parar com esse medo vai longe .Pq só colocou o time pra frente por causa do gol sofrido

        • Pensando em Paulistão como teste, da pra dizer que na lateral esquerda é onde estamos mais frágeis. Se o Zé se machucar *bate na madeira*, estaremos em apuros.

          Claro que sabemos isso desde 2015…

          • Egidio é bom pra situações especificas de jogo, ou pra jogo em que dá pra arriscar botar ele de ala, com alguém fazendo a cobertura defensiva pela esquerda, achi que se algo acontecer com o Zé,tem que chegar junto do Bastos e falar “Você pode até não gostar, mas PRECISAMOS de você jogando por ali!”

    • Concordo amigo.

      O egidio é jogador pra revezar com o zé e talvez nem isso.

      Ficamos sem meio campo, e depois que ele corrigiu, aí sim começamos q jogar.

  • “A gente está acostumado a jogar em um
    caldeirão. Aqui tem oito mil só, pô. Brincadeiras à parte, foi uma
    batalha dura. Faz parte do futebol. Parabéns ao grupo que lutou
    bastante. Ganhamos os três pontos”

    Sempre fenomenal o pitbul!

  • Falei quarta-feira. O espírito do time, de não desistir já existia e se mantém. Não vi o jogo para opinar mais a fundo, mas acho muito bom esse espírito de lutar até o final sempre!

  • Linhas absurdamente distantes desde o início do jogo. Não consigo compreender como o time consegue jogar compacto em um jogo e no outro essa diferença toda.

  • Acho q tá na hora do veiga no Zé Roberto era ele que teria colocado no lugar do guerra , perdemos a criatividade

  • Se o Baptista escalar Tiago santos junto com o Felipe Melo vai mostrar a síndrome de panpers e a gente não vence no máximo empata , mas se ele manter o time a nossa chance de vitória aumenta muito.

  • Boa tarde palestrinos. A última vez que postei algo aqui foi em 2013/2014 e reparei nos meus comentários, era só xingamentos e muita indignação com o tempo turbulento daquela época. Em 2017, cá estou eu aqui de novo, feliz demais com a fase que vive nosso Palmeiras, sempre fomos gigantes, mas hoje somos melhor em tudo, em elenco, patrocínio, estádio, Socio torcedor e a inveja reina nos Rivais. Enfim, gostaria de voltar a frequentar o Verdazzo, agora com menos emoção e mais razão hehe, abraço a todos! Avanti palestra!!!

  • poxa esse foi o pre jogo mais triste desse classico que ja vi… faltou deixar claro que nada pode ser menor pelo menos umas 3x no texto kkk 🙂 acho que nao vamos perder esse ai nao, um empate em 2×2 nos deixa tranquilos e eles em panico

  • de todos os confrontos mais recentes lá na Vila, há tempos não sentia tanta confiança em vitória.

    Vitórias lá que lembro bem: 2×1 em 71 (gols de Dé e Leiva), 5×0 em 76, 1×0 em 91 (gol de falta do Evair), 6×0 em 96, 4×0 em 2004, 2×1 em 2008 (Gladiador e Léo Lima), 3×1 em 2009 (Vagner, CX e Robert), 4×3 em 2010 (3 do Robert e um do D Souza), 1×0 em 2011 (Gladiador).

    Hoje, vou “parpitar com a casa”: 2×0. Só divirjo nos algozes: Guerra e Borja.

    #AvantiPalmeiras

  • Se o medo do Eduardo Baptista não atrapalhar ,da pra ganhar esse jogo. Sem muita confiança nesse sujeito mas vamos ver oq dá

  • Santos 1 x 3 Palmeiras – Dracena e Borja (2), com Prass pegando pênalti antes do nosso terceiro gol.

  • Minha filhotinha passou aqui atrás e perguntou “q horas é o jogo?”

    Aí leu no banner e falou, “ah, é lá na Vila RIBEIRINHO”

    HAHAHHHAHAHAHHAHAHHAHAHAHHAHA

  • Ganhar do Santos hoje pode valer o título paulista, já que essa derrota deles pode bagunçar o ambiente na peixaria e como estão fora da zona de classificação pode acontecer até de não se classificarem. Nossos outros 2 grandes (?) adversários não são tudo isso então hoje é final de campeonato sim!!!