Abel analisa vitória sobre Al Ahly e diz que Palmeiras foi ‘competitivo e adulto’

Abel analisa vitória sobre Al Ahly e diz que Palmeiras foi ‘competitivo e adulto’.
Fabio Menotti

Abel elogiou também a festa da torcida e disse que se sentiu no Allianz Parque

O técnico Abel Ferreira aprovou o desempenho do Palmeiras na vitória por 2 a 0 sobre o Al Ahly. Em entrevistas concedidas ainda no gramado do Al Nahyan Stadium e na sala de imprensa, o treinador destacou a forma em que os jogadores entraram na partida.

“Fomos uma equipe muito adulta e competitiva. O mais importante era fazer a nossa tarefa, fazer o que era preciso para estar na final. Nosso propósito é muito claro: ganhar. Vai ser mais difícil, não sei se vamos ganhar, mas o nosso propósito é esse”, iniciou.

“Seguimos o plano, as coisas são muito claras. Mas isso é só 30%. Os 70% são coisas que não podem ser vistas, como caráter, espírito… Eu corro por ti, tu corres por mim. Foi uma vitória justa, de uma equipe que já ganhou muito, mas que também já perdeu. Estou feliz que estamos em quase todas as finais. Perdemos umas e ganhamos outras”, completou.

Abel fala dos palmeirenses presentes no estádio.
Fabio Menotti

Além de destacar a competitividade dos atletas, o comandante ressaltou outro fator que foi importante para o triunfo: a humildade.

“Sempre fui habituado a fazer mais com menos. Tornar das dificuldades, forças. O segredo para esse jogo foi ser tão humilde como eles foram contra o Monterrey. Foi assim que o Chelsea ganhou a Champions League, respeitando o adversário”, enalteceu.

“Aqui, ganhamos todos juntos, perdemos todos juntos. Amanhã, vão dizer que fizemos todas as coisas muito bem feitas. Eu gosto de ter muito equilíbrio, foi isso que fez a gente ganhar hoje, respeitando o adversário. Disse aos jogadores para competir e para ganhar”, acrescentou.

Abel fala dos palmeirenses presentes no estádio

A presença maciça dos palmeirenses no Al Nahyan Stadium, palco da semifinal, e a festa que eles fizeram no estádio mexeram com Abel Ferreira, que afirmou ter se sentido no Allianz Parque.

“Hoje, a Europa e o mundo sabem a grandeza do Palmeiras, começam a ouvir o nome do Palmeiras. Foi espetacular estar no banco e ver tudo de verde no lado contrário. Parecia que estava no Allianz Parque. Muito obrigado à família Palmeiras”, finalizou.