Bicampeão da Libertadores, Marcos Rocha lidera ranking de desarmes nas últimas edições do torneio

Marcos Rocha durante jogo-treino do Palmeiras contra a Portuguesa, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Aos 33 anos, Marcos Rocha disputará a Libertadores pela décima vez seguida em 2022

Conhecido por ser um lateral ofensivo, Marcos Rocha vem demonstrando através dos números que também consegue boas performances defensivas. Nesta quarta-feira, a Conmebol divulgou em seu perfil oficial no twitter os jogadores que mais desarmaram nas últimas cinco edições de Libertadores.

Com 111 roubos de bola, Marcos Rocha, único brasileiro presente na lista, lidera o quesito, seguido pelos argentinos Enzo Perez, Montiel, Nacho Fernandez e Iván Marcone.

As estatísticas do camisa 2 na competição continental também se observam dentro do Brasileirão. De acordo com o aplicativo SofaScore, Rocha soma 398 recuperações nos últimos cinco campeonatos Brasileiros – segundo colocado, atrás apenas de Patrick, contratado em 2022 pelo SPFC.

O camisa 2 liderou o elenco palmeirense com 130 desarmes e foi o vice-líder em 2021, com 78.

Marcos Rocha disputará sua 10ª Libertadores seguida

Um dos jogadores mais experientes do plantel, Rocha, ao entrar em campo pelo Verdão na Libertadores 2022, jogará a competição pela décima vez seguida. Em toda a história do torneio, desde seu início em 1960, o lateral é o jogador brasileiro que mais disputou a competição em sequência, sendo três vezes campeão.

No geral de participações, o jogador empatará em números com Danilo, que atuou nos rivais SCCP e SPFC; e com Jean, campeão Brasileiro pelo Palmeiras em 2016 e 2018 e que também atuou por Fluminense e SPFC, todos com 10 aparições.

Contratado em 2018 junto ao Atlético-MG, o camisa 2 iniciará sua quinta temporada pelo Palmeiras. Aos 33 anos, Marcos Rocha acumula 181 jogos com a camisa palmeirense, sete gols marcados e cinco troféus levantados.