Campeonato Brasileiro 1979

O Campeonato Brasileiro de 1979 foi disputado por 94 clubes entre setembro e dezembro e foi dividido em três fases para se determinar os quatro semifinalistas, que fizeram a fase decisiva. Na Primeira Fase, 80 clubes que não os paulistas e cariocas disputaram 44 vagas, distribuídas desigualmente entre os grupos por critérios subjetivos.

Os 44 classificados se juntaram a 12 clubes de São Paulo e Rio de Janeiro para a Segunda Fase. Esses 56 clubes disputaram 14 vagas em oito grupos de sete clubes, que se juntaram aos dois finalistas do Brasileiro do ano anterior, Palmeiras e Guarani.

Clubes grandes da Federação Paulista – Santos, SCCP, SPFC e Portuguesa queriam entrar só na Terceira Fase, como Palmeiras e Guarani; como não foram atendidos, decidiram boicotar o campeonato.

Assim, o Palmeiras já entrou na Terceira Fase, quando grupos de 4 clubes foram formados para decidirem os semifinalistas e turno único, após apenas três partidas. O grupo do Palmeiras tinha Comercial, São Bento e Flamengo. A tabela, marotamente, marcou o jogo decisivo entre Flamengo e Palmeiras para o Maracanã, de forma arbitrária.

Tanto Flamengo quanto Palmeiras passaram de forma tranquila pelos times do interior paulista, mas o Palmeiras fez mais saldo de gols (venceu o Comercial por 5 a 1 e o São Bento por 4 a 0). Assim, apesar da enorme vantagem de decidir a vaga em casa, o Flamengo precisava vencer o jogo. Ao Palmeiras, bastava o empate.

Os dias que antecederam a partida foram de intensa pressão. O presidente do Flamengo, Márcio Braga, comprou passagens antecipadamente para Porto Alegre, pois considerava que o Flamengo ia passar fácil pelo jovem time do Palmeiras e iria enfrentar o já classificado Inter nas semifinais. A imprensa, sobretudo a rede de televisão que domina a audiência, vestiu o vermelho e preto. O Palmeiras parecia um time de Marte.

Enfim chegou o domingo e mais de 112 mil pessoas foram ao Maracanã e viram uma exibição de gala do Verdão. Jorge Mendonça abriu o placar aos 12 minutos do primeiro tempo. Precisando fazer dois gols, o Flamengo voltou dos vestiários decidido a atacar, e recebeu uma ajuda do árbitro Carlos Sérgio Rosa Martins, que inventou um pênalti em Zico aos 9 minutos, que o próprio converteu.

Aproveitando os espaços que o Flamengo deixou em sua defesa, o Palmeiras massacrou os cariocas na sequência, com mais gols: Carlos Alberto Seixas recolocou o Verdão na frente aos 24 e Pedrinho aumentou aos 31, sempre com a participação de Baroninho. O técnico Claudio Coutinho, ciente de que a vaca rubro-negra tinha ido para o brejo, colocou em campo o atacante Beijoca apenas para causar uma confusão. Depois de dar uma cotovelada em Mococa e um soco em Baroninho, foi vergonhosamente expulso.

Disciplinados por Telê Santana, nossos jogadores se limitaram a jogar bola e transformaram o baile em goleada com Zé Mário, aos 45. Quem ia para Porto Alegre era o Palmeiras, numa das maiores partidas da História do Campeonato Brasileiro.

O confronto contra o Inter foi sensacional. Era consenso que quem avançasse venceria com facilidade o outro finalista, que seria Vasco ou Coritiba. E o Palmeiras saiu na frente no Morumbi, com Baroninho abrindo o placar ainda no primeiro tempo. Jair Príncipe empatou no início do segundo tempo, mas Jorge Mendonça recolocou o Verdão na frente poucos minutos depois.

Foi quando apareceu a categoria de Paulo Roberto Falcão, em noite inspiradíssima. O volante da Seleção Brasileira comandou a virada dos colorados, com dois gols e uma presença irretocável em campo. O Palmeiras precisava vencer no Beira-Rio para avançar.

Os dois times partiram para a decisão quatro dias depois, e fizeram mais um jogaço. Jorge Mendonça carimbou de falta a trave de Benítez no primeiro tempo. Jair mais uma vez marcou, abrindo o placar para o Inter aos 3 do segundo. O Verdão não se entregou e empatou com Mococa quatro minutos depois, mantendo a disputa aberta. O Palmeiras foi para o ataque e deixou espaços, e os dois times criaram várias chances. No final, prevaleceu o placar de 1 a 1 e o Inter foi à final para vencer o Vasco com facilidade. O Palmeiras foi muito bem, deu show, mas só um podia levantar a taça, que ficou em boas mãos.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores