1
X
0

Palmeiras 1x0 CruzeiroCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras jogou bem, venceu o Cruzeiro e chegou à vice-liderança do Brasileirão ao final do primeiro turno. Depois de um começo vacilante, o time se acertou em campo e dominou completamente o time mineiro. O placar ficou barato.

O Verdão reduziu para apenas 2 a vantagem de vitórias do Cruzeiro nos confrontos diretos. E Rogério Ceni, somando as carreiras de jogador e treinador, segue com 0% de aproveitamento no Allianz Parque.  O domingo será de sorrisos para a torcida do Verdão.

Primeiro tempo

5'
Cruzeiro

Pedro Rocha bateu da entrada da área e Weverton rebateu para o lado; ninguém chegou na proteção e David teve a chance cara a cara de abrir o placar, mas Weverton explodiu como um goleiro de handebol e abafou. Excepcional defesa.

10'
Palmeiras

Felipe Melo apoiou, tabelou com Gustavo Scarpa e bateu da entrada da área; a bola saiu sem muita força à direita de Fábio.

19'
Palmeiras

Felipe Melo lançou longo para Dudu na direita; a jogada saiu e o cruzamento veio por baixo; Luiz Adriano e Willian chegaram um pouquinho atrasados para escorar – era gol certo.

33'
Palmeiras

Só dava ele: Felipe Melo avançou e arriscou chute de longe, para fora.

45'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Dudu abriu na direita para Marcos Rocha, que cruzou por baixo; Willian e Luiz Adriano brigaram por baixo e a bola saiu do camisa 10 chegando limpa para Bruno Henrique, que executou Fábio e abriu o placar.

Depois de criar pouco apesar de amplo domínio, o Verdão achou o gol na insistência no último minuto e levou uma vantagem importante para o vestiário. Rodolpho Toski Marques encerrou o primeiro tempo após 3 minutos de acréscimo.


Segundo tempo

7'
Palmeiras

Dudu arrancou, levou falta de vencida e cruzou rasteiro; Luiz Adriano mais uma vez chegou um pouco tarde e Fábio ficou com ela.

9'
Palmeiras

Depois de saída errada do Cruzeiro, Luiz Adriano ganhou e a bola ficou com Willian, de fora da área ele viu Fábio fora do gol e tentou mandar por cima, mas Cacá, muito alto, tirou de cabeça. A bola parecia ter o endereço.

11'
Palmeiras

Depois de boa jogada de Diogo Barbosa pela esquerda, Dudu aparou o cruzamento e bateu cruzado, por baixo, mas Fábio encaixou.

21'
Palmeiras

No contra-ataque, Bruno Henrique ligou com Gustavo Scarpa, que esticou para Dudu, que ficou mais uma vez em Fábio. Só dava Palmeiras.

26'

Mano mexeu pela primeira vez, trocando Luiz Adriano, um pouco cansado, por Borja.

32'

Zé Rafael entrou no lugar de Willian, para começar a cadenciar mais o meio-campo enquanto o relógio andava.

34'
Palmeiras

Zé Rafael recebeu lindo lançamento de Felipe Melo, dominou, aplicou o lençol em Cacá na entrada da área e foi claramente tocado quando chegaria de frente com Fábio. O VAR foi acionado e disse que não foi nada, de maneira absurda. O juiz de campo sequer checou no monitor.

38'

Lucas Lima entrou no lugar de Gustavo Scarpa.

42'
Palmeiras

Pela direita, Zé Rafael enxergou uma brecha e arriscou o chute cruzado – ela fez a curva para fora e saiu à direita – se o efeito fosse para dentro, era caixa.

45'
Palmeiras

Com o controle do jogo, o Verdão só descia na boa. Dudu pedalou em cima de Egídio, foi ao fundo e cruzou por baixo, mas Fábio se arrojou no chão e evitou o segundo do Verdão.

Aos 49, Rodolpho Toski Marques, cuja arbitragem só foi estragada pelo pênalti sonegado ao Palmeiras, terminou o jogo.



Ficha Técnica

Cruzeiro

Fábio
Orejuela
Cacá
Léo
Rafael Santos
Egídio
Henrique
Ederson
David
Thiago Neves
Marquinhos Gabriel
Pedro Rocha
Fred
Sassá
Rogério Ceni
TÉCNICO


Fim de jogo

Contra um adversário em crise, o Palmeiras fez sua obrigação com algumas sobras. O placar pode ter sido apertado, mas o jogo foi tranquilo e a vitória veio naturalmente.

Os buracos à frente da zaga na recomposição defensiva ainda foram vistos, mas menos vezes que no jogo anterior; o sistema parece ter evoluído. Na frente os jogadores estão mais próximos e as jogadas saem na base da técnica. Com entrosamento, tende a melhorar.

Já estivemos melhor na tabela, mas a pontuação do fim do turno ficou a apenas dois pontos do idealizado. Mesmo com toda a turbulência, o Verdão fechou a primeira metade com sua  maior pontuação dos pontos corridos, mais do que em 16 e 18, quando conquistou os troféus. Estamos vivos e fortes. Que venha mais evolução no segundo turno e VAMOS PALMEIRAS!