Após cinco rodadas, panorama do futebol brasileiro sugere um 2018 verde

PalmeirasA torcida do Verdão está em lua-de-mel com o time. A nuvem negra que parecia ter estacionado sobre o clube no ano passado rapidamente se dissipou com o início dos trabalhos de Roger Machado. O time evolui de forma muito interessante em campo e os resultados apareceram muito rápido.

No Campeonato Paulista, o Palmeiras é o líder absoluto após cinco rodadas, com 100% de aproveitamento. Tem o melhor ataque e a melhor defesa. Individualmente, nossos atletas lideram quase todas as estatísticas do campeonato.

A estrutura proporcionada à equipe é fantástica; e sempre melhorando – ontem foi divulgada uma nova parceria com uma empresa que vai fornecer mais tecnologia para o departamento de análise de desempenho. Nosso treinador pode se dar ao luxo de abrir mão de atletas como Moisés e Edu Dracena, que precisam de mais atenção no preparo físico no início de temporada, porque tem outros atletas no elenco que suprem suas ausências.

O que aumenta ainda mais o otimismo é olhar para os possíveis adversários pelo Brasil e ver que todos têm problemas – alguns muito sérios. Vamos dar uma rápida olhada, superficial, nas outras grandes camisas do futebol brasileiro:

Fluminense Perdeu todos os seus principais atletas, não teve nenhuma reposição à altura e mais uma vez recorre à base e a gringos que falam espanhol de procedência duvidosa.

BotafogoAcordou do sonho de 2017 e voltou à realidade: um time sem nenhuma qualidade, agora treinado pelo ex-auxiliar do ex-auxiliar. O raio não caiu no mesmo lugar de novo e o trabalho é fraco.

InternacionalAinda se recupera do trauma da Série B com um time cujo maior astro é o eterno D’Alessandro e a esperança de gols alterna entre Damião e Pottker.

SPFCTroca de jogadores como quem troca de lingérie. A diretoria se esconde atrás de ex-ídolos, o time não tem identidade alguma e mesmo com ingressos baratos o Morumbi voltou a ficar vazio.

Atlético-MGA administração das trocas no elenco nesta janela foi muito duvidosa. Perdeu totalmente a pré-temporada ao apostar em Oswaldo para demití-lo no começo de fevereiro. Está muito atrasado.

SantosDepois de três anos, a base do time foi desmontada. Bruno Henrique tem uma lesão séria no olho e a esperança é num moleque que se preocupa mais com as sobrancelhas do que com jogar bola.

VascoFaz um começo de temporada consistente – mas a qualidade do elenco e o pesadelo eterno na política interna não permitem sonhos muito altos.

SCCPPerderam os dois jogadores mais importantes do time e não conseguiram reposição. Situação financeira segue dramática e o presidente recém-eleito é suspeito de fraudar o processo.

GrêmioAinda não começou a temporada, vem jogando com o time B enquanto os titulares descansam do final de ano puxado. Luta para manter Arthur e Luan, pilares da conquista da América. Se perdê-los, cai muitos degraus.

FlamengoMudou pouco em relação ao ano passado mas parece ter poucas ambições – os bons resultados no risível Campeonato Carioca tiram o foco da inércia do comando. A falta de estádio próprio segue sangrando os cofres do clube.

CruzeiroDe todos os adversários, é o que tem mostrado o melhor futebol. Mas a administração financeira, segundo relatos, é uma bomba-relógio. E ainda por cima tem o Egídio como titular.

Vamos com calma…

É claro que alguns desses clubes também tem muitos pontos fortes, sobretudo os que foram posicionados mais abaixo na lista. E nós também temos nossos problemas que ainda precisam ser resolvidos.

Sabemos que no futebol as coisas mudam muito rápido. Às vezes, basta um fato novo para desencadear uma cadeia de eventos negativos difícil de reverter. E o inverso, para os adversários, também é verdadeiro.

E, mais importante que tudo, sabemos que futebol se resolve lá dentro do campo.

Mas que as coisas parecem estar muito favoráveis a um ano plenamente verde, isso parece. Se você fosse um torcedor de outro time e fosse apontar superficialmente os pontos fracos do Palmeiras, como fizemos acima, eles provavelmente não existiriam.

Conhecemos nossos problemas porque acompanhamos o Palmeiras de perto. É perfeitamente possível pontuar que eles são mais administráveis do que os de qualquer outro clube mencionado. Após as cinco rodadas iniciais, sem subir no salto, podemos nos dar o direito de sonhar alto com 2018.

Bom carnaval a todos.


Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.padrim.com.br/verdazzo