0
X
1

Red Bull Bragantino 0x1 PalmeirasCesar Greco

O Palmeiras venceu mais uma vez o Bragantino, no Marcelo Stefani, e passou às semifinais do Paulistinha. Rony fez o único gol do jogo aos  32 minutos do segundo tempo.

E o vexame continua! Contando estadual e Libertadores, esta foi a sexta vitória seguida do Palmeiras, que agora enfrenta o SCCP pelas semifinais do torneio da FPF.

Primeiro tempo

5'
Palmeiras

Gustavo Scarpa enfiou para a passagem de Viña, que cruzou por baixo; Lucas Lima chegou para bater mas foi travado por Ligger.

10'
Red Bull Bragantino

Aderlan tabelou com Artur e, mesmo com pouco ângulo, bateu forte, no canto esquerdo baixo de Weverton, que encaixou.

19'
Palmeiras

Escanteio curto na esquerda; Willian suspendeu; a zaga raspou e Danilo matou no peito, no bico da pequena área, e bateu de chicotada na bola – ela bateu forte na grama, subiu e beijou a forquilha esquerda antes de sair.

28'
Red Bull Bragantino

Artur bateu o escanteio da direita na meia-lua; Claudinho ajeitou o corpo e bateu com muito estilo; a bola explodiu no travessão de Weverton; Aderlan pegou o rebote de cabeça e tentou acertar o canto direito, mas errou o alvo.

32'
Palmeiras

Danilo Barbosa recebeu na meia direita, fintou o marcador e soltou o torpedo; a bola tinha o endereço mas explodiu no corpo de Fabricio Bruno.

34'
Palmeiras

Wesley bateu lateral rápido, com Cleiton fora do gol; Willian tocou para Danilo, que chegou na corrida, ajeitou pra canhota e bateu rasteiro; Cleiton conseguiu chegar debaixo das traves e fez a defesa.

38'
Palmeiras

Viña apoiou e cruzou para a chegada de Wesley, que testou no meio de dois zagueiros, mas errou o alvo.


Segundo tempo

Os dois times voltaram sem alterações dos vestiários.

1'
Palmeiras

Na falta curta da direita, Willian levantou na área, Renan testou e a bola ficou viva, Gustavo Gómez recolocou dentro da pequena área e Danilo finalizou; Léo Ortiz salvou em cima da risca.

8'
Palmeiras

Wesley comandou o ataque e abriu para Lucas Lima, que enfiou no facão buscando Willian; Fabrício Bruno rebateu e Danilo Barbosa chegou batendo da meia-lua, mas pegou muito embaixo da bola.

15'
Palmeiras

Lucas Evangelista bateu mal na bola e deu de presente para Wesley, que arrancou em direção a Léo Ortiz, puxou de lado e tentou chutar, mas pegou muito mal na bola, que saiu totalmente sem direção.

20'
Palmeiras

O Palmeiras trocou passes na direita e Wesley tocou para Danilo, que tentou bater de esquerda, mas mandou por cima.

20'

Luiz Adriano entrou no lugar de Willian; Rony do de Wesley.

26'
Palmeiras

Mais um erro na saída do Bragantino; Luiz Adriano acionou Rony que adiantou um pouco a bola e acabou finalizando prensado; a bola saiu fraca e Cleiton aparou tranquilo.

31'
Red Bull Bragantino

Ligger cruzou, Renan desviou e Aderlan pegou a sobra no bico da área e disparou; a bola saiu à direita de Weverton.

32'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! A bola foi enfiada para Luiz Adriano, que fez a tabela para a entrada de Gustavo Scarpa, que passou por Léo Ortiz e tocou por baixo de Cleiton; a bola bateu no goleiro, na grama e subiu, beijando o travessão; Rony entortou todo o corpo para conseguir aproveitar o rebote e testar para as redes.

34'

Victor Luis e Marcos Rocha entraram nos lugares de Viña e Lucas Lima.

41'
Palmeiras

Scarpa abriu para Victor Luis que disparou um foguete; a bola descaiu perigosamente mas ainda assim passou sobre o travessão.

45'

Marcos Rocha sentiu uma fisgada e deu lugar a Luan.

48'
Red Bull Bragantino

Claudinho bateu escanteio da esquerda; Cleiton foi pro ataque e cabeceou, à direita de Weverton.

49'

Raphael Claus, que não atrapalhou o jogo, encerrou a disputa.



Ficha Técnica

Red Bull Bragantino

Cleiton
Fabrício Bruno
Léo Ortiz
Ligger
Aderlan
Ramires
Ryller
Lucas Evangelista
Helinho
Claudinho
Edimar
Luan Cândido
Artur
Ytalo
Gabriel Novaes
Maurício Barbieri
TÉCNICO


Fim de jogo

Foi mais uma exibição muito segura do time misto do Palmeiras. Bem armado na defesa, o Palmeiras contou com o desgaste do Bragantino e com a entrada dos jogadores principais no segundo tempo para chegar a mais uma vitória.

Enquanto teve gás, o time da casa foi um osso duro de roer. Claudinho foi um perigo constante, exigindo atenção redobrada do sistema defensivo. Maurício Barbieri, que deve treinar o Palmeiras em algum ponto no futuro, espelhou o time de Abel e deixou Aderlan duelando com Viña no corredor que se formou do nosso lado esquerdo.

Lucas Lima demorou um pouco para encontrar a melhor posição no campo. Willian não estava em suas melhores noites. E assim o primeiro tempo acabou bastante travado, com poucas chances de gol – mas nem por isso deixou de ser um jogo de futebol bastante interessante de se assistir.

À medida que o tempo foi passando no segundo tempo, a diferença a nosso favor começou a se pronunciar. O Bragantino não dispõe de um elenco de apoio como o nosso e seus titulares, cansados por terem atuado na terça, começaram a perder o pique. Nosso time, que havia jogado no domingo (pelo menos a maioria dos que estavam em campo), estava muito mais inteiro.

Além disso, as substituições de Abel deixaram o time melhor ainda técnica e fisicamente. Luiz Adriano e Rony, zerados, fizeram a diferença, participando do gol apenas 12 minutos depois de terem entrado em campo.

Gustavo Scarpa segue sendo um jogador fundamental para o elenco. Os dois Danilos estão cada vez mais entrosados e formando uma dupla sólida, e ao mesmo tempo bastante móvel e habilidosa.

O esquema com três zagueiros, aliado à inteligência do elenco, que está conseguindo compreender e executar os pedidos da comissão técnica, às vezes precisando fazer alguns sacrifícios técnicos em nome do ganho coletivo, vem dando excelentes resultados, rapidamente.

Abel Ferreira segue fazendo seu brilhante trabalho e já pode, com 56 jogos (contando as vezes em que o time foi comandado por seus auxiliares), ser considerado um dos grandes técnicos da História do clube. Uma trajetória que, esperamos, ainda tenha muitos capítulos a serem contados. A começar por domingo, quando teremos mais um Derby pela frente. VAMOS PALMEIRAS!





  • Abel já disse que gosta muito do jeito do RB jogar.

    Significa que estudou o adversário.

    Certamente percebeu que quando Claudinho não consegue jogar, nada mais funciona.

  • O garoto Luan Silva, alguém sabe detalhes sobre a contusão que ele sofreu? Demasiadamente longa a recuperação dele…