2
X
2

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Bahia

Na tarde deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o Bahia no Allianz Parque, em jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Há quatro jogos sem vencer na competição, o Verdão poderá diminuir a vantagem do Santos para apenas um ponto caso quebre a má sequência.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionado:
Carlos Eduardo (caxumba)
Suspenso: Gustavo Gómez

Pendurados: Antônio Carlos, Diogo Barbosa, Zé Rafael e Deyverson

Os três reforços estão à disposição de Felipão: Vítor Hugo, Henrique Dourado e Luiz Adriano treinaram normalmente e só dependem da decisão do treinador, bem como Ramires, recuperado da lesão na coxa direita.

Dos três, Vítor Hugo é o que tem mais chances de (re)estrear, já que Gustavo Gómez está suspenso com o terceiro cartão. O ataque segue sendo um mistério; Felipão tanto pode manter o time que vinha jogando e introduzir os reforços aos poucos, como pode promover suas entradas e mexer no sistema principal. Uma possível escalação para a partida é Weverton; Marcos Rocha, Luan, Vítor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Gustavo Scarpa, Dudu e Willian (Luiz Adriano) e Borja (Luiz Adriano).

Bahia

BahiaRoger Machado reencontra o Verdão e não vai poder contar com três jogadores que pertencem ao Palmeiras: Juninho, Guerra e Artur, este último titular de destaque. O venezuelano está lesionado e não poderia nos enfrentar de qualquer forma. Outros quatro atletas estão no DM e também estão fora: Elton, Ernando, Iago e Rogério.

Assim, Roger  deverá se virar com o que o elenco lhe proporciona e deve mandar a campo Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Wanderson e Moisés; Gregore e Flávio; Élber, Ramires e Lucca; Gilberto.

Números

  • O Palmeiras já enfrentou o Bahia 53 vezes desde 1937 e tem ampla vantagem no confronto direto: são 28 vitórias, 16 empates e apenas 9 derrotas.
  • Nas 22 partidas em que foi o mandante, o Palmeiras venceu 12, perdeu e empatou 5 vezes.
  • Os dois times se enfrentaram 41 vezes por Brasileiros, e o Palmeiras venceu 21 vezes, com 11 empates e 9 vitórias do Bahia.
  • A exemplo do que ocorre com o Grêmio, nas partidas em que recebe o Bahia o Palmeiras costuma jogar on Pacaembu – apenas uma vez as duas equipes se encontraram no Allianz Parque, e o Verdão venceu por 3 a 0, em 2018.

No calendário

O Palmeiras já disputou 18 jogos  no dia 11 de agosto. Curiosamente, até 1965 venceu os nove jogos disputados nesta data. Após esse ano, disputou mais nove partidas e jamais voltou a vencer. Veja a lista completa:

11 de agosto

Lei do Ex

  • Do lado de cá: Zé Rafael
  • Do lado de lá: João Pedro, Jackson e Fernandão

Arbitragem

Igor Junio BenevenutoÁrbitro Principal:
Igor Junio Benevenuto

Ricardo Marques RibeiroVAR:
Ricardo Marques Ribeiro

Projeção de pontos

De acordo com a projeção de pontos feita antes do início do campeonato, estamos dois pontos abaixo. A meta para este jogo era de vitória. Portanto, qualquer tropeço significará perda real de rendimento, além de desperdiçar a chance que o Santos proporcionou a todos ao perder o clássico para o SPFC (!) ontem à tarde.

Parpite

Jogo difícil, mas o jogo do Felipão encaixa bem com o do Roger e deve dar Verdão: 2 a 0, gols de Gustavo Scarpa e Luan, para 34.678 pagantes  VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Escolha a emissora e sincronize a imagem com o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

TV GloboGlobo (para SP, RS, GO, TO, MS, MT, BA, SE, AL, RN, CE, MA e PA)

PFCPFC

TNTTNT

 

Pós-Jogo

Palmeiras 2x2 BahiaCesar Greco/Ag.Palmeiras

Com um ótimo público no Allianz Parque, o Palmeiras ficou no empate como Bahia e não aproveitou a chance de encostar no Santos, que havia perdido na véspera. A distância fica em três pontos, mas o Verdão segue firme na disputa.

O resultado do jogo poderia ter sido diferente não fosse a desastrosa arbitragem de Igor Junior Benevenuto e de seu comparsa na cabine do VAR, Ricardo Marques Ribeiro, o Margarida. Além de lances “interpretativos” em que sempre decidiu contra o Palmeiras, nos lances em que uma mera consulta ao VAR teria corrigido a marcação de campo a dupla deliberadamente ignorou o recurso de vídeo e manteve o resultado. O Palmeiras foi claramente roubado, deixa de somar dois pontos importantes e agora resta à diretoria protestar e exigir punições à dupla de larápios.

Primeiro tempo

Felipão promoveu as estreias de Vitor Hugo e Luiz Adriano desde o princípio, além da volta de Zé Rafael no lugar de Willian. O time se mostrou desde o início bastante dinâmico, com muita movimentação e aproximação entre as peças de ataque, ainda mais com a ativa participação de Bruno Henrique, Marcos Rocha e Diogo Barbosa no apoio.

10'
Palmeiras

Dudu tocou de calcanhar para Gustavo Scarpa, que cruzou de trivela para a área; Luiz Adriano conseguiu o cabeceio, mas não pegou em cheio na bola, que saiu à direita de Douglas.

13'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Dudu roubou a bola no meio e abriu na esquerda para Gustavo Scarpa, que cruzou na risca da pequena área; Moisés errou o corte e tocou em direção ao gol; Douglas defendeu parcialmente e Dudu aproveitou o rebote para abrir o placar.

17'
Palmeiras

Scarpa bateu escanteio da esquerda e Felipe Melo testou forte, no chão – tão forte que a bola acabou encobrindo o travessão. Douglas não teria chance.

18'
Palmeiras

Em mais um escanteio da esquerda batido por Scarpa, foi a vez de Vitor Hugo testar para o gol, mas mandou por cima. O Palmeiras sufocava o Bahia em sua área.

Roger Machado percebeu que precisava sair de trás e passou a jogar de forma mais vertical, com mais velocidade, e com isso prendeu mais Bruno Henrique e nossos laterais.

26'
Bahia

Élber puxou um belo contra-ataque, percebeu Gilberto fazendo o facão e tocou; o atacante do Bahia tirou de Weverton e tocou para o gol, mas Luan bloqueou o camisa 9 e impediu o empate.

30'
Bahia

Jogada de habilidade de Élber, que ajeitou o corpo e e experimentou Weverton de fora – nosso goleiro agarrou firme.

33'
Palmeiras

Jogada rápida pela direita de nosso ataque; Marcos Rocha cruzou por baixo e Luiz Adriano emendou de chapa, da entrada da área, e  obrigou Douglas a voar no ângulo esquerdo para salvar o segundo gol de mão trocada.

40'
Palmeiras

Em jogada clássica, Gustavo Scarpa recolheu pela direita, trouxe pra dentro e bateu de canhota, com curva, obrigando Douglas a fazer mais uma defesa.

47'

Felipe Melo entrou com força excessiva numa disputa pelo alto e acertou Lucca. O árbitro expulsou direto, sem consultar o VAR. O lance é de interpretação, mas as imagens deixam claro que Felipe Melo subiu para o lance com o braço esticado e a mão espalmada, descaracterizando a agressão. Aos 52 minutos, o meliante de amarelo encerrou o primeiro tempo da partida.


Segundo tempo

Para cobrir a perda de Felipe Melo, Felipão sacou Zé Rafael, amarelado, para a entrada de Thiago Santos. O primeiro tempo havia terminado de form muito tensa e o intervalo não foi suficiente para acalmar os ânimos, que seguiram acirrados.

2'
Bahia

Gol do Bahia – Arthur Caíke subiu na área e testou um cruzamento da esquerda; Diogo Barbosa subiu com os braços abertos e a bola acabou esbarrando num deles. O juiz não viu no momento, mas o VAR, atento, o chamou para revisão. Cinco minutos depois, Gilberto bateu o pênalti e empatou o jogo.

Com um a menos e precisando de mais um gol, o Palmeiras foi pra cima, dando os contra-ataques para o time visitante.

13'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Marcos Rocha cobrou lateral; a bola passou por Wanderson e Vitor Hugo e sobrou para Dudu, que fuzilou Douglas de cabeça; o goleiro fez uma defesaça mas Dudu mais uma vez aproveitou o rebote para desempatar o jogo a favor do Verdão.

15'
Palmeiras

Scarpa fez excelente jogada pela esquerda e cruzou por baixo; Luiz Adriano se atirou na bola mas não alcançou por muito pouco, perdendo a chance de matar o jogo.

23'

Felipão trocou Luiz Adriano por Deyverson. O jogo seguia nervoso e Deyverson, além de explorar os espaços deixados pelos visitantes, entrou para enervar os adversários com seu modo lacraia ativado.

Por mais de 20 minutos o Bahia, atrás no placar e com um jogador a mais, não conseguiu ameaçar o gol de Weverton. O Palmeiras controlava a partida de forma muito tranquila.

33'
Bahia

Gol do Bahia – Arthur Caíke disputa a bola com Luan dentro da área, ela passa pelos dois, que se chocam. O jogo seguiu por quase um minuto, até que a bola parou e Margarida chamou o árbitro para conferir  jogada. Sem nenhuma vergonha, Igor Junio Benevenuto marcou o pênalti que Gilberto, mais de cinco minutos depois, converteu.

41'

Dois minutos depois de receber cartão amarelo, Gregore fez falta por trás em Dudu e foi expulso. O Palmeiras tinha mais de dez minutos para tentar, no 10 contra 10, fazer o gol da vitória.

42'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu a falta, que era frontal, na barreira.

43'
Palmeiras

Diogo Barbosa tentou a finalização do bico da área, mas mandou por cima. Ele tinha espaço para tentar algo diferente.

44'
Palmeiras

Dudu fez linda jogada pela direita em cima de Moisés, invadiu a área e soltou um canudaço, mesmo com pouco ângulo; Douglas espalmou a escanteio fazendo mais uma defesaça. Excelente partida do goleiro do Bahia.

45'
Palmeiras

Deyverson recebeu pela esquerda, invadiu a área e foi calçado por Ezequiel. A jogada foi duvidosa, mas o juiz não teve a menor preocupação em consultar o VAR.

51'
Palmeiras

A bola foi lançada na direita; Dudu estava impedido mas não participou do lance, que teve sequência com Marcos Rocha, que estava pelo menso dois metros em posição legal; nosso lateral invadiu a área e foi derrubado por Wanderson. Sem consultar o VAR, a arbitragem marcou impedimento no lance. Uma vergonha.

Aos 55 minutos, o juiz encerrou a partida e foi homenageado por nossa torcida.





Fim de jogo

Perdemos dois pontos, mas jogamos bem. Mesmo com um a menos, construímos a vantagem no placar, que nos foi tungada. Buscamos o gol da vitória, mas a arbitragem deu seu máximo para não nos permitir, e conseguiu.

Tudo o que esperamos agora é uma reação efetiva de nossa diretoria no sentido de punir não apenas o árbitro de campo, mas também o do VAR, que agiram com claríssima má fé.

De resto, fica a expectativa pela evolução tática do time após a entrada de Luiz Adriano, que ainda precisa de mais entrosamento, mas mostrou ótima desenvoltura e capacidade técnica. O campeonato segue aberto e tem muito jogo pela frente. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Bahia

GOL
Douglas
LAD
Nino Paraíba
LAD
Ezequiel
ZAG
Lucas Fonseca
ZAE
Wanderson
LAE
Moisés
VOL
Gregore
VOL
Flávio
MEI
Eric Ramires
MEI
Élber
MEI
Giovanni
ATA
Arhur Caíke
MEI
Lucca
ATA
Gilberto
TÉCNICO
Roger Machado

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Além dos pênaltis, fez uma partida bem tranquila.
6.5
Marcos Rocha
Apoiou bem, participou da construção de boas jogadas e do segundo gol.
7
Luan
Jogou muito e mostrou que pode formar uma boa dupla com Vitor Hugo, caso necessário.
8
Vitor Hugo
Boa estreia, com bom posicionamento , velocidade e explosão física.
7
Diogo Barbosa
Também apoiou bastante e não teve maiores problemas na marcação.
7
Felipe Melo
Embora tivesse dado sinais de que o pino da granada estava meio frouxo, a jogada da expulsão, mesmo desnecessária, foi punida com exagero.
6
Bruno Henrique
Marcou muito, principalmente no segundo tempo, e apoiou muito bem.
7.5
Gustavo Scarpa
Fez um primeiro tempo brilhante, e só o que atrapalhou um pouco foram os lances afobados no final do jogo, quando desperdiçou dois ataques. Excesso de vontade.
8
Dudu
Dois gols de oportunismo, muita luta, muita BRIGA, expulsou o Gregore e quase fez o gol da vitória no fim.
9
Zé Rafael
Vinha fazendo um jogo interessante, mas acabou amarelado, levou uma pancada na coxa e precisou sair.
6.5
Thiago Santos
Segurou a bronca no segundo tempo, jogando como em suas melhores partidas.
7
Luiz Adriano
Estreia muito interessante, dando novas opções para Felipão armar o time ofensivmente. Parece ter ganho a titularidade sem maiores discussões.
7
Deyverson
Entrou na parte final, lacraiou, provocou, mas não produziu muito. Mas parece que sofreu um pênalti não revisado pelo VAR.
6
Luiz Felipe Scolari
Luiz Felipe Scolari
Leu bem o time do Bahia antes da partida, sufocou o adversário e mostrou um time bem mais ofensivo que seu padrão. Todo mundo gostou.
7.5