A incrível história de Kaduzera Show

Kaduzera Show é um cara legal. Bem nascido, sua família tem um patrimônio que lhe permite ter a melhor educação, um carro top e um Iphone topzera.

Nascido Carlos Eduardo, logo virou Kadu, com K mesmo. Cresceu, e do alto de seus 20 anos acrescentou o essencial sufixo “zera” em seu próprio nome do Whatsapp. Ele é o Kaduzera.

– E aíííí, como vai essa kaduzera?

Mas o apelido logo ficou pequeno. Um nome que se preza precisa de um sobrenome. Com a auto-estima sempre em alta – pelo menos aparentemente – anexou um singelo “Show” à sua alcunha whatsappiana. Assim surgiu “Kaduzera Show”.

Tudo dá certo para Kaduzera Show. Em sua facu top, está sempre cercado pela galera top. E fatura umas minas muito top entre uma viagem ou outra. Sempre para lugares top, claro. Topzera!

Ele não joga bola, não leva jeito. Ou talvez nunca tenha tentado. Mas no videogame, detona. Conhece todos os truques e combinações de botões possíveis.

– Como você acha que ele faz isso?
– Não sei!
– O que faz ele ser tão bom???

Na vida real, seu time é uma beleza. Vem ganhando vários campeonatos importantes e está sempre disputando títulos. A política do clube está meio bagunçada e disseram pra ele que é assim mesmo há mais de cem anos. Mas ele não se importa muito com essas coisas.

Top mesmo é ir ao estádio. Descobriu essa paixão há alguns anos, depois da reforma. Já tinha ido antes, mas não gostou muito do velho estádio. Agora, tudo mudou.

Aprendeu que se ficar atrás do gol, pode ser focalizado pelas câmeras da TV, principalmente na hora dos gols. Muito top!

Muitas vezes Kaduzera Show prefere comprar o ingresso mais caro, só pra ficar atrás do banco de reservas do seu time. Exigente, quer o time jogando como em seu videogame. Se não joga, xinga. Xinga muito! Xinga o técnico, os jogadores, até o médico. E mostra para eles, aos berros, como o time deveria estar jogando, lembrando de suas incríveis peripécias com o joystick na mão.

Kaduzera Show se sente muito bem nesses momentos, mas ele não entende muito bem por quê.

Ontem, seu time teve muitas dificuldades no campo. Jogando contra o lanterna do campeonato, a bola não entrava. O adversário, a exemplo do jogo anterior no mesmo estádio, veio com um esquema ultradefensivo que não usou contra ninguém em todo o campeonato. Mas para ele, isso não interessa: se todos ganham desse timeco, o dele tem obrigação de ganhar.

No jogo anterior, não ganhou. Kaduzera Show ficou muito bravo. No grupo de whats, arrepiou. Mostrou toda sua indignação, xingando muito. Mas ontem, foi diferente. Depois de uma pressão insaaaaana, o gol saiu aos 54 minutos do segundo tempo, no último lance. Kaduzera Show foi ao delírio. Afinal, seu time venceu. Logo, ele venceu!

Mas a euforia passou rápido. Enquanto dirigia de volta para casa, já digitava em seu Iphone os maiores impropérios contra o time, que sofreu demais para ganhar do lanterninha. Inadmissível, era jogo para ganhar, no mínimo, de 4 a 0!

***

Enquanto isso, ainda nos arredores do estádio, alguns grupos ainda comemoravam a vitória épica, bebendo cerveja nos botequinhos do entorno. Já passava de meia-noite e os lances mágicos daquela pressão final ainda eram lembrados pelos beberrões, com direito a vários exageros, gritos exultantes e risos. Nem queriam saber do campeonato, da tabela, de nada. Só importava saborear o momento.

A TV começou a passar os lances da partida, todos se aproximaram. Cantaram e vibraram, como se o jogo estivesse acontecendo de novo. O trabalho no dia seguinte ia ter que esperar um pouco, porque a noite ia ser um pouco mais longa.

Na sequência, o noticiário cortou para um acidente de trânsito, feio, no cruzamento da Henrique Schaumann com a Rebouças. Um carro cruzou o farol vermelho e acabou debaixo de um ônibus. O motorista estava distraído, no celular. Uma tragédia.

Vieram os comerciais e os amigos, no bar, voltaram a beber e rir, lembrando da partida.

*esta é uma história de ficção. Qualquer semelhança com nomes ou fatos terá sido mera coincidência.


O Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.catarse.me/verdazzo.