Jogadores ganham folga até quarta-feira e Abel planeja período sem jogos: “afinar os processos”

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras
Cesar Greco

Abel afirmou também que o foco dos treinamentos não será no Atlético-MG

Após vencer o Athletico-PR no último sábado por 2 a 1, o Palmeiras só voltará a campo daqui a duas semanas para enfrentar o Flamengo no Allianz Parque, em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time de Abel Ferreira terá todos estes dias livres porque a CBF decidiu adiar o jogo contra o Ceará, que aconteceria no próximo domingo, em função das Eliminatórias Sul-Americanas para que os times brasileiros, que tiveram jogadores convocados, não fossem prejudicados. Diante disso, a diretoria alviverde, em conjunto com a comissão técnica, decidiu dar folga aos jogadores até quarta-feira às 10h, quando eles se reapresentarão na Academia de Futebol.

Assim que retornarem, o plano de Abel e seus auxiliares para este período é aprimorar os processos de jogo da equipe e também aumentar o ritmo dos jogadores que não atuam com frequência.

“É bom ter este tempo de trabalho. Bons espetáculos só existem quando os protagonistas estão disponíveis para suas equipes. Vamos aproveitar esses dias para afinar processos, nossa forma de atacar e defender. Além das transições, bolas paradas e os pênaltis, que tantos sofremos este ano”, disse o comandante em entrevista coletiva no sábado.

“Além disso, vamos aproveitar estas semanas para dar ritmo aos que não estão tendo tanta competição. Deixar todos prontos para os encontros daqui a 15 dias. Manter os níveis competitivos no máximo. Eu disse aos jogadores: nós, a 100% da nossa capacidade, podemos ganhar de qualquer equipe”, acrescentou.

Abel descarta direcionar estratégia de treinamentos somente para o Atlético-MG

No final do mês passado o Palmeiras teve duas semanas livres (com dois jogos pelo Brasileiro intercalados nos finais de semana) até o primeiro confronto diante do SPFC na Libertadores e Abel revelou que utilizou aqueles dias como preparação para os jogos contra o rival.

Para o jogo frente ao Atlético-MG pelas semifinais da competição continental, contudo, a estratégia não se repetirá.

“Ainda não pensaremos no Atlético [nas próximas duas semanas]. Teremos jogos mais importantes até este jogo [referindo-se ao Flamengo, pelo Brasileirão]. Nosso problema contra o Cuiabá foi porque estávamos pensando na Libertadores. Não podemos repetir isso, mesmo que a vitória seja muito saborosa, temos que esvaziar nossa adrenalina e começar tudo de novo”, revelou.

Com o DM quase vazio (apenas Luan Silva está machucado no momento), o período sem partidas servirá também para que o lateral-esquerdo Jorge avance em seu processo de recondicionamento físico. Na semana passada, o camisa 6 chegou a participar parcialmente de um treinamento e seu retorno aos gramados está mais próximo.