Felipe Melo: um imponente pitbull na coleira ou uma granada sem pino?

Felipe Melo
Cesar Greco / Ag.Palmeiras

O Palmeiras alcançou a quarta vitória em quatro jogos ao vencer o Bragantino neste domingo e segue liderando o Paulistão, com 100% de aproveitamento. Tão bom quanto os resultados é a tão sonhada evolução do grupo, finalmente presente após um ano inteiro de espera. A dupla de zaga surpreende positivamente; os laterais ainda estão se encontrando. Willian e Keno são realidades, Dudu desenferrujado é um monstro e Lucas Lima parece perfeitamente ambientado. Tchê Tchê e Borja lutam contra a irregularidade técnica, embora taticamente estejam perfeitos. O grupo parece muito homogêneo – nivelado, por cima.

Nesse crescimento todo, um jogador está se destacando além do esperado: Felipe Melo. Envergando a supostamente amaldiçoada camisa 30 que tanto desgosto nos trouxe nos últimos anos, o veterano parecia fadado a repetir as trajetórias de fracasso de quem a vestiu depois que a numeração dos jogadores passou a ser fixa, há pouco mais de dez anos.

De fato, 2017 foi um ano ruim para Felipe Melo. Desde que foi anunciado como reforço do clube, há pouco mais de um ano, usou e abusou das redes sociais e de declarações polêmicas para tentar cativar a predileção de nossa torcida. De parte dela, conseguiu.

Talvez Felipe Melo tenha sido o volante com melhor desempenho do elenco em 2017, mas mesmo assim ficou devendo. Na verdade, a avaliação mais adequada seria “menos ruim”. Apesar de momentos técnicos interessantes, o time não encaixou como necessário e parte disso se deve ao ambiente conturbado pelo qual ele foi um dos grandes responsáveis.

Uma granada sem pino?

Felipe Melo
Reprodução

Felipe Melo forçou demais a barra para se tornar um ídolo. Em vez de focar na bola e se tornar um ídolo naturalmente, buscou a popularidade de forma artificial. Os episódios polêmicos se sucederam: desde que chegou chegando de helicóptero, fazendo cara de mau, até sua reintegração após passar mais de um mês treinando em separado, tivemos episódios em que ele prometeu dar tapa na cara de uruguaio, mas com responsabilidade. Poucas semanas depois, deu soco na cara de uruguaio sem responsabilidade alguma.

Antes de trocar cusparadas com Clayson no último Derby do ano, em Itaquera, Felipe Melo brigou com Roger Guedes, fez vídeo apoiando político, tomou umas champanhes a mais e prometeu rasgar Cuca no meio, chamando-o de covarde e mau-caráter num áudio “vazado”. Para piorar, ofereceu-se ao Flamengo durante o afastamento.

Felipe MeloEste episódio foi o mais grave de todos. Aparentemente premeditado para fritar o treinador, com quem viveu seu pior momento técnico, o áudio que causou-lhe o exílio surtiu o efeito desejado: dois meses depois, Cuca foi demitido e Felipe Melo, reintegrado, venceu a queda-de-braço.

É difícil quantificar o grau de relação entre todos esses imbróglios e o fracasso na busca por títulos em 2017, mas é mais difícil ainda isentar Felipe Melo.

Tudo isso fez com que o volante dividisse opiniões de forma acalorada entre a torcida. Ninguém lhe ficou indiferente. Com sua personalidade forte e com o esforço midiático que fez, cativou uma legião de fãs perigosamente incondicionais. Outra porção da torcida viu seu potencial destrutivo e a comparação mais recorrente foi com uma granada sem pino: ninguém sabe quando, mas vai explodir e vai fazer um estrago. O que quase todos reconhecem é seu futebol de alto nível – a questão é se compensa.

Assim, compensa

Felipe Melo
Cesar Greco / Ag.Palmeiras

Apostar em sua permanência para 2018 foi um risco gigantesco que a diretoria resolveu assumir. Não sabemos ao certo se por iniciativa própria ou se foi aconselhado por amigos e familiares; não sabemos se levou uma enquadrada da diretoria ou dos próprios companheiros: o fato é que Felipe Melo resolveu, finalmente, focar na bola. O resultado está aí.

Seu desempenho nesses primeiros movimentos da temporada tem sido primoroso. Muitos jogadores se sustentam na carreira apoiados em estatísticas que brigam com a feiúra do futebol exibido. O futebol de Felipe Melo agrada aos olhos tanto de quem gosta de jogo aguerrido, quanto de quem prefere a elegância. Tudo isso com números espetaculares. É tudo dele.

Hashtag-tenso!

Felipe Melo
Divulgação

Todo o equilíbrio do time passa por Felipe Melo. Ele é o centro de gravidade do Palmeiras, dentro e fora do campo.

No gramado, protege a zaga, intimida adversários, desarma, faz a saída de bola e faz lançamentos magistrais que resultam em gols. Fora dele, basta um destempero seu para que o ambiente sempre inflamável do Palmeiras entre em combustão.

Ter Felipe Melo no elenco é garantia de fortes emoções. É #tenso. Ele está jogando muito e tê-lo no time dá um prazer enorme, some-se a isso a perspectiva de acontecer uma merda colossal a qualquer momento que torna tudo mais eletrizante. A sensação é ruim e boa ao mesmo tempo – pelo menos enquanto a granada não explode.

Uma granada sem pino VAI EXPLODIR. A questão é se a metáfora está bem empregada. Se explodir, estará confirmada. Mas o Felipe Melo de 2018, em vez de uma granada sem pino, pode estar mais para um pitbull com coleira, educado e bem treinado, sob controle, imponente e pronto para agir quando preciso. Aí sim!


Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Antes de ser contratado e pelos antecedentes, achei que a vinda dele poderia ser um tiro no pé. Qdo da apresentação, no começo da entrevista ele mostrou os dentes e rosnou (feito um pitbull) e pensei, danou-se, e mais pra frente ele disse “dar tapa na cara de uruguaio” e tive certeza que tinha ferrado com tudo de vez. Sabemos que os sulamericanos todos são visceralmente contra os times do Brasil e sabem como ninguém provocar nossos jogadores que acham que “não podem levar desaforo pra casa” mesmo correndo o risco de ser expulso e suspenso por vários jogos. Sabemos também que os árbitros (sulamericanos) via de regra, fazem vistas grossas qdo os brasileiros são marcados com virilidade e muitas vezes agredidos e também por culpa nossa pois simulamos mais do que realmente foi o lance. Ainda temos que cultivar muito a capacidade de dosar os ânimos na dose certa.

    Após todas as trapalhadas (que prejudicaram o time), “parece” que neste começo de ano FM está se conscientizando do que é jogar um esporte coletivo. Tecnicamente está muito bem e só no 1º jogo da temporada deu 2 entradas com “força excessiva” mas não chegou a levar cartão. Esperamos sim que ele jogue pelo time mas muito mais para o time.
    Avanti VERDÃO!

  • Concordo com tudo. Mas acho que o Melo ainda não provou nada. Com o time bem postado é fácil ficar ali na frente da zaga. Ele faz mais do que isso, é praticamente um Pirlo. Mas quero ver se ele vai dar conta de segurar um contra-ataque rápido. Quanto ao temperamento, acho que ele é psicopata e não tem jeito. Ele só joga por ELE, o Palmeiras vem depois. Se hoje ele briga pelo Palmeiras é porque a maioria da torcida apoiou suas loucuras no ano passado. Ele se sente envaidecido pelo apoio da torcida. O amor pode acabar tão rápido como surgiu. oremos!!

  • To aqui lendo diversas matérias exaltando as boas partidas dele, muita gente (eu tbm) se rendendo ao bom futebol dele e seu bom momento, só espero, de verdade, que ele não cague nisso tudo, que tenha noção do seu momento e de quão importante ele é pro Palmeiras hoje e que pode conquistar muita coisa aqui.

  • Tenho medo de como ele vai se comportar em um jogo como Palmeiras x Boca…. Tenho certeza que uma das estratégias deles será provocar o Felipe Melo para ser expulso.

    • Tinham medo contra o Penarol. Ele se comportou bem nos dois jogos, só deu a muqueta na cara do nego porque estava ameaçado

  • Confesso que quando ele foi contratado não gostei, até porque não sabia se ele era/estava bom tecnicamente. O temperamento eu sabia que era ruim, mas vi que era ainda pior do que eu pensava. Nesse ano de 2018 ele está jogando o fino, mas acho que algumas entradas dele são “viris” demais, isso pode levar a algumas expulsões desnecessárias. Outra coisa: não o vejo com a velocidade suficiente para acompanhar um atacante rápido, estilo Jesus ou Berrio, vai ter que compensar com colocação.

  • Texto primoroso! Felipe Melo é uma enorme incógnita! Só discordo do soco sem responsabilidade. Ali, ele não tinha alternativa.

  • Com a bola nos pés joga muito, mas as vezes peca pelo excesso. Uma coisa que estou percebendo é uma certa dose de “cuquismo” colocando ele como vixe capitao, tentante repetir Roma mesmo sucessosfeitoscom o Dudu em 2016. E esperar para ver.

  • Ótimo jogador, mas de caráter bastante duvidoso. Mais do q granada sem pino ou pitbull na coleira, temo q seja uma bomba-relógio. É torcer para nada melindrá-lo, pois qdo o bicho pega só pensa nele próprio, foda-se o time, foda-se o clube (em se tratando de caráter joga no time do Gladiador).

  • Pitbull ta comendo bola, jogando muito. Com ele não tem bola perdida não. Quem vai meter bronca no time e intimidar os adversário? por mim ele é titular absoluto. quero ver ele rachando os argentino em la bombonera, e lá na frente Dudu e Borja fazendo gols.

  • FM tá jogando muito, ainda bem que queimei minha língua, só torço que continue concentrado em apenas jogar bola, as declarações que ele dá são desnecessárias, se ele apenas jogar bola será muito bom.

  • Achei que o real problema dele foi com o Cuca… De resto foi só mimimizinho. Dentro de campo é monstruoso, marca bem, passa muito bem, é bom de cabeça, enfim… um baita jogador, vale à pena o risco.

  • Um elenco desta qualidade não precisa dum jogador que tem o potencial de causar estragos como o FM. Nem acho que ele joga tanto assim. O projeto de uma temporada pode ser perdido num momento em que a granada explodir. Espero estar errado. Sei que falo pela minoria mas é a minha opinião

  • Nunca acompanhei esse jogador, exceto na Copa. O episódio marcou muito o torcedor, e o jogador seguiu sua vida sem maiores problemas na Europa.

    A combinação Palmeiras + FM é explosiva. Ele tem e terá só dificuldades por ter vindo pra cá e não pra mulambo ou gambá. E ainda pegou o Cuca de técnico.

    Surpreendeu sua postura dentro de campo, imponente, ameaçador e por que não negociador? Engraçado que ele fala bastante durante o jogo e os árbitros e adversários o ouvem, mesmo não sendo capitão. As jogadas pesadas ocorrem, raras vezes ele não visa ou não acerta a bola.

    Se tiver mais gás que ano passado, pode ser um volante bom pra nós. Técnica e senso tático não faltam.

  • Felipe Mello já está marcado pelos adversários…não tem mais jeito.
    Principalmente na Libertadores, ele será muito provocado e terá que ter um auto-controle que não sei se ele será capaz de apresentar…estaremos correndo risco constante de ficar com um homem a menos.
    Na minha opinião é um risco desnecessário quando se tem o Tiago Santos no banco.

  • O Felipe Melo é um excelente jogador, com grande capacidade técnica. No entanto, tenho a impressão de que ele coloca por vezes seu marketing pessoal acima dos interesses do Palmeiras. Me parece, posso estar errado, que ele quer ser mais valorizado, em seu aguerrimento e comprometimento, do que deseja ver o time vencedor. Isso precisa ser corrigido. Vejo o episódio do vídeo vazado acidentalmente (será???) como um erro gravíssimo, não apenas com relação ao treinador mas em relação ao clube. Se ele estiver disposto a não repetir isso e procurar priorizar o time e não o próprio protagonismo, vejo nele um grande trunfo para a equipe.

  • parece q fisicamente ele tbém está bem melhor q ano passado; agora vamos esperar p ver nos clássicos e jogos maiores…
    mas q ele pensa rápido no momento de decidir a jogada, isso sim … tá ótimo!

  • Na época do episódio com Cuca os dois tinham uma certa dose de culpa e tbm de razão. A hierarquia dentro do elenco não poderia ser desesreipeitada, porém alguns jogadores precisavam ser cobrados naquele momento e ao que tudo indica, o Cuca não estava cumprindo com essa tarefa e isso não passou despercebido pelo volante.
    Agora é treinador novo/vida nova, só espero que o pino da granada não saia e que ele não entre na pilha dos adversários, principalmente na libertadores.

  • Talvez, o grande erro do FM foi ter dito que “daria tapa na cara de uruguaio”, mas, para quem jogou futebol sabe que deve ser muito bom dar tapa na cara de uruguaio, e de argentino, e de paraguaio, e de venezuelano, e de chileno, porque os caras abusam da cera e da violência. Quanto à relação de FM com o Senhor Alex Stival, fica claro que o Professor Cuca destruiu o vestiário palmeirense. Coloco na conta do Cuca o ano decepcionante e as derrapadas de muitos jogadores no ano passado, incluindo o Roger Guedes. Entre Felipe Mello e Cuca sou muito mais Felipe Mello. Obs: não tenho twitter e nem acompanho o FM nas redes sociais.

  • Que texto sensacional! Vamos torcer e aguardar que essa granada não exploda e só continue a jogar futebol (e como ta jogando)

  • Ta no time mais bem estruturado do pais, ganha bem, recebe em dia, o que ele precisa mais?? só tem que jogar bola fazer o que sabe melhor, e esquecer rede social, tv, nas horas vagas aproveitar com a familia, só isso, facil, facil

  • é claro que ele ainda vai dar o que falar, vai ter confusão sim, mas até aí edmundo era explosivo e mesmo assim valia a pena ter ele no time. se não me engano ele não foi expulso nenhuma vez ainda, está conseguindo se conter…. mas uma hora a granada explode sim. só espero que não nos custe um campeonato

  • Nesse afastamento do ano passado ele testou o mercado e ninguém o quis para pagar o que o Palmeiras paga. Portanto, para manter o bom contrato que tem, não pode mais criar confusão. Tem que jogar bola. Quando ele faz isso, o resultado é ruim para os adversários.

  • Acabei de comentar no pós jogo sobre, não tinha visto essa matéria.

    FM de boca fechada é um craque, aparentemente esse ano ele focou no futebol e deixou um pouquinho de lado o marketing, com isso as polêmicas tbm sumiram, espero que continue assim e teremos um pitbull protegendo a área!

  • Eu ainda sinto-me temerário em relação a permanência dele por aqui porque o comportamento parece ir sempre de acordo com algum interesse a mais (do atleta), não consigo achar que os episódios de destempero dele possam ser resumidos assim – o ‘apoio’ declarado a um tal político aí me faz crer nesta hipótese.

    Enquanto ele estiver convencido de que pode (e deve) se impor apenas no ótimo futebol que joga, tudo bem. Até aqui está sendo o Felipe Melo que todos nós gostaríamos de ver jogar – e apenas jogar.

    Em tempo, torço muito para que ele cale minha desconfiança!

  • Felipe Melo excelente jogador. Técnica requintada no trato com a bola. Conhecimento e inteligência tática acima da média.

    Já não tem o mesmo vigor físico e isto poderá comprometer em algumas situações de jogo.

    Dentro das 4 linhas, jogando pelo Palmeiras, nunca foi uma granada sem pino. No Uruguai apenas se defendeu.

    Fora das 4 linhas, no ano passado, sempre foi uma granada sem pino e esta explodiu algumas vezes. Foi péssimo exemplo de profissionalismo.

    Se continuar discreto fora das 4 linhas, como está neste ano, só teremos a ganhar…

  • Lembra do episódio do Domingos com o Diego Souza? Que entrou, bateu no nosso melhor jogador, e saiu de campo fazendo positivo pro treinador?
    Imagino que essa será a postura dos estrangeiros com o Felipe Melo em campo.
    Tomara que façam um trabalho muito bom com a cabeça do Felipe Melo pra preparar ele pra esses jogos, principalmente contra o maldito Boca Juniors

  • Se jogar calado e em boa forma física, como está agora, é um excelente jogador e titular absoluto. O problema é se ele estourar. Isso pode jogar um campeonato ou uma temporada toda no lixo. Não dá pra saber antes. É torcer pra ele apenas jogar bola calado e sem entrar em confusão.

  • Acho que o chefe, nesse caso o Roger, tem que saber tirar o melhor de cada funcionario, nesse caso o FM, penso que o melhor dele é a raça, disposição, e vontade de vencer sempre, não deixar o elenco se acomodar em campo. Tenho certeza se ele estivesse em campo no jogo com os gambas ano passado não teriamos perdido, ele é cara pra esse tipo de jogo, decisivo, brigado, no minimo ele consegue no campo desequilibrar o emocional de alguns jogadores do adversario, ha jogos que precisa de alguem que grita,xinga,morde,empurra

  • Felipe Melo errou sim. Mas estava certo em relação ao Cuca (digo taticamente) e Guedes. E no Uruguai ele foi vítima ( a coisa ia ficar bem feia se ele não tivesse tomado a atitude de dar aquele soco).

    Pra mim Cuca foi o maior culpado pelo desastre do ano passado. E não soube usar o que Felipe Melo tem de bom, que é sua qualidade técnica dentro de campo, aliás não soube usar Keno, Michel Bastos e Jailson também…

    Eu acho que os torcedores se preocupa muito com palavras, sendo que, o que importa é o futebol dentro de campo.

    Se for mal dentro de campo vou criticar, fora isso que a comissão técnica e diretoria controle o ego dos jogadores.

  • A qualidade técnica é inquestionável – o temperamento explosivo também. Que ele use Dudu como exemplo, que de bad boy estourado e problemático passou pra capitão, líder, e exemplo. Melo tá com a faca e o queijo na mão. Mantenha a cabeça, jogue tudo que sabe e a torcida abraçará a causa.

  • Os dois casos, tanto com Cuca quanto com Roger Guedes , na época que aconteceram, pegou muito mal para o FM. Passado um tempo, percebe-se que ele não estava tão errado assim. A forma como agiu e o momento não foram nada legais, muito pelo contrário, colocou uma pressão no elenco, diretoria e inflamou parte da torcida. Agora o conteúdo e suas motivações não estavam de todo errado. Guedes já causando no Galo e Cuca no final confirmou que em seu retorno já não tinha a mesma paciência e disposição para administrar o vestiário. Quase queimou o Keno e Borja, afastou o FM e deixou um time sem alma em campo.
    Como Futebol é momento, o momento do FM é excelente, espero que se mantenha assim quando começarem os jogos grandes, contra adversários de maior peso e em jogos que realmente tenham valor.
    Que a diretoria , Mattos , Cícero e agora com o apoio do Zé Roberto consigam recolocar o pino da granada e segurar o pitbull que parece estar mais focado e direcionando sua energia para o que é realmente importante. Jogar Futebol.

  • Futebol sabemos que ele tem, e tem demonstrado isso em campo… Que fique longe do computador e dos champagnes que tá tudo certo. Continue de boca fechada e calando muitas bocas.

  • Preferia que tivesse saído no fim do ano. Mas, já que não saiu, que fique “calmo e tranquilo”, pq jogar já vimos que ele sabe.

  • Que ele não crie novos problemas esse ano e que continue jogando muito bem assim, pois dessa forma aumenta demais o nível do time. Joga muito, é importante pra equipe, mas desde que a granada não exploda! Estamos torcendo muito para que não exploda!

  • Ainda acho o FM um jogador muito fraco na marcação.
    Estamos jogando contra times fracos do interior e veja como sofremos com chutes de fora da área. Ainda bem que os chutes são ruins e, quando vão no gol, temos um goleiro seguro.
    Assumo que sua melhor característica é o passe longo. Porém, esses passes saem apenas quando ele não está sendo marcado. Quando jogarmos com times iguais, que espelham a marcação, com um meia que acompanha o volante no nosso caso, esses passes não sairão e ainda teremos problemas na saída de bola, já que o FM não dá opção de saída e fica parado ao lado dos zagueiros, não abrindo espaços para Tchê Tchê e Lucas Lima.
    Em resumo, FM funciona bem contra times pequenos e em campos não tão ruins, mas acho que continua sendo uma peça sem mobilidade suficiente para marcar e abrir espaços na saída de bola curta.

    • O que me parece é que o Roger tem conseguido compactar as linhas e acertar a recomposição, justamente o que deixava FM (ou qualquer outro 1º volante) distante nas saídas de bola e vendido demais na retomada quando não tínhamos a bola nos esquemas do Eduardo Bapstista e do Cuca. Como você bem citou, por vezes, ainda sofremos com os arremates de fora da área, mas não vejo essa pegada como falha exclusivamente dele ou do Tchê2, por exemplo.

      • isso, ajuda aí !!! As vezes parece que vocês querem que essa ‘granada’ exploda pra falar, viu eu avisei

        • O texto começa explicando sobre a granada sem pino, mas na segunda parte fala do pitbull na coleira, reconhecendo tudo o que ele tem feito de bom. No final, conclui dizendo que parece ser bem provável (pelo histórico) que a granada exploda, mas torcendo que isso não aconteça pois está jogando demais.
          Muitos (eu estou incluído) eram a favor de ele ter saído no final do ano passado para não termos que lidar com esse tipo de situação, pois FM é alvo fácil para times catimbeiros que tem histórico de favorecimento da arbitragem e da mídia.
          Mas ele ficou. Então que tiremos o máximo proveito de suas potencialidades e trabalhemos para reduzir seu ônus.

      • Gosto de sua frase. “Eu sou responsável por aquilo que escrevo e não por aquilo que entendem.” Eu entendi perfeitamente e concordo completamente com seu brilhante texto. Parabéns.

  • O episódio do audio supostamente vazado onde ele chama o cuca de mal carater e se joga para o flamengo me fez pegar uma birra imensa dele.

  • Tomara que o Roger tenha muita sensibilidade pra usar o Felipe Melo durante a temporada. Eu tenho certeza de que se ele estiver em campo contra o Boca Jrs, por exemplo, Tevez vai provocar e ele vai comprar a briga mesmo não querendo. O episódio do Uruguai ano passado deixou isso bem claro.
    Tem jogo que ele não vai poder jogar. Por sorte nosso elenco compensará a sua falta.

  • Torço muito para que ele continue ao longo do ano como esteve nesses primeiros 4 jogos. Dessa forma é um jogador que faz muita diferença para melhor.

    Mas ainda aguardo vê-lo marcando jogadores mais habilidosos e velozes, que foi onde teve maior dificuldade em 2017.