Após cinco rodadas, panorama do futebol brasileiro sugere um 2018 verde

PalmeirasA torcida do Verdão está em lua-de-mel com o time. A nuvem negra que parecia ter estacionado sobre o clube no ano passado rapidamente se dissipou com o início dos trabalhos de Roger Machado. O time evolui de forma muito interessante em campo e os resultados apareceram muito rápido.

No Campeonato Paulista, o Palmeiras é o líder absoluto após cinco rodadas, com 100% de aproveitamento. Tem o melhor ataque e a melhor defesa. Individualmente, nossos atletas lideram quase todas as estatísticas do campeonato.

A estrutura proporcionada à equipe é fantástica; e sempre melhorando – ontem foi divulgada uma nova parceria com uma empresa que vai fornecer mais tecnologia para o departamento de análise de desempenho. Nosso treinador pode se dar ao luxo de abrir mão de atletas como Moisés e Edu Dracena, que precisam de mais atenção no preparo físico no início de temporada, porque tem outros atletas no elenco que suprem suas ausências.

O que aumenta ainda mais o otimismo é olhar para os possíveis adversários pelo Brasil e ver que todos têm problemas – alguns muito sérios. Vamos dar uma rápida olhada, superficial, nas outras grandes camisas do futebol brasileiro:

Fluminense Perdeu todos os seus principais atletas, não teve nenhuma reposição à altura e mais uma vez recorre à base e a gringos que falam espanhol de procedência duvidosa.

BotafogoAcordou do sonho de 2017 e voltou à realidade: um time sem nenhuma qualidade, agora treinado pelo ex-auxiliar do ex-auxiliar. O raio não caiu no mesmo lugar de novo e o trabalho é fraco.

InternacionalAinda se recupera do trauma da Série B com um time cujo maior astro é o eterno D’Alessandro e a esperança de gols alterna entre Damião e Pottker.

SPFCTroca de jogadores como quem troca de lingérie. A diretoria se esconde atrás de ex-ídolos, o time não tem identidade alguma e mesmo com ingressos baratos o Morumbi voltou a ficar vazio.

Atlético-MGA administração das trocas no elenco nesta janela foi muito duvidosa. Perdeu totalmente a pré-temporada ao apostar em Oswaldo para demití-lo no começo de fevereiro. Está muito atrasado.

SantosDepois de três anos, a base do time foi desmontada. Bruno Henrique tem uma lesão séria no olho e a esperança é num moleque que se preocupa mais com as sobrancelhas do que com jogar bola.

VascoFaz um começo de temporada consistente – mas a qualidade do elenco e o pesadelo eterno na política interna não permitem sonhos muito altos.

SCCPPerderam os dois jogadores mais importantes do time e não conseguiram reposição. Situação financeira segue dramática e o presidente recém-eleito é suspeito de fraudar o processo.

GrêmioAinda não começou a temporada, vem jogando com o time B enquanto os titulares descansam do final de ano puxado. Luta para manter Arthur e Luan, pilares da conquista da América. Se perdê-los, cai muitos degraus.

FlamengoMudou pouco em relação ao ano passado mas parece ter poucas ambições – os bons resultados no risível Campeonato Carioca tiram o foco da inércia do comando. A falta de estádio próprio segue sangrando os cofres do clube.

CruzeiroDe todos os adversários, é o que tem mostrado o melhor futebol. Mas a administração financeira, segundo relatos, é uma bomba-relógio. E ainda por cima tem o Egídio como titular.

Vamos com calma…

É claro que alguns desses clubes também tem muitos pontos fortes, sobretudo os que foram posicionados mais abaixo na lista. E nós também temos nossos problemas que ainda precisam ser resolvidos.

Sabemos que no futebol as coisas mudam muito rápido. Às vezes, basta um fato novo para desencadear uma cadeia de eventos negativos difícil de reverter. E o inverso, para os adversários, também é verdadeiro.

E, mais importante que tudo, sabemos que futebol se resolve lá dentro do campo.

Mas que as coisas parecem estar muito favoráveis a um ano plenamente verde, isso parece. Se você fosse um torcedor de outro time e fosse apontar superficialmente os pontos fracos do Palmeiras, como fizemos acima, eles provavelmente não existiriam.

Conhecemos nossos problemas porque acompanhamos o Palmeiras de perto. É perfeitamente possível pontuar que eles são mais administráveis do que os de qualquer outro clube mencionado. Após as cinco rodadas iniciais, sem subir no salto, podemos nos dar o direito de sonhar alto com 2018.

Bom carnaval a todos.


Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Bons ventos para esse ano de 2018 !!!! Acredito que será um ano de conquistas importantes para o nosso Palestra!! AVANTI !!!

  • muuuuuuuita calma… ainda temos que ver como vai ser quando resolverem ajudar o cheirinho e os gambas… apito conta muito em mata-mata…

    • ae conrado acho que encontramos o ponto fraco do time… essa parcela da torcida que nem com 100% de aproveitamento, para de cornetar… ta osso

    • Ontem o São Bento demonstrou como o bicho pega de verdade. Vamos confiar no time amigo. Volto a ser repetitivo: – este time do sccp só foi campeão ano passado brasileiro porque teve ajuda do famoso apito amigo.

  • Este é um cenário absolutamente inimaginável há alguns anos.

    Tudo mudou com o advento do Allianz e da gestão PN.

    Mas é bom lembrar que as mudanças importantes do estatuto (como os 3 anos de gestão para o presidente, separação do clube social e redução dos vitalícios) continuam fora das votações.

    O Palmeiras já provou que dentro de campo é capaz de se erguer e se impor contra qualquer time. Nenhum deles causam sustos. E se estivermos bem estruturados então, é quase covardia.

    A arbitragem pode nos tirar um título aqui ou ali. Mas não consegue tirar todos. A história mostra claramente.

    O único adversário capaz de nos derrubar mora no quintal de casa: a política.

  • Esta tudo muito bom tudo tranquilo, mas se tomar uma sapatada hoje como já aconteceu volta tudo de novo, e a crise se instala

  • Gambás, que nunca podem ser menosprezados; Cruzeiro, que tem um bom treinador e um elenco razoável; Flamerdense, que parecem estar sentindo o cheirinho de novo e Boca Juniors, por tudo que envolve a Libertadores, serão nossos adversários esse ano.

    Anotem aí:

    Paulista: Palmeiras Campeão, com os gambás de vice;

    Copa do Brasil: Palmeiras Campeão, Flamerdense vice;

    Brasileirão: Palmeiras campeão, Cruzeiro vice;

    Libertadores: Palmeiras campeão, Boca vice;

    Mundial: Ainda não sei quem será o vice.

  • muito legal a análise.

    muito menos pelo enaltecimento de nossa condição e muito mais pela objetividade com que olhou o panorama; ainda que admitindo tratar-se uma avaliação “superficial”.

    o fato é que a reestruturação financeiro administrativa gerencial realizada desde 2013 leva o clube a um desnível muito forte em relação aos outros.

    Daí que, para manter e acentuar o desnível, é vital que o processo continue caminhando e.g., a recente adição de uma nova solução pra análise de desempenho — li nalgum lugar que é o mesmo pacote usado pela seleção alemã. Alguém confirma?

    lembro bem do #VoltaPresidaPN comentando em campanha que “um clube bem estruturado sempre disputará títulos”. Verdazzo traduz o “sempre disputará títulos” como “ser protagonista”.

    Que assim seja.

    #VamosPalmeiras

  • Estamos com pés no chão, pensando jogo por jogo. Seguindo fortes no treinamento e que entenda a filosofia de trabalho do treinador. É questão de tempo para gritamos – “É Campeão” – que venha a Tríplice Coroa e Libertadores 2018. Feliz Carnaval!!

  • Vamos Palmeiras! Temos que transformar essa superioridade em títulos! Mas sem esse negócio de obrigação e sem muita pressão. O aprendizado do ano passado ainda está fresco em nossas memórias

  • Respeito os clubes do interior pelo esforço q fazem na disputa do campeonato…. Mas nesse começo de ano eu só penso no jogo contra os gambás #chegalogodia24

  • As análises do texto sobre os rivais foram muito bem empregadas, principalmente a do SPFW.
    O trabalho do Roger Machado está me deixando otimista, já deu pra notar uma evolução nos últimos jogos, além de estar administrando bem o elenco. E ainda temos 4 jogadores que ainda nem estrearam e têm pleno potencial de serem titulares.

  • Grande parte do assunto esta ligado ao poderio financeiro. É verdade que nao tudo, mas quando a gente nao nao tem dinheiro nenhum, e nós passamos por isso no inicio da gestao do Paulo Nobre, falta desde dinheiro para pagar a conta de luz até softwares equatiorianos se bem entendem. O adversário é o Flamengo. Eles são como os gambas porque dispoe da midia e tem massa critica, leia-se torcida. Com um pouco de organização eles surfam uma onda gigante. Quanto a nós estamos muito bem obrigado. Eu acho, entretanto, que estamos jogando muito dinheiro fora. Casos como o de Eric, Luan, Juninho e me desculpem, o proprio Borja, custaram muito, muito, muito. Claro que agora é fácil falar. Quem nao queria o Guerra? Quem nao queria o Deyverson? Nao acho que clube de futebol é banco, mas acho que se a gente tiver um pouco mais de folego e um pouco de sorte…a gente pode, de verdade, espanholizar o futebol brasileiro…com a gente la no topo. Quem diria isso há cinco anos atras?

  • Cruzeiro e Gremio (Flamengo pode evoluir) são os nossos maiores rivais no sentido de qualidade esse ano.

  • Conrado concordo com você. Temos um belo ano pela frente. O importante é sermos protagonista em todos os campeonatos que disputarmos, assim as vitórias e campeonatos virão. Com este panorama, acho que precisamos pensar fora da caixinha. O que eu quero dizer é fazermos mais e mais para aumentarmos a distância para nossos concorrentes. Saímos na frente, temos estádio, torcida, patrocinador de porte, centro de excelência moderníssimo. Nenhum outro clube no Brasil tem o que temos, precisamos nos espelhar em clubes europeus para sermos mais fortes ainda, explorar o nome do Palmeiras, como times fortes pelo mundo o faz. Agregar novas receitas ainda inexploradas, estarmos sempre antenados do que ocorre no mundo, pois no Brasil nós somos a referência, então temos que olhar para fora. Sem soberba, apenas constatação dos fatos.

  • Estou ansioso para ver o derby. O jogo é lá. Precisamos ganhar aquele jogo porque o derby destrói quem perde. O resto é perfumaria. Se ganharmos e nos impormos, a certeza se enraizara de forma que será difícil realmente se equiparar a nós. Lembrando que jogar lá com Andres Sanches significa mais pressão sobre os homens do apito. Mas o trator vai passar por cima, acreditem, não tem pra ninguém esse ano.

  • Se fosse prever o resultado de algum campeonato que Verdao vai disputar esse ano, seria Brasileiro. Tenho plena certeza que seremos Campeões Brasileiros.

    As demais disputas sempre terminam em Mata – Mata, fica difícil prever. Apesar que mesmo nessas competições (sendo bem realista) o Palmeiras é favorito contra qualquer adversário nas Américas.

    Isso não é soberba, é apenas uma constatação. Todos trabalharam muito para atingir esse nível, isso não deve ser motivo de vergonha, e sim de orgulho.

  • Muito boa analise neste momento do ano. Para o Brasileiro, como eh um campeonato de pontos corridos, realmente considero o Palmeiras o favorito e o Cruzeiro e Flamengo querendo chegar perto. Nos mata matas, eh sempre mais dificil. Um pequeno erro pode comprometer o trabalho de um ano todo.

    Sempre gostei da frase do PN “Nao posso prometer que seremos campeoes, mas sim que seremos protagonistas”. Nosso protagonismo na segunda metade desta decada eh realmente incrivel. 2018 tem tudo para ser um dos melhores anos da nossa historia

  • Com certeza o início de ano é animador, mas é só o inicio .
    Nosso maior problema vai ser conter o oba oba da imprensa e nossa torcida que cai nesta armadilha .
    Derrotas virão, devem ser encaradas normalmente e o trabalho deve ser mantido.
    Ainda acho que nossa prioridade neste ano é o Brasileiro, pois temos o melhor elenco do Brasil com certeza.
    Agora é hora de rodar o elenco, para que todo mundo esteja inteiro a partir de 01/03, quando o bicho vai pegar com inicio da Libertadores e depois do Brasileiro em abril.
    E que o Pitbull continue na coleira apenas jogando futebol, pois isso ele sabe muito.

  • To gostando da evolução do Time só sinto falta de um pouco mais de gana, força, raça para ir ao ataque.

  • Nossos maiores rivais na liberta são Cruzeiro, Grêmio, River e Boca na minha opinião…..no Brasileiro se não ficar com palhaçada de ficar jogando com time todo reserva dificilmente perderemos….Copa do Brasil não sei como o Palmeiras vai fazer se joga time misto ou não….a grana é muito alta se ganharmos…..de qualquer forma temos chance de fazer história este ano….o Mundial seria a cereja do bolo…..só manter o foco e rodar bem o elenco que teremos um ano espetacular……

  • É, mas depois de 2014, eu prefiro deixar esse oba-oba, por menor que seja, pro outro lado do muro. Vamos fazer nosso trabalho de forma humilde e focados que teremos mais chances de alegria.

      • Pensar que nossa superioridade de bilheteria, elenco, etc, significa que já ganhamos dos times citados antes mesmo de entrar em campo. Entendo a alegria e os tópicos apresentados, mas prefiro me resguardar.

  • “Se você fosse um torcedor de outro time e fosse apontar superficialmente os pontos fracos do Palmeiras, como fizemos acima, eles provavelmente não existiriam.”

    É por isso que a frase mais usada do Brasil no momento é “O palmeiras não tem mundial.”

    Faltam argumentos a eles.

    • E crefisa. Os rivais e os jornaleiros de plantão não tiram o nome da nossa patrocinadora da boca. Eles aumentam ainda mais o retorno do investimento de marketing da crefisa. São uns idiotas!

  • É, sem dúvida, um início promissor.
    Ainda quero esperar mais um pouco para ver nossos zagueiros jogarem a Libertadores e ter uma opinião formada sobre este setor do time.
    O Cruzeiro realmente será o nosso grande rival neste ano…