Podcast: Periscazzo (31/10/2017)

O empate contra o Cruzeiro e a tensão crescente na semana do Derby mais importante deste século.

Participe dos programas, ao vivo. Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/pagina.verdazzo

Aqui, o feed para os agregadores: https://verdazzo.com.br/feed/podcast/. E aqui, o link para apoiar o Verdazzo e se tornar um padrinho do site: http://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Ao contrário da maioria, sempre pensei que a nossa prioridade deveria ter sido o Brasileirão, infelizmente isso não ocorreu e fomos perdendo uma disputa atrás da outra (Paulista, Copa do Brasil e a tal Libertadores), hoje fazendo uma análise mais aprofundada do que ocorreu ao longo do Brasileirão, podemos dizer que o Deca seria nosso com relativa facilidade se tivéssemos levado a sério este campeonato… Mas, graças aquelas voltas que são costumeiras no futebol estamos de novo na briga e aí e que eu não concordo com esse papo de foco no G4, mesmo entendendo que pode fazer parte de uma estratégia, enfim, o que vale agora e lutarmos sim pelo Deca e restabelecermos de vez nossa hegemonia no futebol brasileiro, para depois sim, também priorizarmos a Libertadores, mas nunca como um torneio mais importante que o Brasileirão… AVANTE VERDES!

    • “restabelecermos” não, amigo. A hegemonia é nossa! Somos, sozinhos, líderes em conquistas nacionais

    • Eu também sempre fui a favor de priorizar o Brasileirão, por um motivo muito óbvio. A principal característica que um time precisa ter para vencer esse tipo de competição (pontos corridos) é a regularidade e para isso, ter o melhor elenco é fator primordial. Logo, seríamos os favoritos e estamos vendo que isso é verdade a cada rodada. Se não tivéssemos abrido mão no início, hoje seríamos líderes.

  • sobre o Egídio: pra compor elenco tá ótimo. nosso erro é termos apenas ele disponível no momento. Confiamos demais na saúde do ZR

  • Não pude acompanhar ontem, mas concordo plenamente com a sua visão de jogo, o Cru jogou muito e teve méritos no seus gols, quanto a postura do Palmeiras mostra que as cornetas ao Cuca estavam certas, ele voltou sem tesão em trabalhar e com um esquema montático.