Taça Brasil 1964

A Taça Brasil de 1964 foi disputada por 22 clubes entre os meses de julho e dezembro. A chave foi montada de forma a privilegiar os campeões estaduais dos estados considerados mais importantes.

O campeão do ano anterior (Santos) foi posicionado para enfrentar o campeão da fase preliminar centro-sul, que acabou sendo o Atlético-MG. Participaram desta fase o Rio Branco-ES, o Goytacaz-RJ, o Vila Nova-GO, o Cruzeiro do Sul-DF, o Grêmio Maringá-PR, o Metropol-SC e o Grêmio.

O campeão baiano (Flu de Feira) esperou pelo vencedor da fase preliminar norte-nordeste, que foi o Ceará. Participaram desta fase o Náutico, o Alecrim, o Campinense, o Confiança, o CSA, o Paysandu, o Nacional-AM, o River-PI e o Maranhão.

O Ceará passou pelo Flu de Feira e qualificou-se para enfrentar, numa das semifinais, o campeão da Guanabara – o Flamengo. O Santos eliminou o Atlético-MG e posicionou-se para enfrentar o campeão paulista, o Palmeiras, no início do mês de novembro.

O Verdão não vivia uma boa fase. Jogando o segundo turno do campeonato paulista apenas para cumprir tabela, já que, a oito rodadas do fim, só uma enorme combinação de resultados daria o bicampeonato estadual, o time depositou todas as esperanças de título na Taça Brasil.

Sob o comando de Mario Travaglini, que havia assumido havia menos de dois meses, o Palmeiras acabou derrotado na partida de ida por 3 a 2, em partida muito disputada – Ademar Pantera chutou na trave o pênalti que estabeleceria o empate aos 43 minutos do segundo tempo.

Filpo Nuñez foi contratado logo depois, e os dois times se encontraram pelo Campeonato Paulista. O Palmeiras venceu também por 3 a 2, embora a partida não tivesse mais importância para o Verdão – mas ao menos deu esperanças de que o time poderia reverter a vantagem do Santos no campeonato nacional.

Mas a noite de 10 de novembro não foi feliz para o Verdão. O jogo seguia disputado até os 12 minutos do segundo tempo, quando Pepe abriu o placar para o Santos. O time do Palmeiras se descontrolou; Ferrari acabou expulso dois minutos depois após fazer falta forte em Zito, e o Santos deslanchou no placar, chegando a 4 a 0. O time praiano foi à final contra o Flamengo e venceu facilmente.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores