Piquerez fala da sensação de ganhar Libertadores no Uruguai

Piquerez nas comemorações do Palmeiras pela conquista da Copa Libertadores 2021.
Cesar Greco

Há seis meses no Verdão, Piquerez comentou também a preparação para o Mundial de Clubes

O lateral-esquerdo Piquerez relembra com carinho da última edição da Libertadores. Além do troféu conquistado pelo Palmeiras, o jogo que definiu o grande campeão ocorreu no estádio Centenário de Montevideo, onde assistiu a vários jogos na infância e adolescência.

“O título no Uruguai foi algo único e dificilmente voltará a se repetir”, disse o jogador que permaneceu por 119 minutos em campo no duelo frente ao Flamengo, atuando como zagueiro pela esquerda.

“Uma final de Libertadores no Centenário, em meu país, com minha família torcendo. Foi um orgulho, um sentimento muito especial de entrar para a história do Palmeiras, um clube muito grande. É um privilégio que nem todos os jogadores podem ter e estou muito feliz de ter alcançado esse título”, completou.

Contratado junto ao Peñarol no meio da temporada passada para substituir o conterrâneo Matías Viña, que foi para a Roma-ITA, o atleta soma 16 partidas pelo Verdão.

Piquerez comenta preparação para o Mundial

Concorrendo por uma vaga na equipe titular com Jorge, Piquerez reconhece a importância da estrutura do Palmeiras na preparação para o Mundial de Clubes e vê os atletas cientes das responsabilidades que carregam.

“Temos um grande objetivo agora com o Mundial de Clubes, além do Paulista, nossos objetivos a curto prazo. Estamos nos preparando para isso, estão nos dando todas as ferramentas necessárias nos treinamentos”, enfatizou.

“O clube é muito grande, temos todo o apoio das pessoas trabalhando por nós para que possamos dar nosso 100% todos os dias. Nós, como jogadores, temos esse privilégio, mas também temos de ter a responsabilidade de enfrentar todos os desafios”, enalteceu.

A estreia do Palmeiras no Mundial acontecerá no dia 8 de fevereiro, contra Monterrey, do México, ou Al Ahly, do Egito.