1
X
1

06/12/2023 - 21:30

Cruzeiro 1x1 Palmeiras

O Palmeiras é, pela décima-segunda vez, campeão brasileiro. O Verdão empatou com o Cruzeiro no Mineirão e, de forma protocolar, garantiu a conquista, que já estava com mais de 99% encaminhada após a rodada anterior.

O título assegurado veio para concluir uma das maiores remontadas da História. O roteiro deste Brasileirão parece que foi escrito por um premiado roteirista de Hollywood. A forma como o Botafogo fechou o turno para depois ser atropelado no returno, com uma virada de 4 a 3 em seu “tapetinho” como momento marcante, tendo ainda como detalhe o alívio cômico do Santos sendo rebaixado no “Brasileirão-Rei” exatamente com o gol que só Pelé não fez, é Absolute Cinema!

A partida do Mineirão foi apenas para cumprir tabela e sacramentar a conquista, qualquer que fosse o resultado, já que Atlético e Flamengo, os únicos que ainda nutriam chances aritméticas de alguma virada (com inalcançáveis diferenças de 8 e 15 gols, respectivamente), sequer ganharam suas partidas. E conforme o tempo foi passando, o jogo foi ficando mais e mais morno. O Palmeiras conduziu o prélio, digamos… em banho-maria.

O gol de Endrick com 20 minutos de jogo ainda traduziu o modo com que o Verdão jogou a maior parte do campeonato: ligado, atento, e com o menino endiabrado, esfomeado, aproveitando uma falha de Lucas Silva que lembrou a do Pitico em Montevideo.

Mas o Palmeiras não conseguiu manter a concentração e jogar bem. Nem precisava. Aos poucos, o Cruzeiro foi criando coragem para ameaçar o gol de Weverton e encontrou um caminho relativamente fácil no setor de Marcos Rocha, visivelmente desconectado.

O primeiro tempo terminou com 1 a 0 no placar, mas a sensação era de que, se algo não acontecesse no vestiário, o Verdão tomaria o empate. E logo nos primeiros minutos do segundo tempo ficou claro que a postura de churrascão de fim de ano seria a mesma.

O Cruzeiro estava preso a suas limitações técnicas e não criava chances claras de gol, embora conseguisse finalizar bastante. Abel fez o mesmo movimento da partida contra o Fluminense, colocando Artur e Flaco na dupla de ataque e avançando Mayke para a ponta, mudando o esquema para o 4-2-3-1. Não adiantou nada e o Cruzeiro seguiu mais presente no campo de ataque.

Abel então promoveu a estreia de Estevão, mais uma grande promessa de nossa base, que já colocou um título brasileiro no currículo. Mais tarde, presentearia Atuesta com a conquista, ao colocá-lo no lugar de Richard Ríos.

Nesse meio tempo, o Cruzeiro achou seu gol num chute de Nikão que desviou no calcanhar de Murilo e entrou no cantinho. Ninguém se importou. Dez minutos depois, Anderson Daronco terminou o jogo e o Palmeiras fez a festa.

Apesar do jogo morno, a alegria foi imensa. Quem acompanhou esta temporada de perto sabe o quanto este título é saboroso, já que veio em meio a uma trajetória com muitos percalços – a maioria deles evitáveis por nossa diretoria, que seguiu se escorando na competência da comissão técnica e do elenco.

Ataques constantes da imprensa, arbitragens calamitosas – e por vezes, criminosas, lesões graves e fogo amigo da própria torcida – tudo isso foi superado por nossos heróis, que não usam capas, mas envergam o manto alviverde com toda a dignidade possível. A eles, seremos eternamente gratos por mais este capítulo em nossa vasta história de conquistas.

Em 2022 terminamos o ano comemorando, desejando e projetando mais conquistas. O ano de 2023 termina do mesmo jeito. Que a rotina prossiga em 2024, de preferência com um elenco um pouco mais reforçado, para que Abel Ferreira tenha a vida um pouquinho menos complicada. Afinal, ele merece, e nós também. VAMOS PALMEIRAS!!!

Ficha Técnica

Escalação

Cruzeiro

Rafael Cabral
William
João Marcelo
Luciano Castan
Marlon
Kaiki Bruno
Ian Luccas
Fernando Henrique
Lucas Silva
Nikão
Japa
Matheus Pereira
Bruno Rodrigues
Arthur Gomes
Robert
Paulo Autuori
TÉCNICO


Primeiro tempo

8'
Palmeiras

Endrick recebeu pelo lado esquerdo, fez corte para a perna esquerda e bateu firme, meio sem ângulo, mas deu trabalho para Rafael, que espalmou para escanteio.

12'
Cruzeiro

Artur Gomes recebeu bom passe na intermediária do ataque, cortou para o meio e bateu firme de perna direita, no canto direito de Weverton, que fez grande defesa em dois tempos.

18'
Palmeiras

UUHH! Richard Ríos acionou Breno Lopes pelo meio, o camisa 19 carregou, se aproximou da área e tocou na esquerda para Endrick, que bateu de primeira para defesa de Rafael.

21'
Palmeiras

GOOOOOLLLLL DO PALMEIRAS! Lucas Silva dominou mal próximo à entrada da área, Endrick aproveitou a falha, saiu cara a cara com Rafael e tentou cavadinha; no rebote, só empurrou para o gol, sem goleiro.

23'
Cruzeiro

Bruno Rodrigues recebeu cruzamento na área, tirou de Gustavo Gómez e tentou uma bicicleta, dando muito trabalho para Weverton, que espalmou para escanteio.

24'
Cruzeiro

QUASE O OLÍMPICO! Matheus Pereira cobrou escanteio pela direita, mandou direto para o gol e deu trabalho para Weverton.

38'
Cruzeiro

QUE CHANCE! Matheus Pereira recebeu pela esquerda e tocou no meio para Fernando Henrique, que bateu com perigo, por cima do gol.

43'
Cruzeiro

DEFESAÇA! Marcos Rocha recebeu no campo defensivo e não viu a chegada de Bruno Rodrigues, que roubou a bola, conduziu em velocidade e tocou atrás para Matheus Pereira; o meia bateu firme para grande defesa de Weverton.

48'

Pouco exigido, Anderson Daronco encerrou a primeira etapa.


Segundo tempo

O Palmeiras voltou para a segunda etapa sem alterações na escalação.

18'

CARTÃO PRA ELE! Ríos foi driblado, parou o jogo com falta e tomou amarelo.

21'
Palmeiras

QUE JOGADA! Veiga recebeu no campo defensivo, percorreu quase o campo inteiro, chegou na entrada da área, descolou lindo drible e bateu para o gol, com muito perigo, para grande defesa de Rafael, que espalmou para escanteio.

22'
Palmeiras

Raphael Veiga cobrou escanteio pela direita e achou Gustavo Gómez na entrada da pequena área; o paraguaio cabeceou com perigo, mas Rafael pegou.

24'

Saíram: Endrick e Breno Lopes
Entraram: Flaco López e Artur

30'
Cruzeiro

Robert recebeu pelo meio, ajeitou para a perna esquerda e bateu de longe, com perigo, mas a bola saiu à direita de Weverton.

32'

Saíram: Zé Rafael e Mayke
Entraram: Fabinho e Estevão

34'
Cruzeiro

Gol do Cruzeiro. Após cobrança de escanteio curto, Matheus Pereira trouxe para o meio e tocou atrás para Nikão, que bateu rasteiro, no cantinho esquerdo de Weverton.

40'

Saiu: Richard Ríos
Entrou: Atuesta

50'

ACABOU! É CAMPEÃO! Anderson Daronco apita e o Palmeiras é campeão brasileiro pela 12ª vez,



Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Seguindo a tradição, em noite de título é DEZ PRA TODO MUNDO!
10
Marcos Rocha
10
Gustavo Gómez
10
Murilo
10
Mayke
10
Estêvão
10
Richard Ríos
10
Atuesta
10
Raphael Veiga
10
Zé Rafael
10
Fabinho
10
Vanderlan
10
Endrick
10
Flaco López
10
Breno Lopes
10
Artur
10
Abel Ferreira
Abel Ferreira
10




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *